quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Mês das Festas - I'm Dreaming of a White Ranger


FELIZ NATAL, MEUS GOSTOSOS E MINHAS GOSTOSAS!

Sim, eu sei que o post está MUITO atrasado. Mas me deem um desconto, sim? A depressão me pegou feio este ano, e passei o Natal com uma arma na boca... Eu...

domingo, 29 de novembro de 2015

Os Melhores Games Eróticos da Illusion


Atenção: Este artigo contém nudez e referências a sexo. Se você fica ofendido quando ouve falar em sexo, deixe de ser um puritano babaca. Sexo é muito legal.

Eu sou um homem solteiro.

O que não deve ser uma surpresa, afinal passei a maior parte da última década escrevendo sobre games, quadrinhos, e Anime. Se a experiência me ensinou algo, é que nada seca um par de calcinhas mais rápido do que um homem adulto comparando os parâmetros de defesa entre uma armadura Daedrica e outra feita de osso de dragão.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Prison School


Bom... Prison School.

Eu nem sei como apresentar este Anime pra vocês. De fato, nem vou tentar. É mais fácil se vocês apenas lerem o artigo.

Adiante então.

Atenção: Este artigo tem nudez e conteúdo potencialmente ofensivo. Se você é um chato que se ofende com tudo, não leia. Ao invés disso, vá brincar de amarelinha na auto-estrada.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Crítica do Amer: Strip Fighter II


Atenção: Este artigo tem imagens de nudez, blá, blá, blá. Não leia no trabalho e todas essas coisas bonitas. Se você se ofende com peitos, vá pro diabo que te carregue, e assim por diante.

Desde que fiz minha primeira crítica de games, tenho vontade de escrever sobre algum título do Turbografx 16. Embora não seja muito conhecido no Brasil, foi um console que teve sua importância entre as décadas de 1980 e 1990.

E não é como se faltassem jogos entre os quais escolher. O Turbografx 16 (e sua contraparte japonesa, o PC Engine) foi palco de diversas pérolas, como Dracula X: Rondo of Blood, Legendary Axe, Blazing Lazers e Xak III: The Eternal Recurrence.

Mas ao invés disso, decidi escrever sobre Strip Fighter II.

...

A vida faz muito pouco sentido às vezes.

domingo, 15 de novembro de 2015

The Qwaser of Stigmata


Um belo dia, dois japoneses estavam em casa, assistindo Fullmetal Alchemist e esfregando Baconzitos na virilha.

Foi quando um deles falou:

- Cara, Fullmetal Alchemist é muito foda. Mas sabe como poderia ser melhor?
- Como?
- Se o Alphonse chupasse as tetas da Winry sempre que precisasse aumentar seus poderes.
- Cara... ESSA É UMA ÓTIMA IDEIA!!!

Então os dois abaixaram as calças, fizeram high-five com seus pintos e puseram-se a trabalhar em um mangá.

Qwaser of Stigmata foi o resultado.

Vamos a ele.

Atenção: Este artigo é carregado de conteúdo ofensivo e provavelmente irritará todo mundo. Não leiam no trabalho, em casa, na igreja... Simplesmente não leiam este artigo.

sábado, 7 de novembro de 2015

Crítica do Amer: Divine Sealing


Atenção: Este artigo tem imagens de nudez. Se você estiver no trabalho, ou for apenas um chato puritano, não leia. Se ler, não venha encher meu saco depois.

Como já discutimos antes, videogames nos anos 1980 e 1990 eram direcionados principalmente a crianças e suas famílias. E como tal, eles eram mantidos os mais assexuados possíveis.

Exceto pelas eventuais cenas de sexo em Golgo 13. Porque até a Nintendo sabe que não deve mexer com Duke Togo.

Mas uma vez a cada muitas luas, um japonês frustrado com o mundo quebrava seu cofre porquinho e gastava todas as economias na criação de um título para adultos. Cheio de nudez e...

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Crítica do Amer: True Love '95


Atenção: Este artigo tem imagens de nudez e sexo. Se você estiver no trabalho, ou for apenas um chato puritano, não leia. Se ler, não venha encher meu saco depois.

Em 1995, o mundo era um lugar muito diferente. Jean-Claude Van Damme era levado a sério como ator, Batman – O Retorno era o melhor filme de super heróis que existia, e Dragon Ball Z era uma série conhecida apenas pelos Otakus que se esgueiravam pelos becos escuros do bairro da Liberdade em São Paulo.

sábado, 31 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - A Noite dos Mortos-Vivos


Finalmente chegamos ao último artigo da nossa maratona de horror. E que melhor maneira de encerrá-la do que com aquele que é provavelmente o filme de terror mais importante do século XX?

Senhoras e senhores, falemos da obra máxima do mestre George Romero.

Aliás, este artigo contém SPOILERS IMENSOS!

Estejam avisados.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Quadrilha de Sádicos


Todos conhecemos Wes Craven por suas obras de maior sucesso: A Hora do Pesadelo e Pânico. Mas o caso é que ele foi um cineasta com uma longa carreira, que já criava maravilhas quando a maioria de nós não passava de um brilho nos olhos de nossos pais.

Assim, muito antes de colocar uma luva com facas na mão de um pedófilo chamuscado, Craven presenteou o mundo com aquele que se tornaria uma de seus filmes mais cultuados: Quadrilha de Sádicos.

E é sobre ele que falaremos hoje.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - A Mosca


Se há uma coisa de que posso me gabar, é que pouquíssimos filmes de terror me abalaram ao longo da vida, mesmo quando eu era criança.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Fome Animal


Em 1992, um diretor neo-zelandês chamado Peter Jackson produziu seu Magnum Opus: Fome Animal. Um filme que presta homenagem, ao mesmo tempo que satiriza impiedosamente os clássicos de zumbi de Hollywood.

E que é também uma das coisas mais repulsivas e sangrentas já criadas.

Atenção: Imagens repelentes a seguir.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - O Massacre da Serra Elétrica


E hoje falaremos sobre um dos maiores clássicos de terror de todos os tempos, que muitos de nós conheceram graças ao filme Curso de Verão.

Isso, aquele que passava na Sessão da Tarde, onde uma galera ficava de recuperação na escola, e que tinha dois loucos que eram obcecados por cinema de terror.

Arte, pura e simplesmente.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Hellraiser - Renascido do Inferno


“Eu vi o futuro do terror. E seu nome é Clive Barker.”

Esta frase foi proferida por Stephen King, quando conheceu a obra do autor inglês. Na época, todas as publicações de horror tomaram tais palavras como o sinal de que Barker traria algo novo e incrível para o gênero.

E no fim das contas, foi exatamente o que aconteceu.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Dracula: Sovereign of the Damned


Masoquê? Mais um Anime de vampiros? Mas é o terceiro só este mês!

Será? Será que o Japão conseguiu mais uma vez? Será este mais um bom longa metragem de terror, capaz de devolver a dignidade dos vampiros deuma forma que Hollywood já desistiu de fazer há tempos?

Não. Esse aqui é uma bosta.

E vejam bem, é um dos primeiros longa metragens da Marvel de todos os tempos!

...

É!

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - O Fantasma do Paraíso


Um belo dia, Brian De Palma entrou nos escritórios executivos da Fox... Provavelmente com um machado... E com a ideia para um filme.

... É... Foi isso...

domingo, 18 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Elvira: A Rainha das Trevas


Todos saúdem Elvira! Rainha das Pirigóticas e senhora das Drags!

...

Ok, eu sei que não é exatamente um filme de terror, mas qualé! Nenhum Halloween é completo sem a Elvira!

sábado, 17 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Alien, o Oitavo Passageiro


Existiu uma época em que Ridley Scott não estava gagá. Neste tempo, hoje tão distante, ele nos brincou com um dos mais espetaculares filmes já criados: Blade Runner – O Caçador de Andróides.

Mas não é dele que falaremos hoje. Preparem-se para relembra de todo o horror de Alien, o Oitavo Passageiro.

SERIOUS MODE: ATIVADO!!!

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - A Volta dos Mortos-Vivos


Zumbis hoje já estão tão desgastados quanto vampiros. Eles estão nas séries que assistimos, nos games que jogamos, no cereal que comemos... Zumbis estão por toda a parte.

Mas por mais que estejamos de saco cheio, todos já fomos fascinados por estas criaturas em algum momento de nossas existências.

Para grande parte das pessoas, esta paixão surgiu no momento em que viram A Noite dos Mortos-Vivos pela primeira vez.

Mas não comigo. Minha primeira experiência com zumbis foi em A Volta dos Mortos-Vivos.

E também foi graças a este filme que vi a primeira mulher TOTALMENTE PELADA da minha vida!!!

Ou pelo menos, foi o que eu pensei na época...

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Palhaços Assassinos


Se há uma coisa que eu nunca entendi, é medo de palhaços.

Claro, todo mundo tem direito a ter uma fobia, mas palhaços? Pelo amor do Gatorade, eles são inofensivos!

Palhaços são só caras com mais maquiagem que atrizes pornô, sofrem de depressão absoluta e tentam te fazer rir com um arsenal de piadas tão ruins que fariam o Marcelo Adnet parecer o Mel Brooks em comparação.

Você não tem que ter medo se estiver andando na rua e um palhaço vier na sua direção. A menos que seja o Coringa. Aí sim pode ser que seja um problema.

E se for o Heath Ledger, então temos problemas muito maiores do que simples palhaços para lidar.

Seja como for, eu nunca tive medo de palhaços.

Eu tenho ódio.

Ódio!

ÓDIO!!!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Blood: The Last Vampire


Outro filme de vampiros?

Que é bom?

Em forma de Anime?

Japão, está oficialmente perdoado pela criação de Apocalypse Zero.

...

Não. Não tá não.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Sexta-Feira 13


E cá estamos, finalmente, com uma das obras mais essenciais da história do cinema de terror.

Sim! Sexta-Feira 13! O filme que todo moleque com um videocassete assistiu a exaustão nos anos 1980, e que foi responsável por uma das séries mais duradouras de todos os tempos.

Bom, trinta anos se passaram. Será que esta pérola se sustenta ainda hoje?

Na verdade, não. É uma produção bem bosta.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Brinquedo Assassino


Vocês sabiam que o criador de Brinquedo Assassino se chama Don Mancini?

É isso mesmo, o sujeito tem nome de mafioso!

Imagino ele, no clube Bada-Bing, com Tony Soprano e os rapazes, sentado no canto escrevendo seu roteiro enquanto os outros planejam ir matar um rival ou qualquer outra coisa que os gangsters fazem.

Aí o Tony vira pra ele e pergunta: O que você tá fazendo aí?

E ele responde: “E... Eu tou escrevendo um roteiro, Tony.”

E o Tony retruca: “O que? Acha que virou o Spielberg, é? Seu viado!", antes de arrebentar a cabeça dele com um balde de metal... Porque o Tony tinha dessas.

Família Soprano era uma boa série.

Mas já divaguei demais. Falemos de Chucky, o boneco assassino.

domingo, 11 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - A Hora do Pesadelo


Muito bem, é hora de trazer a artilharia pesada!

Senhoras e senhores, falemos sobre um homem chamado Krueger, e sobre os jovens sacripantas que ele fatiou feito toucinhos, nos longínquos e saudosos anos 1980.

AVANTE!!!

sábado, 10 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Basket Case


Uma vez a cada muitas luas, aparece um filme tão absurdo, retardado e ruim, que não há como não se apaixonar imediatamente por ele.

Basket Case é tudo isso e muito menos.

SPOILERS a seguir.


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - O Corvo


Hoje vamos falar de um dos meus filmes favoritos dos anos 1990: O Corvo, que foi baseado nos quadrinhos homônimos criados por James O’Barr.

Claro, este longa se tornou infâme por ser o último trabalho de Brandon lee, que morreu em um acidente durante as gravações. Mas a produção merece ser conhecida por seus méritos, e não apenas pela história trágica que a acompanha.

Assim, relembremos um pouco o que a torna tão especial.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Tucker e Dale Contra o Mal


A triste verdade sobre filmes de terror é que muitas vezes eles se apoiam em clichês que já foram usados milhares de vezes. E se você é um fã obsessivo do gênero, passa a ser muito difícil encontrar algo que te pegue de surpresa.

Um filme Slasher, por exemplo. Quem já assistiu tantos filmes de terror quanto eu, só precisa dar uma olhada no elenco principal, e de imediato já sabe quem vai sair vivo ao fim da história.

Então, quando já está cansado da mesmice e acha que mais nada pode pegá-lo de surpresa, surge um filme como Tucker e Dale Contra o Mal, que vira do avesso tudo aquilo que já se tornou padrão no estilo, e consegue entregar uma experiência nova para seu público.

Pois vamos a ele.

Aliás, SPOILERS no artigo a seguir.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Um Lobisomem Americano em Londres


E hoje, vamos lembrar de mais um clássico da Sessão das Dez no SBT.

Isso mesmo, estou falando de Um Lobisomem Americano em Londres. O melhor filme que você podia escolher para uma festa do pijama naqueles tempos.

...

As crianças ainda fazem festas do pijama? E elas ainda tem esse nome, ou mudaram pra algo mais radical como “polução noturna entre amigos”?

Não importa. Vamos ao artigo.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Phenomena


Que tal falarmos hoje sobre o primeiro filme de terror que assisti na vida?

Pois é. E foi algo totalmente acidental. Lá estavam minha mãe e meu irmão, vendo o filme, quando adentrei a sala de estar feito um hipopótamo e vi uma menina linda e de cabelos negros na tela.

Então decidi me sentar e ver o longa com eles até o final.

Pois é.

A menina linda era Jennifer Connely, e ela foi minha primeira paixonite de criança.

Ai, ai...

Aliás, o artigo de hoje terá SPOILERS. Estejam avisados.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Vampire Hunter D


Eu sei que é difícil de acreditar, mas existiu uma época em que vampiros não eram um saco.

Juro pela minha gata.

E nestes tempos hoje tão distantes, foi quando conheci Vampire Hunter D, o primeiro anime de terror que assisti.

Falemos um pouco sobre ele, sim?

domingo, 4 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Halloween - A Noite do Terror


E hoje falaremos sobre o primeiro grande sucesso de Michael Myers, lançado muitos anos antes de Quanto Mais Idiota Melhor e Austin Powers.

...

É isso. Acabou. Com essa piada horrenda eu oficialmente me tornei um tiozão. Daqui a pouco tou fazendo a piada do pavê em reuniões de família.

sábado, 3 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Creepshow


O que acontece quando você pega Stephen King, o mestre do macabro, George Romero, criador do gênero de zumbis como o conhecemos hoje, e Tom Savini, mago dos efeitos visuais, e coloca todos para trabalhar em um mesmo projeto?

Temos Creepshow, que é praticamente a Exclamação de Atena dos filmes de terror.

Só que melhor que a Exclamação de Atena.

Sério! Que coisa mais inútil a Exclamação de Atena. Falam tanto deste ataque na história, que todos mundo esperava algo grandioso, capaz de vaporizar a Grécia inteira. Aí, dois grupos de Cavaleiros de Ouro usam este ataque um contra o outro e praticamente nada acontece. Que bela maneira de corresponder as expectativas do público, heim, Kurumada?

Ok, chega. Já falei demais de Cavaleiros do Horóscopo em outros tempos.

Foquemo-nos em filmes de terror.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Mês das Bruxas: 25 Clássicos do Terror - Carrie, a Estranha


E vamos começar nosso Mês das Bruxas com a primeira adaptação cinematográfica de uma obra de Stephen King.

Que provavelmente é também o único filme de terror da história em que temos vontade de abraçar o monstro e dizer: “Calma, vai ficar tudo bem.”

Aliás, SPOILERS A SEGUIR... Se bem que o final de Carrie, a Estranha já foi tão parodiado e referenciado na cultura pop, que eu acho que não exista uma pessoa sequer que não conheça o plot inteiro deste filme, mesmo sem tê-lo assistido.

Seja como for, vamos nós!

domingo, 13 de setembro de 2015

Os Melhores Games do Neo Geo


Analisando com seriosidade, os anos 1990 foram a melhor época que alguém podia escolher para ser um Gamer. Claro, falando assim, parece qe estou enxergando a época através de um caleidoscópio de nostalgia, mas asseguro-lhes que este não é o caso.

Embora eu tenha tido uma infância muito melhor que a de qualquer um de vocês. Nhé-nhé-nhé-nhé-nhéeeeeeeeeeeee!

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Meus G.I Joes Favoritos - Parte 2


Feliz Sete de Setembro!

E que melhor maneira de celebrar a independência de nossa pátria, do que falando de bonecos militares estadunidenses que invadem países do Oriente Médio para tomar seu petróleo?

VIVA A AMÉRICA! VIVA DONALD TRUMP!

domingo, 9 de agosto de 2015

Grandes aberturas de Anime


Muito bem, quero que vocês imaginem uma cena agora.

Imaginem o diretor de animação de um conceituado estúdio japonês, que acaba de assinar contrato para produzir uma nova série, inspirada no mangá mais badalado da atualidade. O sujeito recebeu o roteiro do primeiro episódio e o leu, chegando então a uma única e inabalável conclusão.

A série é um horror.

No dia seguinte, ele se reúne com sua equipe, e tem uma conversa extremamente profissional e séria com eles:

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Os Piores Brinquedos baseados em Star Wars


Aqui vai uma história divertida para vocês, crianças.

Eu comecei a escrever este artigo em 2013. Minha intenção era que ele fizesse parte do Mês das Festas daquele ano, como o C-3PO travestido de Papai do Mel indica. Isso não aconteceu porque na época eu estava tão aleijado pela depressão, que não consegui juntar energia suficiente para terminar um artigo cômico.

Eis que encontrei seu rascunho perdido em uma pasta do meu computador e pensei: “Oras, por que não finalizar este post agora? Afinal, estou muito melhor da depressão!”

Ou pelo menos, melhor o suficiente para não contemplar chupar o cano de uma espingarda todas as noites, quando choro de desespero até dormir.

...

MAS HEY! Falemos então de brinquedos! Mais especificamente, brinquedos de Star Wars!

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Crítica do Amer: Série F.E.A.R.


Nos bons e velhos tempos... Em 2008... Quando eu adquiri o primeiro de três Xbox 360 que teria ao longo de minha vida, eu era um fiel adepto “daqueles” jogos.

Vocês sabem. “AQUELES” jogos, que o dono da loja escondia embaixo do balcão, pra não ser pego pela polícia federal, e que nós pedíamos com uma piscadinha quando chegávamos ao estabelecimento. Piscadinha essa que era mal interpretada, éramos arrastados para o fundo da loja e tínhamos a bunda comida. E só depois deste ato nefasto, o comerciante perceberia seu erro e todos ririam do evento. Ele, dez Reais mais rico e nós, com um jogo novo e um saudável caminhar de John Wayne que acabou de descer do cavalo.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Impressões do Amer sobre a E3 2015


E na semana passada aconteceu a E3! A maior feira de videogames do mundo!

Sim, o evento que reúne jornalistas de todos os cantos do globo, e onde os maiores titãs da indústria apresentam os títulos mais quentes do momento... E que em um ano estarão esquecidos em nossas estantes, juntando pó, porque já teremos enjoado de jogar.

Meh.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Crítica do Amer: Dragon Age Inquisition


Dragon Age foi a tentativa da Bioware de repetir na fantasia medieval aquilo que já haviam conseguido com a ficção científica, ou seja, criar um mundo vasto, com uma mitologia rica e personagens carismáticos que se tornariam nossos companheiros enquanto mergulhávamos em um mundo de aventura.

E por um tempo deu certo. Dragon Age Origins causou ereções e clitóris inchados por onde passou. Como se fosse uma colegial japonesa safada besuntada em KY e pronta para atender as necessidades perversas de cada um de nós.

Da mesma forma, Dragon Age II causou muita decepção, como se a colegial japonesa subitamente levantasse a saia e mostrasse um pênis de 22cm, pronto para entrar em lugares onde nada deveria entrar.

Devo dizer que gostei muito do segundo game da série. Se aprendi algo sendo fã da Poison, é que certas surpresas podem salvar uma noite chata.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Crítica do Amer: Mad Max - Estrada da Fúria


Talvez alguns de vocês não saibam, mas eu trabalhei como redator de cinema por dois anos, e crianças, foram dias gloriosos.

Sim! Eu freqüentava cabines de cinema e assistia grandes lançamentos antes do público mortal, convivia com a nata do jornalismo de São Paulo... E odiava a todos os meus colegas de profissão (menos uma), e tive a oportunidade de conhecer a Mariana Ximenes em uma coletiva de imprensa.

Que mulher linda, incrível e com cheiro de fadas...

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Crítica do Amer: Vingadores - Era de Ultron


Estão prontos para se sentir velhos? Muito bem, vamos lá.

Faz quase uma década que Jules Winnfield chegou para o Charles Chaplin e falou: “Me diga, nego. Você tá ligado numa parada chamada Iniciativa Vingadores?” Naquela que se tornaria a cena pós-créditos mais reproduzida da história do Youtube.

E crianças, como este um minuto de diálogo ao fim de Homem de Ferro rendeu. Pois cá estamos nós, com Vingadores: Era de Ultron. Provando de forma definitiva, que o cinema desta geração pertence aos super heróis.

Digo... Aos super heróis da Marvel. Porque a DC ainda não acertou o passo.

domingo, 31 de maio de 2015

Crítica do Amer: Starless - Nymphomaniacs' Paradise


Muito bem, sejamos maduros agora: Não há nada de errado em se jogar um bom game erótico de vez em quando.

Eles podem ser ótimas válvulas de escape para as fantasias de adultos saudáveis, e também podem ajudar a evitar que Bronies saiam molestando os gatos da vizinhança, algo muito bem vindo em minha opinião.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Crítica do Amer: Injustice - Gods Among Us


Um dia, o presidente da Warner Bros. (que pode ser o Yakko Warner, até onde eu sei) estava em sua piscina de chocolate, com seu escravo filipino limpando o sebo entre suas dobras de gordura, quando de repente ele teve uma epifania, e chamou seu secretário para uma reunião de negócios.

Que deve ter sido assim:

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Crítica do Amer: Tartarugas Ninja


Então, como todos sabemos, Michael Bay iniciou uma cruzada para destruir tudo que a criançada dos anos 1980 mais ama. Ele começou com os Transformers.

Fez o Bumblebee mijar no John Turturro.

Colocou bolas no Devastador.

E talvez a maior ofensa de todas... DEU EMPREGO PARA SHIA LABEOUF!

Ack...

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Crítica do Amer: Assassin's Creed II


“Ora Amer, não acredito no que estou vendo. Você acaba de relançar seu site e a primeira crítica de games que irá publicar é de um jogo de 2009? Não é sequer um título velho o suficiente para ser retro. Você me dá nojo, seu homem lindo e bem dotado.”

Eu admito, demorei demais para jogar Assassin’s Creed II, mas entenda meu dilema: Eu queria desfrutar a série na ordem em que foi lançada. Assim, me propus a terminar as loucas aventuras de Altair antes das de Ezio Auditore... O que foi um erro, pois o primeiro game da franquia é tão divertido quanto inalar uma lata de tintas Suvinil com um canudo.

terça-feira, 14 de abril de 2015

Crítica do Amer: Cinquenta Tons de Cinza


Os Estados Unidos são mesmo a terra da oportunidade. Lá é o único país do mundo onde você pode ser um completo imprestável, e mesmo assim, tornar-se um milionário do dia para a noite se chamar a atenção o suficiente.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

A Familia Addams - Puttergeist


Eu pretendia entregar este artigo no Mês das Bruxas do ano passado.

Mas aí sofri um capítulo de depressão megalomaníaca galopante, e cometi suicídio.

...

Eu melhorei um pouco.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Meus G.I Joe favoritos - Parte 1


Eu gasto uma quantia obscena de palavras descrevendo minha permanente obsessão por Transformers. Mas a verdade é que na infância, eu tinha uma fixação quase tão grande pelos G.I Joe.

Ao menos, pelos brinquedos.