quarta-feira, 4 de julho de 2007

Meus cinco Pokémons favoritos!


Eu gosto de Pokémon.

Sim, eu sei que seu mundo acabou de cair e toda a realidade deu um giro de 180° após esta declaração, mas é verdade, eu gosto de Pokémon.

Pra ser tremendamente honesto, eu fui pego pela Poké-mania que aconteceu dez anos atrás. Eu já tinha uns bons 19 anos, e queria poder dizer que tenho priminhos ou sobrinhos que me fizeram gostar da série, mas meus primos são todos quarentões, e não acho que vou ganhar sobrinhos pelos próximos vinte anos. Eu gostei por minha causa mesmo.

E quando eram meros 150 Pokémons, eu sabia o nome de todos eles. Eu sabia o nome de todos mesmo quando passaram a ser 252. Mas hoje em dia são aproximadamente 40 milhões de monstrinhos diferentes, e eu desisti de tentar.

Eu acho Pokémon um bom desenho, de verdade. É simples, bobinho, e fácil de acompanhar, perfeito para crianças. E isso é algo que todo mundo devia lembrar: POKÉMON É FEITO PARA CRIANÇAS!!!

É ridículo ver caras obesos, de cavanhaque mal feito e levemente calvos criticarem o desenho por não investir na complexidade de seus personagens...mas até aí, deve ser duro para esses caras serem virgens aos 38 anos, o que eu sei?

Eu tinha Pokémon para Game Boy. Tive as versões Yellow e Silver, e eu juro, adorava completar meu panteão profano de monstrinhos, subir o nível deles, e depois ir na locadora em frente a minha casa jogar Pokémon Stadium conectando meu cartuchinho a ele para usar meus Pokémons em nível 100 e dar um cacete no computador, e só hoje percebo como eu devia parecer um idiota...jogando Pokémon e olhando para o televisor com a expressão de quem está admirando um Van Gogh.

Enfim, a seguir irei descrever meus Pokémons favoritos, e em nenhuma ordem especial. E lembrando que são meus favoritos baseados no monte de horas que joguei os cartuchinhos de Game Boy.

E se você ainda estiver em choque após descobrir que eu gosto das aventuras de Ash e Pikachu, não se preocupe...você vai sobreviver.


Raichu

Eu nunca liguei muito para o Pikachu, ou sua forma "involuída", o Pichu, mas por algum motivo, sempre gostei muito do Raichu.

Vai ver é o fato dele ser mais gordinho que o Pikachu, ou suas orelhinhas de Eleking, ou seus pezinhos meio grandes, ou seu rabinho comprido...tudo isso é fofo, mas acho que o fator que me faz gostar dele são suas mãozinhas sem dedos.

É batata, qualquer personagem que não tenha dedos se torna automaticamente adorável, um outro exemplo disso são as Meninas Super Poderosas.

Lembremos sempre que se Docinho e suas irmãs fossem meninas reais ao invés de desenhos, elas seriam verdadeiras aberrações com seus corpinhos deformados. Curioso, não?

Enfim, eu era meio frustrado por não poder ter um Raichu na minha equipe de Pokémon Yellow.

Meu Pikachu se recusava a evoluir e mesmo que não o fizesse, eu não o sacrificaria afinal ele tinha voz digitalizada, privilégio que nenhum outro Pokémon no cartucho possuia. Claro, eu podia pegar um Raich de outra das versões de Pokémon, mas por razões pessoais, nunca gostei de usar monstrinho sque viessem do cartucho dos outros, eu fazia trocas unicamente pra completar minha poké-agenda.

Quando chegou a vez de jogar Pokémon Silver, eu fiz questão de ter um Raichu no grupo, e embora nunca tenha deixado ele tão poderoso quanto o Pikachu no jogo anterior, eu tinha muito orgulho dele por ele ter fritado um Gyarados em um único ataque.

Filho da puta durão!


Snorlax

O único barato de Snorlax era sua raridade. Havia só um dele no jogo inteiro, e se deixassemos ele escapar, ou acidentalmente o matassemos, bom, era uma experiência capaz de fazer Conan chorar.

Em termos práticos, a única vantagem real de Snorlax em uma batalha era sua resistência de Rocky Balboa. Ele podia aguentar uma quantidade majestosa de porradas e continuar razoavelmente saudável.

Infelizmente, ele não tinha nenhum ataque devastador, ou pelo menos, nenhum que fosse exclusivo. Snorlax acabava sendo o Pokémon reserva final, aquele que colocamos na batalha quando todo nosso time já foi pro saco e o oponente ainda tem dois monstrinhos de sobra.

O episódio onde ele tentou comer o Ash foi bem engraçado, aliás.


Vulpix

Não tenho motivo nenhum em especial para colocar o Vulpix na lista. Não usei um nos meus jogos nem nada.

Acho que novamente entra o fator raridade, pois a única maneira de ter um Vulpix no jogo era comprando ele em um cassino. Isso sem dúvida faz com que o valorizemos mais do que se o pegassemos no mato.

Claro, que isso tudo é provavelmente desculpa, e eu só coloquei ele aqui porque o acho incrivelmente adorável. Ele tem um charme de bichinho de pelúcia que o torna irresistível.

De fato, acredito que se desse um Vulpix para uma garota, com certeza ela faria sexo selvagem comigo a noite toda, e imagino se alguém já pensou nesta possibilidade no mundo de Pokémon.

Aposto que algum hentai mostra isso...preciso procurar...


Dragonite

Este aqui era meu Pokémon bucha de canhão. Eu sempre o colocava em primeiro nas batalhas para enfraquecer meus oponentes, e assim que ele batia as botas, eu colocava um dos meus monstrinhos realmente fortes na briga.

O saco é, meu Dragonite era muito fraquinho. Não sei se são todos assim, ou se eu que o criei mal, mas o fato é que ele sempre era o primeiro do meu grupo a ser derrotado, o que era triste considerando como era difícil arranjar um desses.

Era preciso pegar um Dratini em um safari, coisa difícil pra cacete, evoluir ele pra Dragonair, e depois evoluir o bicho pra Dragonite.

Se você nunca jogou Pokémon, esse trabalho todo levava aproximadamente três dias para se realizar...TRÊS MALDITOS DIAS!!! Ao fim deste tempo, eu esperava ter um dragão-diabólico-assassino-canibal em mãos, mas nãaaaaaaaao, eu tinha um dragão obeso e com cara de abobado.

Independente disso, eu o mantive no grupo, como um legado a minha perseverança...ou a minha total falta de vida social, vou deixar que o destino decida qual.


Lugia

E chegamos ao único membro da lista que veio de Pokémon Silver. De fato, eu quis Pokémon Silver justamente porque tinha o Lugia.

Diferente de Dragonite, o Lugia era poderoso pra cacete. perdi a conta de quantas vezes fiz a limpa na equipe de meu oponente usando só ele. E novamente, se você não joga Pokémon, seria o mesmo que jogar King of Fighters e vencer o time do oponente inteiro usando só o Goro Daimon.

E se você não joga King of Fighters também...bom, eu não sei que analogia usar então.

Lugia também caiu no meu gosto porque parece um filhote de dragão, e eu adoro dragões. Pensando bem, talvez seja esse o motivo para eu ter deixado Dragonite no meu grupo, e de ter ficado tão puto quando Ash deixou seu Charizard numa ilha para treinar...garoto desnaturado, eu nunca abandonei meu Charizard!


Enfim, por hoje é só. Gosto de Pokémon, sempre que posso ainda assisto, e se tiver oportunidade, até arrisco jogar Pokémon Stadium de novo. Só espero não parecer o mesmo babaca que faz olhar de quem admira um trabalho de Andy Warhol, como eu fazia uma década atrás quando jogava.

Cheers!!!

11 comentários:

/Spacejazz. disse...

:^O !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Ok, vai. Eu assistia Kissyfur. X^D

Danilo Monteiro disse...

Muito gay esse post

Nelson Isamo disse...

Ei, o Dragonite era forte, ele destruia, destruia mesmo! Tinha Dragon Rage que nsa primeiras versões era bom, e Hiper Beam, e ainda aceitava altos TMs.

Julia C. disse...

Ah..eu sempre gostei do Raichu ^__^

Aline disse...

Joguei poucas vezes o jogo, mas do desenho, serei sempre fiel ao Charmander. SEMPRE! \o/

Anônimo disse...

o Dragonite é muito forte quando aprende o Outrage! E eu também adoro o Vulpix por isso encontrei este blog aqui :P.
O Vulpix tem o confuse ray e também aprende o lança-chamas que é poderosíssimo.

leonardoartsete disse...

Q nada de bobo, todos ja assitiram pokemon alguma vez e concerteza gostaram, se não não teriam lido o post e nem comentado...
XD

Bob Mota disse...

Tô besta, o Amer gosta de pokemon! É a segunda vez que me impressiono com isso, no twitter ele perguntou algo sobre as versões novas dos games. Imaginei que tinha jogado e deixado para lá, mas não ele gosta mesmo!

Legal!

Eu jogo sempre que dá as versões novas do game, mas não tenho saco para assistir o anime.

cpazuos disse...

Legal saber que Amer já gostou e deve ainda gostar dos pokemons.

na verdade eu tbm ainda gosto dos monstrinhos de bolso, mas a serie na minha opnião já foi boa no inicio, não estou falando que é ruim por ser infantil ao contrario prefiro serie não violentas e com um visual otimista mas o problema que o enredo esta ficando muito forçado e massante. eu gostava mais das 4 primeiras temporadas na verdade eu gostava quando tinha a Misty no grupo, depois que ela saiu e vei May a seri ficou horrivel, mas essa é minha opnião.

Kenshiro disse...

anime não é desenho, e a história dos jogos tem nada a ver com o anime

Tsuss disse...

Anime É desenho! Aceita que dói menos.