quarta-feira, 18 de julho de 2007

Semana Transformers – Go-Bots! Poderosos Robôs! Poderosos Veículos!

Hoje eu pretendia fazer uma narração completa do filme de 86, mas desisti disso por duas razões.
A primeira é que depois de Street Fighter, o meu médico me recomendou a ficar um tempo sem fazer review de filmes, a segunda é que eu achei uma coisa muito melhor para falar!

GOBOTS!

Ou era Go-Bots? Agora eu não faço idéia.

Enfim, Go-Bots (acho que era assim mesmo que se escrevia, apesar da tela acima dizer o contrário) poderia ser descrito como o primo pobre e caipira de Transformers. Produzido pela Hanna-Barbera, Go-Bots era “inspirado” numa série de brinquedos da Tonka, que por sua vez era "inspirada" em Transformers.

Tonka era meio que uma Glasslite Estadunidense, a Hasbro sendo a Estrela e a Mattel sendo a... Mattel.

No desenho, tinhamos duas facções de robôs transformantes, os “Guardiães”, que logicamente eram os heróis, e os “Renegados” pra quem sobrava o papel de vilões. E eram dois exércitos de robôs que lutavam pela estúpida causa de decidir quem mandaria na raça.

Eu sei que em Transformers era mais ou menos o mesmo objetivo, mas acredite, Optimus e Megatron o faziam parecer bem mais legal do que Leader-1 e sua corja.


Esses eram os Guardiães: Turbo, Leader-1 e Scooter.



Esses eram os Renegados: Cop-Tur, Crash e Cy-Kill.

Haviam bem mais do que esses seis personagens, mas decidi me ater ao básico aqui.


Aliás, todos os personagens aqui voavam, então não vejo motivo para se transformarem, já que podiam se transportar facilmente sem precisar de auto-estradas.

Ah sim, o enredo da série! Bom, ele era tremendamente simplório e desconexo, quer ver?

Há milhares de anos no planeta Gobotron (sem comentários aqui) havia uma raça de seres humanóides, até que um dia, uma calamidade aconteceu.

Seja lá qual foi essa calamidade, todos os humanóides foram exterminados exceto dois. Um deles se tornou o lendário “Último Engenheiro”, enquanto o outro se tornou o “Mestre Renegado”. E o tempo passou.

Adiantemos pro século 20, e os Go-Bots vieram parar na Terra, lutando pelo controle de toda raça Gobótica.

E você me pergunta: “O engenheiro do bem construiu os robôs do bem, e o renegado construiu os...” ao que eu te interrompo e digo “NÃO, DANIEL-SAN! ESTÁ ERRADO!”

Em Go-Bots não haviam duas facções diferentes como em Transformers, só haviam os Go-Bots. E o grupo liderado por Cy-Kill era LITERALMENTE um grupo de renegados dentro da raça.

Por isso se chamavam Renegados! Criativo, não?

Concordo que Transformers não ganha nenhum prêmio de melhor roteiro, mas sua história de fundo foi muito mais bem trabalhada do que a de Go-Bots.

Pra você ter uma idéia, os dois humanóides só voltaram a ser mencionados muuuuuito tempo depois durante a série, e somente porque o líder dos Go-Bots precisava de alguém pra consertar seu amigo que havia sido danificado.

Aliás, os robôs em go-Bots tinham alguns dos nomes mais óbvios e sem imaginação de todos os tempos: Leader-1 era o líder dos Guardiães, Scooter era o robô que equivalia a Bumblebee e se transformava em uma...scooter, Cop-Tur era um helicóptero, Loco era uma locomotiva (e pelo nome, um Mexicano), Tanker era um tanque e eu podia continuar indefinidamente, mas acho que minha cabeça explodiria.

E não apenas tinham nomes horrorosos, mas os robôs eram incrivelmente feios. Pareciam ter sido criados por um garoto de seis anos com uma caixa de giz de cera e que os desenhou dentro de um túnel de vento. Eles eram tortos, com os vilões sempre parecendo que tinham passado pelo sistema digestivo de algum animal antes de chegarem a Terra.

Os Go-Bots eram perdedores até quando se tratava da dublagem. A maioria dos dubladores da série também trabalhou em Transformers e até aí tudo bem, mas na hora que decidiram chamar alguma grande estrela pra fazer diferença no longa metragem, a Hanna-Barbera resolveu invocar Telly Savalas.

TELLY SAVALAS!!!

Pra quem é muito jovem pra lembrar, não que eu seja velho o bastante para isso, Telly Savalas interpretou o personagem Kojak na série de tv homônima. Ele era um policial careca, durão, grego e que chupava pirulito.

Savalas podia ser muito popular e tudo, mas depois de Orson Wells dublar Unicron (e pagar com a vida por isso), chamar o Kojak pra dublar Go-Bots só confirmava o quanto a série ERA o primo pobre de Transformers.

Tanto que a Hasbro comprou a Tonka, e conseqüentemente os direitos sobre Go-Bots. Um dos inúteis minicons em Transformers Armada foi batizado de Leader-1. E isso se chama acabar com a concorrência, de maneira literal e poética.


Aqui, decida qual é o pior.

Em contra-partida, os brinquedos dos Go-Bots eram excelentes substitutos na hora de se brincar de Transformers, uma vez que a Estrela fez o favor de lançar só 1/100 de toda coleção aqui.



Eu tenho esse boneco até hoje.

Não na embalagem, claro.

Em uma outra nota, encontrei isso aqui pela net hoje e achei que devia postar: Um Darth Vader que se transforma em Estrela da Morte!!!!!


Vader...

...Estrela da Morte!

Nunca imaginei que iam unir duas franquias que eu amo de uma forma tão burlesca, e não consigo decidir se isso é muito legal ou muito imbecil, mas se tivesse a oportunidade, eu com certeza pegaria um pra mim.

E amanhã é o grande dia! É estranho, pois não estou tão ansioso quanto achei que estaria, mas tenho certeza que assim que o filme começar, vou me sentir com sete anos de novo, apenas mais barbado, mais alto e capaz de matar a dentadas qualquer fode-tio que resolver deixar o celular ligado.

Cheers!!!

8 comentários:

Henrique disse...

damn!!
esses stormtroopers devem ser do caralho!!!
ah, ainda estou abalado com o fim tragico que meus transformers tomaram...

Fabiano disse...

Puxa, eu ainda tenho meus transformers, também!... Agora, esses Go-bots que você mostrou foram lançados pela Glasslite, aqui, como "Mutant", se não me engano.
E Darth Vader rulz!

Walmir disse...

"mas depois de Orson Wells dublar Unicron (e pagar com a vida por isso"

ahahahahahahahahahahahahahaha

martepapel disse...

A Crasher mais parecia um dos integrantes do KISS! Ha Ha!

martepapel disse...

A Crasher mais parecia um dos integrantes do KISS! Ha Ha!

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

"Aqui, decida qual é o pior."

pelo menos o robozinho da direita é mais detalhado. mas ainda sim preferia um Grimlock ou um Jazz para a coleção, isso se eu colecionasse os bonequinhos. um dia quem sabe


nightrider disse...

Lembro bem desse desenho!A risada da Crasher dublada é o que mais me lembro!E sim,ela parece membro do KISS!KKKKKkkk
Adorei essa postagem!

Fabio Martins VJ/DJ FM disse...

eu tinha um boneco desse to Turbo...

era todo de ferro