sábado, 30 de junho de 2007

Growl: Green Peace com Big Cojones!!!!

Eu adoro beat'em ups!

Não acho que existe um tipo de game tão simples mas ao mesmo tempo tão divertido e realizador: Avance por hordas de inimigos, sentando a mão em todos e provando que a violência é a solução para tudo!


Devemos lembrar que o enredo de 50% de tais jogos se resume a resgatar alguém (a namorada e o presidente geralmente são as escolhas mais frequentes), 40% se resume a salvar o mundo e os outros 10% se perdem em motivos diversos.

O jogo que vou falar se encaixa nesses 10%, onde devemos proteger a natureza de caçadores inescrupulosos:

GROWL!!!

DA TAITO!!!!!

GRAAAAUUUUURRRR!

*ARRAM*

...isso foi totalmente gay, vamos fingir que não aconteceu...


Voltando a game, eu o joguei recentemente enquanto aguardava o término de um download e o que deveria ser uma jogatina simples de 20 minutos... bom... acabou sendo uma jogatina completa de 20 minutos, pois o jogo é tremendamente curto.

Em Growl podemos escolher entre quatro sujeitos genéricos e devemos acabar com uma organização de "poachers" (caçadores!!!!!) que tem exterminado a fauna local! Daí em diante temos total autorização para usar de violência extrema para proteger os dóceis leões e tigres africanos, entre outros.


Se o fato dos canalhas estarem matando animais para fazer sapatos, bolsas, casacos, camisinhas, Doritos e Ferraris não for o suficiente, os bandidos explodem seu bar favorito no começo do jogo... e se isso não motivar um homem a rachar algumas cabeças, nada mais o fará.


Aqui não é raro ficar cercado por hordas e mais hordas de inimigos. Muita gente ganha dinheiro acabando com animais e pelo menos metade deles são mulheres de negócios que enfrentam o calor infernal da África usando tailler e que só por isso, já merecem uma morte horrível.

Falando em mortes horríveis, uma das coisas que mais se faz nesse jogo é explodir pessoas. Existem lança foguetes e granadas a vontade espalhados pelas fases, o que me faz pensar que tipo de animal eles pretendiam caçar pra trazer tantos lança foguetes... Krakens?


E puxa vida, a explosão tem sua própria onomatopéia!!!

**SHBROOM**

É divertido fazer! Tente você também!

Aliás, os chefes de fase são sensacionalmente ridículos! Eles não tem a classe de um Abigail ou o carisma de um Abobo, mas são tão absurdos que se tornam inesquecíveis.


Um deles é um sujeito desesperado por atenção e que arremessa caminhões nas pessoas para fazer amizades.

E fiquei muito chateado quando tentei pegar o caminhão pra jogar nele e não consegui, mas fazer o quê? O meu personagem tinha menos pixels que o chefe.


Outro é um camarada meio tímido com saco de farinha na cabeça, que corre pela tela e agita os braços como se estivesse tendo um ataque epilético, mas que faz muito sucesso com as mulheres, como podemos ver.

Mas sério, esse chefe com saco na cara me custou uns 8 créditos. Que bom que hoje em dia os fliperamas cabem em um dvd e não nos custam nada para serem jogados, mas aposto que eu teria tido uma inflamação na vesícula se tivesse enfrentado essa coisa na época dos fliperamas.

Growl tambem tem uma das cenas mais legais da história dos games, onde nosso herói genérico é encurralado por um tanque de guerra. Como o protagonista de Growl (não importa qual dos quatro) é totalmente cuzão, ele automaticamente pensa que acabou tudo e que está fodido.

Lembremos que enfrentamos bulldozers em Final Fight 3 e Streets of rage 3, o que prova que os personagens de Growl que são bichonas mesmo, ou talvez seja só porque esse não é Growl 3, uma vez que parece ser uma tendência se espancar maquinário pesado somente no terceiro jogo da série.

Bom, no momento em que tudo parece perdido, surge um elefante que cabeceia o tanque e salva nosso rabo, e tudo que nos resta é enfrentar as mais de trinta pessoas que estavam dentro do veículo, entre executivas e caçadores, e que merecem morrer por estarem (possivelmente)fazendo uma suruba dentro de um tanque de guerra.


Eu adoro esse elefante! vou até batiza-lo de Jimbo!

Se tivesse um elefante, eu o chamaria de Jimbo e você?


Pra encerrar, o combate final é com um palhaço gordo, que usa garras de metal e veste smoking, além de corcunda e que também quer fazer amigos arremessando um caminhão nas pessoas. Assim que o matamos, uma lagarta gigante sai do corpo dele e descobrimos que era ELA (ELE? ISSO?) que estava obrigando os caçadores a fazerem maldades com os bichinhos!

Afinal, todos sabemos que seres humanos jamais matariam animais para fazer casacos de pele! Nunca jamais!!! Isso só podia ser obra de uma mente alienígena!

Enfim, Growl é um jogo muito bom e pode ser encontrado no emulador Mame ou no jogo Taito Legends 2, lançado faz pouco tempo pra Ps2 e Xbox. Não envelheceu tão graciosamente quanto Final Fight ou Double Dragon, mas é um jogo muito legal apesar de tudo.

E onde mais você pode explodir uma mulher de negócios com um lança foguetes?

Cheers!!!

3 comentários:

Danilo Monteiro disse...

Dukaralho heheh , mais analises de beat'n up já !!!

/Spacejazz. disse...

Cara, que absurdo... o que são essas mulheres de negócios?! COMO ASSIM?! AAAAAAAAAAAAAAARGH X^D

Preciso jogar isso X^D

Bah disse...

Muito bom esse jogo. Ainda mais com um Indiana Jones genérico como personagem!