terça-feira, 16 de setembro de 2014

Crítica do Amer: Angry Video Game Nerd - The Movie


Eu descobri os vídeos do Angry Video Game Nerd por volta de 2006. Não lembro se foi através de um amigo, ou se os descobri sozinho durante uma infrutífera busca por hentai com os G.I Joe. O que importa é que me tornei um fã no momento em que o vi falar “diarrhea fucking shit” pela primeira vez.

Aqui tínhamos uma série cômica totalmente destinada a video games. Lembremos que em 2006, a comunidade “Youtubber” ainda não era vasta como hoje, o que justifica a quantidade massiva de fãs que James Rolfe, criador e intérprete do personagem, angariou.

E com passar dos anos, ele serviu como inspiração para inúmeras outras pessoas, que viram nele e na internet, uma forma de colocar pra fora toda a criatividade que de outra forma, ficaria trancada e criando teias de aranha em seus cerebelos.

Os meus leitores mais antigos devem lembrar que eu mesmo usei “diarrhea fucking shit” em muitos de meus velhos artigos. Um singelo tributo a Rolfe, que me ajudou a ter tantas boas ideias com o passar dos anos.

Mas mais que um sujeito que vive para colocar vídeos na internet, Rolfe é um cineasta amador e amante da Sétima Arte em todas as suas formas. E seu projeto mais ambicioso neste aspecto acaba de tomar forma: Angry Video Game Nerd – The Movie.

Então, é bom?

Tão bom quanto um filme da Troma.

Mas estou me adiantando. Acompanhem-me.

Isso mesmo. Comparei seu filme as obras da Troma
De nada.

A história gira em torno de uma produtora de games, que se prepara para lançar uma continuação para Ee Tee, o “pior jogo já criado”. Vocês sabem, aquele lançado para Atari e que causou a queda do mercado ocidental de games na década de 1980.

Não, o Nerd não usou o nome oficial do jogo. Seus direitos autorais provavelmente custariam o orçamento inteiro deste longa.

Pois bem, a produtora quer que o Angry Video Game Nerd (James Rolfe) faça um vídeo detonando Ee Tee 2. Afinal de contas, “ruim é o novo bom”, e todos os títulos avaliados pelo Nerd, por piores que possam ser, tornam-se peças muito cobiçadas no mercado de colecionadores.

Nenhuma mentira aí. Colecionadores de games podem ser MUITO devotados a games medíocres. Eu faria qualquer coisa por uma cópia de Pepsiman no PsOne.

QUALQUER. COISA.

O Nerd então conhece Mandi (Sarah Glendening), uma representante da produtora de Ee Tee 2, que lhe oferece a chance de fazer um vídeo sobre o jogo. Inicialmente ele recusa, mas após uma série de pesadelos convenientemente ligados ao seu dilema e devido aos inúmeros pedidos de seus fãs,  nosso herói decide partir em uma jornada para Alamagordo, no Novo México, para provar de uma vez por todas que a história de que milhões de cópias de Ee Tee foram enterradas no deserto não passa de um mito.

Ok, parece legítimo.

Acompanhado de Mandi e de seu fiel escudeiro Cooper Folly (Jeremy Suarez), o Nerd inicia sua investigação, mas é abordado pelo exército, que acredita que ele está atrás de evidência e vida alienígena real, que foi mantida em segredo pelo general Dark Onward (Stephen Mendel) e seus soldados desde os tempos de Roswell.

Deste ponto em diante, o Nerd e seus amigos envolvem-se em uma conspiração digna de Arquivo X, mas muito menos imbecil. Com efeitos visuais horrendos, inúmeras referências aos seus vídeos mais populares, e participações especiais de todas as celebridades da internet que aprendemos a amar nos últimos anos.

É FEMONEMAL!!!

E ainda por cima, a mocinha do filme é RUIVA!
DEUS TE ABENÇOE, JAMES ROLFE!!!
Lembram que eu disse que Angry Video Game Nerd – The Movie parece um filme da Troma? Bom, para aqueles que não conhecem, Troma é uma produtora de cinema independente fundada em 1974, que tornou-se mestra em produzir filmes de baixíssimo orçamento, com enredos absurdos, dos quais nenhum grande estúdio teria coragem de se aproximar.

O Vingador Tóxico é deles. Bem como Sgt. Kabukiman, Tromeo & Juliet e muitas outras pérolas do mal gosto.

James Rolfe é um fã assumido da Troma e seu filme é uma prova disso. Com um orçamento de apenas US$ 325.000 (adquiridos via crowdfunding pela internet) , o diretor não se acanhou em fazer tudo da forma mais simples possível. Veículos aéreos são claramente miniaturas, monstros e robôs são obviamente pessoas em fantasias (ruins) e todos os efeitos visuais parecem ter sido feitos no Photoshop.

Isso pode afastar o fã de cinema que não tenha gosto por produções independentes, mas sem dúvida é um deleite para fãs dos vídeos de Rolfe e aqueles que amam produções mais trash. O “malfeito” é proposital e realizado com um certo cuidado. É estranho ler uma frase assim, concordo, mas quando assistirem o filme entenderão o que estou tentando dizer.

O roteiro ainda tenta dar alguma tridimensionalidade ao personagem do Nerd e o separa definitivamente de seu criador. Enquanto James Rolfe é um cineasta amador, casado, pai de uma menina e com um círculo saudável de amigos e admiradores, o Nerd trabalha em uma loja de games, onde ele é perpetualmente obrigado por seu chefe a vender games ruins para o público. Além disso, ele não está disposto a ter um envolvimento amoroso, o que é deixado claro pelo seu lema: “Nerds before Birds.”

Quem diria? Uma versão classuda do “bros before hoes”. Bem jogado, senhor Rolfe.

Finalmente, Rolfe colocou muitos de seus amigos em pontas ao longo do filme. Mike Matei, Doug Walker, Pat The NES Punk e o próprio Lloyd Kauffman (um dos fundadores da Troma) dão as caras por aqui. Tais participações estamparão um enorme sorriso nos rostos de todos aqueles que respiram os vídeos criados por esta galera.

E em meio a todo o drama e aventura do filme, você se perguntará:
Quem diabos guarda cereal na geladeira?

Infelizmente, a maior virtude do filme é também sua maior fraqueza. Ele foi escrito, dirigido e realizado PARA OS FÃS; James Rolfe quis fazer um filme que refletisse o quanto seus fãs são importantes e o quanto ele é grato por todo o carinho que recebe deles. Desta forma, se não estiver familiarizado com o personagem do Angry Video Game Nerd, não encontrará NADA que o agrade aqui.

Por outro lado, se você visita o site Cinemassacre todos os dias, na busca por novos vídeos, irá se divertir como nunca com esta película e com todo o absurdo que ela nos presenteia.

No momento, o filme pode ser visto no Vimeo On Demand. Vamos lá, desenbolse alguns dobrões e compre o filme de Rolfe. Ele já nos divertiu muito e merece que escancaremos nossas carteiras em seu nome.

Ou você é um daqueles seres desprezíveis que usam Ad Block quando entram no Youtube? Vocês me dão nojo.

NOJO, EU DISSE!!!

Cheers!!!

10 comentários:

Ramone disse...

Que bom saber que gostou, Amer! Muita gente que não conhece o James ou pelo menos o AVGN, está pisoteando no filme pela internet.

A cameo do Doug Walker quase me fez ter um troço de tanto rir, e pelo inesperado também.

Scariel disse...

Eu comprei esse filme assim que saiu. Eu curti muito as referências.
Apesar disso eu não achei o filme engraçado o tempo todo, algumas piadas passavam meio despercebidas por mim :/
Mas se teve uma coisa legal, foi acompanhar o James Rolfe do Castlevania até seu próprio filme independente com lançamento nos cinemas ainda :)

Amer H. disse...

Exatamente como eu me senti, Scariel.

Denis disse...

Eu descobri o Angry Video Game Nerd muito, muito recentemente. Um mês ou pouco mais atrás eu estava vendo uns vídeos no YouTube, fui procurar alguma coisa de algum jogo, talvez Zelda, talvez Godzilla, não lembro, mas acabei assistindo um vídeo do AVGN e, cara, não tenho a menor idéia de quantos vídeos depois eu parei. Ele é muito genial! Me lembra um programa de televisão dos anos 80, com baixo orçamento, roteiros toscos e nonsense e um jeito criativo de ser didático. Claro, com um palavreado que tv nenhuma ia deixar passar. Eu assisto alguns gamers no YouTube, mas ele tem um estilo próprio de uma maneira genial, além é claro, de ser um pioneiro.
Eu nem tinha muita noção de que o James Rolfe estava lançando um filme, acho que devo ter assistido quase todos os vídeos de review dele antes de ver algum de update ou ver alguém falando nos comentários. Talvez não signifique para um neófito como eu tanto quanto para um fã de longa data, que o acompanhou desde quando essa perspectiva era inexistente, mas de qualquer forma, estou muito excitado para ver o filme, mesmo que tecnicamente ele não seja nenhuma obra prima ou sequer bom.

Lance Sonovavish disse...

Esqueci oque ia comentar....

ahhh...um dos motivos do Lloyd estar no filme...ta é se promover...mas o outro motivo é por ele ser o presidente da associação de filmes independentes dos EUA.

Thiago F disse...

Eu ainda me lembro do dia em que vi os vídeos dele pela primeira vez, foi á 3 meses, após me deparar com o vídeo número um (o de Castlevania)assisti a TODOS os outros vídeos (isso mesmo, todos os 115) em 5 DIAS! Se isso não provar o quanto eu gostei dele não sei o que provara. Eu também adorei o filme e o jogo oficial também. Alias, OH grande e poderoso Amer,o senhor já pensou em fazer um Let´s Play do jogo 'The Angry Video Game Nerd Adventures'? Eu sinceramente DUVIDO que você tenha as habilidades necessárias para conclui-lo (habilidades das quais não possuo)!

Ace Shadow disse...

Vol avisar que no meu comentario TEM SPOILERS depois não diga que eu não avisei (fiz isso para evitar confroto com pessoal de tolerancia zero) ei um dos "fãs" (vou deixar em aspas pois não sei se são realmente fãs reais dele ou atores) no começo do filme o que representa o brasil se parece com o jeito que o Amer se auto-descreve

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

bela surpresa encontra um post do MELHOR filme de um personagem do Youtube feito esse ano...

melhor que os 90 minutos de enrolação dos Vingadores, isso é.

sobre o filme em si, achei na qualidade dos vídeos do Angry Nerd. é como o Amer falou, esse é uma película para os fãs. quem prefere outras estrelas americanas do Youtube não vai entender o filme.

e foi aqui que num dos posts do Blog que dei uma chance a James Rolfe, tanto que todo domingo assisto vários vídeos dele desde então.

eu assistiria no cinema, mesmo que aqui viesse legendado...até porque não imagino nenhum dublador daqui a dublar o Nerd...tentaram em Big Bang Theory e o resultado fora grotesco.

Tuth silva disse...

Boa amer queria saber se vc vai revisar os outros dois filmes de transformers e o segundo GI joe ?

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

"E em meio a todo o drama e aventura do filme, você se perguntará:
Quem diabos guarda cereal na geladeira?"

bem, eu não guardo cereal, mas açucar na geladeira. devido a praga das formigas. é de emputecer quando está prestes a comer cereal com leite e no açucar tem uma outra desses boiando no leite.

então...sim, tem pessoas que guardam seu cereal na Geladeira, Amer.