terça-feira, 12 de agosto de 2014

Crítica do Amer: Guardiões da Galáxia


Eu me considero um grande conhecedor do universo Marvel.

Sim, de fato. Pertenço a uma geração que precisava ler revistas em quadrinhos para receber sua dose diária de homens bombados vestindo collants e salvando o universo. Eu era o tipo de garoto eu levava um exemplar de Heróis da TV pra escola e era espancado por horas por isso.

Ahhh sim, bons tempos.

Por outro lado, cocei a cabeça quando vi que a Marvel ia lançar um filme chamado Guardiões da Galáxia. Digo, pelo nome, eu sabia que ia envolver os personagens espaciais da casa, aqueles que servem de decoração sempre que o Quarteto Fantástico ou os X-Men participam de alguma aventura intergaláctica, e dos quais esquecemos assim que os heróis voltam pra casa.

Sim, um filme só com personagens do segundo escalão da Marvel, quiçá, terceiro.

E aos poucos os nomes pipocaram. Senhor das Estrelas, Gamora, Drax, Rocket Raccoon, Groot... E minha curiosidade foi atiçada de vez. Não duvidei da capacidade da Marvel em momento algum. Se o estúdio conseguiu injetar carisma em um intragável como o Homem de Ferro, então com certeza poderiam fazer o mesmo por um grupo de personagens que quase ninguém conhece.

Assim o fizeram. E muito melhor do que eu jamais poderia imaginar. Arrisco dizer que Guardiões da Galáxia é o melhor filme que o Marvel Studios produziu até hoje.

Sim, vocês me ouviram.


Nossa história começa com Peter Quill (Chris Pratt), um bandoleiro espacial auto-intitulado “Senhor das Estrelas”, invadindo um templo esquecido num planeta deserto. Seu objetivo dentro do lugar, é encontrar um globo metálico, do qual ele se apropria sem grandes dificuldades.

Infelizmente, antes que possa aproveitar os frutos de seu trabalho, Quill é abordado pelos soldados de Ronan, o Acusador (Lee Pace), um fanático Kree. O rapaz foge de seus atacantes e então atravessa a galáxia em busca de um comprador para o artefato que acabou de encontrar.

Infelizmente, as coisas não são tão simples. Yondu (Michael Rooker), colega saqueador de Quill, que foi traído pelo rapaz, coloca uma recompensa por sua captura. Da mesma forma, Ronan quer o globo metálico que está em posse do rapaz, custe o que custar.

Antes que perceba, Quill se envolve com Gamora (Zoe Saldaña), uma das maiores assassinas da galáxia, Rocky (Bradley Cooper) e Groot (Vin Diesel), mercenários interessados na recompensa pela cabeça do saqueador, e Drax (Dave Bautista), que acima de qualquer coisa, quer vingar a morte da esposa e da filha, assassinadas por Ronan.

 Então, estes cinco desajustados espaciais tem de aprender a trabalhar juntos, se quiserem sobreviver a todo um universo que quer suas cabeças. Em meio a tudo isso, está o artefato que Quill roubou, que pode ser algo muito mais importante do que todos imaginam.

Guardiões da Galáxia é uma mistura de gêneros muito bem feita. Uma aventura espacial leve, com muita comédia, mas momentos dramático genuínos, em doses muito apropriadas. É um filme que o fará rir, vibrar e chorar, de uma forma que se torna cada vez mais rara nos dias de hoje.


É, não foi a mais detalhada das sinopses, mas vou mantê-la assim mesmo. Quanto mais vocês se permitirem ser surpreendidos pelo filme, melhor.

E vocês serão MUITO surpreendidos.


Como é de praxe nos filmes do Marvel Studios, o elenco de Guardiões da Galáxia foi fenomenalmente bem escolhido. E todos representam seus papéis com maestria e muita naturalidade. Eles fazem toda essa galera espacial parecer genuína, não importa o quão coloridos e irreais possam parecer.

Chris Pratt é fenomenal como Senhor das Estrelas. Ele não tem o altruísmo inabalável que normalmente associamos a um protagonista do gênero, de fato, o personagem se assemelha mais a um “Han Solo bem humorado”. Peter Quill é um bandoleiro, se orgulha de ser um for da lei espacial e cresceu em meio a bandidos. Mas no fundo, ele é um cara legal, que se importa com as outras pessoas e que mesmo com alguma relutância, faz a coisa certa no final.

Ele não nasceu um herói como o Capitão América, os acontecimento a sua volta o moldam para esta função e ele aos poucos a aceita, de bom grado. É um desenvolvimento muito natural e bem feito, que vale a pena ser acompanhado.

Zoe Saldaña faz um papel muito bom como Gamora. A garota mantém erguida uma máscara de estoicismo e força inabaláveis, mas em alguns poucos momentos, deixa escapar o quanto se sente assustada e sozinha no universo em que vive. São cenas breves, mas bem orquestradas, em que a atriz trabalhou para demonstrar o quanto Gamora luta para esconder suas verdadeiras emoções. Além disso, ela deu uma dignidade ímpar  guerreira, e também podemos ver uma clara evolução de sua personalidade, conforme ela se abre mais com seus amigos.

Dave Bautista me surpreendeu bastante no papel de Drax. O ex-lutador tem limitda experiência como ator, e verdade seja dita, a forma como ele representa o Destruidor é um pouco dura. Mas isso funciona com o personagem, que involuntariamente torna-se uma das maiores fontes de humor na história. Com um pouco de prática, acho que Bautista pode se tornar um grandioso ator de personagens.

Mas as melhores coisas do filme são sem dúvida alguma, Rocket e Groot.

Rocky, o guaxinim, é quase como um Joe Pesci do espaço. Nanico brigão, que não leva desaforo pra casa, fala demais e é um sacana de marca maior. Mas apesar de tudo isso, traz cicatrizes psicológicas muito profundas por causa de seu passado. Bradley Cooper deu a ele uma atuação extremamente profunda e conseguiu criar momentos genuinamente emotivos com Rocky. Em algumas cenas com o personagem, não havia um só par de olhos secos no cinema.

Finalmente, Groot. Eu falo que Vin Diesel é um bom ator e ninguém leva a sério. Bom, Groot vai calar a boca de todos vocês. O homem árvore da turma fala apenas uma frase: Eu sou Groot. Mas Diesel cuidou para que a mesma tivesse diversas entonações diferentes, pra transmitir o que a criatura queria dizer no momento. Podemos ouvir compaixão, apoio, compreensão, repreensão e questionamentos na voz do gigante, que transparece uma inocência óbvia, mas que nunca soa forçada.

Quanto aos vilões, eles são igualmente fantásticos.

Lee Pace transformou Ronan, de um vilão de quinta que serviu de bucha de canhão pro Thor em histórias que ninguém se lembra, em um fanático religioso extremamente assustador. O tirano acredita que sua causa é justa e está disposto a cometer genocídio por ela. Poucas coisas são tão assustadoras quanto um monstro que crê que sua motivação é pura.

E claro, não podemos esquecer de Nebulosa, interpretada por Karen Gilliam. A personagem não tem muito tempo de tela, mas sua intérprete consegue trabalhar alguma profundidade nela, através de seu relacionamento complicado com Gamora (sua irmã adotiva) e o ciúme que ela sente por não ser a filha favorita de Thanos.

Ooops, eu mencionei Thanos... TEE-HEE!!!


Agora, se me permitem, eu gostaria de falar sobre algumas das reclamações que os fãs de quadrinhos tem feito em relação a este filme. Especificamente, sobre as mudanças realizadas na origem de alguns personagens.

Por exemplo, Drax. No filme, ele é um alienígena durão que perdeu a família. Nos quadrinhos, ele é um humano que foi transformado em gigante verde.Já o espírito da filha foi transformado em Serpente da Lua, uma heroína cósmica careca que é totalmente HOT.

MULHERES CARECAS SÃO DELICIOSAS! VOTO POR UM MUNDO ONDE MAIS MULHERES RASPEM SUAS CABEÇAS!

SIM, EU SOU UM TARADO!!!

Mas de volta a crítica.

Uma história assim funciona em uma mídia como os quadrinhos, onde TODO TIPO DE ESBÓRNIA É ACEITÁVEL. Mas quando uma história dessas é adaptada para o cinema, ela é desnecessariamente complicada e em nada ajuda no enredo.

Outra grande reclamação, é que Gamora não é sensual como sua versão em quadrinhos. Caso em questão:


Em sua encarnação original, Gamora é bonita, gostosa, sabe disso e não tem vergonha de sua sexualidade. O que eu acho algo sensacional de se apresentar o público nessa sociedade primitiva em que vivemos, que ainda condena mulheres que não escondam o quanto gostam de sexo.

Colocar uma personagem assim na telona seria um ótimo passo par a melhora da representação feminina no cinema. Mas... Não vai acontecer, ao menos em um filme da Marvel, que tenta manter todas as suas produções adequadas para a família.

Mesmo assim, acho que a versão de Gamora para o cinema é muito legal. Ela é durona boa parte do tempo, mas se permite momentos mais leves e bobos, como acontece com seus companheiros. E isso em minha opinião é algo anos luz a frente da eternamente emburrada Viúva Negra que vimos em Os Vingadores.


Guardiões da Galáxia é um daqueles filmes que não parece ter duas horas. Antes que você perceba, os créditos estão rolando e você quer mais. Diferente dos filmes de Lars Von Trier, com suas 82 horas de duração que parecem 114.

Talvez o segredo deste longa é que não esperávamos muito dele. Hype é a morte de qualquer produto cultural (Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge que o diga) e o fato de ninguém ter levado muito a sério esta produção estrelada por um guaxinim e uma árvore, permitiu a ela uma chance digna de deixar todo mundo de queixo caído.

Os Guardiões da Galáxia terão de se esforçar um pouco mais para nos surpreender na próxima vez, mas não duvido que consigam. Um super grupo que viaje pelo universo com Jackson Five como trilha sonora é capaz de qualquer proeza.

Por hoje é só.

Cheers!!!

21 comentários:

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

mais um Post seu Amer? vamos ficar mal acostumados.

olha, sobre o filme...eu achei legal, só não gostei desse protagonista. como você costuma dizer, ele estava mais interessado em chegar nas calcinhas da Zoe Saldana do que salvar o Universo, que é bem mais fácil na minha opinião.

se eu estivesse que escolher entre enfrentar Thanos, com 99% de chance de morte para salvar a galáxia ou tentar cantar a Zoe Saldana para ela ir na minha cabine espacial...de boa, vou no Thanos. hehehe

quem viu o filme "Colombiana" viu que a atriz é capaz em momentos de fúria.

eu tentaria com a Gamora naturalmente, mas acho mais fácil enfrentar Thanos. enfim...

o Batista achei legal por dar um papel do "cara culto" embora apesar dos musculos dizerem o contrário. e sobre a Zoe Saldana, pelos sites de filmes e podcasts que ouço...ela fez a Urara de Star Trek só que verde. e nas lutas dela sempre alguém tinha que salva-la na hora H, esperam que no próximo filme consertem isso.

e sem querer ser chato Amer, mas não foi você quem disse que a unica habilidade do Toreto era falar arrotando? e para ser bem sincero, eu não achei esse Groot grande coisa. tirando o fato que ele é um Ent espacial que anda com um Braddley Cooper psicopata e só repete UMA frase o filme inteiro, não o vi fazendo nada impressionante. sério, o que o povo viu no Groot? se fosse o Guaxinim/Braddley Cooper por ele ser um porra louca com um trauma...(me pergunto que trauma um guaxinim teria) até entenderia a fascinação, mas um Ent que só fala: "Eu Sou Groot"???

e sobre o vilão, achei ele bem bucha. mesmo tendo uma das gemas do infinito, ele não me pareceu ameaçador. e a melhor parte do filme foi a dancinha do Peter Grill, foi tipo: What Fuck is That Man??

em suma, achei legal o filme. mas não tipo: nossa!! vou passar a ler Guardiões da Galáxia feito um fã assíduo do James Howllet.

se passar na HBO, certeza que assistirei novamente.

e Amer.....o que você tem contra o Tony Stark? intragável? sério mesmo?

Anderson "ANDF" Ferreira disse...

Boa crítica, Amer! Também já vi o filme com meu irmão e gostamos demais.
Além das músicas, que não saem da cabeça.

Adler Ferreira disse...

"Lee Pace transformou Ronan, de um vilão de quinta que serviu de bucha de canhão pro Thor em histórias que ninguém se lembra, em um fanático religioso extremamente assustador."

Você precisa ler Aniquilação hein Amer.

Ana Sofia disse...

Amer fale de Game of Thrones, por favor!

André Santos disse...

Você leu guerra civil? Stark é sim um porre...

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

André Santos. mas lá na Guerra ele era o líder dos Pró-Registro, Stark não podia ser engraçado com ele era. e odiei a guerra civil devido a isso.

André Santos disse...

Ele tava ocupado demais sendo um traíra pra poder ser engraçado cara

Bruno F.N. disse...

Adorei o post Amer, e gostei do filme ainda mais! Mesmo assim, "Capitão América 2" continua sendo o número um na minha lista: A crítica contra as decisões políticas dos EUA que aquele filme fez e o jeito que escreveram a viúva negra foram ótimas surpresas, e a história foi muito bem contada. Guardiões da galáxia está no segundo lugar por ser otimista e divertido como nenhum outro filme desse ano conseguiu ser.

Igor Chacon disse...

Amer viu que a Karen Gillan raspou a cabeça de verdade pra fazer o filme? <3 E ela é ruiva DE VERDADE! http://i.huffpost.com/gen/1255916/thumbs/o-KAREN-GILLAN-BALD-570.jpg?5

Giovanni Seiji disse...

Grande Amer!
vamos ficar mal acostumados com tantos post em pouco tempo! O que aconteceu? Colocou Red Bull no lugar da água do café e agora pode coexistir em vários universos ao mesmo tempo?

Bem, de qualquer forma, ótimo post e excelente crítica do filme. E fui ver esse fim de semana e não me arrependo nem um pouco, afinal de contas o filme nos entregou exatamente o que pregava! Diversão pra familia, risadas e deu uma chance enorme na telona pra outros heróis além dos já batidos Supamen, Batimá e Homi-ferru. Vários conhecidos reclamaram que o filme não tinha uma história muito complexa e bem construída como se tivessem comprado ingresso pra ver A Lista de Schindler! Ora bolas! eu gostei muito do filme! Minha namorada gostou do filme! A sala inteira gostou do filme! ....menos um idiota que reclamava toda hora do Vin Diesel só falar uma frase....moleque idiota, não calava a boca...

MAS ENFIM! Obrigado pelo post sensacional e estou na espera pro próximo artigo ou Let's Play!
Isso mesmo, por alguma razão acabo me divertindo mais vendo pessoas jogarem video-game do que eu mesmo jogar...então o seu canal é meio que o melhor dos dois mundos pra mim! HAHAHAHA

Avalanche Alvers disse...

Sem comentários sobre o nome da Nave do Senhor das Estrelas?

Ou Sobre o criador do Vingador Toxico fazer um cameo mais escondido e legal que o Stan Lee?

*Cinema SNob*
ò Amer você nem está tentando....

Sobre quadrinhos....Sim o Stark e suas revistas não eram muito boas, principalmente na época que ele virou adolescente, ele começou a ficar divertido quando o misturaram um pouco com sua versão ultimate extremamente canastrona.

O Ronan ganhou um update de personalidade em ANiquilação...e uma plot estranha ocm o casamento arranjado com a Cristal por quem ele fica apaixonado depois...mas e ai? No final isso não deu em anda mesmo e o próximo escritor vai colocar ele berrando e "acusando" e punindo todos.

Avalanche Alvers disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C disse...

Guardiões é o melhor filme de Sessão da Tarde já feito depois dos anos 80. E isso é um puta elogio.

Twero disse...

Ae! A crítica sua sobre o filme só reforçou o quanto amei o filme!

Assino em baixo em boa parte dela, e quando você falou de mulheres carecas, bom... a atriz que fez a Nebulosa tava careca, conta?

E senti que a Zoe Saldaña tava um pouco deslcoada como Gamora. Ela interpretou bem a personagem, mas nos momentos que pedia que ela se soltasse mais (no caso, quando começa a tocar a Awesome Mix Vol. 2), mas dos males, os menores.

E tenho u msentimento mixto quanto a dublagem do Bradley Cooper ao Rocket. O cara caiu de paraquedas pra fazê-lo, fez u mestudo do personagem e fez sua dublagem. Entregou bem o que você apontou, mas senti ele um pouco menos envolvido com o proejto como um todo quanto, por exemplo, o Vin Diezel (que até dublou o Groot em mais 4 idiomas) e o próprio Dave Bautista, que eu via o quanto ele tava se divertindo (mesmo com uam interpretação um pouco tímida). Inclusive achei que o dublador brasileiro fez um Rocket com uma carga emocional mais forte e mais zoeiro também (digo isso porque eu conferi ambas as versões)

Mas fora isso o filme é UM PRATO CHEIO! O filme criou um universo tão bem feito que você se sente convidado a querer participar dele! Você quer passear pela capital de Xandar, quer fazer apostas em Luganenhum, quer participar de uma fuga da prisão de Kyrl...
E sabem o que é mais interessante? O universo do filme é até sério. Ronan é um terrorista fanático serião, a Tropa Nova é séria, mas o que torna tudo mais engraçado e cômico são os Guardiões! Eles que viram tudo de cabeça pra baixo e te fazem rir de verdade!

Sério, eu me diverti nesse filme como não me divertia há anos, uma experiência que nem Vingadores conseguiu me dar.

Lyons kamau disse...

realmente não tenho boas lembranças do senhor rocket racoom era mais uma das histórias que eu passava rápido pra chegar nas mais interessantes...
Ainda não vi o filme mas o farei agora depois de ler sua critica.
Continue frequente ^^

renatex disse...

3 post no mesmo mês? isso e muito raro e ótimo. seus artigos são maravilhosos Amer sempre rio muito com eles continue esse trabalho maravilhoso!

Arbalesto disse...

Caramba Amer, 2 posts seu em 1 mês é mais do que meu coração pode aguentar, continue assim! auheuaheuaeae Eu me considero bastante eclético. Com tudo. E muito menos crítico. Com tudo. Tenho uma dificuldade enorme em discutir as coisas que gosto e não gosto com meus amigos, pq eu tenho problema em colcoar em palavras os sentimentos que tenho ao ver as coisas, e isso gera preguiça no momento de debater pontos bons e ruins. Eu gosto muito de você por isso, sua forma de criticar é sublime, suas piadas, seu humor e sua seriedade, quando empregadas, pra mim, são todas sensacionais. E não ligo de babar seu ovo mesmo. Já li e reli posts do blog quando você ficou meses sem postar. Mas voltando ao assunto do Guardiões, eu gostei excessivamente desse filme. Meu único problema foi a namorada do rapaz que estava ao meu lado, que de 10 em 10 minutos reclamava de como o filme era horrível e tediante e nada a divertia. E o namorado ria e se divertia, e ainda a perguntou se ela queria ir embora DURANTE A CENA DA PRISÃO. Eu fiquei extremamente irritado. Mas sofri calado. Não nos deixe com abstinência da sua sagacidade. Obrigado por compartilhar o/

Shadow Geisel disse...

engraçado é que eu estava pensando em assistir a um filme, semana passada. fiquei entre Lucy e Guardiões da Galáxia. terminei não assistindo nenhum dos dois. sobre este último, pensei que fosse mais um filme metido a engraçadinho com piadas medianas feitas para o público médio rir. mas pelo que vc falou, está longe de ser o caso. semana passada me surpreendi com a qualidade de uma animação, o Megamind. espero que isso seja a nova tendência. parabéns Amer e continue com o bom trabalho dos posts.

Mariana Martins disse...

Amer, você poderia passar seu Skype para que o pessoal possa entrar em contato contigo, que tal =D?

Sr. L disse...

Eu ri muito com "Joe Pesci do espaço".

Titio Evans disse...

O Rocket é o simples cruzamento de um guaxinim com o Conan.