domingo, 28 de agosto de 2016

Crítica do Amer: Esquadrão Suicida


Homem de Aço foi tenebroso.

Batman V. Superman foi uma catástrofe de proporções bíblicas.

Assim, é de se imaginar que a DC tenha aprendido com seus erros e Esquadrão Suicida seja o filme que vai colocar seu universo cinemático nos eixos, certo?

Não.

Diabos, não.

Chegou perto... MUITO perto. Mas não conseguiu.

Imaginem um maratonista que ficou na dianteira durante toda a prova, mas que parou pra espremer uma espinha quando faltavam dois metros para a linha de chegada. Pois bem, a DC é este maratonista.

Em outras notícias, vocês sabiam que o “DC” significa “Detective Comics”?

Desta forma, “DC Comics” significa “Detective Comics Comics”.

Agora você sabe, e saber é metade da batalha.

ATENÇÃO: Este artigo tem spoilers. Se não gosta de spoilers, vá reclamar no Tumblr junto de todos os outros trapaceiros bichinhas.

"Tu é um trapaceiro bichinha que eu tô ligado."

O mundo mudou desde a chegada de Kal-el de Krypton. Meta-humanos estão pipocando por todos os lados, e o governo e o exército não sabem como lidar com esta situação. Superman era um defensor da justiça, que salvava criancinhas derrubando prédios nelas... Mas e se o próximo visitante do espaço não for?

Eis que surge Amanda Waller (Viola Davis) com o plano de formar a Força Tarefa X. Um grupo de criminosos condenados, que seriam “persuadidos” a lutarem contra ameaças interplanetárias e coisas do gênero, em troca de privilégios na prisão e a diminuição de suas penas.

Waller recruta o Pistoleiro (Will Smith), um dos homens mais letais do mundo com uma arma na mão, a Arlequina (Margot Robbie), porque todo mundo no planeta tem tesão pela Arlequina e colocá-la em um filme é simplesmente um bom negócio, e Magia (Carla Delevigne), um espírito maligno de seis mil anos que é estranhamente sensual mesmo passando o filme inteiro coberto de bosta.

Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Diablo (Jay Hernandez) e Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje) também são recrutados, porque não dá pra se ter um esquadrão com apenas três personagens. Eles ficam sob a guarda de Rick Flag (Joel Kinnaman) e Katana (Karen Fukuhara), porque o filme já não está abarrotado de personagens o suficiente.

Waller previu que sua “Força Tarefa X” seria a melhor saída caso um novo super ser surgisse e ameaçasse destruir o mundo. Infelizmente ela não previu que não poderia controlar Magia, que foge e inicia um caos capaz de destruir o mundo.

Só resta a ela chamar o resto do grupo, soltá-los no meio da treta e torcer para que o sobrinho de Phillip Banks e uma magricela com um bastão consigam derrotar um demônio mais antigo que as pirâmides e que possui poderes quase infinitos.

Aprendam com a Amanda Waller, crianças! Quando trabalha pro governo, você fracassa até chegar no topo!

"Comecei minha carreira drenando os furúnculos do Bill Clinton."

Agora, se tem uma coisa em que a DC não deve nada pra Marvel, é a escalação de seus elencos. Ambos os estúdios acertam 100% das vezes quando escolhem quem será responsável por dar vida a seus personagens.

...

Ok, acertam 99% das vezes. Jesse Eisenberg foi o pior Lex Luthor de todos os tempos, mas não é como se alguém se lembrasse de quem interpretou o vilão de Thor: O Mundo Sombrio.

Viu? Você teve de ir até o IMDB pra lembrar o nome do caboclo! Sem mais perguntas, meritíssimo.

Pois bem, eu tinha sérias dúvidas quanto ao elenco de Esquadrão Suicida, mas fico feliz em admitir que queimei a língua a este respeito.

Por exemplo, achei que Will Smith seria um desastre como o Pistoleiro. Sejamos muito honestos, o único papel que ele interpreta desde 1993, é o de Will Smith, em diferentes graus de intensidade. Em Independence Day, ele é o Will Smith militar malandrão, em À Procura da Felicidade, é o Will Smith Dramático, em Ali, é o Will Smith figura histórica, e em Depois da Terra é o Will Smith que quer enfiar o filho em um filme do M. Night Shayamalan na tentativa de catapultar a carreira do moleque.

Aqui ele é o Will Smith vilão de quadrinhos... Mas funciona muito bem. Sua versão do Pistoleiro é basicamente um gangster daqueles filmes de gueto do Spike Lee, só que com uma camada de tinta que parece ter sido providenciada por George Pérez. E o carisma natural do primo do Carlton torna o Pistoleiro um anti-herói perfeito pra encabeçar um filme como este.

Margot Robbie foi outra surpresa, especialmente porque eu tinha os dois pés atrás com ela.

Eu tinha... Desculpa...

Vejam bem crianças, Robbie é a nova namoradinha da Warner, que pelos próximos anos encabeçará a lista de atrizes jovens que trabalham para o estúdio. E eu achava que esta posição não era merecida, pois tudo que ela fez para alcançá-la foi ficar pelada em O Lobo de Wall Street.

Ok, eu sei que ALGUNS de vocês tão com o dedo coçando pra ir me chamar de machista nos comentários. Me deixem terminar, depois podem ir me passar sermão sobre cultura do estupro.

Hollywood é uma indústria machista pra cacete, controlada por velhos presos a padrões do século 19. Se um filme exige uma cena de nudez frontal de uma atriz, o sucesso da produção pode alavancar ou afundar a carreira da moça... Porque a indústria do cinema por algum motivo associa uma coisa a outra.

Juliane Moore exibiu sua pantufa ruiva em Short Cuts: Cenas da Vida. O filme foi um sucesso, e hoje ela é uma atriz Oscarizada. Elizabeth Berkley já não teve a mesma sorte com Showgirls, que destruiu sua carreira e a do Paul Atreides.

Bom, a senhorita Robbie exibiu seu Kuririn esfaqueado em O Lobo de Wall Street, o filme rendeu milhões, e o resto é história. Pessoalmente, eu acreditava que ela era apenas uma atriz bonita e sem talento, que só chegou ao topo porque fez uma aposta muito arriscada com os velhos padrões de Hollywood, e deu a sorte grande no processo.

Eu estava errado, MUITO errado. Margot Robbie parece um desenho da Arlequina que ganhou vida. Ela é bonita, divertida, engraçada, sensual sem forçar a barra (Mesmo! As cenas fora de contexto do trailer passaram a impressão errada) fofinha e traz até uma pitada de tragédia, ponto que infelizmente foi mal explorado no filme. Não sei como o DCU vai se desenrolar, mas fico feliz em ver que minha amada Harley está em boas mãos.

E se você não reclamou das cenas com o Thor desfilando de toalha, 
ou do Wolverine pelado, não tem o direito de chiar com esta.

Viola Davis traz ao filme a respeitabilidade que ele precisa. Nas mãos de uma atriz menos talentosa, a pragmática Amanda Waller poderia ter se tornado mais uma burocrata corrupta e maquiavélica, do tipo que cansamos de ver em filmes de ação. Viola traz dignidade ao papel, e permite que nos afeiçoemos a esta mulher que não hesitaria em matar crianças se isso lhe permitisse atingir seus objetivos.

Finalmente, temos Carla Delevigne, que mandou muito bem como Magia. Ela pouco fala, e na maior parte do tempo está envolta em maquiagem pesada ou computação gráfica. Mas ela faz um bom uso de linguagem corporal para demonstrar o quão distante de um ser humano sua personagem está.

Os demais membros do elenco fazem um bom trabalho também. Joel Kinnaman interpreta o militar durão padrão dos filmes de ação, seu Rick Flag não é nada especial, mas também não prejudica o filme. Jay Hernandez é competente ao mostrar o remorso de Diablo por suas ações passadas e Jai Courtney é divertido (ainda que muito mal aproveitado) como Capitão Bumerangue.

E embora Adewale Akinnuoye-Agbaje tenha ficado legal como Crocodilo, não consigo deixar de pensar que este papel teria sido entregue a Michael Clarke Duncan se ele não tivesse morrido.

Saudades, John Coffey.

"Me chamo Crocodilo. Como a bebida, mas escrito...
Ah, que se dane, vou arrancar sua bunda a dentada."

OH SIM! O Coringa! Como pude me esquecer dele?

Tá uma bosta. Jared Leto é o pior Coringa dos últimos vinte anos.

Isso se deve ao fato do personagem parecer uma colcha de retalhos feita com partes de todos os Coringas que já existiram. Há traços de Heath Ledger, Mark Hammill e até mesmo Cesar Romero na atuação de Leto, que parece tentar incutir um exagerado senso de caos no vilão, mas que no fim apenas o desproveu de uma personalidade própria.

*Insira aqui uma referência a Feira da Fruta*

Pois muito bem, eu tenho dois problemas enormes com este filme. O primeiro é que em minha opinião, ele veio cedo demais.

O conceito do Esquadrão Suicida é brilhante: Uma super equipe formada por vilões. Isso dá aos roteiristas a oportunidade de explorar personagens que foram pouco desenvolvidos em seu papel original de antagonistas. Um vilão absoluto pode se tornar mais empático, trágico e aos poucos pode até ser transformado em um anti-herói carismático.

Mas isso funciona muito melhor quando já conhecemos os personagens. Imaginem da seguinte forma: O Pistoleiro nos é apresentado como um mero assassino profissional que cruza com o Batman durante um de seus contratos. Então, quando aparece em Esquadrão Suicida, podemos descobrir mais a seu respeito, como o fato de que ele é um pai extremamente amoroso e devotado. Embora isso não o redima, com certeza lhe traz mais nuance e o torna mais interessante.

O filme Esquadrão Suicida deveria ter aparecido na “Fase 3” da DC, após todos os seus integrantes terem sido devidamente apresentados nos filmes anteriores da produtora. O Pistoleiro poderia ser o vilão do primeiro filme da nova encarnação do Batman, que após ser devidamente derrotado e encarcerado, ficaria na geladeira até que seus serviços fossem requisitados pela senhora Waller.

Isso criaria a mesma sensação de continuidade que temos com a Marvel, onde os acontecimentos de um filme tem impacto nos demais. Infelizmente não foi como aconteceu, e ao invés de cada personagem já chegar devidamente estabelecido, eles são todos apresentados em uma sucessão de flashbacks que faz muito pouco para explicar quem são.

E falando nos flashbacks, este é o segundo grande problema do filme: A edição.

Eu falei de edição... O que envolve cortes no filme. E coloquei uma imagem da
Katana... Que tem uma espada e corta pessoas. SOU UM GÊNIO!!!

Esquadrão Suicida passou por inúmeras refilmagens e edições desde o início de sua produção, o que resultou em problemas de continuidade e ritmo.

Ok, aqui vão alguns exemplos.

Diablo se recusa a usar seus poderes pirocinéticos, porque perdeu o controle e matou sua esposa e filhos. Este ato é mostrado como sendo fundamental para sua auto imposta penitência... Exceto que durante os flashbacks, ele é mostrado na prisão, incinerando toda a população carcerária e se divertindo muito com isso.

Capitão Bumerangue é fã de unicórnios (em uma óbvia referência aos bronies), e embora seja mostrado carregando uma pelúcia escondida em seu casaco, isso jamais é explorado no filme. Ele também sente atração pela Katana, mas fora chamá-la pra sair em uma cena, isso também não é explorado. Bumerangue simplesmente não tem função no filme, sequer como alívio cômico, pois a Arlequina já preenche este papel.

Crocodilo e Katana tem ainda menos função. Somados, os dois devem ter doze linhas de diálogo. Mesmo nas cenas de ação eles atuam muito pouco, pois o foco fica quase todo no Pistoleiro e na Arlequina.

E tem o Coringa, que não tem NADA pra fazer na história, e que parece ter sido atochado no filme apenas porque a DC estava com pressa de introduzir a nova versão do vilão.

Aliás, a relação dele com a Arlequina é de amor sincero. Aparentemente, na versão original do filme o Coringa a tratava como uma propriedade e era extremamente abusivo, da mesma forma que nos acostumamos a ver nos quadrinhos e animações... Mas isso foi mudado na edição.

Alguém deve ter achado de mal gosto que UM DOS MAIORES VILÕES DE TODOS OS TEMPOS fosse mostrado como um homem abusivo. Vocês sabem, é totalmente OK o Coringa envenenar um berçário, mas ele bater na namorada... INACEITÁVEL!!!

E tudo acontece muito rápido, como se a história tivesse pressa em chegar as cenas de ação. E mesmo elas são corridas, com algumas lutas acabando antes mesmo que o público possa entender o que aconteceu. Os melhores momentos acabam sendo aqueles em que a história desacelera e permite que os personagens interajam e se desenvolvam. Pena que são poucos e breves.

Calma... Serenidade... Ok, eu só queria colocar outra foto da Arlequina.
ME PROCESSEM!!!

Apesar de tudo, Esquadrão Suicida é o melhor filme da DC até o momento. Ele não chega nem perto de Capitão América: Guerra Civil em termos de qualidade (bom, não chega perto nem de Homem de Ferro 2, pra ser sincero), mas é divertido, tem um bom elenco, boas cenas de ação e momentos que conseguem ser genuinamente agradáveis.

Se me perguntarem, é um prazer culpado. Um filme que eu reconheço não ser bom, mas que assistirei sempre que for reprisado na televisão dentro de alguns anos, o que é mais do que eu posso dizer de Homem Chouriço e BvS: A Origem do Pinto.

Zack Snyder, vá pro inferno. Vá pro inferno e morra!

Cheers!!!

64 comentários:

Leandro"ODST Belmont" Alves the devil summoner disse...

"Ok, acertam 99% das vezes. Jesse Eisenberg foi o pior Lex Luthor de todos os tempos, mas não é como se alguém se lembrasse de quem interpretou o vilão de Thor: O Mundo Sombrio.

Viu? Você teve de ir até o IMDB pra lembrar o nome do caboclo! Sem mais perguntas, meritíssimo"

Christopher Ecclesson, o nono doutor da série Doctor Who. e eu sei o nome dele porque ele é o meu doutor favorito da série (que se despediu da série mais cedo do quer deveria) , enquanto outros molham a roupa intima com o David Tennant

se assistisse a série saberia disso, AMER.

Leandro"ODST Belmont" Alves the devil summoner disse...

"Homem de Aço foi tenebroso.

Batman V. Superman foi uma catástrofe de proporções bíblicas.

Apesar de tudo, Esquadrão Suicida é o melhor filme da DC até o momento."


Amer...é brincadeira isso certo?

O filme do Esquadrão não fora horroroso como criticos de internet falam por aí ou a melhor coisa da DC já feita desde o pão de queijo,batata frita e lasanha. é um filme sem sal mesmo, com os defeitos que você analisou do filme. pra começar, o grupo não seria capaz de vencer um vilão de poderes titânicos. O Ultra Humanoíde derrotaria os personagens do filme facilmente, os antagonistas do filme perderam por roteirismo e (no caso da Magia ) vacilo. o Exterminador seria mais apropriado para o filme ou a encenação do "Ataque ao Asilo Arkham" seria a melhor escolha de enredo.

em resumo, é filme de Sessão da Tarde (Temperatura Maxima, onde a pessoa só assiste se não tiver nada melhor para se fazer num domingo a tarde) onde é legal de assistir uma vez, mas não vai querer rever de novo. e só do anuncio do filme da Liga para o ano que vem, sendo que mal apresentou os outros personagens (Aquaman!! Kal Drogo!!! BRlll, O monstro saindo da jaula, Porra!!!.....por essas e outras que odeio Facebook) já estou triste e temeroso pelo sucesso dessa película. custava eles terem esperado? não é como se a onda de "nerdices" fosse passar tão cedo ou terem incluído os atores das séries no universo cinematográfico?

enfim, para um filme que é ruim, ele está se pagando. já está na casa dos 700 milhões de bilheteria da ultima vez que vi, mas não acho que vá chegar o alcance do Guerra civil. afinal, o mundo já é Marvel a essa altura do campeonato.

Novamente, já deixo anunciado: O Doutor Estranho vai ser agraciado como uma nova divindade no fim do ano e vão dizer que o filme é melhor que tudo que a DC lançou e chegaram os pseudo-fãs a gritar "sempre fui fã do Doutor Strange" sendo que esses filhos de prostitutas babilônicas sequer leram uma história dele, nem mesmo em Scan da internet.


Allon-Syr!

e os personagens que eu gostaria de mais ver como Rei Tubarão ou o filho do Clint Eastwood mal apareceram. que desperdício!

Adan Ribeiro disse...

Só postei aqui pra ajudar no volume. Eu não dou a MÍNIMA pra esse filme.

Hao Cinis disse...

Sinceramente, esses dias, os filmes animados da DC são BEM melhores que os da Marvel, mas no campo do live action, tá indo bem devagar. Só o que posso dizer de Esquadrão Suicida é: não é uma pérola, mas também não é uma droga. É um bom filme pra se ver com a galera. Também, vou presumir que a DC só não é capaz de fazer algo pior que Batman vs Superman, mas, só vou saber quando vir o filme da Liga...

Galomortalbr disse...

esse filme e muito ruim,mas pelo menos e divertido,e tipo um big mac,nao tem nutrientes e feito as pressas,mas pelo menos o gosto e bom

Anderson ANDF disse...

Pensei de forma similar, Amer.
Também simpatizei muito com a Arlequina do filme (embora... né?), mas não gostei tanto do Pistoleiro. O Coringa "mafiosinho do funk" de merda, também me incomodou. Tudo caiu no clichezaço de "vamos nos unir pra salvar o mundo e nossos rabos" no final. E essa ameaça final cairia bem num filme da Liga Dark, que já vão lançar em filme animado e talvez, com atores e efeitos, conforme anunciaram.
Mas não adianta procurar culpados ou o diretor tentar assumir o que saiu. Foi a mesma coisa com Batman & Robin, com Joel Schumacher e George Clonney se desculpando pela cagada já feita.

Daniel Farias disse...

Não vi ainda (por causa das outras críticas que li,fiquei desanimado ora assistir),mas fico aliviado com o a Crítica (apesar de tudo) Positiva,eu torço pra que DC de certo no cinema,afinal filmes de Super Heróis não vão durar pra sempre,por isso a DC pode perder a chance de criar um universo compartilhado tão bom como o da Marvel.Então qualquer acerto,mesmo que pequeno já é lucro.
De qualquer jeito eu ainda tenho que ver Esquadrão Suicida para tirar as minhas próprias conclusões,mesmo assim foi uma ótima Crítica Amer.

P.S:sempre achei a Margo Robbie uma Ótima Atriz,então não dúvidava da Arlquina dela.

P.S 2:Kuririn Esfaqueado,que porra de Analogia com Boceta foi essa Amer !?,kkkkkkkkkk.

Daniel Farias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
gabriel tiger disse...

"Aprendam com a Amanda Waller, crianças! Quando trabalha pro governo, você fracassa até chegar no topo!" robou essa do Kevin Feigh não foi!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Amer H. disse...

Kevin Smith. Sim.

Domingos Junior disse...

ninguem liga pro Amarra

Layne Staley disse...

O que incomodou nesse filme foi a sensação de "mas hein?".

Eles são vilões, os piores dos piores, mas toda hora o filme quer mostrar que no fundo são bons... mas hein?

Eles não dão a mínima um pro outro, e só por que fizeram um happy-hour vão se sacrificar pela vida sexual do rick flag... mas hein?

Depois de ter o Joker vencedor do Oscar do Ledger(RIP), esse MC Coringa é o que a DC nos dá? Mas hein?

De bom mesmo, só o carisma do maluco no pedaço, arlequina e viola. E sem querer trazer marvel à tona, mas minha namorada disse algo interessante: sempre que a marvel faz um bom filme, alguma produtora faz parodia pornô e logo depois DC faz um filme ruim.

Heróis em conflito- Guerra civil, porno e Batman vs Superman.
Desajustados formam equipe e salvam o dia - Guardiões da galáxia, pornô e esquadrão suicida.

Hahaha confere.


E só eu odeio esses malditos feixes de luz?

Giovanni Seiji disse...

Grande Amer!
Estava esperando por esse Review!

E sim, tive uma sensação parecida sobre o filme. Bom elenco, cenas legais, mas veio cedo demais e a edição desastrosa!

Sem contar que eles tentaram fazer uma jogada com uma Soundtrack a lá Guardiões da Galáxia, que mesmo sendo bem legal (O pessoal se equipando e tocando Eminem foi excelente), em algumas cenas elas ficam com a sensação de pace errada.

E de novo, teve muita, muita, MAS MUITA EDIÇÃO! Foram tantas cenas cortadas, trocadas, emboladas e e transformadas em milk-shake que o filme ficou muito estranho.
Rezo para que uma "Versão do Diretor" saia e faça o filme ter o ar inicial que foi planejado.

CHEERS!

Daniel Farias disse...

O Amer não gosta de Doctor Who,ele deu a entender isso várias,e o Eccleston não é muito Conhecido do Público que não conhece Doctor Who.As pessoas lembram dele de filmes como G.I Joe por exemplo entre outros,não é todo mundo que vai Conhecer,a não ser que seja Whovian.
Mas tanto faz,o Christopher Eccleston é um ator foda é escolher pra fazer Vilão é uma ótima idéia,já terem escolhido Jesse Eisenberg pra fazer o Lex Luthor,aff,nada Contra ele,mas Deviam ter Escolhido o Bryan Craston

Bier disse...

Fazia anos que eu não vinha até o teu blog, e tu continua muito afiado como sempre.
Licença, que eu preciso ler o que perdi.

Casa disse...

Bora todo mundo assistir à animação Assalto ao Arkham e seremos felizes.

abs,
Katchiannya

Juninho! disse...

Ok, eu entendo não gostar do Zack Snyder mas melhor filme da DC com V de Vingança e Watchmen logo ali do lado...

Difícil hein?

Aliás, Zack Snyder fez a única versão do Supercoxinha que eu acho interessante, então eu agradeço a ele pela mudança do personagem horrível que ele sempre foi.

Amer H. disse...

Watchmen e V de Vingança não pertencem ao universo cinematográfico da DC. É a ele que eu me refiro.

Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amer H. disse...

Uau.

Que vida vazia você deve ter, heim Gutembergue?

Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Azrael_I disse...

Aff.

Amer H. disse...

"Ain, ficou sem argumentos e passou a me atacar."

Tá bom, senhor "todo mundo que não gosta dos filmes da DC é modinha clube da Disney".

Quando você me trouxer argumentos ao invés de relinches de fã paquita, terei prazer em debater. Homofóbicozinho patético.

Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amer H. disse...

"AIN! NUM TENHU NADA CONTRA GAYS, MAS UM CAPITÃO AMÉRICA É GAY, PURQUE TEM UM AMIGO! OMI DI VERDADE NUM TEM AMIGU!"

Tá bom, garoto.

Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amer H. disse...

Aliás, seu comentário: "Na Marvel o Hulk se controla?"

Pra alguém que chama os outros de modinha, você não entende um conceito básico sobre um dos personagens mais clássicos dos quadrinhos.

Amer H. disse...

O Capitão América é um cara que ficou congelado 70 anos e perdeu tudo que conhecia. Os amigos, a família, o mundo em que ele existia, e precisou se adaptar a uma nova realidade. No fim de Guerra Civil, ele próprio diz que não sente que pertence a lugar algum.

O Bucky é A ÚLTIMA LIGAÇÃO que ele possui com a vida antiga dele. É tudo que sobrou da vida que ele tentou levar nos anos 1940, e por isso ele é tão leal a esta amizade.

Sem mencionar que os dois são soldados, que lutaram juntos em uma das maiores guerras da história. Assista a um documentário sobre guerras e veja as declarações de soldados sobre as amizades que surgem no campo de batalha. Só um veterano entende pelo que o outro passou, e é um laço que a maioria das pessoas simplesmente não tem como compreender.

É o laço que Steve e Bucky possuem. Soldados que viveram um horror absurdo juntos e que entendem o que se passa na cabeça um do outro por isso.

E você olha pra tudo isso e diz: "Ain, eles são gays."

Porque um homem não pode sentir amizade ou amor pelo outro, a menos que seja gay.

Parabéns, garoto. Muito esclarecida a sua forma de pensar.

Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amer H. disse...

"Ain, ficou sem argumentos e passou a me atacar."

Te dei um argumento agora e sua resposta foi "mimimi". Parabéns.

E não, nunca ri dessas piadas. Nunca vi graça alguma, porque são piadas de preguiçoso. Piadas de imbecis homofóbicos como você, que acham que humor é apontar pra alguém diferente e rir dele por isso.

Layne Staley disse...

Hahahaha, essas tretas me lembram os tempos de discussões épicas no Orkut.

Devo tá ficando velho, antes dava uma coceira na mão pra responder. Agora só dou risada e sinto uma mistura de vergonha alheia e pena.

Azrael_I disse...

Por um curto espaço de tempo o Blog do Amer virou o MdM - Melhores do Mundo! Mas que bom que o Amer soube resolver a questão sem brigas (ou mesmo xingamentos). Se as coisas sempre se resolvessem assim, haveriam menos brigas e confusões. Na Internet e no mundo.

Makoto Bakura disse...

Esse é o maior combo de comentários excluídos que eu já vi na minha vida...
Fico imaginando a quantidade de abobrinha que deve ter sido dita pelo sr.excluído só pelas respostas que recebeu... Pena que não li, snif... Bom, acho que sobrevivo à curiosidade!
Em 5 minutos provavelmente terei esquecido disso mesmo =P