quinta-feira, 16 de junho de 2011

Street Fighter: A Lenda de Chun-Li - Parte 1


Então... é.

Prometi há um bom tempo escrever sobre esta abominação e parece que o dia finalmente chegou.

Para todos os efeitos, considero A Lenda de Chun Li como O PIOR FILME DE TODOS OS TEMPOS! Claro, existem películas igualmente medonhas e causadoras de diarréia, como Cinderela Baiana (obrigado por me lembrar deste horror, Fran), mas sejamos francos, nenhum produtor ou diretor do mundo esperava que um filme com a Carla Perez fosse se tornar sinônimo de qualidade.

A Lenda de Chun Li não é apenas ruim... é pretencioso. A impressão que eu tenho, é que o diretor queria fazer um filme de ação genérico, mas se aproveitou da marca "Street Fighter" para promover seu trabalho. Partes da mitologia da série foram utilizadas na criação de uma abominação cinematográfica que tenta ser um thriller adulto de artes marciais.

Falem o que quiserem de King of Fighters e Tekken, mas por piores que sejam, estes filmes não tentam ser mais do que são.

E eu juro... prefiro mil vezes assistir Crepúsculo a ter de ver esta batida de trem. Este artigo é só uma prova do quanto estou disposto a me sacrificar por meus leitores.

De nada.

Pois bem, vamos em frente.


Nossa história começa na infância da pequena Chun-Li, que era uma criança medonha.

Chun-Li era filha do mais importante homem de negócios de Hong Kong, viajava muito e estudava para ser uma grande pianista, pois aparentemente, toda menina chinesa sofre uma pressão absurda dos pais desde uma tenra idade para se tornarem concertistas.

Não precisam acreditar em mim, perguntem a Asia Carrera.


Chun Li e a família se mudavam muito, por causa da profissão do papai, mas isso não importava. Ela era rica, estudava nas melhores escolas e treinava Kung-Fu diariamente com seu velho.

Sim, sim! A infância era muito boa para Chun-Li...


... que aparentemente, desistiu de ser chinesa aos 10 anos de idade.


Uma noite após o trabalho, o pai de Chun Li assaltava a geladeira quando de repente...


... FOI ATACADO POR UM MICHAEL CLARKE DUNCAN SELVAGEM!!!


Michael Clarke Duncan uses Anal Rape!

IT'S SUPER EFFECTIVE!!!


O pai de Chun Li se desvencilha do Michael Clarke Duncan super-excitado, é quando OS NINJAS ENTRAM NA GAIOLA!!!


E ENTÃO O PAI DA CHUN LI COLOCA FOGO NA PRÓPRIA MÃO PARA LUTAR!!!

UAU!!! O FILME PERDEU TODA A PORRA DO SENTIDO LOGO NOS PRIMEIROS MINUTOS!!!


Lógico que toda essa esbórnia destrutiva pode ser ouvida na casa inteira, o que desperta CHun Li. A menina prontamente parte em socorro do pai e é agarrada por Michael Clarke Duncan, que pela cara, planeja usar seu anal rape attack na pimpolha.

Mas antes que este filme torne-se um drama francês sobre como a vida de Chun Li tornou-se uma espiral de alcoolismo devido ao abuso que sofreu nas mãos de John Coffee...


... Bison aparece para colocar ordem na situação.

...

Espera, o quê?

Esse cara não é o Bison porra nenhuma! É o Geese Howard!


Viram? É o Geese!!!

Eu preciso sair do personagem um pouco e reclamar. MAS QUE MERDA É ESSA???

Ok, eu entendo que mudanças precisam ser feitas quando uma história em quadrinhos, um desenho animado ou um game são adaptados para um filme. o que funciona em uma midia não irá necessariamente funcionar em outra. O Wolverine do cinema é o Hugh Jackman porque a maioria das pessoas não se interessaria em assistir um filme com um nanico, peludo e fedido como herói, para ver alguem com essas características, a maioria das pessoas só precisa olhar pro pai/marido/vizinho.

Mas uma coisa é alterar o personagem para que ele se adeque a uma nova mídia, outra é modifica-lo completamente. O Batman do Joel Schumacher não é ruim por causa dos Bat-mamilos, mas porque ele destoa COMPLETAMENTE do que o personagem representa, com suas piadinhas ruins e trocadilhos mongolóides. O Batman de Christopher Nolan é muito mais fiel ao material em que foi inspirado, apesar de falar com a voz de quem gargareja arame farpado quando acorda.

Bison é o líder de uma organização criminosa que controla praticamente todos os negócios ilícitos da Ásia. Tráfico de drogas, prostituição, escravidão, Bison tem um dedo em tudo. Ele está no topo da lista dos mais procurados da Interpol, mas sempre consegue se safar, pois tem centenas de laranjas escolhidos a dedo pra levarem a culpa sobre qualquer merda que tenha seu nome. O sujeito é praticamente intocável.

Aqui, ele é um bandido de colarinho branco que usa do crime para diminuir o valor de imóveis em áreas pobres e assim comprá-las para revender caro depois de restaurar as regiões.

Isso é o que me deixa mais puto com relação a este filme. A Capcom tava dando um apoio imenso para este filme, o que significa que o diretor tinha contato direto com a empresa. Ele com certeza tinha acesso ao material original vindo dos jogos, ele sabia com o que cada personagem devia se parecer e agir, e deliberadamente resolveu mudar tudo, acredito que porque achou que a sua visão do Bison seria mais "séria" e "plausível".

Mas quer saber de uma coisa? Existem ditadores na Ásia! E não é preciso sequer olhar para um dos países em guerra civil da região para ver isso, é só prestar atenção na Coréia do Norte. Kim Jong-il é praticamente um super vilão.

E o pior de tudo, o animal do diretor manteve diversos elementos sobrenaturais da origem de Bison, o que caga totalmente em sua tentativa de manter o "realismo" do personagem.

Cineastas são Douchebags desgraçados mesmo. Não todos, mas um número maior que o suficiente.

Merda... vamos em frente de uma vez.


Geese faz um chamego em Chun Li e fala que está tudo bem, para ela voltar pra cama.


Em seguida, ele sequestra o pai da menina e manda Michael Clarke Duncan nocautear a mãe. Sim, tá tudo bem, de fato.

Curioso que só agora a mãe de Chun Li percebeu o que estava acontecendo. Não acordar com toda a destruição que tava rolando no andar de baixo? Mas essa mulher deve comer Zanax como se fosse sucrilhos!


Chun Li observa com ódio o sequestro de seu pai... ou pelo menos, eu acho que é isso. Essa menina é uma atriz pior que a Bella.

...

Sinto que uma estrela acaba de se apagar com estas palavras.

Enfim, Chun Li observa com ÓDIO, FÚRIA E RANCOR aos bandidos levarem seu pai e estas emoções incontroláveis fervilharam em seu interior até ela fazer ABSOLUTAMENTE NADA para impedir.

Sim, é uma criança. Mas é a CHUN LI criança! Ela tem mais capacidade de porradaria que uma criança normal, pelo amor de Benson.

Pois então, no dia seguinte...


... Chun Li já está adulta e tornou-se uma concertista de sucesso. De fato, ela lembra-se de seu papai todas as vezes que toca, pois nunca superou a dor de tê-lo visto sendo levado embora.

...

Mais uma vez, entendo adaptações. O pai da Chun Li originalmente era um policial que estava no encalço da Shadaloo e se aproximando demais de arranjar provas contra Bison, por isso ele foi eliminado. Não sou muito a favor de o transformarem em um homem de negócios, mas ok.

O negócio é, sua morte (ou aqui, sequestro) é o que deveria motivar Chun Li a se tornar uma policial. Essa é a força motriz por trás da personagem nos games e o que a torna uma heroína, fazer dela uma pianista a reduz a UMA GAROTA COMUM!!! Tira tudo que torna Chun Li uma das personagens femininas mais fortes dos games!

Ok, de um ponto de vista mais realista, o diretor deve ter achado que essa é a escolha de carreira que uma garota normal faria. MAS NÃO QUEREMOS VER UMA GAROTA NORMAL QUANDO ASSISTIMOS UM FILME BASEADO EM STREET FIGHTER!!! QUEREMOS HERÓIS, VILÕES E MIRABOLÂNCIA!!!

SANTA SANTA SANTÍSSIMA!!!


Após a apresentação, Chun Li vai até o camarim, onde sua colega de profissão paga um pau tão violento pra ela que mais parece uma cantada. A colega lhe entrega também um rolinho primavera gigante, que fora deixado lá mais cedo.


Não, espera, é um pergaminho de artes marciais. mesmo tendo praticado artes marciais a vida inteira e sendo meio chinesa, Chun Li não entende porra nenhuma do que está escrito. Ela guarda o pergaminho mesmo assim, pois pode valer alguma coisa no Mercado Livre.


Mais tarde, ela toma o metrô para voltar para casa, é quando ela vê um bando de badernistas espancando um mendigo.


Nesta hora, Chun Li faz CARA DE JUSTIÇA... e pede ajuda dos transeuntes, para que alguém socorra o velho.

A esta altura, já aprendemos que toda vez que a garota fizer esta cara de quem cagou milho nas calças, absolutamente nada acontecerá.


E o velho mendigo tem a tatuagem de uma teia de aranha na mão. Lembre-se disso, pois será importante mais pra frente.


Em casa, Chun Li bate um papo com sua mãe, que aparentemente está sofrendo de câncer no cabelo.

Temos então uma desnecessária cena em que a velha fala sobre como gostaria de ver a filha tocar, problema que seria facilmente resolvido se a menina trouxesse um DVD com suas apresentações, ou ao menos tivesse um acordeão em casa. Somos então agraciados com a incapacidade total de Chun Li de chorar quando está em uma cena dramática, por mais esforço que faça.

Cacete, esse filme é um saco. Vamos para um local mais emocionante.

 

O quartel general da Shadaloo, que permanece ignorado pela polícia, apesar dessa legenda enorme a identificando logo na entrada.


No interior, Geese dá um jantar para seus associados, os chefes das maiores famílias criminosas da Ásia. O vilão faz um brinde aos rapazes e anuncia que está tomando os negócios de todos, e é melhor o obedecerem de agora em diante, SENÃO...

Não sei não, Geese. Acho que tomar o controle de várias organizações criminosas é um pouco mais complicado que agarrar uma pilha de bolachas e gritar "É MINHA, É MINHA!"


Logicamente, todos dispensam a sobremesa e vão embora muito putos, dispostos a passar a noite xingando o Geese no Twitter.


É quando Vega cai do céu e mata todo mundo!!!

...

De repente, o Vega da época do Van Damme não parece tão ruim.


Todos sabemos o tipo de bagunça que Vega faz quando brinca com as pessoas, desta forma, temos uma cena do crime bastante horrorosa para as autoridades investigarem no dia seguinte.

E a policial que recebe o caso e a Tenente Saliente, que planeja acabar com o crime usando decotes ousados e jeans apertado.

Não, sério! O filme não faz a menor tentativa de esconder que usa esta personagem como um mero objeto. Se não está exibindo um decote generoso, ela faz caras e bocas e fala de modo saliente o tempo todo.

Numa boa, não acho que qualquer personagem sensual em um filme seja automaticamente uma objetificação da mulher, mas neste caso a intenção é muito escancarada. A Tenente não serve pra ABSOLUTAMENTE NADA na história, exceto atiçar os moleques de 12 anos da platéia e talvez aos marmanjos de 37 que tem mentalidade de 12 e ainda passam as noites no Orkut debatendo "porque o Wolverine é dasóra."

E mais, este filme é protagonizado POR UMA MULHER!!! Se a história não vai ter um ponto de vista feminino, poderia ao menos ter um pouco mais de respeito com as mulheres que fazem parte dele! Isso aqui não é Porky's!!!

Diabos, Porky's era menos ofensivo que essa porra cabeluda!

Aliás, a atriz que faz a Tenente Saliente nem é bonita. Pronto, falei! Fiquem a vontade pra me chamar de bicha! Vamo lá, eu desafio vocês!!!


Claro, o caso é complicado demais para a Tenente NÃO-Gostosa resolver sozinha, Desta forma, o melhor agente da Interpol vem em seu auxílio: Charlie Nash!

HUH???


NASH???

AH, PELO AMOR DO SPORTACUS, VIU!!!!


Com uma única olhada na cena do crime, Nash constata que são os chefões das maiores famílias de criminosos do mundo e que alguem os matou para tomar seus negócios. Ele ainda diz que o homem por trás de tudo é ninguém menos que Bison!!!

A tenente logo dispensa sua teoria, declarando que ela é absurda. Eu concordo, todos sabemos que o vilão do filme é o Geese Howard, não Bison.

E aliás, como exatamente o Geese tomou controle das famílias criminosas? Digo, matar os chefões com certeza as desestabiliza, mas qualquer grupo deste meio tem uma intricada rede de subalternos e SEMPRE há um segundo em comando, alguem que possa cuidar dos negócios caso o chefão vá para a cadeia ou morra. A atitude de Geese deveria ter despertado a fúria em todas as famílias, que então uniriam forças para chutar sua bunda, não faz sentido que de repente ele tenha assumido os negócios de todas.

Os criminosos desse mundo seguem as regras do Banco Imobiliário por acaso? É só colocar sua peça em um pedaço do tabuleiro que os negócios daquela região se tornam seus? Com mil xavascas?


E por falar no Geese, neste exato momento ele faz uma visita a um velho associado...


... o pai da Chun Li.

MAS O QUÊ??????

Bom, lembram como o sujeito era o maior homem de negócios de Hong Kong? Graças a isso, ele tem contatos com as maiores empresas e associações comerciais do planeta, um trunfo que ajuda muito Geese a expandir seu império. Se ele quer entrar em contato com magnata, é só o pai da Chun Li dar um telefonema em prol do vilão, que a mágica acontece.

Claro, tem o fato de que se um homem de negócios tão importante quanto ele for sequestrado, todos os demais do ramo ficarão sabendo e automaticamente suspeitarão de qualquer contato que ele possa vir a fazer. Mas neste filme, nenhum dos caras mais poderosos do mundo vêem mal em fazer transações com um cara que está em cativeiro há dez anos.

Geese também o chantageia e diz que é melhor o velho o obedecer, ou seus soldados transformarão Chun Li em Gyoza. Antes de partir, o vilão olha dramaticamente para a câmera e declara que "todo homem tem seu preço."


Claro!


De volta a Hong Kong, a mãe de Chun Li não suporta mais a vida de careca e morre. Nossa heroína usa de toda a sua capacidade como atriz para chorar, mas tudo que consegue é fazer uma cara de nojo que passa a impressão que ela viu a mãe se cagando até a morte.

Sem pai, sem mãe, mas ainda viva, Chun Li faz aquilo que todos nós fariamos em uma situação como esta...


... e tenta traduzir o pergaminho que ganhou no começo do filme.

Sim, sim. Atitude totalmente racional.


Como é uma patricinha imbecil incapaz de fazer qualquer coisa sozinha, Chun Li dá um pulo no Bairro da Liberdade, a fim de encontrar alguem que entenda o que o pergaminho quer dizer.


Lá ela se depara com um mendigo gari, que misteriosamente tem uma teia de aranha tatuada em sua mão.

OH!!! A trama se complica!


Eventualmente, Chun Li chega a uma lojinha, onde mostra seu pergaminho para a proprietária, que não é uma débil mental e entende o que ele quer dizer. Logo, ela volta com um livro que explica que o pergaminho foi criado por um membro da Ordem da Teia.

Chun Li então decide viajar para Bagnkok, lugar de onde veio o pergaminho, para descobrir mais a respeito deste misterioso grupo.

Não sei, Chun Li. Talvez fosse mais fácil falar COM A PORRA DO MENDIGO GARI QUE TEM A TATUAGEM DE UMA TEIA NA MÃO E QUE VOCÊ ENCONTROU HÁ DOIS MINUTOS ATRÁS!!! SUA MONGOLÓIDE FILHA DA PUTA!!!

Mas tudo bem, viajar pra Bangkok pode ser uma boa também, por que não?


Na chefatura de polícia, Nash aproxima-se dramaticamente da câmera e explica para a Tenente Saliente tudo que sabe sobre a Shadaloo. Ela não presta atenção em nada, pois está ocupada demais escutando os sons vindos de seu próprio decote.


De volta a Chun Li, ela se despede de todos os seus empregados e decide partir para Bangkok, mesmo em meio a uma tempestade, pois ela não dá a mínima pros elementos!!!



Uma vez lá, Chun Li se torna uma mendiga, para se mesclar ao povo de Bangkok.

...

Claro, morar nas ruas é a melhor forma para uma pessoa encontrar uma organização secreta e tornar-se uma artista marcial de renome. Diabos, por essa lógica tem toneladas de mestres em artes marciais secretas debaixo do Viaduto do Chá.


Claro, Chun Li se misturaria melhor a população se não saisse por aí vestida feito uma burguesinha de Higienópolis, mas o que eu sei, né?


Enquanto isso, no quartel general da Shadaloo...

Esqueci de dizer, neste filme chamam a organização de "Shadowlaw". Mesmo com aquela legenda enorme que apareceu anteriormente, onde claramente estava escrito "Shadaloo", todos ainda tem a pachorra de chamar o grupo pelo nome errado.

Enfim, Geese contempla sua miniatura de Delta City enquanto Michael Clarke Duncan adentra na sala:

"Veja minha cidade Michael! Não é linda?"
"Sim senhor, é sim!"
"Aqui está meu SPA particular, por que não vai até ele e tira alguns dias de folga? Você merece."
"Senhor... isso é uma maquete."
"Mandei IR ATÉ O SPA!!!"
"Hã... talvez depois senhor. Tenho notícias, Chun Li veio para Bangkok."

Geese tem uma epifânia de Dr. House e não faz absolutamente nada a respeito, como é de se esperar.

Neste exato momento, Chun Li está prestes a protagonizar a cena mais incompreensível da história do cinema.


Nossa heroína para em frente a uma barraquinha de comida, obviamente faminta, pois não come, toma banho, ou limpa a bunda há semanas.


A dona da barraquinha, condoída de ver uma moça tão jovem, bonita e americana passando fome, lhe oferece um ranguinho grátis.


É quando Chun Li tira uma grana da bolsa e paga a velha, que prontamente recusa.

...

...

...

Chun Li tem dinheiro.

...

...

...

E quando passa por uma barraquinha de comida, olha com a cara esfomeada e o desespero de quem não tem um tostão furado pra pagar uma refeição.

...

...

...

Nunca senti tanta saudade de Crepúsculo quanto agora.


Pois bem, Chun Li come e depois vai dormir. É quando vê outro grupo de badernistas espancando um velho.


Mas desta vez as coisas são diferentes! Chun Li não faz meramente cara de justiça, ela avança contra os fanfarrões e os espanca violentamente!

Aí! gostei de ver! Finalmente deixou de ser uma fraca e patética tola! Viver nas ruas tá te fazendo ser mais forte! Agora sim, temos a Chun Li de quem sempre gostamos, sim senhor, sim senh...


... oh!

...

Mas que derrota, heim? Cacete! Uma briguinha e você desmaia de exaustão! Vai ser panguona assim no quinto dos Infernos!


PRONTO! FUDEU TUDO!

Foi desmaiar na rua, agora vai ser comida a milanesa por um mendigo solitário! Já que não ia se tornar agente da Interpol, devia ter ficado em casa, tocando seu pianinho e fingindo que Socialites são figuras importantes da nossa sociedade.

Merda de Chun Li, merda de filme, merda de tudo!


Mas esperem! É o mendigo gari... que aliás, também era o mendigo espancado do começo do filme!!!

...

E o começo do filme se passa em Hong Kong. Se ele é um mendigo, como foi de um país pro outro tão rápido?

Ahhh, quem se importa?


No esconderijo de seu salvador, Chun Li desperta, furiosa e querendo respostas:

"Quem é você? Onde estou? por que minha bunda está doendo tanto?"
"Eu sou Shang Tsung. Você está em minha casa. E o porque de sua bunda doer é irrelevante."

Aliás, o mendigo gari é interpretado por Robin Shou. Você deve lembrar dele no filme de Mortal Kombat, onde ele interpretou Liu Kang.

Pois é, Liu Kang agora interpreta o Gen, que curiosamente se parece com Shang Tsung.

Eu quero morrer.

Seja como for, Shang Tsung explica que é o líder da Ordem da Teia e que a observa já tem alguns anos.

PEDÓFILO!!!

Mais ainda, ele diz que pode treiná-la para que encontre a justiça que tanto busca.


E assim, eles partem pro treinamento, que consiste basicamente de Chun Li ser humilhada constantemente como a patricinha inútil que é.

Shang Tsung dá um nó nos braços da menina, que diz "você tá me machucando", ao que o mestre apenas responde "não, você está machucando a sí mesma."

Ok, há uma diferença entre ser enigmático e ser escroto. Algo me diz que Shang Tsung nunca aprendeu qual é.


E só pra atiçar os fãs, Shang Tsung treina Chun Li para que ela aprenda a controlar o Ki.

Não, crianças. Ela não dispara Kikouken nem usa nenhum golpe legal ao longo do filme. Detesto destruir suas expectativas, mas não aguentarei vê-los sofrer aguardando o que nunca virá.

Mas Chun Li ainda precisa descobrir qual o próximo passo de Geese. E como ela faz isso?


Jogando no Google, é claro.

Pois líderes internacionais do crime deixam perfis completos na internet a disposição de quem quiser baixar.


A cena muda para a câmara do comércio de Bangkok. Graças aos contatos do pai de Chun Li, Geese pode sequestrar as famílias de todos os membros e os chantageou para que passem a escritura de todos os imóveis na periferia para ele.

Uma câmara do comércio tem poder pra dar todo um bairro de mão beijada pra um vilão?

E nesta cena, conhecemos a secretária de Geese, KITANA... ou pelo menos, foi como entendi seu nome. Logo em sua primeira cena, temos um ângulo claramente focado em seu decote.

Como podem ver, o diretor deste filme faz o mínimo possível para dignificar as mulheres nele presentes.


Com o controle da periferia, Geese manda o Capitão Nascimento e o BOPE desapropriarem todos os pobretões da área. Somos agraciados então com cenas de idosos e comerciantes de rua banguelas sendo espancados.

OOOOHHHHHH, A INFÂAAAAAAAMIA!!!


Longe dalí, Nash e a Tenente Saliente estão de tocaia. Os dois planejam seguir Michael Clarke Duncan para descobrir qual o próximo passo de Geese Howard.

Enquanto o sujeito não aparece, Saliente e Nash trocam flertes bem descarados. De fato, a única coisa que a moça não faz é arrancar as calças do parceiro, pois ela deixa bem claro que tá muito interessada em cair de boca no seu Sonic Boom.

Isso que é profissionalismo policial, vou te contar!


Mas eis que Michael Clarke Duncan surge.


E para que não sejam vistos por ele, Nash enfia sua língua na garganta da tenente Saliente.

Atitude meio desnecessária. Eles estavam a pelo menos um quarteirão do gigante, não é como se ele pudesse identificá-los a essa distância... dentro de um carro.

Profissionalismo policial! HU-HU!


Mas assim que entra na limusine, Michael Clarke sai do veículo e toma um taxi brasileiro, que de alguma forma, foi parar em Bangkok.

Ok, ok. É um plano pra despistar eventuais policiais e pessoas que resolvam segui-lo, mas sejamos francos, qualquer pessoa que o estivesse vigiando perceberia que ele trocou de carro imediatamente após entrar na limusine. É preciso ser um total retardado pra cair nesse truque.

Bom, Nash e Saliente são enganados por este truque infantil e seguem o carro errado.

SEM MAIS PERGUNTAS, MERITÍSSIMO!!!


Michael Clarke Duncan encontra-se com o presidente da câmara do comércio. Um navio chamado "A Rosa Branca" está para atracar no porto e Geese quer que a alfândega o deixe passar batido.

O presidente afirma que não fará mais nada para Geese e que não adianta Michael Clarke Duncan encostar um revólver em suas costas, ele não mudará de idéia.

Michael Clarke Duncan então responde "não é um revólver que eu estou encostando."

Diante de tal réplica, o presidente aceita as exigências do criminoso.


Mas OH!!! Chun Li estava logo do lado e escutou tudo! Que menina faceira!!!

Mais importante, Michael Clarke Duncan passou dez anos fotografando a menina para chantagear seu pai e mesmo assim, não a reconheceu a meros dois metros de distância.

Torna o plano de Nash na cena anterior ainda mais desnecessário.

E por falar nele...


... eu sei o que esta cena parece, mas não, eles não transaram.

O que acontece é que Nash chegou cedo demais na casa da tenente Saliente e a pegou saindo do banho. Aparentemente, ela toma banho de calças jeans, possivelmente na esperança de deixá-las ainda mais apertadas.

Depois eu que sou machista...


A ação muda para uma balada.

O que diabos isso tem a ver com Street Fighter, você pergunta?


É onde Kitana vem para relaxar, claro.


No bar, a moça faz um brinde a seus guarda costas e então espreita...


... as raparigas dançantes do lugar.

Sim, Kitana é lésbica.

Vamos recapitular então. Temos três mulheres de destaque neste filme até agora, Chun Li, a tenente saliente e Kitana.

Chun Li é uma imbecil. Mesmo quando tenta ser heróica, ela é tão apagada que consegue ser menos interessante que a Meg Griffin.

A tenente é policial e passa a imagem de durona, mas sua presença no filme consiste de querer engolir o material genético do Nash e exibir seus dotes físicos sempre que a oportunidade aparece.

Kitana é má, o que fica ainda mais evidente por ela ser lésbica. Afinal de contas, de acordo com os valores de 1915, toda mulher gay é sempre uma bolachona carrancuda que adora deflorar a inocência de meninas de família.

...

E as feministas queriam barrar o lançamento de Duke Nukem Forever? Pelo amor do Zordon, esse filme é um alvo muito melhor!!! Por que nenhuma de vocês protestou contra ele??? Eu não sou mulher e me ofendo com essa coisa!!!

Enfim, Kitana não tem tempo de atacar nenhuma adolescente...


... pois Chun Li de repente chega e começa a rodopiar feito uma mongoloide bailarina.

De alguma forma, ela sabia que Kitana estaria no clube e apesar de nunca ter ouvido falar dela, Chun Li sabia também que ela tinha acesso a muitas informações sobre os negócios de Geese e que era lésbica.

Pois é.


Por mais burlesco que possa ser, o plano de Chun Li dá certo. Kitana se empolga com a menina e as duas começam a dançar juntas, TÃO MAL que fariam Will Smith chorar.

Chun Li então abandona a pista de dança e segue para o toalete.


Kitana prontamente vai atrás dela, na esperança de rolarem umas tesouradas.


Mas Kitana é surpreendida quando Chun Li agarra sua cabeça e acerta sua testa na parede.

...

Ok, admito. Essa cena é bem legal.


As duas lutam, causam inúmeros danos a propriedade e como não poderia deixar de acontecer em um filme de classe desses, a saia de Kitana levanta e podemos ver sua calcinha e lingerie inúmeras vezes.

Chun Li eventualmente domina Kitana (não como ela gostaria) e a faz contar sobre o tal "A Rosa Branca" que vai atracar em breve. Kitana não conta absolutamente nada que Chun Li já não soubesse, e esta cena se torna um dos maiores desperdícios de dinheiro desde a produção do filme dos Simpsons.


Chun Li larga Kitana no banheiro e foge, mas os seguranças de Kitana vão atrás e mandam bala nela.


Nossa heroína então decide rodopiar em um poste de stripper, pois afinal, esta é a melhor maneira de se desviar de balas.


Mas por mais brilhante que seja esta tática, ela não funciona para sempre e nossa heroína logo é cercada pelos capangas.

Como irá sair dessa?


Com um SPINNING BIRD KICK!!!

MAS HEIM??????????????

Essa bobagem que ela fez no filme!!! Essa merda!!! Devia representar um Spinning  Bird Kick???

AQUILO?????


DEVERIA SER ISSO???????????????


OH MYYY GOOOOOOOOOOOOD!!!


Bom... Chun Li escapa do tiroteio na discoteca, pululando pelos telhados de Bangkok. Eventualmente ela aterrissa em um beco, de onde pretende continuar sua luta por justiça.


Mas antes ela para pra dar uma graninha pra uma mendiga.

Afinal de contas, Chun Li já morou nas ruas e sabe o que é passar fome por não ter dinhei...

...

Oh!

Prosseguindo.


No quartel general da Shadaloo...


... Geese está muito magoado com a traição de Kitana (mesmo ela não tendo dito nada que comprometesse sua operação) e a usa como saco de areia pra treinar boxe.

Michael Clarke Duncan observa ao fundo, enquanto faz cara de "desnecessário, chefe". Mas se limita a observar, pois Geese dá vale transporte e vale refeição, o trabalho é bom afinal de contas.

Geese ordena a Michael que dê início aos planos para a chegada do "A Rosa Branca", pois é preciso correr... antes que o pior aconteça.

Michael Clarke Duncan ignora o quanto seu chefe foi vago e parte para o trabalho. Um rapaz tem de garantir o pão nosso.


Geese lamenta ter precisado matar Kitana e lhe dá um beijinho de despedida, pois como todos sabemos, bandido também tem ética.

Mas e agora? Chun Li reencontrará seu pai? Nash finalmente dará um Flash Kick nas partes baixas da tenente Saliente? Geese Howard perceberá que está no filme de game errado? O Amer morrerá de envenenamento por Froot Loops e será poupado de escrever a segunda parte dessa merda?

A resposta para estas e muitas outras perguntas que ninguém fez, virão na segunda parte deste artigo!

HU-HU!!!

Cheers!!!

51 comentários:

Pedro Braga disse...

CACETA AMMER! Quando você falou que o artigo seria sobre o pior filme do mundo eu pensava em coisas que no fim das contas seriam melhores que isso aí.

E que diachos é aquele Spinning Bird Kick? AAAARRRRGHHHH

E o Ammer gosta de Lazy Town é? Rachei com o "Pelo amor de Sportacus"

Pedro Braga disse...

Aliás, o Michael Clark representa quem? O Balrog?

Avalanche(Lance) disse...

Ahhh podiamos ficar sem a segunda parte...

Zweist disse...

E no próximo post teremos o inicio do Mês do Kenshiro.

Nada mais desse filme.

No mas. Por favor.

Lucita disse...

Sinto um misto de alívio por não ter assistido à essa merda e desespero por estar lendo sobre ela...#comofas?

Rato disse...

Obrigado pelo sacrifício, agora tenho certeza que não vou ver esse filme

MNT disse...

Deus salve o amer por me livrar de alugar um filme tão grotesco. E o único filme de Street fighter que eu gostei, foi o curta chamado "Street fighter legacy" que o senhor muito provavelmente ja viu certo? Pois então, SF Legacy é um filme feito por fã mesmo e mostra claramente que fãs podem ser melhores que cineastas cuzões que como você disse se aproveitam de franquias já consagradas, e criam uma história totalmente alternativa e com esse "design" dos personagens (que cabe bem com o contexto do filme, mas não como Street fighter mesmo!) totalmente ridiculo, OH LORD!! Mas nem devem ser eles quem fazem essas roupas, enfim... Eu acho que eles nos deveriam privar de filmes de games, JESUS jogo é jogo e filme é filme -.-
Bom deixando de lado minha total insatisfação com A lenda de chun-li, órtimo artigo e que receba forças pra elaborar uma segunda parte da análise desta merda de filme. abç,
@igor_mnt

Rafael disse...

É por isso que vc é o melhor Amer, vc assiste e chora, enquanto eu leio e rio. O pai da chun-li ficou mesmo preso por uma decada? O "Bison" realmente ajuda seus capangas em um sequestro? O filme é mal contado assim mesmo ou vc está nao está contando direito?

Raven disse...

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUHUAHAUHAUHUA!!!

Scariel disse...

Muito bom!Ri demais!
Ainda bem que não vi esse filme. Eu provavelmente não sobreviveria.

Blog do Sybão! disse...

EAHEUIAHEAUIHEIAHEIUHAUIEAHUIE!!

Cara, tu tem muito tempo livre! Fica tão ocioso que apela pra esse tipo de filme!

MEU HERÓOOOOOOIIII!!!!

EHAUIEHUIAHEIAHUIEAHEHAUI

Blog do Sybão! disse...

E... ignore o Avalanche!

Conte a segunda parte. Tô na expectativa do Nash afonfar o esfícter da Saliente!

Nappa_ disse...

Quando a chun-li foge na tempestade, ela tá vestida de Jill Valentine ou é impressão minha?
E Quando ela tá treinando com Shang Tsung ela volta a fazer o cosplay de Jill?

Enfim, em horas como essa, vemos que o Guile de Van Damme e a Cammy de Kylie Minogue não eram o pior que poderia acontecer.

Pior de tudo, conheço gente que gosta desse filme. ARGH!.
Aguardarei a segunda parte, embora tenha certeza de que esse roteiro não melhora da metade pro final.

Evitar assistir também: Tekken, Dragon Ball Evolution, O último mestre do ar, King of Fighters.

Márcio disse...

Hauhauhahauhauhua... agora já sei onde o @j4ckherbert se baseou pra fazer essa capa: bit.ly/ifRdBv bit.ly/ktbarU XD

Vicente Cardoso disse...

Sabe o que é pior? Esse filme foi feito para ser ruim DE PROPÓSITO. O próprio diretor afirmou em uma entrevista para o público "esquecer" os "golpes mágicos" e os "trajes coloridos". Se ao menos pudéssemos esquecer que esse filme foi feito também...

Quiof disse...

Bison/Geese Howard na Santa Ceia:
http://img17.imageshack.us/my.php?image=lastchunlisupperoq0.jpg

Fonte:http://www.mbbforum.com/mbb/viewtopic.php?t=14136&postdays=0&postorder=asc&start=800

Old_Nash disse...

POrra.
Tava comentando essa bomba ontem com uns amigos quando mencionei sobre o evento de cosplay que teve pra estreia de koF (cof cof cof) no Oriente.
O filmezinho ruim da porra também.
Vai ver ambos os diretores estavam fazendo uma disputa de "como deturpar a história de um jogo e deixa-la intragável".
Não sei qual o pior, esse Nash ou o Terry agente lutando com sacos de lixo...

@Pedro Braga. Sim era pra ser o Balrog (Mike Bison no cartucho japonês do Snes)

Bruno Müller disse...

Bom post, cara. Assisti esse filme ano passado e ele realmente é um a bosta sem tamanho. Muito pior q o Street Fighter de 94 (esse pelo menos foi divertido).
Falando nisso, ouvi falar q Van Damme foi convidado a participar desse filme novamente interpretando Guile, mas recusou. Coroa sábio.

http://prunosland.blogspot.com/

Gamendias disse...

Excelente!

Se você quer mais motivos pra escrachar esse filme, caso não tenha feito, procure quem é o "ator" que está por trás da máscara do Vega.

Pois é.

Black Barth disse...

Excelente post Amer!!! Mais um ótimo review de uma bosta de filme... eu quase infartei quando vi esse filme

Katchiannya disse...

Só tenho duas palavras: Kirsten Kreuk.

Você realmente tinha dúvidas que esse filme ia ser uma merda?

Ela faz a Lana Lang de Smallville, a maior mary sue de todos os tempos, perdendo, talvez, para a Isabella Swan.

Falando em Smallville, me contaram o último episódio. PQP de rodinha...Meeeeeedooooooooooo

Alecs disse...

Cara, você é demais.
Consegue deixar coisas horriveis engraçadas. Parabéns pelo grande blog!

Joseph disse...

Nossa o q eh aqkela cena da barraquinha de comida?! Não fez o menor sentido! O q leva um direitor a fazer uma cena dessas??! Fico imaginando o dialogo q eles tinham durante a criação desse filme:
- "Eu gosto de FRANGO!!"
- "Prefiro TORTA!!"
- "MIL REAIS"
- "Hgijsidjphjspoietii9435i9ttgk9d"

Notei q vc tá postando cada vez mais raramente, agora são 2 ou 1 post por mês. Antigamente isso seria um mês em q vc ficou sem luz, viajou e quebrou o pc.
Se é falta de tempo eu não tenho solução, mas se for falta de assunto eu tenho uma sugestão: Comente os filmes (OVA) de DBZ! Eles são horríveis e contem tantos erros de roteiro q sinceramente acho q se fosse feito por fãs com canetas bic seriam melhores. Isso sem falar em DBGT q mostrou q os caras literalmente nem conheciam a história de DBZ (Gohan vira SSJ, Vegeta de bigode, etc)
Quem sabe comentar até os filme DBZ evolution,q na minha opiniao eh pior do q este.
Enfim, gostaria de mais artigos sobre Dragon ball! Abraços e boa sorte!

Adan Ribeiro disse...

O filmes dos Simpsons foi ruim?

Guilherme disse...

Ótimo Artigo Amer, vou passar longe desse filme por um bom tempo.
Mudando de assunto, você viu que vai sair uma série animada sobre Persona 4? http://www.p4a.jp/ tá em jap, mas acho que dá pra entender..

Pedro "Hypérion" disse...

OMG!!!! Q filme horrivel, é rir com seu artigo pra não chorar.
Continua enrçado como sempre kra, esperando (ou não) a parte 2 desse filme de merda.

Israel/Rael-TIO GOIABINHA disse...

Porra, o filme "A Lenda de Chun-li" é melhor que Crepúsculo: Ao menos dá pra dar uma risada com as incoerências do filme.

O Crepúsculo apenas nos deixa constrangidos.

Fora isso, toda mulher nesse filme é uma ordinária. O Vega também é assim?

E aliás, o Vega é o personagem menos trabalhado nesse filme, até agora.

Vejamos a segunda parte.

:D

Bob Mota disse...

O Ammer conseguiu colocar em letras tudo o que eu senti quando assisti esse filme! Eu pensei em várias vezes em fazer uma resenha disso prro meu blog mas preferí não fazer e deixar esse filme de lado.
O Ammer foi incrível! Adorei! Quero ver o resto.
Ammer faz uma resenha do Dragon Ball Evolution também!

Rafael Sampaio disse...

Meu Deus...que porra é essa?

E pensar que você tinha esperança que isso seria bom,nê Amer?

Hikaruon Dekabase disse...

Aguardando a parte 2!
PS. Será que só eu gosto do Batman de Joel Schumacher :/

Bia Chun-li disse...

Só você para me fazer rir com um review desse filme de merda. É sério. No meu blogzinho destilhei todo o meu ódio contra ele várias vezes.

Mesmo não sendo fã do filme do Van Damme, hoje o idolatro. Ao menos não foi essa diarréia do capeta manco que é o filme da Chun-Lana. É divertido!

Lokosal disse...

Aí amer, ja pensou em fazer um mês especial sobre wrestling?

C disse...

Amer, todos ficamos curiosos agora. Rola uma resenha do filme dos Simpsons?

Amer H. disse...

Não. Sem resenha do filme dos Simpsons.

lilycarroll disse...

Porra! O diretor desse filme tomou aulas com Michael Bay de como retratar as mulheres?!

Mixirica disse...

"Michael Clark Duncan uses anal rape"
"its super efective"


dai pra baixo eu ri o artigo inteiro muito bom cara, nem em cinquentaedez bilhões de anos eu conseguiria escrever textos assim, virei fã de transformes (pelo menos comecei a curtir) e Hokuto no Ken por causa do seu blog cara alias acabei de votar nele no top blog

Amer só uma sugestão será que vc teria coragem o suficiente para fazer uma resenha do filme do dragon ball, é que eu não tenho tanta determinação assim!!! kkkkkkk

Amer H. disse...

O filme de Dragon Ball virá em seu devido tempo, não tema.

Eu sou um masoquista mesmo...

Mixirica disse...

meu Deus o Amer respondeu um comentario meu ow God estou prantos

cara seu blog tornou minhas tardes chatas no trampo mais agradaveis
(trabalho no TI ou seja... tenho acesso a tudo muahahahah)

Amer eu tenho uma pergunta, vc gosta do desenho megas XLR???

Júlio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Júlio disse...

Gostaria de agradecer muito ao Amer pelas ótimas matérias e reviews do blog. Nunca ri tanto em matérias de revistas ou sites antes. Meus parabéns!!

Joseph disse...

Fiz a mesma pergunta q o mixirica, mas nao obtive resposta... Só pq eu sou negro!r

Tamanduá de Marmelo disse...

E eu lembro de alguns artigos que você botava uma fé nesse filme heim Amer!hauhauhauh. Cara, eu vi esse filme e do Tekken seguidos! Não sei como minha cabeça não explodiu depois de uma manobra tão arriscada

Mattias Neelson disse...

porra amer! Pena que você falou tarde demais. Eu já assistí esse desastre e preferia ter assistido o Street Fighter o filme (live action).

Raul julia como Mr.Bison: Pois eu encontrei satã e blablablablablá

Aquele filme me marcou desde a primeira vez que eu vi na tela de sucessos do sbt.

e estou esperando pra ver um review sobre o dragonbosta zé (alias,que porra de filme ruim era aquele).

Mattias Neelson disse...

E já que citaram o Jean Claude mais pra cima....

vai ai tres videos dele
http://www.youtube.com/watch?v=POXoJyNcLiI&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=wyMBwEM4N1o&feature=player_embedded#at=20

e o terceiro

http://www.youtube.com/watch?v=QFHc9Tn28YU&feature=player_embedded

Grande Jean Claudia,e é por isso que nunca te esqueceremos :D

Matthew disse...

O pior é que eu nem tinha achado esse filme tão ruim... Mas com o Amer esculachando tudo parece uma bomba de HIDROGÊNIO mesmo. UIHAUAHUAHAUHAUA

Eu nem sei a história de SF direito, e também já desisti de esperar fidelidade à obra original: Enquanto o Kazuya coroa, magricela e barbudo dizer que o Heihachi Mishima anão, bonzinho (...Puta la mierda) e também magricela tá DEAD e o Geeku nerd bulliado da facul usar Kamehameha já tá de bom tamanho pra mim, serinho. Qualquer referência, qualquer easter egg. É o máximo aonde chega, como esse Spinning Bird Kick Paraguayo aí. (E sim, eu gostei do Live Action de Dragonball. Também, foi só eu mesmo. UHAUAHUAHAU)

Outra coisa, ao menos antigamente os desenhistas também ignoravam completamente que o Wolverine é baixinho, no geral as revista que tem aqui ele tá tudo grandão mesmo, da altura de personagens não-fixos que pela aparência seriam altos de verdade e tudo. Tem até uma que ele é uma BABILÔNIA maior que o Arcade que, se facilitar, seria mais ou menos do tamanho dele, não? Mas pra compensar o Gambit tá com o dobro da altura do Wolvie, fazendo o Arcade parecer uma minhoca no canto.


"PRONTO! FUDEU TUDO!

Foi desmaiar na rua, agora vai ser comida a milanesa por um mendigo solitário! " HAUHAUAHASUHASUASHASUSHUASHASUHSAUASHUASHASUHASUASHUASHSUHSAUAS

Anki disse...

Só com o que foi exposto nesse texto esse filme já me parece um horror, mas algo me diz que a parte dois também não vai compensar.

Eu acho muito interessante como você consegue fazer humor com um produto terrível desses. Deve exigir muita resistência.

blogdarisa disse...

Eu tenho o costume de ver alguns filmes muito ruins só pra reclamar e rir um pouco. Mas, pela sua análise detalhadíssima, achei melhor passar longe. Fiquei com raiva só de ler ahahha. E eu detesto filmes que enfiam um monte de mulher estúpida que não serve pra nada... Pô, Chin-Li fresquinha assim? Me poupe!!!

Victor Alm disse...

Rapaz, pela cara que o pai da Chun-Li faz quando leva o Anal Rape ele gostou do golpe. Aauhauauauh.

Esse filme é deprimente, mas você conseguiu me fazer rir ao ler o seu texto sobre ele. É por essa e outras que eu comecei a acompanhar o blog.

agent zero disse...

grande hamer conheço seu blog a apenas alguns meses e tenho q adimitir e o melhor que ja vi, as minhas preferidas são claro as resenhas de filmes trash aguardo ansioso pela continuação desse artigo.
e uma dica voce bem que poderia fazer um post da serie sexta feira 13 no proximo mes de outubro.
e pra finalizar conhecendo sua obseção por transformes fica aqui meu presentinho http://jamesdot.com/girls/bryci/085-pink-converse/pink-converse-03.php da uma olhadinha e diz que não gostou te desafio.
aguardando o proximo post e continue com o otimo trabalho.

Matuck disse...

Nada relacionado com o artigo, mas viu esta aqui?

http://www.jalopnik.com.br/conteudo/io9-dez-momentos-absurdos-do-desenho-original-dos-transformers#more-27223

Thelrys disse...

Num dia de sábado à noite, sozinho em casa e sem nada pra fazer, eis que ligo a TV no canal RedeTV e estava passando este filme sobre o qual escreves, e já tinha lido pela internet as péssimas críticas sobre esse filme dizendo que ele é uma droga, mas o assisti mesmo assim, afinal não tinha nada melhor pra fazer, na verdade tinha, pois tinha Dead Rising 2, Darksiders lacrado, Bioshock e Left 4 Dead pra jogar no Xbox 360, mas por alguma razão fiquei assistindo ao filme em questão, afinal estava passando na TV aberta. Só lamento não ter lido este post antes, só o li alguns dias depois de ter assistido o filme, mas o filme é tão ridículo, tão ridículo que até me diverti vendo-o na TV, mas se tivesse alugado o DVD ou passado alguns minutos baixando teria ficado p... da vida! Mas achei bem engraçado do tão mal feito e ridículo que o filme é, só salvou porque a Kristin Kreuk é muito linda e estva mais ainda no filme, mas quando ela chora pela suposta morte do "Shang Tsung"... Quê isso! Estragou toda a beleza! Como pode alguém fazer uma cara de choro tão feia?