quinta-feira, 24 de março de 2011

Capas Horríveis de Discos!

Antes de começar este artigo, quero deixar clara uma coisa: sou um ignorante musical.

Entendo muito pouco de música e do universo em que seus artistas vivem. Não sou o músico da família, este papel é do meu irmão.

Claro, eu gosto muito de música. Rock n’ Roll All Nite, Two Minutes to Midnight, Like a Rainbow in the Dark, Iron Man, Breaking the Law, The Final Countdown e muitas, MUITAS outras ecoam eternamente em meu cérebro e sempre que tenho a oportunidade, eu paro pra escutá-las. No entanto, nunca fui aquele cara que compra todos os discos de uma banda e acompanha sua história desde a formação até a overdose, nada contra quem curte seguir esse estilo, só não é a minha.

Ok, admito que conheço muito bem a história do Kiss, mas pelo amor de Deus, olhe pros caras! Eles parecem personagens de desenho animado! Gene Simmons é praticamente um espírito maligno preso em um loop temporal que o impede de perceber que os anos 70 acabaram!

Mesmo assim, crescer com um músico me fez ser exposto a este universo. E se tem uma coisa que eu sempre gostei, é de apreciar a arte nas capas de discos.

As capas deveriam refletir o conteúdo do disco, o tipo de emoção que o artista quis transmitir com seu trabalho... mas grande parte das vezes, elas transmitem apenas testosterona adolescente e um ego imenso, o que gera resultados duvidosos.

E é sobre eles mesmos que falarei hoje.

Mas que fique bem claro que vou criticar apenas AS CAPAS DOS DISCOS, não o trabalho dos artistas. Então por favor, não vá entrar aqui me xingando depois porque eu “falei mal do Manowar, a melhor banda do mundo, ablué-ablué-ablué!!!”

Ok, provavelmente eu vou malhar metade dos artistas sobre os quais escreverei hoje. Se não gostar, passe mel na cabeça e a enfie numa toca de urso! Vá ver se eu me importo!

E pelas barbas de Odin, vista umas calças!

Furr

E começamos muito bem, com uma banda que tenta descaradamente copiar o estilo do Kiss. Eu nunca escutei Furr e pretendo continuar assim, mas é mais do que óbvio que eles tentaram copiar o estilo “Drag Queen da Quinta Dimensão” que foi popularizado por Paul Stanley e Cia.

Ma bene, Furr me parece uma daquelas bandas que compensam a falta de talento utilizando algo que remeta a uma resposta Pavloviana de seu público, que inconscientemente os vê com bons olhos por causa disso.

...

...

...

Eles copiam algo conhecido e popular, o que desperta emoções positivas nas pessoas, que por associação com o produto plagiado, acabam gostando por tabela do trabalho da banda, não importa o quão ruim seja.

Aquilo que o Black Kids faz com desenhos animados Oitentistas.

De fato, acredito que a conversa para decidir como seria a capa foi mais ou menos assim:

Zebedeus: Então, tipo, precisamos decidir como vai ser a capa da nossa banda.
Jobriah: É, é, sim, precisamos!
Zebedeus: Cara, precisamos seguir aquilo que tá na moda, que as pessoas curte! O que faz sucesso hoje em dia?
Jobriah: É, é... OH, sucesso? Hãããã, Kiss! Eu acho.
Zebedeus: Beleza, me dá um disco do Kiss, deixa ver!
(Jobriah passa o disco Destroyer para Zebedeus)
Zebedeus: ISSO! É ISSO QUE PRECISAMOS! Esse visual, essa idéia, essas poses! Muito foda! Mas precisamos usar uma pegada tipo, Salvador Dalí, pra ninguém achar que copiamos!
Jobriah: É, é... OH, tipo, eu tenho uma prima que estuda artes, ela pode desenhar a capa pra gente!
Zebedeus: Que prima? A Arianantes?
Jobriah: É, é! Ela mesma!
Zebedeus: Cara, ela não estuda arte porra nenhuma, ela só tem um estojo de caneta hidrocor!
Jobriah: É, é... OH, mas cara, tipo, ela desenha e tal! E ela não vai cobrar! Tipo, você tem grana pra pagar um artista profissional?
Zebedeus: Pode crê... não. Beleza, fala pra ela desenhar então.
Jobriah: Só tem um problema, você vai ter que dar um trato nela depois.
Zebedeus: O QUÊ??? MANO, CÊ PIROU??? ELA PESA 205 QUILOS E TEM CHEIRO DE COXINHA!
Jobriah: É, é... mas ela tá encalhada faz anos! Vai quebra o galho dela, faz favor?
Zebedeus: ... já sei, manda ela desenhar a capa e chama o Aquiles! Ele queria entrar na banda, diz que comer sua prima é o teste pra se tornar membro!
Jobriah: Mas meu, o Aquiles não sabe tocar nada!
Zebedeus: Beleza, ele pode ser o baterista então!

Essa é minha versão e me apegarei a ela.

Manowar – Anthology

As capas dos discos do Manowar podem ser consideradas as mais fodas, ou mais cretinas de toda a história da música, depende apenas se a pessoa que as está olhando já saiu da puberdade ou não.

Os membros da banda parecem eternamente presos a idéia de que o que eles consideravam MASCULINIDADE aos catorze anos, mantém-se igual pelo resto de suas vidas adultas. Isso explica porque todas as capas de álbuns da banda retratam sujeitos imensos avançando ameaçadoramente, possivelmente cercados de mulheres peladas, porque se há uma coisa que aprendi com Manowar, é que toda mulher em um raio de 100 km tira a roupa quando um bombado cabeludo e ameaçador vem em sua direção.

Então a banda decidiu lançar sua antologia e a dúvida bateu: “Como ilustrar a capa do álbum que traz nossos maiores trabalhos? Precisamos da imagem mais DE MACHO de todos os tempos!!!”

Alguém então sugeriu que os membros da banda ficassem semi nus, se cobrissem de óleo e deixassem que alguém tirasse uma foto, pois seria a imagem perfeita para o trabalho.

E o Manowar acreditou.

Agora, deixa explicar uma coisa, esta capa parece que exala MASCULINIDADE, mas é exatamente o contrário, ela absorve. Praticamente, um anti-Hokuto no Ken.

Eu sempre digo que se ler Hokuto no Ken, a pura MASCULINIDADE da série transformará seu corpo. Rapazes ficarão mais altos, peludos e sua voz se tornará mais graves, enquanto meninas... provavelmente engravidarão ao fim do primeiro volume da série.

Esse disco é o oposto, praticamente um vampiro de MASCULINIDADE. Se o tiver em suas mãos por tempo demais, rapazes se transformam no Ney Matogrosso e meninas viram a Rainbow Brite.

Ted Nugent – Scream Dream

Por mais ridículas que sejam as capas do Manowar, é compreensível que sejam feitas deste jeito, a banda é Inglesa. Enquanto líamos A Moreninha na escola, eles estavam lendo Senhor dos Anéis. O apego dos Britânicos com a fantasia medieval é algo plenamente justificado.

Totalmente ridículo, mas justificado.

Não é o caso de Ted Nugent, a encarnação de tudo que há de mais Redneck nos Estados Unidos, um cara que provavelmente acredita que guris de 11 anos devem andar armados com carabinas, para se defenderem contra ataques de urso, mesmo que vivam no meio de Nova York e em pleno século 21.

Enfim, a tentativa de Nugent de “ser medieval” fracassou de tantas formas que nem sequer tem graça. Ele quer passar MASCULINIDADE com esta imagem? Fracassou miseravelmente, pois tudo que vejo é angústia.

Isso mesmo, Ted Nugent grita de frustração, pois suas mãos se transformaram em guitarras, o que ironicamente o impede de tocar qualquer instrumento e continuar ganhando a vida como músico. Bem como ele não mais pode brincar com armas, pois precisa de polegares para disparar desde uma mísera pistola a um rifle... ou besta, em seu caso.

Pior ainda, ele terá de passar o resto da vida vestindo essa tanga, pois guitarras como mãos não são os membros mais adequados para se vestir uma calça jeans ultra apertada.

Oh, a ironia.

Adendo de algumas horas depois da postagem original: Acabo de descobrir pelos comentários, que Manowar é uma banda Americana e não Inglesa. Assim sendo, ignorem TUDO que leram neste parágrafo, pois tá errado. Agora vou me entregar a Vampira Docinho para que ela me espanque pelo engano.

Hmmmmm... Vampira Docinho...

Country Church

E no outro lado do espectro, temos os caipiras mais chatos do mundo posando para uma foto.

Digo, estas devem ser as pessoas menos interessantes de todo o universo. O momento de maior brilho na história desta família, foi o dia em que o bigodudo do meio viajou até a cidade grande e bebeu uma Schnapps de morango, algo que eles recontam aos parentes todos os Domingos na Igreja, para a perpétua estupefação de todos.

A menos... que isso seja apenas uma fachada.

Se aprendi algo com filmes de terror, é que toda família do interior Norte Americano, que mora no meio da nada, é um agrupamento de assassinos seriais em potencial. De facto, tenho certeza que a mãe espancou seus três filhos a vida toda, para que crescessem puros e bons servos do Senhor.

Hoje, eles raptam adolescentes transviados e os torturam de forma cruel, a fim de expurgar toda a saliência de seus corpos e fazer deles indivíduos justos e tementes a Deus! E mais, toda mulher é um ser vil e imundo, que espera apenas uma chance de tomar sua castidade e os afastar do bom caminho! Sim senhor, toda mulher... menos a Mama!

E tão vendo aquele celeiro ao fundo? Se prestarem atenção nos sons que vêm dele, escutarão uma menina torturada, ensangüentada e chorando, enquanto pede para ir pra casa...

...

MINHA NOSSA!!! POR QUE NINGUÉM BOMBARDEIA O MEIO-OESTE AMERICANO DE UMA VEZ???

C.J & Company – Devil’s Gun

C.J & Company é uma banda Disco… e… hmmmm… hããã... é. Nada mais tenho a dizer sobre eles.

Devil’s Gun foi seu maior sucesso e provavelmente único disco que alguém além dos pais dos músicos escutou. Acho que ninguém no planeta dá a mínima pra C.J & Company hoje em dia, nem mesmo historiadores musicais obcecados com a era da Disco.

E na capa temos BARBARELLA, símbolo sexual da década de 1960 e personagem mais popular de Jane Fonda, na época em que era a mulher mais gostosa do planeta.

Digo... o único personagem conhecido de Jane Fonda. Alguém se lembra de mais alguma coisa que ela fez, fora essa bobagem psicodélica?

E ainda digo mais, como Barbarella é chato, puta que pariu! Tentei assistir uma vez e fiquei mais entediado do que quando assisti o filme do Popeye! Isso mesmo, aquele filme abominável com Robin Williams no papel do marujo caolho e com elefentíase é mais interessante que esta idiotice estrelada por Jane Fonda.

“E o que isso tem a ver com a capa do disco, Aburamu?”

Não sei!!! Alguem achou que seria uma excelente idéia estampar a figura de Barbarella no álbum, nove anos depois do lançamento do filme. Hoje em dia é compreensível, pois o filme atingiu um status de Cult, mas em 1977, ainda não existia mercado de DVD para tornar filmes ruins em obras cultuadas devido aos milhares de cinéfilos que assistem bombas e acham que só eles entendem a genialidade por trás delas... CAAAAAAARAAAAAAA!!!

Sério, em 1977 as pessoas estavam mais interessadas em ver Obi-Wan se referir a Anakin como “Darth”, do que lembrar da cena da “Maquina de Orgasmos” presente em Barbarella.

É muito menos legal do que parece, confie em mim.

E a tal “Devil’s Gun” do título provavelmente é a arma que Jane Fonda segura heróicamente. Ahhhh, década de 1960 e suas armas laser que pareciam bombas para aumentar o pênis. Não é como hoje, que nossas armas laser parecem... Magnuns e Desert Eagles... só que disparando lasers ao invés de balas...

Algo me diz que as pessoas de 2050 vão rir muito das armas laser que aparecem nos filmes atuais.

Black Sabbath - Sabotage

Eu não entendo o sentido desta capa, eu juro.

Digo, os músicos estão em frente a um espelho, que magicamente não reflete suas bundas, colunas e clavículas. Tenho certeza que há um sentido oculto nesta imagem que eu nunca fui capaz de entender e para o qual não dou a mínima.

Mas não é por isso que este disco está aqui, e sim por... bem, Ozzy.

O QUE DIABOS O OZZY TÁ VESTINDO???

Claro, este disco foi lançado na década de 1970 e todo mundo se vestia feito um babaca naqueles tempos. Mesmo assim, os demais membros da banda estão trajados de forma razoavelmente sóbria, por que cacetes o Ozzy tá usando as roupas de uma prostituta babilônica?

Parece que ele tomou um porre, se encheu de açúcar, então molestou sexualmente o armário da Kelly Osbourne. 24 horas depois, ele se recuperou e foi correndo para a sessão de fotos que geraria a capa do disco, onde teve de enfrentar os olhares confusos e o silêncio desconfortável de seus colegas de banda.

E querem saber uma coisa engraçada? Meu irmão tem esse disco, e por anos eu achei que o nome da banda era “Sabotage”.

Queen – The Miracle

Um dia, Freddie Mercury teve a idéia de fazer uma apresentação em Chernobyl. Que se dane a radiação, pro inferno com as mutações, foda-se o perigo, O PODER DA MÚSICA A TUDO VENCE!!!

Uma semana depois, ele descobriu que Brian May peida muito enquanto dorme e John Deacon e Roger Taylor brigam pelo Amendocrem toda manhã.

Oh vida.

Village People – Do You Wanna Spend the Night?

Eu vou confessor pra vocês, adoro Village People!

Eles são divertidos, criativos e a música possui O ÚNICO ritmo do mundo que seria capaz de me fazer levantar a bunda gorda do sofá e dançar um pouco. Não que um dia tenha conseguido isso, mas Village People tem melhores chances de sucesso que qualquer horror que toquem hoje em dia nas baladas.

E então a década de 1970 acabou e levou consigo os poderes do grupo. Ninguém mais estava interessado em ver um índio, um policial e um operário pularem no palco enquanto cantam canções cheias de insinuações sexuais.

O grupo então pensou, “o que está fazendo sucesso hoje em dia?” Logo descobriram que a molecada havia largado a música Disco e agora se dedicava ao New Wave, bem como o mundo estava de joelhos (sem entender muito bem porque) para Boy George.

O Village People decidiu misturar ambos, na esperança de duplicar o sucesso de apenas um... e fracassou miseravelmente.

Que maquiagem pesada é essa? Como eles aplicavam? Abriam uma lata de tintas Suvinil, enfiavam a cara nela, depois rolavam a cabeça em uma mesa com glitter espalhado sobre sua superfície?

Olha que eu sou fã de Kiss, se tou reclamando da maquiagem de alguém, é porque forçaram a amizade.

E mais, as discretas insinuações presentes nas músicas da banda de tornaram declarações de sexo explícito. Uma coisa é cantar sobre a marinha e dar a entender que muitos gays a freqüentam, outra é declarar em ritmo dançante, que o que você mais quer é que um bigodudo lhe pague um boquete à noite, algo que tenho quase certeza, o Village People compôs uma música a respeito.

Felizmente, a nova fase do grupo afundou e eles voltaram à velha forma. Então se mudaram para Vice City e passaram a se apresentar todas as noites em seu clube, onde eram mortos com disparos de Rocket Launcher todas as noites, apenas para voltarem à vida no dia seguinte e serem mortos com lança-chamas.

Vanilla Ice – Cool as Ice

“Sério Vanilla Ice? Sério? Você vai sair de casa com essas calças? Digo, eu sou ridícula, pareço um personagem rejeitado nos primeiros dias de filmagem de O Clube dos Cinco, mas até eu acho que essas suas calças são uma afronta à raça humana!
E você realmente acha que alguém vai pensar que você é durão? Pode se enconstar na moto com óculos escuros e cara de mau o quanto quiser, você sempre será o cara que dançou com os Tartarugas Ninjas!”

E é isso que a garota da imagem está pensando.

John Travolta – Can’t Let You Go

Sim, O John Travolta, antes que os anos 80 apagassem qualquer relevância sua para o planeta e muito antes dos anos 90 a recuperarem.

Pois em algum momento de sua vida, Travolta decidiu se tornar o HOMEM DEFINITIVO e resolveu não apenas ser um astro de cinema como da música e gravou álbuns que suas fãs mais ardorosas devem ter comprado febrilmente, na esperança que cada disco trouxesse um tufo de pêlos de seu peito.

Mas há algo de estranho nesta capa, por que é tão... “enevoada”? E por que Travolta está sem camisa e com esse olhar de...

...

...

... de...

...

...

OH MEU DEUS!!! A capa é o ponto de vista de uma garota em quem o astro aplicou Boa Noite Cinderela!!! Ela está adormecendo enquanto um John Travolta pelado avança sobre seu corpo desfalecido para poder tirar proveito!!!!!

PELO AMOR DA MÃE DO GUARDA!!!!!!!

E pela expressão de Travolta, duvido muito que a menina que ele dopou seja maior de idade.

David Hasselhoff – Night Rocker

Provando que idéias ruins nunca fazem uma única vítima, David Hasselhoff também achou que ser um astro de Hollywood automaticamente o qualificava para ser um herói do rock.

Logicamente, isso causou muita tensão entre ele e K.I.T.T e os dois pararam de se falar. K.I.T.T tentou seguir com sua carreira nos teatros, atuando em Macbeth, mas é muito difícil interpretar Shakespeare quando se é UMA PORRA DE UM CARRO e ele logo se viu sem emprego, tendo de aparecer em humilhantes comerciais de concessionárias de automóveis para poder pagar o aluguel.

Hasselhoff por outro lado, acabou em Baywatch, onde podia passar o dia inteiro olhando para os MAGUMBOS IMENSOS de Pamela Anderson, na época em que ela ainda não era uma hecatombe.

Os dois passaram anos sem se falar, até quem um dia, no programa America's Got Talent (onde Hasselhoff era um dos juízes), uma garota tirou a roupa e começou a se esfregar em K.I.T.T, o que foi mais do que o suficiente para convencer o bom e velho Michael Knight a fazer as pazes com seu camarada.

É tão legal quando um homem e seu carro deixam as diferenças de lado e reatam a amizade, não?

Orion – Reborn

Quem é Orion? Por que picas eu deveria me importar que ele renasceu? E pra renascer é preciso usar essa máscara?

Mas que diabos?

Cattle Decapitation – Humanure

“Viu só, pequeno Timmy? Não é errado comer carne! Se uma vaca tivesse a chance, ela comeria a você e a todos que ama!”

PAN-PAN-PAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAN!!!

Whitesnake – Love Hunter

Whitesnake é pra mim uma das bandas de Metal Farofa definitivas. Não pela qualidade de seu som (isso é discutível), mas pelo fato de que não consigo imaginá-los vivendo em nenhuma outra época além dos anos 80.

Bandas como Poison, Motley Crue e Van Halen se adaptaram razoavelmente bem ao avanço do tempo e embora toquem as mesmas músicas há vinte anos, não dá pra negar que conseguiram se afastar da imagem absurda que tinham naquela década tão cheia de Gremlins.

Mas Whitesnake... não sei como estão hoje, mas não consigo imaginá-lo sem o visual bufante da década de 1980.

E a capa de Love Hunter prova que a banda estava à frente de seu tempo, pois mesmo tendo sido lançada em 1979, ela transborda a cultura do Rock da década seguinte.

Veja só, uma mulher pelada, impossivelmente curvilínea, transando com uma cobra e provavelmente dando a maior gozada de sua vida. Se tem uma coisa que o Metal farofa nos ensinou, é que todas as mulheres do mundo são monstros sexuais, capazes de dominar e transar com qualquer homem ou criatura quando o tesão fala mais alto... e nem mesmo OS DEUSES PODEM SE COLOCAR EM SEU CAMINHO quando isso acontece.

Se este video prova algo, é que esta lição é verdadeira.

E mais, tenho certeza que a garota da capa engravidou e deu a luz ao Twisted Sister. É a única explicação lógica.

Então, uma Feministóide horrenda (ela não se depila, cuida do cabelo ou se veste decentemente, pois acha que mulheres devem se valorizadas APENAS por sua inteligência), com cheiro de gato e que nunca leu nada na vida exceto Crepúsculo, se aproxima a passos largos e com um olhar fulminante:

“Sexismo, puro e simples! Somente homens objetificam a mulher desta forma! Uma mulher jamais usaria sexo de forma tão vil e baixa! Homens são perversos e estupradores! Todos, TODOS ELES!!!”

Hmmm, tenho algo a dizer pra você, criatura abissal que admira a Bella:

OBJECTION!!!

Nashville Pussy – Let Them Eat Pussy

TAKE THAT!!!

Tanto homens quanto mulheres podem ser de um mal gosto incrível na hora que decidem utilizar sexo para vender seus produtos.

Sem mais perguntas meritíssimo.

Dwarves – The Dwarves Must Die

Um anão crucificado e cercado de mulheres peladas oleosas... yep, agora sim eu vi de tudo.

E mais, na contra capa do disco, podemos ver as moças em NU FRONTAL COMPLETO!!! Isso mesmo, com direito a castores e tudo mais!

Eu tenho certeza que este disco vendeu alguns milhares de cópias só pra adolescentes que ficaram excitados com a capa e queriam bater uma pras modelos presentes nela ao chegar em casa. Tenho mais certeza ainda que estes guris escutaram o disco algumas centenas de vezes e tentaram se forçar a gostar da música, só pra terem uma justificativa melhor que uma mísera punheta para terem gasto seu dinheiro com isso.

"Ô Aburamu, você já mostrou mulheres peladas aqui no blog, como a cena de banho da Chun Li quando falou do longa animado de Street Fighter II. Por que censurou as mulheres peladas que não são desenhos? Isso não é hipocrisia? Felipe Neto é meu herói, HU-HU!"

É o seguinte: em muitos casos, uma mulher animada nua chama muito menos atenção que uma mulher real nua. Não sei por que, simplesmente é assim.

Se eu mostrar uma imagem da Chun Li no banho para as pessoas e depois mostrar uma imagem de Alex Sim-Wise na mesma situação, muitos “se chocarão” mais com a moça real do que com a desenhada.

E eu simplesmente quero evitar dores de cabeça futuras.

Mas enfim, voltando ao disco. Esta capa pelada e oleosa muito parece com um golpe de marketing de uma banda ruim, que quer engabelar os jovens onanistas, pois sabem que seu trabalho é péssimo. Um músico de talento real jamais faria isso, não senhor, não se...

John Lennon & Yoko Ono – Two Virgins

OH MEU DEUS!!! NÃÃÃÃÃÃÃO!!! AAAAAAAAARGH!!!! OS MEUS OLHOS!!! OS MEUS OOOOOOOOOOOLHOOOOOOSSSSSSSSS!!!!!

*GASP, GASP*

...

...

...

Jesus Cristo, Lennon! Seu sacripanta bestial!!! Você realmente achou que as pessoas tavam interessadas em olhar pra sua piroca de Liverpool??? E Yoko... eu não a culpo pelo fim dos Beatles, mas santo macarrão, isso não quer dizer que a queira ver pelada pra conferir sua não-bunda!

Aposto que agora vocês tão felizes com a presença do Kuririn no artigo, não?

Mas bem, chegamos ao fundo do poço. O que mais falta? Tirarem uma foto da artista cagando e usarem isso como a capa de seu disco?

Millie Jackson – Back to the Shit

AH!!! MÁ VÁ PÁ PUTA QUE O PARIU!!!

Pelo menos, tenho certeza de que agora chegamos ao fundo do poço MESMO.

Herbie Mann – Push Push

...

...

...

...

Falei cedo demais, de novo...

Cher – Take me Home

Eu pretendia falar muito mal desta imagem, mas considerando os demais horrores que compartilhei com vocês hoje, até que esta capa não é tão ruim assim. De fato, é bem bacana.

E a Cher é uma mulher muito sexy, devo afirmar. Por mais perigosa que esta armadura possa ser para qualquer ereção que se aproxime, ela ainda está muito bonita aqui, ah sim e como.

Obrigado por ter tornado esse artigo um pouco menos doloroso. Cher, rainha das GILF’s, eu a saúdo!

Scorpions – Virgin Killer

“Ah, qualé Aburamu! Tá viajando agora! Essa capa é besta, concordo, mas não é tão ruim quanto as outras! Me decepcionou! Vou parar de ler seu blog e fazer alguma coisa construtiva como... assistir Superpop!”

Vai em frente, meu nobre! Melhor ainda, que tal fazer um jogo enquanto isso? Ferva água até ela ficar escaldante e toda vez que a Luciana Gimenez falar alguma besteira, você dá um gole! Manda ver, vai ser divertido!!!

E concordo que esta capa não é a pior já lançada para um disco... mas a que ela substituiu sim. Virgin Killer usava uma outra foto, que eu simplesmente me recuso a colocar no blog.

Se não sabe de que estou falando, digite “Scorpions Virgin Killer” na busca de imagens do Google. Vai lá, eu espero.

...

...

...

...

Viu?

Pois é, não é?

Eu gosto de me imaginar como um cara de mente aberta. Por mais abominável que um filme, música ou produto possa ser, eu defendo seu direito de existir. Se você não gosta de algo, não compre, simples assim.

Mas quando alguém decide colocar uma menina (que tinha 10 anos na época) pelada na capa de um disco... bom, esse é meu limite. Criança alguma deve ser explorada de forma tão horrível pra gerar grana pra adultos.

Calma, fica pior. A idéia de fazer esta capa veio de um dos produtores da gravadora da banda e há uma chance enorme de que a menina fotografada seja a filha do sujeito.

Agora imagine que um homem adulto mandou sua filha tirar a roupa em um estúdio, em frente a um fotógrafo (uma pessoa estranha para ela) e a falou para se sentar com as pernas abertas, de modo que sua vagina ficasse bem clara na foto.

É.

Tudo bem que os Scorpions são da Alemanha, um país que produziu mais vilões que o Stan Lee, mas qualé, pedofilia deve ser inaceitável até pro Caveira Vermelha e o Barão Zemo!

Eventualmente, chegou aos ouvidos da banda e de seus produtores que colocar uma menina pelada na capa de seu disco não era a melhor maneira de divulgar seu trabalho. A capa original foi substituída então por esta que vocês vêem acima, onde os músicos celebram o fato de que apenas precisaram gravar Winds of Change para escapar das acusações de pedofilia.

E depois de olhar bem pro bigodudo da capa e ver sua expressão abobada, tenho certeza de que o Seu Madruga teve pelo menos um filho ilegítimo na Alemanha.

Mas por hoje é só. Vejo vocês um dia.

Cheers!!!

46 comentários:

revistagames disse...

É realmente difícil escolher qual é a pior. Ótimo post, como sempre!

Blog do Sybão! disse...

Já tinha visto um artigo falando sobre algumas das capas deste artigo.

E, se não me engano, um dos membros do KISS em uma entrevista, afirmou que ja tinha transado com 5.000 mil mulheres!!!

Creio que o pinto dele agora é um palito de fósforo aceso!

Agora vou olhar a capa antiga do Scorpions. See ya!

Gu1lherme disse...

É,realmente é difíil escolher a pior,mas posso até tentar fazer um Top3:

3º - John Lennon & Yoko Ono – Two Virgins
2º - Millie Jackson – Back to the Shit
1º - Óbvio...você já deve saber que é a Scorpions – Virgin Killer

Ótimo post,pra variar...
...Vou passar a comentar por aqui,então acostume-se com a minha pertubadora presença

Fafah Katsu disse...

Ha, tenho certeza que existem pessoas mais ignorantes em musica do que você Hammie. Eu por exemplo. Mas ninguem supera um amigo meu.

E que capa ofensiva a de Scorpions...

Mas ei, ei... estou no 14° volume de Hokuto no Ken e me mantenho pura e casta. Eu trilho o caminho da honra!

Bia Chun-li disse...

Que lista tensa. O.o Principalmente a da capa original do Scorpions, pqp.

"Ô Aburamu, você já mostrou mulheres peladas aqui no blog, como a cena de banho da Chun Li quando falou do longa animado de Street Fighter II. Por que censurou as mulheres peladas que não são desenhos? Isso não é hipocrisia? Felipe Neto é meu herói, HU-HU!"

RI ALTO com isso!!!! xD

Avalanche(Lance) disse...

Ia cmentar e responder algumas de suas pergunttas...mas depois do Orion...me recluso á minha insignificância....

Avalanche(Lance) disse...

Hey se quiser coloco a capa do Dwarvs no meu blog...vivo colocando gente nua lá.

Panda disse...

Muito bom, morri de rir!


Você conhece Cannibal Corpse? Tem capas tão bonitinhas quanto o Cattle Decapitation. Apenas digite Cannibal Corpse no google e confira.

blacksun.616 disse...

Desculpe a correçao Amer, mas os cuzoes do Manowar sao americanos msm..

blacksun.616 disse...

E desculpe se nunca comentei nada aki, mas curto muito seu blog, principalmente as materias sobre wrestling, msm elas sendo poucas.
Parabens pelo post, como sempre ri mto.

Amer H. disse...

Coloquei um adendo no trecho sobre o Ted Nugent. Valeu pelo toque, Blacksun.

Ernesto Gennari disse...

Ow Amer, faltou a capa do Blind Faith, banda do Eric Clapton, é mais ofensiva que a do Scorpions. Só temos que encarar que era hippie, então não havia problema com nudez.

Superspider disse...

"Por ideia do produtor da RCA à época, a capa original do álbum trazia uma menina de dez anos de idade, chamada Jaqueline, completamente nua onde apenas um efeito de vidro trincado obscurecia seus genitais, digamos que a bomba não repercutiu tão bem, afinal a capa foi proibida em alguns países."

Pelo menos alguns países tinham decência na época.

Carlos Dias disse...

Dizer que a Jane Fonda só é conhecida por Barbarella mostra que você aionda tem que aprender muito sobre cultura pop...

Caio Jorge disse...

Ótimo post como sempre Amer :)

http://lanternadojuizo.blogspot.com/

Tiabetok disse...

provavelmente é a primeira vez que comento o blog, mas não posso deixar de dizer que já o sigo a um tempão... ri muito com o post e fiz questão de comentar porque meu irmão fez um post semelhante, na verdade já está no vol 3 das piores capas de discos...ele usou algumas que vc também usou, seria legal se vc desse uma passada no blog dele.

http://blogelaphar.blogspot.com/2011/03/piores-capas-de-disco-vol-3.html

abraços

HappyGleek93 disse...

Ótimo artigo, ri muito. rs Só conhecia aquela do John com a Yoko pelados. Foi legal ver como tem capa horrivel no mundo...
Não sei qual é a pior, aquela da Millie Jackson ou a do Scorpions. ._.

Amer H. disse...

Carlos Dias, você falou alguma coisa, mas tudo que entendi foi "ABLUÉ-ABLUÉ-ABLUÉ"!

Mestre ou "+" disse...

olha meu ae pfavor
pedrozonex.blogspot.com

Kaique Lucas disse...

Artigo muito bom como sempre.A idéia de usar o Kuririn como tarja foi genial!E o seguinte trecho me fez rir litros:

"Por que censurou as mulheres peladas que não são desenhos? Isso não é hipocrisia? Felipe Neto é meu herói, HU-HU!"

E alias,obrigado pelo link que leva ao site com Hokuto No Ken completo em português.Me sinto mais masculino desde que comecei a acompanhar o Mangá!E,a propósito,sabe onde posso encontrar o Anime?

Excelsior!

Reinaldo disse...

Como sempre, artigo de primeira, Amer XD

A proposito, quando eu li o comentario do Carlos dias lembrei desse trecho do post: "ainda não existia mercado de DVD para tornar filmes ruins em obras cultuadas devido aos milhares de cinéfilos que assistem bombas e acham que só eles entendem a genialidade por trás delas... "

Kreez disse...

Esse post me encinou um coisa muito importante:Não importa o quão bizarro a sua mãe diga que você seja,havera sempre uma cada de ''Metal Farofa'' para ser mais bizarro que você.

E tenho dito!

Jack, The Ripper disse...

Copiar o "Kiss" é realmente lamentável, principalmente por que a banda copia o "New York Dolls".

Cynthia França disse...

Amer, sempre li o seu blog e nunca comentei por ser uma preguiçosa... mas agora quero começar a fazê-lo!

E ri muito com as capas, realmente são PÉSSIMAS.

Mauro disse...

Amer, desde que formatei meu pc (até um pouco antes, na verdade) e estou sem alguns driver ou o SP3, me impedindo de ouvir qualquer som ou usar o msn atualizado, seu blog tem sido como uma máquina que me faz funcionar, tipo num hospital, então estou comentando pela primeira vez após ler vários artigos, e aliás, sim, capas RIDÍCULAS! D:

No simples fator ridicularidade, acho que fico com a menina cagona ou o anão crucificado, mas na falta de noção, acho que scorpions ganhou... Sei lá. *Rolleyes*.

blog do kaique disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sasoriman disse...

"Se aprendi algo com filmes de terror, é que toda família do interior Norte Americano, que mora no meio da nada, é um agrupamento de assassinos seriais em potencial"

Então o Coragem, além de ter que lidar com Aliens pra salvar a Muriel e o Eustácio, ainda tem de lidar com o fato DE QUE OS DOIS SÃO SERIAL KILLERS!? FUCKING HELL! Muriel Serial killer jamais sairá da minha cabeça.

Carlos disse...

Ótimo Post Amer!!
Fiquei com pena da garota no album.

Nappa_ disse...

Bacana.

Sempre curti Scorpions, mas não sabia que eles tinham pegado pesado desse jeito em um certo momento da carreira. Fica um pouco de decepção com relação ao que fizeram.

hehehehe, gravar wind of change lavou os pecados deles?

slcontas disse...

Eu ri muito da referência à GTA Vice City na parte do Village People.
Parabéns, post ótimo, como sempre.

Quiof disse...

Orion era o nome artístico de Jimmy Ellis, um cantor de country e rockabilly que tinha um timbre igual ao do Elvis, a máscara vem do fato da Sun Records (primeira gravadora do Elvis) ter especulado que Elvis estava havia vivo e estava gravando novamente na Sun, gravou inclusive Crazy Little Thing Called Love do Queen (gravada em 1980 em homenagem a próprio Elvis).

http://www.youtube.com/watch?v=tyNE9pIXRE0

http://www.youtube.com/watch?v=SnlEdmbpVsE

Negrinho disse...

Amer ótimo texto como sempre, procura depois por "flesh Grinder" vc vai morrer de rir

Lord Anderson disse...

Amer, fugindo totalmente so assunto, vc ja assitiu a serie Transformers: Prime?

Se sim, rola um post?

Mixirica disse...

Amer aproveitando o post do amigo acima, cara onde posso encontar episodios do transformers desde a serie classica, para assistir, lendo seu blog diariamene, acho que comecei a gostar de transformers

juninho-ad disse...

É cada capa, eu como bom apreciador do rock e metal de vez em quando também me decepciono com coisas do tipo, mas posso te assegurar Amer, uma vez eu vi uma lista das 20 piores capas, e TODAS são piores que essa, afinal de contas, tu imagina uma capa com foco na bolsa escrotal de um homem sendo pisada por um sapato feminino, ERA SUPER ASSUSTADOR, CREDO NAQUILO, TUDO QUEBRADO EM BAIXO DO SAPATO, A PARADA DO HOMEM PARECIA UMA FOLHA DE PAPEL.

Assustei e ganhei um novo trauma, oh shit !

juninho-ad disse...

E não achei a tal lista que eu vi mas eu achei uma ainda pior, quem quiser ganhar um trauma pode ver essa droga

Amer e seus seguidores, caso tenham estomago fraco, NÃO VEJAM ! Vai desde o mais nojento até o mais bizarro...


http://www.dormiu.com.br/imagens/os-25-piores-encartes-de-heavy-metal-4768/

Diego Henrique disse...

Muito boa a seleção de capas
Incrivel pensar que com tantas bandas que se entopem de bebidas, alucinógenos, drogas sintéticas e qualquer coisa que alguém diga que de alguma maneira bizarra possa dar algum barato e afastar sua sobriedade e sanidade mais longe que um tsunami o faria , ainda sim nunca houve idéia tão brilhantemente estupida como o Scorpions.
Infelizmente não terei a imagem, mas uma vez vi a capa de um "músico" independente de black metal em que a imagem era do próprio músico em um pasto junto de uma vaca e sua mãe. Poucas capas que vi superam isso...

Dragonerd disse...

PUTA QUE TE PARIU AMER - TODDYBRINKS - Curti muito o post, como de costume você fez um poste MUITO interessante além de comico - Let them eat pussy... EURI ALTO - aliás, coloquei seu blog na minha seção de recomendados - no meu blog - começei ele ontem - Enfim, continue com o blog *_*
Se puder, dê uma olhada e uma comentada- dificil eu sei:
www.dragonerd.blogspot.com

b´´´ disse...

barbarella é um ótimo cult trash, bjs.

lilycarroll disse...

Na mesa de reunião da galera que escolhe essas capas deve ter uma enorme placa onde se le: Bom senso. Não trabalhamos.

Artigo divertido pra caramba!

Rodrigo disse...

Pior que sei umas bem piores que as postadas,Se voce quiser informações sobre elas,só me avisar que mando as imagens.

Estevan disse...

kkkkkkk muito bom Amer ^^

ah é...estou ansioso para q seu coração fique negro de novo para então poder ver vc despejar todo seu ódio sobre alguma coisa no outro blog do Amer
...digo..não to cobrando nada pq sou leitor faz tempo e sei como as coisas funcionam por aki..
só disse q to ansioso kkkk
abraco

- disse...

O que aconteceria se alguém colocasse "Manowar – Anthology" em cima de um mangá de Hokuto No Ken? O Fim do mundo? Kenshiro ficar desprovido de masculinidade? A capa de Manowar ficar máscula?

U DOR disse...

Oi. Eu leio o blog a um tempinho e acho bastante divertido. Me deu até vontade de escrever o meu próprio pra expôr minhas opiniões também. Eu queria saber se tem problema eu usar o formato que você usa: Título do tópico > Imagem > Escrito > Tópico seguinte.

crisgunnm disse...

boa materia Amer eu comecei a pouco tempo a ler seus artigos e comentado alguns,matérias mto legais .essa capa do disco do Scorpions Virgin Killer quase afundaram,uma das bandas mais fodas ! o pior é saber que tem gente que se orgulha por ter essa versão da capa infelizmente.

Related Posts with Thumbnails