quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Mês das Festas: Mais Brinquedos que Mereciamos na Infância!

E estamos naquela época do ano de novo: DEZEMBRO!!! Época de amor, amizade, lealdade e BRINQUEDOS!!!

Sim, não sejamos hipócritas, o único motivo pelo qual alguém pode gostar do mês de Dezembro é a possibilidade de se ganhar milhões de presentes no dia 24. Não é um bom fim de ano se seus pais não estão encalacrados com o cartão de crédito.

No quesito brinquedos, eu fui um garoto de muita sorte, pois ganhei quase todos os brinquedos que pedi, cortesia da minha mãe e da minha avó, que não viam mal em me mimar e fazer de mim uma criança intragável demais para ter amigos.

Bah, quem precisa de companhia quando se tem pilhas de brinquedos no quarto?

Mas mesmo assim, houveram muitas tralhas que não tive na infância, seja porque não foram lançadas no Brasil, por serem demasiadamente caras ou simplesmente porque não dava pra achá-las em lugar nenhum. Já reclamei sobre isso em outra ocasião, mas ainda há muito para se falar.

Em outras palavras, usarei o artigo de hoje para reclamar de mais quinquilharias que gostaria de ter ganho na infância, mas não tive como. Arrisco dizer que estarei deprimido ao fim do texto, mas que se dane, tudo pela arte.

E vamos nós!!!

Millenium Falcon

Antes de falar do brinquedo, prestemos atenção a alguns detalhes da foto.

Primeiro, os braços do Chewbacca são de uma cor diferente do resto do corpo, o que indica que ele deve gastar fortunas com Grecin 2000, ou uma daquelas tralhas que nossas mães usam pra pintar o cabelo e empestear a casa com cheiro de química.

Segundo, por que xavascas o Chewbacca tá com os olhos tão arregalados? Ele cheirou cocaína pra se preparar pro inevitável combate com as forças do Império? Estará ele se tornando a versão Wookiee de Tony Montana? Ele vai sacar sua Besta a Laser (uma das armas mais idiotas do mundo) e dirá “Say ‘ello to my little friend!” na próxima vez que encontrar o Boba Fett?

E o Luke tá com uma cara incrível de nojo, o que indica que Chewie comeu uma quantidade imbecil de repolho antes de embarcar na nave e não tá fazendo a menor questão de segurar sua flatulência guerreira.

Seja como for...

Já reclamei no passado sobre não termos brinquedos o suficiente de Star Wars por aqui. Faltou Jabba, Lando Calrissian, Leia Escrava, o Imperador, os Guardas Vermelhos do Império, Stormtroopers regulares e por aí vai.

Mas a falta mais sentida de todas, sem dúvida foi a Millenium Falcon. Ahhh sim!

Uma verdade absoluta no tocante a brinquedos, é que tamanho faz diferença. Quanto maior for um brinquedo, mais inveja ele despertará em seus amiguinhos, quase como a versão infantil de Rappers que entopem seus carros de “Bling.”

Você sabe, Bling mano!

E a Millenium Falcon equivaleria a um utilitário do tamanho de um tanque, forrado a ouro, propriedade de Snoop Dog! Sim senhor!

Agora, eu tive o caça X-Wing e dois TIE-Fighters do Império e já eram veículos razoavelmente grandes. A Millenium Falcon parece ser bem maior que ambos, de fato, parece um brinquedo que precisa de DUAS mãos pra ser manipulado.

Ohhhhhh céus... duas mãos... imagine as possibilidades...

Sendo eu um guri que raramente seguia as regras estabelecidas pelo universo de origem dos brinquedos (exceto no tocante a Transformers), provavelmente eu faria a Princesa Leia, ainda como escrava, usar a Millenium Falcon pra bombardear o Palácio de Jabba, atropelando o gangster com a nave como golpe de misericórdia.

Enquanto isso, Luke e Darth Vader estariam matando Stormtroopers, em uma sessão de reconciliação entre pai e filho. No meu universo de Star Wars, eles faziam as pazes sem que o velho Anakin precisasse morrer.

Hoje em dia eu faria Vader e Luke se unirem contra o boneco de Hayden Christenssen e Han Solo estacionar a Millenium Falcon “acidentalmente” sobre Jar Jar.

Vá se foder, George Lucas! Você e seu queixo inexistente!!!

Dinosaucers

Não sei quantos de vocês lembram desse desenho, provavelmente muitos mais do que imagino, mas Dinosaucers era uma animação bem bacana da década de 80. Basicamente, tínhamos duas facções de dinossauros extra terrestres que vinham morar na Terra e tretavam em uma base diária.

E eles podiam se transformar... em... dinossauros maiores...

...

Hmmm...

Pelo menos, os autores da série fizeram o favor de voltá-la para a comédia. Dinosaucers se levava bem menos a sério que outros desenhos da época, o que era uma mudança bem vinda. Infelizmente, a série não chamou a devida atenção na AMERICA (FUCK YEAH!) e foi cancelada apenas uma única temporada.

Brinquedos nunca foram lançados.

...

Lá.

O negócio é, a produtora Americana Galoob nunca se deu ao trabalho de produzir a linha de brinquedos, mas fez moldes para as figuras. Tentando recuperar uma parte da grana investida, a empresa vendeu os mesmos para a nossa querida (e maldita) Glasslite, que fabricou AS ÚNICAS figuras de Dinosaucers disponíveis no mundo.

Pode ser um choque pra quem tem menos de 20 anos, mas houve uma época que o Brasil produzia seus brinquedos na Zona Franca de Manaus. Estrela, Glasslite e Gulliver simplesmente recebiam os moldes das figuras de ação e as mesmas eram fabricadas aqui. Como resultado, brinquedos eram baratíssimos e qualquer guri podia ter a coleção do He-Man.

Claro, estávamos nas mãos das fabricantes nacionais de brinquedos, que decidiam quais figuras merecíamos ter, como a Glasslite fez com os Thundercats.

Nunca vou perdoá-los por não me darem uma Pumaera!

Enfim, nunca tive os bonecos dos Dinosaucers e devo isso especificamente ao fato de nunca tê-los encontrado. Qualquer criança em seu perfeito juízo teria um ataque neurastênico quando visse estas figuras, porque sejamos francos... dinossauros detonam.

Não sei se foram lançados em pequena escala, ou se eu apenas dei azar, mas alguns desses bonecos ainda devem estar por aí. Eles eram bem resistentes, se as informações a seu respeito estavam corretas.

Claro, devem custar uma violação anal se os procurarmos no Mercado Livre, então vou enterrar esse desgosto de infância junto de meus outros traumas e minha terapeuta que se vire.

Voltron

Antes de falar do brinquedo, darei uma pequena lição sobre a industria do Anime.
Cada era é dominada por diversos gêneros, onde um deles se destaca em especial, isso ocorre até a década seguinte, quando uma série de estilo diferente tem sucesso estrondos e se torna o padrão.

Na década de 70 e começo de 80, eram Animes sobre robôs gigantes pilotados por grupos de imbecis, séries como Voltes V, Pirata do Espaço, Baldios e Daltanius eram parte das abominações que infestavam as televisões Japonesas.

Embora verdade seja dita, o fechamento de Daltanius é provavelmente o ponto alto da espécie humana como um todo.

Enfim, em meio a este monte de desenhos horroríveis, havia Voltron. Basicamente, uma série sobre adolescentes tontos que pilotavam robôs gigantes e defendiam a Terra de um império do mal.

Qual o diferencial de Voltron para as demais? Bem, cada jovem pilotava UMA PORRA DE UM LEÃO ROBÔ e todos se juntavam e formavam UMA PORRA DE ROBÔ GIGANTE FORMADO POR CINCO PORRAS DE LEÕES ROBÔS!!!

*Huff, puff*

Jesus, fiquei até sem fôlego.

Até onde sei, Voltron não se destacou dos demais Animes do gênero no Japão, mas foi um sucesso estrondoso nos Estados Unidos. De lá, o brinquedo veio pra cá, onde foi sumariamente ignorado pela maioria das crianças.

Os cinco leões vinham em uma caixa só, o que era uma benção. Acredito que na América eram vendidos separadamente, cada um com seu piloto humano, o que sem dúvida deve ter deixado muitas crianças gringas com um Voltron incompleto.

Eu... tive um Voltron. E fora o fato de suas juntas ficarem moles após dois dias, foi um dos brinquedos mais indiscutivelmente fodas de toda minha infância. Se você não teve um, tudo que posso dizer é HA-HA, SUA MÃE NÃO TE AMA!!!

Sei que o artigo é sobre brinquedos que não tivemos, mas eu precisava me gabar pra alguém.

E para aqueles que estão doidos para me corrigir e dizerem que Voltron é formado por tigres e não leões, já que a juba está ausente nos robôs, pedirei do fundo do meu coração que vão todos se foder.

Agora, por favor.

Caçadores de Fantasmas

Uau! Isso me traz lembranças!

Quando estava na escola, eu sempre estudei de manhã. Assim sendo, eu perdia a programação infantil matutina, em prol de ficar em uma sala de aula abafada, com crianças que me aporrinhavam, uma professora que me espancava, estudando assuntos que nunca me interessaram.

É... pois é.

Felizmente, naqueles áureos tempos, tínhamos desenhos animados quase que doze horas por dia na tevê. Eu não assistia O Pequeno Scooby Doo, G.I Joe e Galaxy Rangers, mas sempre podia ver Silverhawks, Jayce e a Liga da Luz e Pole Position.

E claro, Caçadores de Fantasmas.

Resumindo bastante, Caçadores de Fantasmas contava a aventuras de dois malucos e um gorila, que lutavam com seres sobrenaturais vindos de além túmulo que planejavam dominar o mundo.

Yep, você já ouviu essa história antes, mas quer saber de uma coisa? Caçadores de Fantasmas veio antes de Peter Venkman e Geléia, de fato, o desenho é a continuação de uma série em Live Action dos anos 70.

Pois é, quem diria? É por isso que o desenho animado dos Caça Fantasmas se chamava “The Real Ghostbusters.” Agora você sabe e saber é metade da batalha!

O desenho foi produzido pela Filmation, mesmo estúdio responsável por He-Man, She-Ra e Bravestarr, e pra falar a verdade, não me lembro dele em detalhes. Me recordo que os heróis desmaterializavam os vilões quase que diariamente e isso não trazia conseqüências maiores do que um comentário constrangido do mesmo.

E por alguma razão, eles eram amigos de pessoas vindas do futuro, como a moça pernuda de pele púrpura retratada pelo brinquedo número 4.

Aliás, por que diabos a boneca de uma das personagens femininas tinha cabelo??? ERAMOS MENINOS!!! NÃO ÍAMOS PENTEAR A GAROTA, COLOCARIAMOS FOGO EM SUA CABEÇA ANTES DE NOS DIGNIFICARMOS A LHE FAZER UMA CHAPINHA!!!

Mas tudo isso pode ser esquecido quando vemos o boneco do Líder Mau (figura 11) o vilão da série que não fazia absolutamente nada direito, mas que poderia facilmente se passar pelo primo robótico e satânico do Esqueleto. Também posso pensar em muitos usos interessantes pra um gorila de mochila e chapéu de Indiana Jones, e para um lobisomem de tênis.

E como não tenho nenhuma observação inteligente pra terminar este parágrafo, passarei para o próximo.

Mais Bonecos da Coleção Super Powers

Ah sim! Super Powers!!! Como eu amava essa linha de brinquedos!

Quando era criança, eu tinha uma preguiça imensa de ler quadrinhos de heróis. Diferente do que o pensamento coletivo imagina, garotos com menos de dez anos não possuem a compreensão necessária pra entender todas as nuances de sagas cósmicas e minestrônicas como Crise nas Infinitas terras.

Tudo que entendi daquela merda foi que a Supergirl morreu e isso deixou o Superman muito triste... exceto que ela não morreu de verdade e anos depois se tornou a Poderosa, que combate o mal mostrando seus super peitos através de seu super decote.

Mesmo não chegando nem perto de quadrinhos de heróis antes de completar 11 anos (a exceção sendo Cavaleiro das Trevas, que só entendi aos 13), eu sempre adorei heróis e a coleção Super Powers era minha forma de demonstrar esta paixão indelével.

E verdade seja dita, os bonecos eram muito legais pra época, bem esculpidos, com boa dose de articulações e muitos vinham com acessórios bem bacanas, como o Laço da Verdade da Mulher Maravilha, o Tridente do Aquaman, a armadura de Lex Luthor (que quebrou dois dias depois que o ganhei) ou o guarda chuva do Pinguim (que também quebrou dois dias após ele ser desembrulhado).

No entanto, a jóia da coroa da coleção sempre foi o boneco do Darkseid. Minha nossa, ele era massivo, tinha pelo menos o dobro do tamanho dos demais personagens e não cabia em nenhum dos veículos da linha. Ele também vinha com uma capa tão volumosa que chegava a ter peso. Tudo bem que eu nunca ví Darkseid usando capa nos quadrinhos ou desenhos animados, mas isso não importa, bonecos com capa sempre são matematicamente melhores que os demais.

Mas em uma franquia com tantos personagens, queremos mais... e mais... E MAIS... E MAAAAAAAIS!!!

E vários personagens legais lançados lá fora nunca chegaram aqui, como O Caçador de Marte, Nuclear, Kalibak e De Saad.

Admito que Kalibak e De Saad nunca prestaram pra porra nenhuma, mas um ditador como Darkseid precisa de tropas de buchas de canhão pra tomarem porrada de um Superman enfurecido com a morte da Mulher Maravilha.

Diana sempre morria quando eu brincava, porque eu não gostava de fazer voz de mulher pros meus bonecos. O mesmo destino terrível recaia sobre Scarlett e Cover Girl durante minhas sessões de G.I Joe, eu era um pequeno misógino.

E por algum motivo inexplicável, eu era obcecado pelo boneco do Nuclear. Eu nunca tinha visto imagens dele, nem tinha certeza de sua existência, mas eu sentia que de alguma forma, ele havia se tornado parte da coleção. Chame de intuição, Sexto Sentido ou do que quiser, eu chamo de excesso de tempo livre e imaginação hiperativa.

Mas até que isso não me marcou tanto quanto a ausência de outros brinquedos. Eu tive um boneco do Capitão Marvel e todos sabem que: Shazam > Tudo.

Figuras de Ação da WWF

Todos sabem que sou obsessivo compulsivo quando o assunto é luta livre profissional. Hoje não acompanho com o mesmo fervor de antigamente, mas ainda me considero grande fã do esporte.
Sim, esporte! Vá se foder se discorda!

E os anos 80 foram a era de ouro da luta livre profissional, desta forma, é apenas natural que figuras dos principais lutadores da época fossem lançadas para o deleite da molecada. Tal missão recaiu sobre a LJN, empresa infame por produzir algumas das maiores diarréias lançadas para NES, mas isso é uma outra história, para outro dia.

Nesta linha de brinquedos, podíamos encontrar figuras de Hulk Hogan, Macho Man Randy Savage, Jake “The Snake” Roberts, Rowdy Roddy Piper, Sargento Slaughter e muitas outras figuras icônicas.

Mas havia um porém, como podem perceber pela imagem, os bonecos não tinham articulação alguma, estavam condenados a ficarem eternamente na mesma pose em que saíram da fábrica. Para um colecionador quarentão e obeso cheio de micoses isso é desnecessário, mas para um garoto hiperativo de 8 anos articulação é fundamental.

O que se fazer com esses bonecos então?

Aparentemente, eles eram feitos de borracha extremamente pesada e dura, então as crianças se divertiam testando o limite de sua indestrutibilidade. Mordidas, arremessos e alto impacto sequer arranhavam o couro dos bonecos, então era preciso ser criativo.

E dado o peso dos bonecos, eles podiam ser facilmente usados como arma. Imagino que muitas crianças bateram umas nas outras com estas figuras e ficaram com hematomas no formato do rosto do Ultimate Warrior.

E antes de partir para o próximo parágrafo, reparem que o boneco de André (o da direita na foto) tem a cabeça maior que a própria virilha.

Pois é.

O resto da Organização Cobra

Já reclamei disso no artigo passado sobre o mesmo assunto e vou me repetir hoje, mas santa santa santíssima, isso é algo que me irrita TANTO!!! ONDE ESTÁ O RESTO DA MINHA ORGANIZAÇÃO COBRA???

Comandos em Ação provavelmente foi a linha de brinquedos mais duradoura lançada por aqui e de fato, a Estrela lançou uma caralhada de personagens. Mas certas ausências são simplesmente imperdoáveis, especialmente entre os vilões pois eram eles que tornavam a franquia tão mais legal. Sem um Destro pra espancar, Flint é só mais um militar genérico de boina que não consegue encontrar o Bin Laden.

Nunca tivemos o Serpentor e isso todos sabem, mas também fomos privados do Comandante Cobra, Baronesa, Zartan, Xamot e Tomax e os Dreadnocks restantes.

Você sabe, os Dreadnocks, aqueles vagabundos que seguiam o Zartan pra todo lado e achavam que eram durões.

Mas como... COMO??? POR QUÊ??? QUAL ERA A PORRA DO SEU PROBLEMA, ESTRELA??? COMO PODIA SIMPLESMENTE NÃO LANÇAR OS VILÕES PRINCIPAIS DA SÉRIE??? COM MIL CARALHOS, QUAL ERA O SEU PROBLEMAAAAAAAA???

Passaram-se quase trinta anos e este é um trauma que eu ainda não superei. Claro que a Baronesa ia morrer aos dois primeiros minutos da história (junto da Scarlett e Cover Girl, que estariam todas convenientemente no mesmo lugar), mas isso não diminui o impacto que foi não tê-la em minha coleção.

Diabos, foi graças a Baronesa que criei uma atração nada saudável por morenas de 1,80, com óculos de grau e sotaque Europeu sexy. Claro, a Scarlett é uma das razões pelo qual ruivas que disparam bestas me apetecem tanto e a Lady Jaye me ensinou como moças de cabelo curtinho podem ser sensuais...

...

Uau, quase todos os meus fetiches nasceram com G.I Joe, quem diria?

E aliás, vocês já assistiram A Balada dos G.I Joe? Impressionante como os personagens foram melhor representados nesse vídeo do que na super produção Hollywoodiana.

Fortress Maximus

Por alguma razão inexplicável, a falta de Transformers no Brasil me incomoda menos que a de G.I Joe. Talvez porque a Estrela tirou a série da tomada logo no começo e nunca nos deu grandes esperanças, com os Joes eles nos provocaram por anos.

Ma bene, Fortress Maximus é o sonho molhado de qualquer colecionador de Transformers minimamente saudável. Não porque o boneco é especialmente bem esculpido, ou porque seu personagem é popular (acredite, não é), mas pelo simples motivo de que ele é GRAAAAAAANDE!

Quão grande? Que tal 56 centímetros? Pegue uma fita métrica e veja quanto é isso. Vai lá, eu espero.

...

...

...

Pois é, não é?

Como já deixei claro, Fortress Maximus não era um personagem querido pelos fãs. Ele surgiu literalmente no crepúsculo da série, quando as crianças tinham crescido o bastante pra perder o interesse na franquia, mas não o suficiente ainda para recuperá-lo. Todos queriam o brinquedo simplesmente porque ele era IMENSO.

Mais uma vez, brinquedos são como carros nas mãos de uma criança. Um boneco do Batman equivale a um Gol, um Thundertank vale por um Audi e um Castelo de Grayskull é como um Rolls Royce.

Fortress Maximus era como um Rolls Royce com asas, Capacitor de Fluxo e uma morena boazuda de olhos verdes como motorista. Nenhuma criança o queria para enriquecer as sete horas que passaria dando vida a figuras inanimadas, mas sim pra fazer inveja nos coleguinhas.

Imagine a situação, você saiu pra brincar e encontrou o Tiaguinho, que está com seu novo brinquedo: um boneco do Fofão. Você resolve bancar o Quico, entra em casa e volta carregando Fortress Maximus. O seu boneco não é só imenso, ele se transforma em uma fortaleza... não apenas isso, como ele também pode se transformar em uma plataforma de combate móvel... e como o sal na ferida, sua cabeça se transforma em um robô menor.

A cabeça do Fofão se transforma em robô? NÃO! A cabeça dele parece uma bolsa escrotal, pelo amor de Benji!!!

Após tamanha humilhação, só resta ao Tiaguinho fingir que tem que ajudar a mãe a lavar a louca, voltar pra casa e esfaquear o Fofão pra ver se realmente tem uma vela dentro, pois o brinquedo falhou em sua missão de causar inveja nos outros.

Tiaguinho filho da puta...

Devido a seu tamanho e alto preço, o boneco ainda é um item meio difícil de conseguir hoje em dia. Eu mesmo não tenho muitas esperanças de ampliar minha coleção com sua presença.

Mas se meus leitores lindos, brilhantes, perfumados e que amo tanto resolverem unir suas forças pra me descolar um Fortress Maximus de Natal, não irei me opor. Rápido, por favor... estou piorando e acho que não viverei para fazer aquela viagem para o México com o senhor Homer...

*COFF COFF*

A Barraca do Optimus

E já que estamos falando de Transformers, por que não aumentar as apostas? CONTEMPLEM!!! A BARRACA DO LÍDER OPTIMUS!!!

Antes de qualquer coisa, por que raios a cabeça do Optimus tem o formato de um biscoito Inglês?

Independente disso, uma barraquinha é algo muito legal que toda criança deveria ter. Eu tinha uma da Turma da Mônica e sim... já fui pequenino o suficiente pra caber em uma barraca.

O legal desse tipo de brinquedo é a sensação de isolação que ele passa, é como se aquelas quatro paredes de tecido REALMENTE fossem algo capaz de protegê-lo do resto do mundo e que aqueles espaço de menos de dois metros quadrados fosse sua própria casa, onde você pudesse fazer o que lhe desse na telha, sem intromissão de fatores externos.

Pelo menos até sua mãe abrir a portinha da barraca pra ver o que você estava fazendo, algo que normalmente acontecia... A CADA DOIS MINUTOS!!! Diabos, o que deixava nossas mães tão desconfiadas? Era uma merda de barraca de pano, o que poderiamos fazer lá dentro que fosse perigoso? Construir armas de destruição em massa?

Enfim, essas barracas normalmente vinham no formato de casas, mas a barraca do Optimus vinha no formato... do Optimus. Brincar com ela não devia ser como ter seu mini apartamento abafado onde não cabiam suas coisas, mas sim, como se o próprio Líder dos Autobots o estivesse dando uma carona até sua base.

Se tivesse ganho essa barraca, eu passaria horas e horas conversando com Optimus, debatendo como seria legal assistir desenhos com Bumblebee, jogar damas com Grimlock e passar trotes na casa do Starscream. Com essa barraca... eu teria um amigo!

...

Que foi? Eu já era uma criança esquizofrênica e passava horas conversando comigo mesmo (fazendo vozes diferentes, veja bem). Com a barraca do Optimus, eu pareceria um pouco menos doente, só isso.

...

...

...

Ok, vou para o próximo parágrafo. Quem sabe vocês param de me olhar assim.

Sectaurs - The Hive

Sectaurs é outra linha de brinquedos que não se tornou tão popular quanto merecia na época de seu lançamento. Os bonecos eram fenomenais, grandes, bem articulados e detalhados, mas a linha não fez muito sucesso. Talvez o fato de seu desenho animado ser uma merda tenha contribuido para isso.

Todos os membros do elenco eram humanóides com características de insetos. Alguns personagens tinham pinças nas mãos ao invés de dedos, o que era excepcionalmente legal quando se tratava de um dos heróis.

Mais ainda, tanto os heróis quanto vilões vinham acompanhados de insetos que serviam como suas mascotes e colegas de batalha. Eles tinham besouros, vespas e por aí vai. Meu favorito de todos era Toxid, uma aranha que cuspia “veneno paralisante” em suas vítimas.

Na verdade, era mais um daqueles brinquedos que se tornavam um artifício para molharmos as pessoas quando cansávamos de brincar com eles da maneira tradicional. Eu era tão apaixonado por Toxid que por muito tempo ele se tornou uma espécie de mascote de borracha e plástico que eu carregava pra todo lugar, mesmo quando eu já havia perdido o interesse pelos demais Sectaurs. Minha mãe não me deixava ter cachorro, então descolei uma aranha falsa que cuspia água... uma troca justa.

Enfim, The Hive era a fortaleza dos sonhos de qualquer pirralho, simplesmente porque era GRAAAAAAAAAAANDE. Não sei suas medidas precisas, mas era maior até mesmo que o Fortress Maximus, o que fazia dela um Rolls Royce com Capacitor de Fluxo, asas, canhões de plasma, piscina interna, a morena boazuda de olhos verdes como motorista e uma ruiva e uma japinha também igualmente boazudas como suas comissárias de bordo particulares.

E não é como se o tamanho da Hive fosse seu único atrativo, ela era cheia de tralhas! Em seu interior havia o famoso alçapão, tão presente em demais fortalezas de brinquedo da época (quem teve o Castelo de Grayskull sabe), aqueles famosos cenários em papelão que eram usados para dar alguma vida ao interior destas bases e MONSTROS!!!

Tá vendo aquela coisa peluda com olhos do lado direito da base? Era uma luva que poderiamos usar para agarrar os heróis e vilões e arremessá-los longe ou fingir que eram digeridos, enquanto simulávamos gritos de pavor o mais precisamente que nossas jovens cordas vocais permitissem! Sim senhor, os horrores disponíveis na Hive estavam SOB NOSSO COMANDO E DE MAIS NINGUÉM!!!

E a história da Hive também a tornava muito atraente. Os heróis e vilões tinham cada um a sua base, enquanto esta fortaleza não pertencia a ninguém, era um local cheio de segredos milenares e armas poderosas, que daria a vitória para o grupo que a desbravasse primeiro.

Ou seja, somente crianças muito ricas poderiam ter a Hive, pois nenhum outro tipo de pai gastaria o equivalente a um ano de faculdade com três fortalezas plásticas que dentro de alguns anos estariam acumulando mofo em algum armário.

Puxa vida, escrever este artigo está me deprimindo... tantas lembranças e tralhas com os quais sonhava na infância. Mas bem, éstamos chegando no último item da lista e com certeza a lembrança de não tê-lo não pode ser pior que a das demais quinquilharias do artigo.

Vamos ver...

Gigante Guerreiro Daileon

OH!!!

...

UH!!!

...

OH!!!

...

AH!!!

...

Eu... preciso ficar sozinho um pouco agora... por favor...

Smurfbot-Dog.

Cheers!!!

41 comentários:

Avalanche(Lance) disse...

Cacete amer publicamos juntos XD

Pô sent falta da base dos cobras e do Porta Aviões dos Comandos...

E só redigindo um erro...Dinossaurcers teve mais de uma temporada, inclusive após um hiato de 3 anos ele tem mais uma temporada extra mostrando o fianl da série, e que os grupos eram mais facções políticas de um mesmo país que grupos em guerra.(total teve 65 episódios)


No mais...flw!

Bruno disse...

Gigante Guerreiro Daileon t.t

Eu vou ali no canto chorar em posição fetal por alguns minutos...

Avalanche(Lance) disse...

os Pega-Fantasmas tem uma série bem legal de bonecos.

Arthur Malaspina disse...

Porra, esse do Daileon é CRUEL!!

Rod disse...

...eu tenho um Voltron e seus pilotos ate hj :) alguns bonecos do Comandos em Ação, do Star Wars, Transformers e uns bonecos de super herois da DC e da Marvel de borracha coloridos da Gulliver...nossa realmente bons tempos aqueles...desenho a tarde toda...lembro de um desenho japones q passava no SBT q era sobre o Rei Arthur...mto legal...oh saudade...otimo post Amer...

William disse...

Meu sonho era ter a coleção de bonecos dos caça-fantasmas, os olhos pulavam, o cabelo saia e td isso apertando apenas um botão sem falar que as armas atiravam ÁGUA, Água Amer...quer mais? Um amigo meu tinha um Fusca Fantamsa dessa coleção, além de ser grande, ele ainda se transformava de uma carro normal em um monstro...(envy moment).

Nuss, fiquei trsite agora...

Fernando disse...

Meu,eu tive uma moto do ULTRAMAN à fricção mas,o DAILEON? Meu,fala sério,me mata logo de uma vez...
Ahhh... Maldita inveja...!

Pedro Paulo disse...

cara... eu tenho dois dinosaucers (o Genghis Rex e o Quackpot, dos Tyrannos) mas eu fui um moleque ranhento inútil q perdeu a cauda do Rex e uma arma dele... e a vida é irônica mas é bem provavel q a minha namorada me dê uma Millenium Falcon... e o Daileon, sério, quem queria ganhar um Daileon?? *indo chorar no canto* eu mal tive um Jaspion...

Evil Monkey disse...

Eu tinha o Voltron, quando eu levava para a piscina ou para a escola do nada todos eram grandes amigos meus!

Mas eu tenho más notícias, quando os leões ficavam em sua forma original eles pareciam mais furões, por causa das patas curtas.

De fato, como eu não conhecia o anime eu dizia que aquelas coisas eram de fato furões, ou lontras, quando eu ia à piscina.

Eu ia comprar uma millenium falcon no começo desse ano, mas aí eu resolvi comprar o ps3, e bem, os dois custavam mais ou menos o mesmo preço. Mas eu estaria mentindo se eu dissesse que eu não tive que ponderar um pouco...

Mas antes que vocês digam algo, a Millenium que eu vi deveria ter uns 50cm de diâmetro, tinha armas móveis, vinha com um Chewbacca (sem cara de drogado) e Han Solo Totalmente equipados e em escala real.

Preço total: R$999,99.

Mas eu já estava com 16 então ao invés de me olharem com uma cara de: "PUTAMERDA, OLHA O TAMANHO DAQUELE BRINQUEDO!?"
Eles me olhariam com uma cara de: "Você gastou mil pratas...nisso!?"

Além disso não dava pra jogar Metal Gear Solid 4 na Millenium falcon...

Márcio disse...

Putz, tem um maluco vendendo o Daileon no Mercado Livre por R$2000,00!!! Isso é que se chama de violação anal!

Hikaruon Dekabase disse...

Pior que tinha uma loja no Anime Friends vendendo o DX Daileon por...
.
.
.
.
.
.
Devo falar?
.
.
.
.
.
.
.
.Se Chegou até aqui é por que quer mesmo
.
.
.
.
.
.
.
.
.
R$1.500,00

Zigga disse...

Carai! Essa foto do Psycho!Woody ficou zenzacional! Parabéns pela coleta, Amer!

Agora, sobre o artigo: Meeeh, não nasci nos anos 80, e apesar de achar a maioria dos brinquedos dessa época mais legais que a maioria das porcarias com que eu brinquei (Barbies piratas e carrinhos de controle remoto rosas que quebravam em 2 dias, estou olhando pra vocês) não sinto nenhuma inveja da infância das crianças da década perdida...

Só no fato de que esses brinquedos velhos parecem ser feitos de dureza e testosterona plástica, porque continuam inteiros até hoje, mas a maioria dos brinquedos feitos depois de, sei lá, 1996, durarem tanto quanto um pacote de
papel higiênico na Páscoa.

O fato de brinquedos grandes serem como carros na mão das crianças, e de eu sempre ter tentado fazer amizade com as crianças com brinquedos legais (bom, o mais legal que a Casa da Susi e a base do Max Steel podem ser) acaba me tranformando na versão mirim de uma maria-gasolina? Se sim, AAAAGH!

E poxa, até eu tou triste com esse boneco do Daileon... Não, espera. Eu vi um boneco parecido com esse vendendo a 40 reais na 25 de Março uma vez! Era um piratão chamado "Robot Action" ou algo assim, mas era um plágio safado do Gigante Guerreiro e aparentemente tinha o mesmo tamanho. HAHAHAHAHAHAHAHA, eu amo os pirateiros que usam moldes velhos pra fazer brinquedos! Pena que eu não comprei o cidadão.

lilycarroll disse...

Para meu total desgosto, meus pais sempre me presentearam com roupas no natal e no meu aniversario. Brinquedos eram mais comuns nos dias das crianças.

Com isso, sou traumatizada por não ter ganho um My Little Pony e um Neb ;__;

Por isso sempre vou naquelas galerias de brinquedos antigos, lá na Republica, na esperança de achar essas coisas (acho que vc deve achar os Dinossaucers lá tb).

Avalanche(Lance) disse...

QUal brinquedos vc não citou?

Zweist disse...

Há! Americo, seu pestilento.

EU também tive um Voltron. E a fita de video do desenho. Eu tinha pedido pro meu pai a do Robotech (Deus me proteja) e ele trouxe a do Voltron. Só pra conseguir o boneco foi um parto. Envolve uma mente maligna de dez anos, um amigo do meu pai e chantagem. Outro dia conto.

O fato é que meu Voltron tinha batalhas épicas, épicas eu digo, lutando contra o Munn-Ra do meu primo, ou protegendo a minha base dos Comandos em Ação.

Patolino disse...

Primeiro: morra por frescar de nós, Tiagos sem H. Somos os melhores Tiagos existentes no universo conhecido(e em dois desconhecidos) e sempre ganhavamos ótimos brinquedos, como o Jiban, o helicoptero do Jiraya(?!?!?!) e o a coleção selva dos Comandos em Ação.


Agora, quase chorei com o Daleon... EU QUERO UM!!! T_____T

Mr. Nice Bobby disse...

DAILEON!



CARAIO...




DAILEON!!

Marco Antonio disse...

Trivia times: o Voltron foi citado num episódio de "Everybody Hates Chris" quando o irmão dele vendeu um Voltron para uma loja de quinquilharias e depois descobriu que o boneco tinha passado a valer MUITAS DOLETAS.

Israel/Rael-TIO GOIABINHA disse...

Meu irmão maior tinha um Gigante Guerreiro Daileon e quase toda a coleção de brinquedos do Jaspion.

Com três anos, eu destrui todos eles.

Me odeie para sempre, Amer. Até eu me odeio depois do que fiz.

Blogima disse...

Putz, não faria conta de nenhum dos outros, tirando o daileon! É um sonho de consumo! Nunca tive sequer um Jaspion! Ou um Jiban ou um Jiraiya. Tirando Comandos em Ação, só ganhei boneco que não queria.. cara, de repente, odeio minha infância... T_T

De resto, valeu a lista! Sempre que há post novo, faço questão de ler tudo!

Cristiano G. disse...

Peraí...

PUTA MERDA!

EU TIVE UM DINOSAUCER! D:

E ELE FOI DOADO PRA ALGUM ORFANATO PELA MINHA MÃE, JUNTO COM O MEU ATARI!

NÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOO!

Blog do Sybão! disse...

não tive nenhum destes brinquedos, acho!

Mas em compensação tive CDZ, bonecos do X-men que tinham rolo de filmes (?), tinha o ciclops e o dentes-de-sabre, fora uma caralhada de outros bonecos que faziam sucesso no tempo.

Bom artigo, man!

Adelheid K. disse...

sabe, eu estive pensando e, embora o que eu vá falar não tenha nada a ver com a sua postagem, eu decidi falar assim mesmo:

você já reparou que a magia e a ciência são a mesma coisa?

a unica diferença é que a ciência tem uma explicação lógica que permite que façamos as mesmas que coisas acontecem nos filmes, na vida real.

já a magia é um amontoado de coisas que não fazem sentido nenhum, elas acontecem simplesmente "porque sim".

...

...

enfim, agora falando do assunto do post, eu gostaria muito de ter um Fortress Maximus e um Voltron, e não sei se você conhece, mas eu queria ter também um God Sigma.

...

pena que eu só tenho 12 anos e não pude ter esses brinquedos sensacionais (não que os de hoje sejam ruins, veja bem).

...

agora vamos ver sobre o que o próximo post vai ser.

...

outra coisa que eu reparei é que também é tradição que, no mês das festas, você faz review de algum filme ou especial de Natal de algum desenho.

...

enfim, aguardando próximo post, Amer (nem preciso dizer que esse post foi ducaralho, né?).

Vicente Cardoso disse...

Eu sou do tempo do Falcon e do Forte Apache, mas ainda estava entrando na pré-adolescência quando a Estrela lançou os Comandos e Transformers no Brasil. E ainda consegui ganhar uma Asa Delta Camuflada com Falcon Piloto no Natal! Tempos depois, segurei um mês de dinheiro da merenda da escola para poder comprar uma Scarlett, ou melhor, uma Atena (como ela era chamada no Brasil, anos antes da estréia do desenho na Globo). Nunca tive um Transformer, tive que me contentar com os genéricos Convert, mas meu irmão ganhou um Bumblebee, o clássico minicar Fusquinha amarelo. Depois que eu fiquei grandinho, quem ganhavam os brinquedos mais bacanas eram meus irmãos menores.

Mas não faz mal, o lando bom de virar um adulto é poder trabalhar, ganhar dinheiro e poder comprar as coisas que você não teve quando criança. Hoje tenho três prateleiras lotadas de Comandos, Transformers, Guerra nas Estrelas, super-heróis e até uns G.I. Joes grandões, como o antigo Falcon.

Mas eu nunca seria capaz de pagar 1000 paus por uma Millenium Falcon. Assim como cartão de crédito, saudosismo tem limites. :D

Hades disse...

Essa é a 2ª vez q venho aqui, pq passei no Coruja em teto de zinco quente e no Avalanchando o ódio e neles diz q o Amer escreveu um novo artigo há 3 horas '-'

Que loucura!

Avalanche(Lance) disse...

Amerrr o Japão tomou vergonha:

http://avalanchereviews.blogspot.com/2010/12/interrompemos-o-natal-para.html

Makoto Bakura disse...

Já leio esse blog (e os outros 2 também) há algum tempo, mas dessa vez tive que comentar porque esse artigo me fez lembrar que eu tive um boneco do Jaspion...

Caramba! Como é que eu não lembrava que tive um boneco do Jaspion? E lembrei até o acidente que ele sofreu... Foi arremessado no teto do apartamento da minha avó e quando caiu, a cabeça voou longe... Só não lembro se fui eu que fiz essa insanidade ou se foi meu irmãozinho menor

Por um lado, sinto como se parte da minha alma tivesse sido obliterada quando vi o Daileon, mas por outro, talvez tenha sido melhor assim... Imagina se tivesse sido o Daileon a beijar o teto! Agora eu estaria ME arremessando no teto

Se bem que eu tive um Hoovercraft dos G.I.Joe e ele sobreviveu bem ao tempo... So quebrou os 2 canhõezinhos das laterais (mas eu sempre dava um jeito de prender eles de volta), as hélices traseiras e a paradinha que fazia a lancha ser catapultada da parte frontal

Adorava ficar na piscina e na banheira com o Hoovercraft de um lado pro outro... Os G.I.Joe sempre acabavam no fundo d'água!

Aliás, meus bonequinhos eram praticamente uma coleção de zumbis, porque um não tinha cabeça, o outro tinha uma perna só, ou um braço só, ou era dividido ao meio... Mas como eu não assistia o desenho, pra mim não importava muito isso

Hmm... É divertido comentar aqui! As letrinhas vão saindo e quando se vê, o comentário tá quase do tamanho do próprio artigo...

Lucita disse...

OMFG! Daileon!
Eu queria TANTO um desse! O Daileon e um Sr. Cabeça de Batata! O ultimo eu já consegui, agora o Daileon.................T.T

Superspider disse...

Muito show esse artigo! Eu tive um Daileon, mas não era assim, tão fodonico. Também lembro do Jaspion que eu tive, e quando assisti o filme do Robocop percebi que o corpo era igual e só a cabeça era do Jaspion. Me decepcionei.

http://ummundoemcaos.blogspot.com

Dyel disse...

Cara,muito bom o seu blog.Concordo plenamente sobre Transformers...A Estrela Só lançou a borra do café da série...A raspa do tacho!
E já que eu estou falando,eu nunca ganhei o disco voador do Playmobil.

Carlos_Magnum disse...

Obrigado por deletar minhas postagens, aposto que vai roubar minha idéia.

Adan Ribeiro disse...

A abertura do desenho dos Ghostbusters era mais legal, na minha humilde e descartável opinião:
http://www.youtube.com/watch?v=Oo0FVs9KvrQ&feature=related

André M. Fernandes disse...

Karacas!!!!!!
Quando terminei de ler este post dei de cara com o Gigante Guerreiro Daileon, e nem me lembrava a um bom tempo que quando eu era garoto eu havia herdado o do meu tio e nem sem aonde ele foi para...
Vai ver algum de meus primos me roubaram, inclusive um robocop de mesmo tamanho que minha mãe me deu aos 5 anos.
Infelizmente eles tinham esse péssimo ábito...

Yagami disse...

Po, esse post me lembrou do dia em que eu pedi uma fortaleza gigante com direito a canhões e tudo, no momento não lembro o nome da bendita, mas era perfeita para o meu exército de pokemons da "maquininha de 25 centavos".

Eu nunca cheguei a ganhar a fortaleza, por que minha mãe insistia em compra algo fofo e cor-de-rosa. ¬¬"

Moral da história: Ganhei um maldito castelo da My Little Pony, que era maior, mas não tinha canhões! ù.ú

Nappa_ disse...

Cara, você sabe se existiram Action Figures do Spawn e todas aquelas legiões de anjos e demônios? Eu nunca ouvi falar mas de repente é só desinformação minha.

Fabio Salvador disse...

Tchê,
tu já citaste no teu blog, por acaso, a SUPER MAQUINA??? Eu tinha uma.

Aliás, uma das coisas mais legais da minha infância foi que a minha irmã ganhou um POGOBOL e eu usava ele direto. Nem sei que fim levou aquela traquitana, que era ótima para demolir os tornozelos a cada vez que escapava em meio a um pulo.

M.V "Shogun" disse...

Fico feliz em dizer que ainda conservo comigo meus 3 Dinosaucers e meus dois Sectaurs sobreviventes!!!

leco disse...

cara os g.i joe eram demais, até hoje eu lembro,sempre quis ter o comandante cobra, mais so tinha umas drogas de soldadinhos que eu não sabia nem quem eram na história,então tinha q fingir q eles eram os principais...

@bulmah disse...

CARAMBA!!! boneco do Daileon é muito massa!! Nunca fui de ter muitos bonecos, mas tenho até hj um poney amarelo daquele desenho tosco dos pôneis. Hahahah Só pra constar, sou mulher! Muito legal o blog!!

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

esse ultimo brinquedo e Fortess Maximus, eu mataria para conseguir. me lembro que tinha esses brinquedos enormes e tématicos da Lego e Playmobil...mas não os queria. preferia um boneco original do Saint Seiya...

eu era ingênuo...

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

esse ultimo brinquedo e Fortess Maximus, eu mataria para conseguir. me lembro que tinha esses brinquedos enormes e tématicos da Lego e Playmobil...mas não os queria. preferia um boneco original do Saint Seiya...

eu era ingênuo...

Related Posts with Thumbnails