domingo, 4 de outubro de 2009

Mês das Bruxas: Monstros da vida real.


Estou de volta, meus queridos leitores! Como estão vocês?

Sei que sentiram minha falta neste último mês, sofreram de depressão, terror noturno e encosto e cogitaram o suicídio mas agora estou bem, descansado e saciado de minha necessidade clínica por mulheres especialmente treinadas me fazendo massagens Tailandesas.

Portanto vamos começar com o tradicional Mês das Bruxas!!!

Hooray!!!

Pra quem está chegando agora, o Mês das Bruxas é quando tradicionalmente escrevo apenas artigos que tenham ligação com TERROR durante Outubro. Afinal de contas, dia 31 deste mês é quando as crianças saem vestidas de criaturas do mal para pedir doces.

Ou pelo menos deveríamos fazer isso...

De qualquer forma, falarei de alguns filmes de terror há muito esquecidos (ou que nunca foram lembrados) e encerrarei o mês com um artigo com ótimos cosplays que encontrei em minhas andanças pela net.

Mas enfim, sendo um mês de monstros, é justo que eu dedique parte do meu tempo aos mesmos, pois francamente, todo mundo adora monstros.

O que seria do mundo sem Drácula, o Lobisomem, Frankenstein, a Múmia, Jason Vorhees, Freddy Krueger e tantos outros?

Claro, conheço pessoas que odeiam filmes de terror e tem pavor de personagens como Jigsaw, Ghostface e outros carniceiros do cinema moderno. Tem gente que não agüenta ver violência, mesmo que simulada por atores falidos que passam duas horas tentando matar adolescentes sarados e tapados.

Mas eu lhe digo meu caro, nada que Hollywood crie consegue ser mais horrendo que as coisas que acontecem na vida real. Sim, porque algumas pessoas conseguem ser mais abomináveis que qualquer coisa feita por George Romero.

Aliás, se você é sensível ou impressionável, talvez o artigo de hoje o choque um pouco, então volte semana que vem.

Tou falando sério! Não vá me culpar por ter pesadelos depois!

Olha lá, heim! Esta é sua última chance de fechar a página e ir brincar de amarelinha como uma criança saudável!

...

...

...

Você ainda tá aqui?

Ótimo! Fico orgulhoso ao ver sua coragem!!!

Enfim, vamos em frente!



John Wayne Gacy

Sabe o que eu nunca entendi? Medo de palhaços.

Digo, palhaços, caras engraçados que usam muita maquiagem, calçam sapatos enormes, tentam sacanear um ao outro, se batem com apetrechos de espuma e recebem nomes como Carequinha, Pingolim e Bozo.

Digo, palhaços são legais, não entendo tal fobia.

Pelo menos, até ver John Wayne Gacy.

Veja bem, Gacy tinha o péssimo hábito de seqüestrar rapazes jovens, os levar até seu porão e fazer coisas com eles.

Coisas.

Não vou elaborar.

E mais, ele continuava fazendo estas coisas com eles mesmo depois de mortos e continuava brincando com os corpos enquanto a decomposição não se tornava muito severa, quando ele ia então atrás de um novo garoto para brincar.

Digo, não teria sido mais fácil e mais limpo colecionar G.I Joes? Diacho, Comandante Cobra e Zartan são bem mais legais de se ter do que moleques decompostos genéricos.

Interessante que a polícia vasculhou a casa de Gacy por acusações de sodomia e encontrou INÚMERAS evidências de que havia algo de muito errado por lá, como anéis de formatura, documentos de pessoas desaparecidas e roupas que definitivamente não serviam em Gacy, mas não viram nada de errado nisso e o sujeito continuou livre, o que demonstra que ele vivia em Gotham City.

Eventualmente, Gacy foi preso por posse de maconha e a polícia revirou sua casa mais uma vez, desta vez, encontrando restos mortais e sendo tomados por uma avassaladora sensação de “uau, como não vimos isso aqui antes?”

Vinte e nove outros corpos foram encontrados (provavelmente pelo Batman, dada a competência da polícia), alguns tão decompostos que nunca puderam ser identificados e Gacy foi mandado para o corredor da morte, onde ficou até 1994.

Então você me pergunta: “Hellion, o que isso tem a ver com seu discurso de palhaços do início do texto?”

Se não ficou claro pela foto do sujeito, ele se vestia de palhaço para animar as festas da vizinhança onde morava.

O que mostra que é só uma questão de tempo para que encontrem os restos decompostos do Milhouse no porão da casa do Krusty.



Elizabeth Bathory

Saindo um pouco da contemporaneidade e indo para o século 16, temos Elizabeth Bathory, uma das mais notórias assassinas da história documentada.

Ninguém ganha o apelido de “Condessa Sangrenta” devido a seus trabalhos com obras de caridade.

Bathory era membro da nobreza e tinha seu próprio castelo, o que todos sabemos, acaba não sendo uma boa combinação para uma pessoa com uma certa psicose.

Os relatos da época dizem que Bathory e suas assistentes atraiam jovens camponesas com a promessa de uma trabalho bem pago como serviçais no castelo. As meninas mordiam a isca e quando chegavam ao lugar, eram aprisionadas e torturadas.

E o pior, nem sequer eram pagas para isso.

A lenda diz que Bathory executava as jovens e banhava-se em seu sangue para manter-se eternamente jovem. Ok, é uma premissa bastante sensual, devo dizer.

Que foi? Se sua namorada fosse a Red Sonja, entrasse em combate violento, matasse tudo e voltasse para seus braços coberta de sangue, você não acharia sexy?

...

Pois é...

Enfim, não sei ao certo se esta parte dos banhos de sangue é verdadeira ou a invenção de um tarado que assiste muito anime, mas com certeza é menos ruim que os reais crimes perpetrados pela moça.

Só para citar alguns, ela gostava de morder e arrancar pedaços do rosto de suas vítimas, além de deixa-las passando fome ou as espancar por horas a fio, o que não surpreende, acabava levando a morte da maioria delas.

E eu nem relatei tudo que ela fazia. Bathory consegui ser muito pior, o que me faz crer que os abusos descritos acima eram feitos em dias de excelente humor, quando o time dela ganhava a Taça Libertadores.

Finalmente, ela foi presa e condenada a morrer em seu castelo, uma vez que a execução pública de um membro da nobreza traria muita controvérsia na época.

Diga-se de passagem, Bathory foi condenada por 80 homicídios, mas alguns relatos dizem que ela matou mais de 600 meninas, o que não é muito difícil de acreditar, considerando que ela era uma nobre na idade média e que naquela época o sistema judiciário conseguia ser ainda pior do que é hoje.

Nos dias atuais, Bathory pode ser encontrada como a vilã do longa metragem Vampire Hunter D: Bloodlust e uma das chefes do game Castlevania: Bloodlines.

Pois nada é punição mais justa do que levar uma surra de um Belmont.

...

Eu sei que não tem nenhum Belmont em Castlevania: Bloodlines, estou fazendo uso de licensa poética.

Seu borra botas!



Karla Homolka

Karla era uma Canadense jovem e bonita que um dia encontrou o grande amor de sua vida e decidiu se casar com ele.

Um dia antes do casamento, o rapaz de sorte revelou que tinha um desejo secreto de estuprar a irmã de sua noiva. Como qualquer boa moça em um filme de Clive Barker, Homolka topou, os dois fizeram a brincadeira e durante o processo, sua irmã morreu.

Pois é, eu também estou chocado! Quais as chances disso acontecer?

O casal decidiu que aquilo era mais divertido que jogar Street Fighter II Turbo com a velocidade no máximo e continuaram fazendo mais algumas vezes, até que Karla foi presa em 1993 e acusada de dois homicídios.

Sim, apenas dois. Não me pergunte que raio de aritmética a polícia Canadense usa.

E calma que a coisa fica melhor (ou pior, sei lá). Karla aproveitou-se do fato de ser uma mulher bonita e fez aquilo que muitas mulheres bonitas e culpadas fazem: fingiu que era vítima.

As meninas que lêem o blog podem confirmar que esta é uma saída muito comum de garotas

idiotas que fazem merda. Por exemplo vão em uma balada, bebem até entrar em coma alcoólico e no dia seguinte dizem para os pais que a turma as obrigou a beber.

Ou engravidam e dizem que o namorado as obrigou a transar senão terminaria o relacionamento. Todos já vimos a cretina da turma fazer esse tipo de coisa, eu tenho histórias e garanto que todos vocês também tem.

A humanidade tem uma certa pré-disposição a sentir pena de mulheres bonitas e assim foi com Karla, que colocou toda a culpa dos acontecimentos em seu noivo e conseguiu fazer um acordo com a justiça para não enfrentar pena total.

E sabe quando ela será solta?

...

Ela JÁ está solta.

Pois é, morando no Caribe com seu filho de um ano e com um novo cônjuge, que até onde sabemos, pode ou não ser o Leatherface.

O sistema legal não é uma coisa linda?



Jeffrey Dahmer

Jeffrey Dahmer era uma mistura de Hannibal Lecter com o Dr. West.

Dr. West, de Re-Animator, vai me dizer que nunca assistiu! Eu tenho que fazer tudo por aqui seu mequetrefe! Fica só assistindo Naruto e não vê clássicos do terror!

*ARRAM*

Pois bem, Dahmer procurava rapazes em bares gays, rapazes estes que normalmente eram negros ou asiáticos e os convencia a voltarem com ele para seu apartamento, onde ganhariam um pedaço de torta.

É, aquele tipo de “torta” do qual eu sempre falo.

Mas lá chegando, os rapazes não apenas ganhavam a torta... mas se tornavam parte de uma em seguida.

Não vou descrever em detalhes o que ele fazia, mas vamos apenas dizer que os vizinhos no prédio onde Dahmer morava constantemente reclamavam do cheiro horrendo que emanava do apartamento do rapaz, além do constante barulho de coisas grandes caindo no chão e do fato que Dahmer costumava usar uma serra elétrica a altas horas da noite.

Acho que suas cabeças estão montando uma cena horrenda no momento.

Um caso em particular chamou muito a atenção da mídia quando Dahmer foi preso. Uma de suas vítimas (um menino de 14 anos, diga-se de passagem) conseguiu fugir e foi encontrado por duas mulheres, altamente drogado e sangrando. As mulheres chamaram a polícia, que “interrogou” Dahmer, mas devolveu o menino para ele, pois os oficiais estavam convencidos que aquilo tinha sido apenas uma briga de namorados.

Tou falando, metade desses assassinos deviam morar em Gotham City! Em nenhum outro lugar a polícia consegue ser tão incompetente.

E depois deste acontecimento, Dahmer passou a matar uma pessoa por semana, com certeza encorajado pelo trabalho extremamente bem feito dos policiais.

Mas eu falei que Dahmer tinha seus momentos de cientista louco, não? Pois bem, ele costumava abrir buracos nas cabeças decapitadas de suas vítimas e injetar ácido em seus cérebros para tentar transformá-los em zumbis.

O que prova que Dahmer não entendia nada de ciência, pois se você injetar ácido em um cérebro você o destrói e todo mundo sabe que danificar o cérebro de um zumbi é a única forma de desativar o bicho permanentemente! Não havia como essas pessoas voltarem a vida com um cérebro dissolvido!

Dahmer foi preso quando outra de suas vítimas conseguiu fugir e conseguiu chamar a atenção dos dois únicos policiais competentes da cidade, que investigaram o apartamento do sujeito e encontraram restos humanos no congelador e em barris espalhados pela casa, além de planos para se construir um altar com crânios humanos.

Não, Jeffrey Dahmer não jogava RPG, que isso fique bem claro.

Dahmer ficou preso até 1994, quando foi morto pelo colega de prisão Christopher Scarver, que o espancou e a um outro preso usando uma barra de exercícios de um dos equipamentos da academia da prisão.

O que me espanta não é saber que ele foi espancado até a morte, mas por que isso demorou tanto pra acontecer. Duas de suas vítimas conseguiram fugir dele e uma era um menino de 14 anos extremamente dopado, o que mostra que Dahmer era tão forte e intimidador quanto o senhor Burns.

Enfim, após matar Dahmer, Scarver disse que havia feito o “trabalho de Deus.”

Ahhhh, esquizofrênicos homicidas, o que seria do mundo sem vocês?



Charles Manson

Claro que vocês conhecem Charles Manson, ele apareceu em South Park!

Manson passou boa parte de sua juventude em instituições correcionais, porque pessoas como ele demonstram disposição para serem cuzonas desde muito jovens, até que finalmente ele descolou grana o suficiente para morar sozinho (roubando um mercadinho, claro) e conseguiu uma colega de quarto em Mary Brunner, uma universitária de 23 anos.

Eventualmente, Manson conseguiu juntar mais dezoito mulheres em seu apartamento e ele se tornou uma espécie de guru. Lembrando sempre que isso aconteceu em 1967, época em que se um cara quisesse ser polígamo, bastava não tomar banho, procurar um bando de fêmeas hippies e lhes dizer que ele as levaria para a “Era de Sagittarius!” ou alguma outra merda dessas.

Malditos hippies! Dizem que querem salvar o mundo, mas só o que fazem é fumar maconha e cheirar mal!

Enfim, Manson começou pregando algumas idéias da Cientologia, religião que ele havia descoberto na prisão e logo ele e suas 18 seguidoras começaram a fazer muita merda por todo lugar que passavam.

O pior crime que cometeram foi quando invadiram a casa do cineasta Roman Polanki e mataram sua esposa Sharon Tate, então grávida de oito meses e dois amigos da moça que porventura estavam lá jogando Banco Imobiliário ou seja lá o que as pessoas faziam antes da invenção do NES.

Diga-se de passagem, Manson e sua “Familia” mataram toda essa gente por engano. Eles queriam matar os antigos donos da casa, que haviam injustiçado Manson de alguma forma (na cabeça dele pelo menos) e não sabiam que tais pessoas haviam se mudado e que a casa pertencia a Roman Polanski e sua esposa.

Aliás, quero dizer que abomino pedofilia, mas se tem uma pessoa no mundo que pode ser perdoada por não esconder seu tesão por meninas de treze anos é o senhor Polanski. Digo, ir viajar pra fazer um filme e voltar pra casa só pra encontrar sua esposa grávida fatiada e temperada deve foder com a cabeça de qualquer um.

E pior é que Manson nem mandou um cartão de “desculpe pelo meu engano” o que sem dúvida foi a maior crueldade dessa história.

Manson está na cadeia até hoje e além de ter aparecidso em South Park, empresta seu nome para Marilyn Manson, um músico que a maioria de nós passa a fingir que detesta após completarmos 21 anos.

Aliás, lembra que eu diss que Manson praticava Cientologia? Pois bem, ele largou a religião por achá-la “maluca demais.”

Quando um assassino psicótico com uma Suástica tatuada na testa desiste de uma religião por causa da insanidade contida nela, isso nos faz pensar sobre o atual estado mental de alguns de seus praticantes.

Como Tom Cruise, John Travolta, Jason Lee, Jerry Seinfeld, Bart Simpson...



Richard Kuklinski

Richard Kuklinski foi um matador da Máfia que teve uma carreira que durou por volta de 30 anos.

Vocês podem imaginar o número de pessoas dos quais ele se livrou neste período, não? Que tal 200 vítimas?

Claro, é um número pouco impressionante comparado às 600 meninas que supostamente serviram de sais de banho para a condessa Bathory, mas considerando que Richard atuou no presente, onde sempre tem um David Caruso ou David Boreanaz tentando pegar assassinos, até que ele se saiu muito bem.

Kuklinski sempre se envolveu com coisas erradas, indo de roubos e trabalhos menores para a Máfia até piratear filmes pornôs.

Piratear pornografia... esse cara me dá nojo...

Uma noite, Kuklinski estava com Roy DeMeo, seu associado dentro da Máfia. DeMeo mandou que ele matasse um cara que estava passeando com o cachorro, por nenhuma outra razão exceto ver se Kuklinski tinha bolas para o serviço, coisa que ele demonstrou ter ao atirar na nuca do sujeito.

Após esta, que pode ser considerada a mais curta e terrível entrevista de emprego do mundo, Kuklinsky se tornou o principal matador da família Gambino.

Não apenas isso, mas ele ganhou o apelido de “Homem de Gelo” e não por sua habilidade de congelar a água presente no ar ou suas tentativas de tentar contornar os poderes de Anna Paquin para enfiar o churro nela. Kuklinsky tinha o hábito de congelar o corpo de suas vítimas em um freezer industrial e os deixar lá por um bom tempo, para quando se livrasse deles, a data da morte não pudesse ser identificada.

Kuklinski tinha preferência por usar cianureto, pois é algo que causa uma morte rápida e é difícil de ser identificado em um exame toxicológico.

Mas esta não era a única maneira que ele usava para se livrar de seus alvos. Em uma ocasião, ele escolheu usar uma besta para matar seu alvo e decidiu testar a arma antes.

Claro, seria muito chato se ela não funcionasse na hora “H”.

Assim sendo, ele parou o carro, chamou um cara para pedir informações e assim que ele se abaixou perto da janela do motorista, Kuklinski disparou com a arma.

De acordo com ele, a flecha entrou na testa do sujeito até a metade.

Em outra ocasião, ele amarrou um sujeito dentro de uma caverna e o deixou lá. Quando voltou, o sujeito havia sido comido vivo por ratos que foram atraídos pelos gritos da vítima.

E aliás, Kuklinski filmou a cena do cara sendo atacado por Remy e sua família, pois seu contratante queria ter certeza que o cara havia sofrido.

Finalmente, houve uma vítima que começou a rezar pedindo que Deus o salvasse e Kuklinski disse que esperaria meia hora para que Deus descesse do Céu e salvasse o cara e que depois disso o mataria.

De fato, Kuklinski se arrependeu de ter feito isso. Em uma entrevista, ele declarou que tal atitude foi de uma cuzãozisse extrema, até mesmo para um assassino da Máfia.

Kuklinski foi pego quando não descongelou apropriadamente uma de suas vítimas e o legista encontrou pedaços de gelo no coração da mesma. Ele foi mandado para uma prisão federal, onde foi o tema de um documentário da HBO e serviu de inspiração para Stone Cold Steve Austin para criar sua persona no ringue.

Kuklinski morreu na prisão em 2006, pouco antes de testemunhar contra seus antigos chefões da Máfia, algo tão conveniente que parece vindo de um filme do Michael Bay.

E por falar em filmes, Mickey Rourke vai produzir e estrelar um filme baseado na vida de Kuklinski, o que indica que ele quer ganhar um Oscar antes de ser declarado legalmente feio demais para continuar atuando.



Sakakibara

Em 27 de maio de 1997, a cabeça decapitada de um menino de 11 anos foi encontrada em frente à escola primária de Tainohata. A cabeça foi deixada lá propositalmente para que os estudantes matinais (logicamente, crianças) a encontrassem quando chegassem para a aula.

A cabeça era de Jun Hase, aluno de uma escola para crianças especiais (sim, é exatamente isso que você está pensando) e dentro de sua boca havia um bilhete que identificava o assassino como “Sakakibara” e trazia a seguinte mensagem:

“Este é o início do jogo... vocês da polícia podem tentar me deter se puderem... eu desesperadamente quero ver pessoas morrerem, é uma emoção para mim, cometer assassinatos. Um julgamento sanguinário é necessário pelos meus anos de amargura.”

Aterrorizada, a polícia Japonesa interrogou os suspeitos de sempre: Satan Goss, Comandante Giluke, King Ghidorah e Takashi Miike, mas todos tinham álibis irrefutáveis.

Um segundo bilhete foi enviado a uma estação de notícias e desta vez, o assassino criticava o sistema educacional Japonês, que com a pressão absurda que faz sobre os jovens, os transforma em pessoas invisíveis e vegetais.

No pânico, a mídia interpretou errado o nome do assassino e o chamou de “Onibara”, algo que o emputeceu demais e o fez mandar um terceiro bilhete avisando que se dissessem seu nome errado na televisão novamente, ele mataria três “vegetais”... ou melhor, três crianças.

Mandar bilhetes escritos a mão para a imprensa e a polícia é uma idiotice, pois pela caligrafia os laboratórios forenses podem ajudar a determinar a identidade de um criminoso e assim foi com Sakakibara, que a polícia finalmente encontrou e o maldito era um... moleque de 14 anos???

Mas como???

E mais, descobriram que Sakakibara havia matado a menina Ayaka Yamashita de dez anos, com golpes de martelo na cabeça.

Pois bem, Sakakibara foi julgado como adulto e gerou um sem número de polêmicas no Japão, onde os desocupados de sempre resolveram culpar o cinema e filmes violentos pelos homicídios do menino.

Que fique bem claro que ele malhou o sistema educacional Japonês como algo castrador e mesmo assim, a bomba caiu sobre o cinema.

E em Março de 2004, Sakakibara completou 21 anos e foi libertado. Diga-se de passagem, tal acontecimento foi noticiado para o grande público Japonês, o que muitos entenderam como uma forma de dizer: “Então, o rapaz que matou aquelas crianças não foi totalmente reabilitado e provavelmente vai matar de novo... cuidado com ele...”

Mas o nome e a identidade dele são públicas, correto? Não é a mesma coisa que ser vizinho de Victor Creed.

Na verdade, uma vez que Sakakibara cometeu os assassinatos quando era menor, sua identidade e atual endereço são um dos mais bem guardados segredos do Japão, o que me faz repensar se quero viajar pra lá um dia.

Mas tudo bem, o Japão não poderia deixar dois assassinos terríveis a solta, certo?



Issei Sagawa

Sagawa era um aluno estrangeiro na Universidade de Paris, que estudava literatura Francesa no lugar.

Uma bela noite, ele convidou sua colega Holandesa Renée Hartevelt para uma “sessão de leitura e discussão particular de poesia em seu apartamento” e a moça prontamente aceitou.

E então Sagawa fez aquilo que qualquer um de nós faria com a bela moça da Holanda, atirou em sua nuca com um rifle e comeu seu cadáver.

...

Não, na verdade... eu não faria isso com uma moça Holandesa e acho que vocês também não. Eu provavelmente leria poesia com ela, debateria a respeito, começaria a falar de Transformers e tentaria convencê-la que um Xbox 360 é um ótimo investimento, o que faria com que ela saísse furiosa do apartamento, me deixando sozinho e cheio de tesão, algo que eu resolveria recorrendo ao Cinemax mais tarde.

Enfim, Sagawa passou dois dias devorando o corpo da moça e tentou se livrar de seu cadáver mutilado o jogando em um lago, que foi quando a polícia Francesa o prendeu. E então, o que aconteceu com ele?

Bom, ele logicamente foi declarado insano e foi enviado para a versão Francesa do Asilo Arkham, onde há menos super vilões, os guardas todos tem bigodinhos de arame e as enfermeiras são inacreditavelmente gostosas.

Mas Sagawa tinha um pai MUITO RICO e todos sabemos o que isso significa.

Devido a falta de cooperação entre França e Japão e confusões com os documentos a respeito do crime de Sagawa, ele foi extraditado de volta para o Japão, onde não enfrentou nenhuma acusação legal.

E como ele vive hoje? Talvez em uma mansão sombria nas montanhas, onde é possível ver sua silhueta em uma das janelas do segundo andar durante as noites de lua cheia, não?

Não, ele vive bem em Tokyo!

De fato, ele é uma celebridade no Japão, onde dá palestras em que descreve como foi seu crime e o ato de canibalismo em si e aparece em programas de televisão.

Não sei se os programas em que ele aparece são de culinária, mas acredito que até os Japoneses achariam isso inapropriado.

Aliás, ele disse que a carne humana tem gosto de atum.

Pois é.

Sagawa também escreveu dois livros, apareceu em um filme e inspirou a música “Too Much Blood” dos Rolling Stones.

Uau, que carreira!

E atualmente, ele clama que sente vontade de comer carne humana novamente. Logicamente, a população Japonesa sente um enorme ultraje por ter um canibal vivendo livre leve e solto em Tokyo, não?

Na verdade, uma pessoa deu a seguinte declaração sobre o caso: “Pelo menos a vítima dele não foi Japonesa.”

...

Quando eu acho que o Japão não pode se superar...

E por hoje é só! Bons pesadelos e até semana que vem, quando os deixarei com medo de fazerem sexo com uma loirinha gatinha.

Cheers!!!

74 comentários:

Marcos F. disse...

muito bom

Zézinho disse...

Muito bom
E o Japão me dá medo
"pelo menos a vitima dele não foi uma japonesa"
Que porra é essa,realmente espero que essa não seja a opinião do grande público nipônico

Otto disse...

Jerry Seinfeld é cientologista!?
Eu vi todos os episódios de Seingeld e até agora eu não sabia.

Bom, ele me deu muitas horas de diversão e, mesmo tendo escrito Bee Movie e sendo cientologista eu o perdoo.

Mas isso não acontecerá com você Tom Cruise! Mesmo com Missão Impossível você não se safará! Nem mesmo a Oprah vai te perdoar!

Enfim, não vejo a hora de você falar sobre Rasputin. Ah, qualé! O cara quase inventou a orgia, você não pode deixar de citá-lo!

Que fique claro que não tenho nenhum interesse particular com orgia.

Humph!

Felipe disse...

O garoto de 14 anos que fugiu de Dahmer era asiatico, enquanto ele era um caucasiano de olhos azuis e bem articulado, os policiais prefiriram nao interferir com problemas de "casal". Diabos gays nao sao molestados e a ideia central ai...
Nenhuma ficcao e pior que a realidade... infelizmente

Karla Homolka fez um acordo com a justica do canada para depor contra seu marido Paul Bernardo, so apos acharem algumas fitas de video na casa deles que a participacao dela ficou evidente, sendo o acordo considerado uma dos maiores Mr hankeys do Canada

Felipe disse...

Maldito nerd intrometido(eu) Otimo artigo, apenas um pouco mais pesado que de costume, alias achei o Halloween do Rob Zombie muito bom(a versao sem cortes)

evil monkey disse...

que do maaaaal!
sabia que teriam uns vinte japoneses,mas eu não esperava um hippie.
tá,na verdade eu esperava,pois assisto o "indicie da maldade"no Discovery Channel.

esse programa é muito maneiro.

em fim,amer esse artigo me deu umas idéias interessantes para quando...er...deixa pra lá.
...

Paulo disse...

Exelente Artigo.
Nesse caso o Japão realmente se superou... e por falar em japão, alguém já assistiu o filme Grotesque, que foi produzido recentemente e proibido em alguns países da Europa?

Fellowship disse...

Ops, deu pau aqui.

"Quase inventou a orgia". Okay...

Se bem que nascer algumas centenas de milhares de anos depois pode ser considerado uma única coisa mesmo. Arruma-se ela e pronto! Portanto é correto o quase.

E MJ quase inventou a música!

Thyago disse...

yep, japão conseguindo cada vez mais se tornar o lugar mais bizarro do mundo.
BEm, me lembro que a um tempo atrás vc comentou aqui nos... comentários (8D) que gosta de ler literatura forense. Eu faço o curso de biomedicina e uma das opções de carreira que posso fazer é a de ser perito. Então, me diga, que livros você leu para se informar sobre este assunto? Valeu o/

Amer H disse...

Nenhum livro na verdade. Hoje em dia não leio muitos livros.

Eu sei, eu sei... é um pecado pelo qual nunca obterei redenção.

Leio muitos sites americanos de criminologia e investigação, como Crime Library por exemplo.

Amer H disse...

Tem também uma série que passa no Cinemax as quatro da manhã durante a semana (insônia é uma merda) que mostra diversos crimes onde a investigação forense fopi vital para a prisão dos culpados.

Não me lembro o nome, mas uma olhada rápida em algum guia de tevê por assinatura (como a revista "Monet") deve resolver.

Mas é bem gráfico o programa, com imagens reais de autópsias e cadáveres exumados. Já fica aí o aviso.

Roger Garcia Rojas disse...

Cara muito bom o seu post!!!!
Mais uma vez você superou as nossas expectativas!!!!

Bruno disse...

Gostei pra caramba do artigo. Começei a acompanhar o blog com o artigo dos motivos comuns para mortes nos games e não parei mais. Terror não é o meu tema favorito, eu não gosto de transformers e nem de hqs e de muitas coisas que vem dos estados unidos mas eu me divirto muito com o blog e ja incorporei algumas das expressões do amer no meu vocabulário^^

Parabéns pelo excelente trabalho^^

evil monkey disse...

ei amer,faz um bom tempo que você não fala sobre brinquedos né?

desde a matéria sobre brinquedos imbecis eu acho.

quando você planeja falar de brinquedos novamente?

caralho,o post sobre psicopatas e eu falando de brinquedos...é,eu acho que eu tenho déficit de atenção por desordem imperativa mesmo...i olha,uma mosca!
...

Scariel disse...

Ótimo artigo Amer!
Não esperava um desse logo no começo do mês.xD
A realidade consegue ser pior que a ficção em alguns casos.
E eu ainda acho q os japoneses ainda tem muito que evoluir,ainda vão conseguir dizer algo pior do que: "Ao menos não era uma japonesa..."
Que pena... o L não existe mesmo...

Paulo_HT disse...

Amer, eu nao acredito que tu gosta de psicologia forense e nunca viu death note..
é uma das melhores coisas que eu ja assisti e eu tenho certeza que tu iria gostar.

enfim.. esse post ficou muito bom e seria legal tu falar mais sobre isso neste mês, ja que eu acredito que seja um assunto que tu goste de escrever.

ps: nao esquece de assistir death note 8D

Danny'rider disse...

É amigo Amer, infelizmente essa coisas horriveis acontecem na vida real, e aqui no Brasil nem se fala...
Sou um cara que detesta crueldade, mas sempre que vejo essas coisas, fico indignado, dá vontade de caçar esses malditos, e fazer justiça...Que pena que não existe super heróis...
E o que mais choca é a incompetencia da policia... Este seu artigo faz agente refletir um pouco sobre o valor da vida do ser humano.
Normalmente, Amer, prefiro os artigos com mais humor, e que falam dos nossos assuntos preferidos..
Sério amigo, tá certo que é o mês das Bruxas, mas o povo brasileiro precisa de alegria, e vc proporciona isso a gente...

Cristiano disse...

Excelente artigo, Amer!

Acompanho seu blog há muuuito tempo e a cada dia ele me surpreende!

Parabéns pelo trabalho!
Abraço!

× Helena disse...

Nossa, o caso da Karla Homolka passou esses dias no Discovery Channel. Horrível isso. x.x

Eu já tinha lido sobre o Jeffrey Dahmer na Enciclopédia do Serial Killer (acho que é esse o nome xD dei de presente para a minha amiga faz tempo, é um livro bem legal). Se bem me lembro, o menino de 14 anos era um asiático, ele estava meio dopado e nu, e estava correndo. Aí encontrou com os policiais, pediu ajuda, mas os caras não entendiam o que ele falava. Aí o Dahmer apareceu e disse que eles eram namorados, e haviam brigado e tal. Lembro que foi algo assim, me corrija se eu estiver errada.

Nossa, eu lembro de um outro caso desse livro também, mas esqueci o nome do cara. Só lembro do detalhe de que ele gostava de enfiar agulhas enormes dentro do ânus. Aí quando tiraram um raio-x dele, apareceram aproximadamente 108 agulhas dentro do corpo do cara! o_o Argh.

E eu tenho medo de palhaços! Desde que vi o filme "IT", peguei trauma. xP

Quero ver logo o próximo artigo *-* adoro o Mês das Bruxas, hoho.

Beijos! Tô com saudades de você. ;_;

× Helena disse...

Ah, e olha que fofo! *-*

http://img17.imageshack.us/img17/3149/cakejl.jpg

Outra opção para aquele bolo, hein? xD

O Raposa disse...

Só a cara do japonês canibal da mais medo do que ele fez...

A tal baronesa do sangue ai também inspirou um dos sub chefes do jogo Diablo 2...Que eu lembre aquela dêmonio feminina que fica numa torre no meio da floresta também tinha algum título nobre se banhou em sangue de virgens...

Esses rituais bizarro sempre sacrificam moças virgens, ainda bem que são moças ou eu começaria a me preocupar...

Aqueole tal palhaçõ necrofílico ali eu vi no Fantástico quando era novo... (nessa época não sabia que a Globo é manipuladora) e sem dúvidas fez com que eu olha-se um palçhaço desconfiado toda vez que avistava algum...

Artigo sinistro hehe!
Amer posso dar uma sugestão?

Sergio disse...

ai ai, japão...

The Boss disse...

O post ta bem completo, tem algumas coisas que eu nem sabia, e olha que tenho puta interesse sobre isso!
É meio estranho como os Seriais Killer estão relacionados com a música, tipo Charles Manson com Marilyn Manson.
E fizeram um filme sobre o Manson com o nome Helter Skelter que é a música dos Beatles...
E também tem a musica Mein Teil do Rammstein que foi inspirada em um assassinato na Alemanha em que um cara comeu o outro (no... sei lá, cometer antropofagia não tem um bom sentido) e disse que tinha gosto de carne de porco, só que um pouco mais forte...

Agora que eu lembrei, você já assistiu o filme Ichi the Killer do Takashi Miike?

Marcus VBP disse...

Amer, Falando em Charles Manson, dá uma sacada neste vídeo aqui: http://www.youtube.com/watch?v=o2oZWpqtNi4

eu acho que a resposta dele responde muitas questões, hm?

Especialmente sobre a sanidade dele.

Caio C. Kapps disse...

ÔÔÔô, TIVEMOS UMA COMPARAÇÃO COM FUTEBOL...
sERA SE O HAMMER TA PERDENDO O JEITO?

O Raposa disse...

E tem os mais famosos como o Cond Drácula, o Jack Estripador...

Euclydes disse...

Do que você tem mais medo? Resposta da maioria: "de advogados"...
para estes tenho apenas uma palavra:

Booooooo!!!

Fui!

the peste disse...

a condessa elizabeth também inspirou o filme a condessa dracula que e muito bom por sinal ótimo artigo adoro ler sobre esses crimes em serie e fiquei esperando ver na lista os caras do massacre da serra elétrica que se não me engano e baseado numa historia real e algum daqueles adolescentes que pegam uma arma e fazem uma chacina

GuilhermeKinni disse...

x Helena: Então é melhor NÃO ler o livro

O Raposa: Sim, eu também achei que a exclusão do nosso querido Vlad II não foi justificada, ele era chamado de O Empalador!

Olá pessoal, fiquei um tempo sem comentar porque perdi a conta google, mas agora eu estou de volta. E Amer, você poderia falar de Higurashi no Naku Koro ni esse mês, não é? Tenho certeza que algumas garotas do Blog concordariam comigo.

Por fim, irei reiterar o meu pedido para que você assista esse curta de Terror.
http://www.youtube.com/watch?v=3fLCV8yEAUM
http://www.youtube.com/watch?v=MlYCJ6sP4rU&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=eehO2w1-osU&feature=fvw

P.S: Eu conhecia a maioria desses caras, que fazer se eu gosto de programas investigativos.

Euclydes disse...

Amer, parabéns pelo retorno...
o post ficou Punk!!!
e quanto à criminologia... Amer, sinto isso como um resquício da academia Sith...
quanto à literatura, prefiro os clássicos: Leiam Beccaria (Dos Delitos e Das Penas), ou então, podem ler "A morte como pena, ensaios sobre a violência" do autor Ítalo Mereu.

Temos também outro livro: "A agonia da morte no fogo purificador" do escritor Martin MONESTIER, eles não são sobre homicidas, eles descrevem o sistema penal (especialmente o crumprimento da pena) de várias épocas. também são legais...

Thyago, não vai pensando que a perícia criminal no Brasil é como SCI: Miami, porque aqui não tem nada do que tem no seriado, nem legislas ou investigadoras gatas.

Falei de mais...
Fui!

Euclydes disse...

Amer, lembra daquele livro do 1º ano da Facul? "o caso dos exploradores de cavernas"...
aí a galara vai ter medo de advogados...
Fui!

Amer H. disse...

Credo... eu me lembro...

Que babaquice aquele livro, pelo amor de Deus.

E aliás, o Massacre da Serra Elétrica ser baseado em fatos reais é balela.

Nunca existiu uma família de canibais no Texas, tampouco um Leatherface.

A história foi MUITO LIVREMENTE baseada na vida de Ed Gein, assassino serial que fazia esculturas com os restos mortais e "vestia" a pele de suas vítimas.

E é isso.

Thyago disse...

agora q deu pra ver sua resposta amer 8D
internet 3G é uma merda XD
enfim, vou procurar esses programas q vc me indicou, provavelmente deve ter eles no youtube.
aliás, eu IA fazendo um minicurso de entomologia forense (que consiste em estudar os insetos para ajudar a resolver casos de assassinatos, por exemplo) que vai ter durante um simpósio por aqui, mas acabei escolhendo o de estudo de memória humana, por gostar mais da área de neuro XD.

Mas de qualquer forma, valeu o/

Thyago disse...

Euclydes, eu sei que THIS IS FUCKING BRAZIL, sei que aqui a perícia sofre pra caralho para fazer qualquer coisa, mas eles resolvem muita coisa sim. Aliás, se você quer ser perito no Brasil, uma ótima opção de carreira é ser perito da polícia federal.
Claro, é um meio de cobra comendo cobra (como meu pai, policial da reserva, gosta de falar), mas ainda assim é legal.
Se bem que eu nem penso em me tornar perito. É apenas uma opção a mais a ser analisada, quero mais é trabalhar com pesquisa de tratamentos, especialmente células-tronco.

Mas ainda é algo que vai demorar uns aninhos para eu realmente começar a trabalhar neste meio... ou não, quem sabe... XD

Nanda disse...

"Esses rituais bizarro sempre sacrificam moças virgens, ainda bem que são moças ou eu começaria a me preocupar..."

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!
Adoro esses comentários!! ahahhahahahahahahaha!!

Olha só que interessante, temos um futuro pesquisador de celulas tronco aqui! _o/

Um post bem legal, Halley! Nao esperava algo tão sério! Ficou mto bom!!

Tipo, é impressão minha ou esse Jeffrey Dahmer é uma espécie de Sweeney Todd, mas sem o charme do Johnny?? hahahahahahaha!!

Beijao!

Leandro disse...

ei amer, acho que faltou vc adicionar na enquete o medo da polícia federal. Mesmo sendo honesto, sempre qndo vejo um eu cago de medo, eu trabalho em uma Universidade Federal, então não é muito difícil de encontrá-lo por aqui!

Thyago disse...

Se Deus quiser e a Igreja Católica achar ruim Nanda o/

Nanda disse...

hahahahahahahah!!!

Adorei!!!

Thyago gosta de estudar então.. Pq tem que estudar mtoooooo! ahahahahahah!!

The Sandman disse...

Leandro, eu disse pra tu num assaltar aquele taxista!

Otto disse...

Amer, não é por nada não, mas não acha uma boa mudar o template do blog?

Não sei se você já falou sobre isso, mas... é que ele é meio feinho. Não precisa ser nada suntuoso, mas já que não é trabalhoso fazer isso, sei lá...

Enfim, só uma dica de um leitor. :)

Marcelim Mendonça disse...

Eu pensei que você fosse colocar o ZODÍACO na lista, se não sabe o zodíaco foi um maníaco que assassinava pessoas e mandava cartas para um jornal querendo que eles colocassem ele em primeira página.

Amer procure este filme em algum lugar se chama ZODÍACO

Amer H. disse...

Conheço o Zodíaco, mas o pus de lado por pura preguiça.

Quem sabe em um artigo futuro?

Avalanche(Lance) disse...

Cacete Amer...aproveitei que peguei esse bico de buscar um carro no Rio e levar pra SP pra procurar a revista Old Gamer.

E só encontrei no fundo de uma galeria japonesa num beco do bairro Liberdade...

...que distribuição boa hein:P


E cara... faltou o Ed Ganes e o Filho de Sam.

evil monkey disse...

ed ganes eu não sei,mas o filho de sam eu conheço,ele era chamado de "o assassino do calibre 44".

minha mãe fez uma tese sobre ele na faculdade de psicologia.

mas no fim ele não era taãããão mal(se comparado com irmãs estupradoras e japoneses canibais).

mas algo interessante sobre ele era que depois de matar uma mulher ele quase saiu correndo,passou por uma testemunha e falou"oi senhor"como se fosse a coisa mais normal do mundo.depois ainda quase foi abordado pela polícia mas eles deixaram ele passar após ouvir sobre o assassinato pelo rádio.

os policiais de ghotan atacam novamente!
...

Edson disse...

Eu já tinha lido alguma coisa sobre o Manson e a Bathory, mas conhecer a história dos outros foi terrivelmente didático.

Agora terei assunto com meus amigos até o final do mês das bruxas! =P

Obrigado Amer!

Sky disse...

"E por hoje é só! Bons pesadelos e até semana que vem, quando os deixarei com medo de fazerem sexo com uma loirinha gatinha".

É só na minha cabeça que isso parece impossível?

RF Victor disse...

IN JAPAN, CANNIBALS WHO CONSUME FOREIGN HUMAN FLESH DON´T CALL IT "HUMAN FLESH".

- OH NO? HOW´D THEY CALL IT?

"STRANGE MEAT".

* * * * * * * * *

Um dia as mensagens subliminares nos mangás vão ser ativadas, e todos os Otakus vão tentar nos comer! Porque temos gosto de atum! SÓ LEIAM MARVEL E DC, PESSOAL!! XD

Wilken disse...

Faltou o assassino do lago Bodom '-'

Frodo disse...

Excelente artigo Amer, curto muito esse tipo de assunto..

Apesar do que disse algumas pessoas por aqui, nem achei que faltou ninguem, tem pessoas mais conhecidas sim, mas acho legal pegar a galera nao tao conhecida para o artigo... tornou mais interessante!

Bom, chegou minha vez de pegar ferias, acabei de me mudar e tou mai perdido do que cego em tiroteio...

Abracos e beijso para quem fica! (detesto teclado sem acento)

Danilo disse...

Porra, até Charles Manson considera a Cientologia coisa de doido?!?! Essa foi foda mesmo!
Obs.1: Elizabeth Bathory foi, junto com Vlad Tepes, a inspiração de Bran Stoker para escrever Drácula.
Obs.2: Já que foi citado South Park e Cientologia vale lembrar que Isaac Hayes, o famoso cantor de soul que é conhecido pelos leigos em black music apenas como "o dublador do Chef de South Park", era um seguidor dessa religião e largou o desenho exatamente por causa de um episódio em que a satirizavam(puta hipocrisia, diga-se de passagem).
Obs.3: Acho uma tremenda babaquice esse povo que se diz fã de assassinos em série e psicopatas para parecer "badass from hell" mas, mesmo assim, paguei um pau pro Richard Kuklinski.
Obs.4: Mesmo depois de "Tubgirl", "Eat your soup", "Hentai" e umas cenas de saliência envolvendo sapos mutilados que eu vi no "b0g" os japoneses ainda conseguem me surpreender.
Obs.5: Ed Gein de fato só matou uma mulher, a decoração da casa dele foi obtida através da exumação de cadáveres do cemitério local.
Obs.6: Eu sei que minhas observações são óbvias, mas é que eu adoro fazer a conversa render.

Slave disse...

Aproveitando o embalo dos Serial Killers:

http://www.voceaguenta.com.br/site/

...Um teste para ver se você é psicopata, meio velho, mas a cirurgia no olho continua a me dar medo.

GuilhermeKinni disse...

Ah, sim. Eu tinha me esquecido de falar sobre o famoso doutor morte, se bem que ele já é bem conhecido. E aproveitando o embalo dos serial killers, o que acha de uma lista com os mais estúpidos serial killers(como aquele que mandou tantas dicas para a polícia que descobriram quem ele era.)
E quanto a assunto do próximo post, por favor, não me diga que você vai fazer um review de Teeth...

Blogima disse...

Nossa, se é assim que o Japão trata seus assassinos, terrorista japonês deve ter reality show por lá. Cruz credo... isso é mais atroz do que o Megatron sintetizar energon a partir do sangue do Homem-Aranha (coisa que, de fato, ele fez, num crossover com os novos vingadores, mas não vem ao caso). Enfim, belo artigo. os piores monstros são os da vida real, sem dúvidas.

denis disse...

Nossa, eu adoro atum, comi hoje mesmo no almoço...
de repente...hum... não, é melhor não.

Raven disse...

Medo.

MUITO medo.

Merylliel disse...

ok, e eu descobri esse blog e adorei!!!!

ótimo post, achei original. "Montros reais" ^^

evil monkey disse...

gente,como eu sou um chato que se recusa a sair desse blog eu vou fazer mais uma pergunta.nesse caso a diferença é que a pergunta terá valor pra mim.
aliás,é mais um pedido do que uma pergunta.
tá chega de rodeios, aí vai...

quais seriam uns bons fóruns sobre video-games,filmes e desenhos animados para eu entrar?

é que já que eu desbravei o território dos blogs eu acho que está na hora de desbravar outra coisa muito comum na internet,os fóruns.

é,eu mudei totalmente de assunto outra vez...

Avalanche(Lance) disse...

Evil!

Entre no FARRA.

procura pelo rapadura açucarada.

jofsalles disse...

Engraçado, por que a enquete não tem a opção "Os japoneses" nela???

Frodo disse...

Amer, posso fazer um comentario nada a ver com o post?

me mudei! YAY! e tao legal aqui... mesmo com o teclado sem acentos!

Avalanche(Lance) disse...

Cacete o pessoal da conspiração do final do Braid ta noiando já.

Essa história da bomba atómica é forçada demais pra encaixar...se é pra forçar tanto pode até sair dizendo que era uma teoria sobre o vendo do oeste sobre as rosas da ravina.

Toxic Avenger disse...

Procure por Richard Trenton Chase, o Vampiro de Sacramento, é de arrepiar.

E depois por Mary Flora Bell..uma serial killer de 10 anos de idade.

Danilo disse...

"Engraçado, por que a enquete não tem a opção 'Os japoneses' nela???"
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Eles são "hors concours", a opção que ficou faltando mesmo na enquete foi fanáticos religiosos.
Voltando aos assassinos em série, já ouviram falar em 3guys1hammer?

Toxic Avenger disse...

Danilo, um presentinho pra você :

http://forum.uncoverreality.com/audio-video/52789-murderers-brutally-kill-man-camera-beware-sickest-thing-you-will-ever-see.html

Avalanche(Lance) disse...

Japoneses vencem Danilo...e aqui esta a prova:

http://avalanchereviews.blogspot.com/2009/10/tartarugas-ninjas-o-anime-ou-mutant.html

GuilhermeKinni disse...

Toxic Avenger:Sem falar que concederam anonimidade pra ela e pra filha dela(em 2003, enquanto os crimes foram em 68).
Mas a pergunta que não quer calar é:
Quem diabos é o pai?

Frodo disse...

Mary Flora Bell me assusta de verdade! o.O

Se eu encontrar ela na rua, eu com certeza olharei em seus olhos, estufarei meu peito e...
correrei e gritarei como uma criancinha...

=[

Max disse...

amer nunca entendeu medo de palhaços? hunf, pois assim que vi a imagem do palhaço com cara de mau já suspirei (palhaços..) deve ser trauma de moleke que quando criança teve suas calças abaixadas na frente de todo mundo mas não sou muito fã de palhaços não..

Ana Letícia disse...

1º - eu tenho medo de palhaços pelo seguinte motivo: eles fazem graça com a tragédia alheia [no caso, bater uns aos outros]
2º - seu blog é muito bom.

Avalanche(Lance) disse...

Eu tinha medo de palhaços pq quando eu era pequeno um explodiu um fogo de artificio perto de mim.

Danilo disse...

Eu já tinha visto esse link aí, Tóchico.
Avalanche, o anime das tartarugas ninjas poderia ter sido pior, poderia ter saído semelhante aos Transformers pedófilos beijoqueiros.

Avalanche(Lance) disse...

Puff...pq não viu a April...ela esta sem peitos e sem decote¬¬

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

texto assustador esse, Amer.

sobre a fobia de palhaços, nunca tive. mais admito que o Bozo era meio assustador quando criança, afinal. quantas vezes se via alguém na rua com uma maquiagem e cabelos daqueles. sobre Elisabeth Bartory, tensa. não é a toa que o pessoal da Konami a escolheu para vilã de um de seus Castlevania.

e sobre os assassinos do Japão...bem com aqueles desenhos violentos e hentais que são tão normais por lá quanto assistirmos Bob Esponja na Tv Globinho, não me admire ter gente assim por lá. se bem que isso que falei não tem nada a ver. mas...sei-la, realmente o Japão é um lugar muito estranho e bizarro. sinceramente, acho que ir a Disney, seria menos traumático do que pisar em Tóquio

Marcel disse...

Amer, notinha completamente inútil - a vilã do longa metragem Vampire Hunter D: Bloodlust não tem nada que ver com a Condessa Bathory, é tirada direto dessa daqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Carmilla