domingo, 15 de janeiro de 2012

Crítica do Amer: Katawa Shoujo


Em 2007, um grupo de desocupados passava suas tardes no 4Chan, que é o mais nojento e depravado site que já teve a falta de vergonha na cara de colocar seu URL na internet.

Sério, se você um dia tiver a necessidade de ver uma ilustração de um dragão tendo uma relação sexual com fezes... procure no 4Chan. Lá com certeza tem algo assim.

Enfim, em 2007, um sujeito que se dizia enfermeiro começou a contar a história de uma menininha que havia perdido as pernas, um braço e um olho em um acidente de carro que também tomou a vida de seus pais. Apesar das tradicionais piadas de pedofilia que ocorrem no site, muitos de seus membros se comoveram com a saga da menina e do rapaz que a ajudava e eventualmente a adotou.

Pouco depois, um outro sujeito criou uma arte conceitual do que seria um “simulador de encontros envolvendo meninas deficientes”. E não demorou muito para um grupo de frequentadores do site pensar “que grande idéia”!

E assim, estes camaradas fundaram o 4 Leaf Studios e dedicaram quase cinco anos de sua vida a criar este sonhado game.

Bem, estamos em 2012 e Katawa Shoujo finalmente é uma realidade. Então, o que podemos dizer a seu respeito?

Venha comigo e vamos descobrir!


Aqui, jogamos com Hisao Nakai, um jovem que levava uma vida normal, até o dia em que a garota de seus sonhos confessou que era apaixonada por ele. Neste momento, Hisao teve um ataque cardíaco e sua vida mudou para sempre.

Após meses no hospital, Hisao descobriu que tinha arritmia, uma condição que fazia seu coração bater de forma descompassada, o que poderia ser fatal. Seus pais, junto do médico, decidiram então que o melhor para o rapaz, seria ir para a escola Yamaku, preparada para atender jovens com necessidades especiais.

Relutantemente, ele foi.

Ao chegar em seu novo colégio, nada restava a Hisao, exceto aceitar sua nova vida. Felizmente, ele não precisaria fazer isso sozinho, pois seis das estudantes demonstraram-se mais do que dispostas a auxiliá-lo nesta tarefa.

Shizune Hakamichi e Shiina Mikado são as primeiras a se apresentarem. Shizune é surda muda e Shiina é sua intérprete, ambas são membros do conselho estudantil. Agressivas e extrovertidas, ambas querem recrutar Hisao para o conselho e não medem esforços ou planos maquiavélicos para fazê-lo.

No completo oposto do espectro, estão Lilly Satou e Hanako Ikezawa. Lilly é cega, extremamente calma e graciosa, enquanto Hanako tem a metade de seu corpo coberta por feias marcas de queimaduras e é incomensuravelmente complexada e introvertida graças a isso.

Finalmente, temos Emi Ibarazaki e Rin Tezuka. Emi perdeu as pernas em um acidente, mas é extremamente alegre e é também a estrela do time de corrida da escola. Rin nasceu sem os braços, mas parece não ligar muito para isso... ou para qualquer coisa a seu redor, como a artista que é, ela parece viver em sua própria dimensão a maior parte do tempo.

Então, no pouco tempo que tem na escola (o jogo parece passar-se em menos de um ano), Hisao pode se apaixonar por uma destas meninas e ter um romance com ela, contanto que faça as escolhas certas ao longo de sua jornada.

O texto é magnificamente bem escrito e trata as deficiências dos personagens de forma excepcionalmente sensível e madura. Embora diferenciemos as meninas inicialmente por seus problemas, aos poucos começamos a entender melhor suas personalidades e suas respectivas virtudes, bem como seus defeitos.

Emi é muito forte fisicamente, apesar do que sua pequena estatura e aparência delicada dão a entender... e é bem menos inocente do que suas trancinhas nos fazem pensar.Da mesma forma, Hanako tem medos muito mais profundos do que simplesmente ter de lidar com as pessoas que olham indelicadamente para suas queimaduras.

As personagens são tridimensionais e é muito fácil se apegar a elas. Muitos simuladores de encontros nos fazem clicar o mouse freneticamente para chegarmos de uma vez às cenas de sexo. Aqui, queremos ler cada ffrase e diálogo e entender melhor estas meninas tão fascinantes. Ao final da partida, você estará irremediavelmente apaixonado por pelo menos uma delas.

Infelizmente, por melhor que seja a narração, ela não é perfeita. Alguns momentos mais dramáticos carregam texto em excesso e acabam se tornando pedantes, ou simplesmente perdem a emoção. É uma pena chegar a resolução do romance com uma das meninas e ter aquele momento especial manchado por um diálogo que poderia ter sido melhor concebido.

Mesmo assim, a maior parte do enredo comove e o desenvolvimento do personagem de Hisao é bastante visível. Um feito muito raro neste tipo de game.


A apresentação de Katawa Shoujo é bastante impressionante para um jogo que não foi produzido com milhões de dólares.

A arte do jogo foi provavelmente produzida por pessoas diferentes, pois nota-se uma certa variedade de estilos nos diversos personagens encontrados ao longo da história. Alguns parecem ter sido pintados em uma folha de acetato, outros passam a impressão de terem sido concebidos em um tablet e ainda existem aqueles que parecem ter sido desenhados em uma folha de papel e escaneados.

Dito isso, embora Katawa Shoujo mantenha uma qualidade visual constante, podemos perceber que alguns personagens foram mais bem construidos que outros. No geral, as meninas são muito bonitas, enquanto os coadjuvantes deixam um pouco a desejar.

Os cenários parecem ter sido construidos a partir de fotografias tiradas dos mais variados cenários, que depois foram tratadas no photoshop para obterem um ar mais... “de video game”... se é que isso faz algum sentido. Seja como for, esta acabou sendo uma excelente decisão para poupar os fundos que o 4Leaf Studio não tinha.

Finalmente, temos espetaculares animações que ilustram o final do primeiro ato, uma para cada garota. Não sei exatamente se elas foram criadas em Flash ou feitas a mão (provavelmente o primeiro, considerando o alto custo do segundo), mas elas são belas e simples, e mesmo curtas, maravilharão qualquer um que aprecie animação japonesa.

O som é meio modesto, mas também não faz feio.

Cada menina possui seu próprio tema, que varia entre casual, alegre, solene e melancólico, dependendo da personalidade que o mesmo representa. Existem inúmeras músicas que acompanham cenas diversas e elas também se adequam a cada situação, criando atmosferas apropriadas a todo momento.

O som ambiente também tem uma boa dose de importância na criação de uma cena. O burburinho de multidões, som de passos, comida sendo fritada, chuva e muito mais realmente ajudam na ambientação e imersão do jogador em cada momento específico da história.

Infelizmente o jogo não possui nenhum tipo de dublagem, mas não se pode ter tudo, correto?


Falemos da jogabilidade. Permitam-me explicar como um game desse tipo funciona.

Simuladores de encontros são jogos movidos por uma história. Há uma quantidade enorme de texto, que é apresentado junto a imagens estáticas, dos personagens ou cenários onde tudo acontece.

Normalmente, existem diversas opções que definem qual caminho seu personagem seguirá através do game. Por exemplo, se quiser namorar uma atleta, é preciso se tornar um também, se estiver interessado em uma professora, é melhor virar intelectual e se quiser avançar o sinal com uma artista, é melhor descobrir quem foi Van Gogh.

Assim, títulos como True Love (só pra citar um) oferecem inúmeras maneiras de se prosseguir na aventura. É normal fazer sexo com pelo menos três garotas, antes de decidir qual delas seu personagem deve namorar ao fim da aventura.

Katawa Shoujo não oferece muitas variações. Temos uma quantidade enorme de texto e desenvolvimento de personagens, mas as opções que nos permitem tomar rumos distintos estão muito separadas umas das outras. Além disso, em alguns casos fica bastante óbvio para qual ramificação da narrativa elas nos enviarão.

Próximo ao meio do Ato I, temos de optar por uma dentre três alternativas no jogo. Cada uma praticamente define com qual dupla de garotas manteremos contato até o capítulo final. Tampouco existe muita dificuldade nas demais encruzilhadas, pois após algum tempo de convivência com as personagens, é fácil saber qual escolha é melhor para cada uma delas.

Por exemplo, não adianta forçar a barra com Hanako, é muito melhor esperar ela se abrir sozinha, por mais que isso demore.

Mesmo assim, há como conseguir um final ruim. Então é bom prestar atenção a todas as conversas que surgirem na tela, ou pelo menos, salvar o jogo no momento em que é preciso optar entre diálogos diferentes.

Katawa Shoujo tem boa durabilidade. A saga de cada menina leva por volta de 8 horas para ser completada, o que pode lhe render quase 40 horas de entretenimento em frente ao PC. Claro, você pode optar por avançar todo o texto que encontrar, o que vai diminuir o tempo de partida para 20 minutos por romance.

Eu faria uma piada sobre sexo veloz aqui, mas vou optar por manter a classe desta vez.

Finalmente, SIM, Katawa Shoujo possui cenas de sexo, mas mesmo elas são muito bem feitas e de bom gosto. Ainda assim, se preferir que seu simulador de encontros não possua conteúdo adulto, basta desativar tal opção... bem, na tela de opções.

Pois é.


Katawa Shoujo tem algumas falhas e sem dúvida não agradará a todos. Mas o fato desta empreitada ter dado tão certo quando podia ter dado tão errado, já o torna digno de nosso respeito e admiração.

Assim como Streets of Rage Remake, este título prova o que produtores independentes são capazes de fazer quando se concentram em uma tarefa e dão tudo quem podem nela. A indústria poderia aprender um pouco aqui e acrescentar mais sensibilidade, ao invés de baionetas com serras elétricas a seus produtos.

Quem se interessou, pode baixar Katawa Shoujo gratuitamente aqui. Divirtam-se.

Cheers!!!

25 comentários:

john albert disse...

poxa parabens pelo review amer boy começou com o pé direito ai amer se pudesse,será que poderia fazer o review de wwe 12

Amer H disse...

Assim que tiver WWE 12, farei review.

ZERO disse...

Eu vi quando vc divulgou no seu twitter o lançamento desse jogo, foi o primeiro visual novel que eu já joguei,e é bem legal.
Quando vc vai fazer um review de Skirim V ou Infamous 2?

Sybellyus Paiva disse...

Lembro de ter lido sobre o jogo ainda em produção e, incredulamente, pensei que seria impossível.

Pois bem, calei minha boca! Isso é muito bom para os jogos independentes que criam, agora, um consciente coletivo de que jogo indie tem sim qualidade e até mais que jogos de estúdios.

Estou baixando e com certeza aproveitarei plenamente deste jogo. Então, é só aguardar!

Bom review, Amer! Só com uns errinhos normais no texto rs!

john albert disse...

po valeu amer vc é dez

Andy disse...

Cara, sério, seu blog é o melhor blog de games que eu já vi.

Tão bom quanto o do Fabão (que ele abandonou) e tal, mas tem um fucking defeito; CADÊ O REVIEW DE KOF XIII?

Visitei arduamente durante os 15 dias passados, queria saber sua opinião quanto à série e a esse jogo específico, e até agora nada....

No mais, parabéns cara, seu trabalho aqui é realmente fantástico.

Pyro Korwin disse...

A avaliação... eu ia falar algo aqui sobre ela estar alta demais, mas dane-se. É um estúdio amador que fez uma peça melhor que muita coisa por aí.
Merece o louvor.

Obrigado pela resenha, Amer.
Bom saber do seu ponto de vista sobre Katawa. :)

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

já estou jogando ele aqui,Amer. valeu por falar desse jogo no Twitter. acho que vou tentar conquistar a Nanako, esse jogo nos ensina que mesmo uma pessoa sem os braços ou pernas pode namorar e ser feliz.

hee-hoo

juubi o primeiro de dez disse...

Amer queria ter feito feito um review de Skyrim, mas então levou uma flecha no joelho.

Evil Monkey disse...

É, eu gostei dessa porra beeeeeeeeeeeem mais do que eu deveria, tanto que eu estou com Katawa Shoujo minimizado enquanto eu escrevo.

Yep.

Mas eu não daria dez, principalmente pois na minha opinião as rotas da Lilly e da Emi são infinitamente melhores do que as da Rin e da Hanako (ainda não terminei a da Shizune).

Na da Rin o Hisao parece um stalker 80% do tempo, e na da Hanako o Hisao fica tratando ela como uma filha o tempo todo e é bem óbvio que ela não quer ser vista como uma garotinha que precisa de ajuda.

Eu gostei especialmente da Rota da Lilly, que além de ter uns momentos bem "e o vento levou" também tem mais personagens secundários e deixa tudo amarradinho (com direito até a cenas pós créditos).

Na verdade a rota da Lilly é mais beneficial pra Hanako do que a própria rota da Hanako!

Se bem que a Lilly foi a minha primeira rota a tão todos dizendo que a primeira rota é sempre a melhor.

Mas bem, se eu fosse falar tudo o que eu tenho vontade de falar eu ia ficar um ano aqui e esse comentário já tá grande demais, oh well...

E você , se importa em me dizer qual foi a sua rota favorita Amer?

Ah, e já que o jogo é gratuito poderia ser uma boa por o link do site pra o pessoal baixar não é?

Amer H disse...

Ainda não comprei King of Fighters XIII. Lembrem-se, só posso fazer review de um game depois que o tenho em mãos e minha verba não é infinita.

Skyrim eu planejo jogar de ponta a ponta, assim que tiver comprado uma tv nova. Jogar em um monitor de 19 polegadas não dá certo com esse jogo.

Quanto ao link pra baixar, boa idéia.

Avalanche(Lance) disse...

Vendeu o Peixe amer^^

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

oh Amer, eu baixei o game e acabei de termina-lo...mas, eu nem começei a namorar ninguém e acabou antes do festival. aí fui notar que era o Katawa Shoujo ACT 1...ou seja, o ato 1 encerrou ali? ou tem que baixar mais alguma coisa para jogar ele todo?

se puder responder, agradeço muito.

Igor disse...

Aparenta ser um ótimo game mesmo, mesmo com baixo orçamento saiu de qualidade top, ótimo review Amer!
(e sobre WWE, já to ficando puto com a cagação do Cena quando o Kane aparece... Mas enfim, CM Punk own4)

Rubens Leite disse...

Nossa, no começo do artigo eu fiquei tenso...
Mas parece que realmente vale a pena baixar, só que vai ter que ser de madrugada porque aqui o PC fica na sala... :(
E ótimo review Amer, você não sabe como seus artigos me entretém.

Só mais uma coisa, gostaria de saber se você conhece a violin Taylor que toca música erudita de tudo quanto é game e ainda é excelente no que faz. Vou deixar um vídeo dela aqui tocando pra quem quiser ver

http://www.youtube.com/watch?v=tZbo6nyhUEM

Alias a música é do jogo Chrono Cross.

Keiju disse...

Sinceramente, eu estava com um grande hype por Katawa Shoujo, e depois de um certo tempo que o jogo finalmente lançou, algo me dizia que ele seria chato depois de algumas horas.
Felizmente estava extremamente enganado, e passei boa parte do meu tempo com Katawa Shoujo aberto e adentrando cada vez mais no mundo do game.
Pena que tem algumas pessoas preconceituosas que por algum motivo, acha que isso é uma espécie de eroge sem carisma com personagens deficientes.

enfim, boa review :De

Old_Nash disse...

O jogo é foda.
A moça das queimaduras é um doce.
POr isso viraria diabetico ao lado dela^^

Unknown disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

Unknown disse...

É engraçado como você nos traz cultura, Amer.

Eu li do Katawa Shoujo no seu blog pela primeira vez, acompanhei grande parte do desenvolvimento do projeto ansiosíssimo por sua causa e quando finalmente botei as mãos nele, era tudo o que você disse que seria e mais um pouco.

Me apaixonei por todas as garotas, sem tirar nem por, elas são todas bem construídas e fortes como você tinha dito na postagem original.

Bem, eu só queria te dizer obrigado por ter me apresentado tamanha obra de arte ;)

BOND disse...

Amer, no seu artigo sobre Dragon Quest 8, vc disse que Rogue Galaxy é um saco. Estou amando o jogo, e única parte que acho chata é o lance da fábrica de itens, é cansativo e demorado. Gostaria muito de uma resenha sua sobre o jogo, pode ser ?

BOND disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

Celasvictoria disse...

Ainda bem que entrei no seu blog hoje XD Essa foi a melhor notícia que poderia ter recebido hahah Já não bastou eu ver q já lançaram a tradução do ultimo capítulo de Umineko, agora isso *.*

E ótimo artigo Amer, como sempre \o/

Mari disse...

Achei sim, de muito bom gosto e tom ter um simulador de romance com meninas deficientes, por quê não? Já tivemos uma propaganda sensual (que achei bem legal) de uma (lindíssima, até digo) mulher sem uma das mãos, why not a eroge, principalmente um tão bem feito.

Eu o saludo Amer, eu o saludo.

Gabriel // zGABRIELz disse...

ViperMu – Servidor de Mu Online Season 4 – Há 3 anos online!

Não conhece ainda a qualidade do ViperMu?

Servidor fácil com 3 anos de tradição, sem lag, melhor anti-hack do Brasil e garantia de diversão, amizade e qualidade! Hospedado no Brasil, com ping médio de 20 ms. Esperando o que para se cadastrar? Acesse agora mesmo: www.vipermu.net

»Nome: ViperMu / 24h Online
»Versão: 1.05D+ Season 4
»Experiência: 10.000x
»Média de players On-Line: 700
»Drop: 100%
» BugBless: /zen
»Reset: Acumulativo
»Eventos Online: Castle Siege, ChaosCastle, DevilSquare, Ilusion temple, Crywolf entre outros.
» Eventos todos os dias com premições ( Ítens full ).
»Cadastre-se e ganhe 7 dias de Vip Gold
»A cada char criado você ganha set e armas full iniciantes para ele.
»Sistema de Master Resets valendo Gold's !

Visite também nosso fórum: http://forum.vipermu.net/

Lembrando que nosso fórum sempre traz eventos valendo Cash's e muitos outro beneficios.

Atenciosamente,
lHaDeSl

Guilherme Wayne disse...

Eu consegui a proeza de ter o final ruim na primeira tentativa... porque eu fui muito indeciso, eu acho, e acabei não agradando nenhum, mas gostei mais da Hanako... poderia tero jogo traduzido, mesmo que meu inglês seja razoável, é exaustivo traduzir tudo... e não gosto de perder nada