quarta-feira, 16 de junho de 2010

As Garotas mais Adoráveis dos Games


Há algumas semanas atrás, escrevi um artigo que acredito, deve ter causado a fúria de muitas de minhas leitoras. Não tenho provas disso, mas sinto em minha alma que elas ficaram putas da vida quando dediquei um texto imenso a elogiar a gostosura de algumas heroínas dos games.

Agora vejam bem, sou um machista imundo, mas acho que as mulheres são valiosas por mais características que não a gostosura. Acho que isso ficou bem claro quando escrevi sobre as heroínas mais duronas dos games e... em mais algum artigo do gênero, do qual não consigo me lembrar agora.

Enfim, hoje dedicar-me-ei a outra qualidade que aprecio em minhas heroínas: doçura.

Sim, mulheres capazes de causarem fraturas em seus inimigos e que não titubeiam em explodir cabeças alheias com tiros de 12 são muito atraentes (MUUUUUUITO atraentes), mas isso de nada vale se elas não sabem ser carinhosas. Acredito que uma mulher deve ser forte no dia a dia, mas doce com aqueles que lhe são próximos.

Mulheres que chutam os crânios dos outros pra ganhar a vida são legais, mas não me interessa ter a cabeça chacoalhada por um pontapé delas. Não curto BDSM-Koo-Koo-Katchoo.

Então, após muito matutar, resolvi enumerar as moças mais fofas, adoráveis e dengosas dos games. Aquelas em quem queremos fazer um cafuné enquanto as ouvimos contar sobre todos os dragões/alienígenas/Japoneses metaleiros que mataram no trabalho.



10º Lugar: Katt/Rinpoo – Breath of Fire II

Então você diz: “Começou a lista com uma menina gatinha? Mó clichê! Você não manja nada, Azaléia!” Ao que eu responderei que ela não é uma menina gatinha, é uma menina tigre, há uma grande diferença: você não pode ter um tigre de estimação!

HA!!!

Provavelmente você não jogou Breath of Fire II, o que demonstra que você é uma bicha, sem bom gosto e chocolatante, e eu espero que seja estuprado pelo Belo Ursinho Fritz quando estiver jogando Call of Duty!

Seu cagão!

Breath of Fire II é um dos melhores JRPG’s do Super Nintendo. Sua história é sublime, os personagens fantásticos e caso consiga fazer o final ruim (que ironicamente, é mais interessante e faz mais sentido que o final bom) passará um fim de semana inteiro deprimido, no mínimo.

Enfim, Katt é uma menina tigre que conhecemos em um coliseu. É preciso lutar contra ela e então salvá-la de uma tentativa de assassinato, para que então ela se torne nossa amiga.

Aparentemente, tentativas de assassinato contra adolescentes são comuns o suficiente no Japão para se tornarem motivadores de amizades nos games vindos de lá.

Mas o que torna Katt tão adorável? Bem, ela é burrinha, só tem talento para lutar e sabe muito bem disso. Digo, ela é a segunda companheira mais poderosa que se pode ter na equipe e mesmo assim, ela se menospreza, o que causa uma vontade imensa nos jogadores de lhe fazerem um chamego e dizerem “não fale assim de si mesma, eu te amo”!

Acredito que estou sozinho no mundo ao dizer isso (nenhuma das outras duas pessoas que jogaram BoF II concordaram comigo), mas ela parece ter uma certa queda pelo herói, justamente por terem idades aproximadas e estarem sozinhos no mundo.

Finalmente, meninas antropomórficas que tenham rabo sempre são adoráveis e lindas. Veja a Neityri de Avatar!

Claro que Katt não usa calças... mas como nunca encontrei Hentai dela (e olha que eu procurei um bocado) acho que ninguém no mundo consegue ver maldade na sua falta de pantalonas.



9º Lugar: Cecile – Suikoden III

Suikoden III conta a história de uma grande guerra entre dois povos e todas as vidsas que a mesma toma. Eventualmente, os povos que estão se degladiando descobrem que foram sacaneados por uma força do mal e resolvem se unir para chutar a bunda do inimigo em comum.

Quando isto acontece, todos se mudam para um território em comum, um castelinho dilapidado que logo se torna uma grande e viva cidade. E quem guarda este local dos invasores? Cecile e ninguém mais!

Ok, várias coisas fazem dela adorável. Primeiro, ela é muito bonitinha e inocente, com esses enormes olhos azuis expressivos.

Segundo, mesmo vestindo uma armadura que não oferece mais proteção que um saco de Doritos, ela ainda assim encara seu trabalho com estoicismo e coragem que trariam uma lágrima aos olhos do Ryu.

Terceiro, ela é leal ao seu castelo, mesmo ele não sendo bom o suficiente nem pra servir de puteiro no começo da história.

Finalmente, ela é feliz, sorridente e não deixa nem mesmo a guerra e milhares de vítimas, humanas ou não, estraguem seu dia.

Aliás, há uma casa de banho no jogo e é possível enviar personagens lá para presenciarmos diálogos específicos sobre eles. Em momento algum há um diálogo que dê a entender que algum dos demais personagens queira encaixar o Lego com Cecile.

Sim, dada a obsessão que Japoneses tem por violar crianças, isso é um feito impressionante.

Mais ainda se considerarmos que existem homens lagartos no castelo!

HOMENS!!!

LAGARTOS!!!

E NADA DE VIOLAÇÃO INFANTIL!!!

A fofura de Cecile é poderosa, creio que não há mais dúvidas.



8º Lugar: Dizzy – Guilty Gear

Então alguém diz: “Ahhhh, forçou agora Alucard! Olha as coxas dessa mina! Olha esses magumbos!!!!!!! GOSHTOHSAH!!!”

E eu responderei com minha imbatível coragem que ela tem apenas três anos de idade.

SEU PEDÓFILO IMUNDO!!!

Basicamente, Dizzy é um Gear, uma arma de destruição em massa que tem forma humana. Isso significa que ela pode dizimar uma nação inteira caso tenha uma caganeira.

Ei, não me olhe assim! Ela tem três anos de idade, qualquer pessoa que lide com crianças pequenas sabem que elas são bombas relógio de cocô, prontas para explodir nos momentos mais inconvenientes.

Claro que é de uma conveniência incrível que com três aninhos, Dizzy seja um mulherão. Mas quer saber? Eu não tento mais entender o enredo de Guilty Gear e você também não deveria.

Assumo que esta série se trata de um monte de gente cabeluda e com Síndrome de Tourette que resolveu brigar e destruir tudo que estava ao seu redor... porque é isso que se faz no Japão às Sextas Feiras.

Enfim, ela é filha de Justice, a Gear-fêmea-robô do primeiro game da série com um pai até o momento desconhecido, o que demonstra que mulheres criadas em laboratório para serem armas de destruição em massa também tem o direito de encher a cara e acordarem ao lado de um desconhecido em um motel de segunda categoria na Via Dutra.

Aparentemente, Gears crescem muito mais rápido que humanos e embora tenha a aparência de uma mulher na casa dos vinte anos, Dizzy tem a inocência de uma criança de três anos. Digo, olha pra esse lacinho na cauda da menina, que coisinha mais fofa!

Claro, ela deve ter chiliques quando vai à RiHappy, querendo ganhar a nova boneca da Hannah Montana. Se minha filha tivesse poder pra destruir uma cidade e começasse a fazer birra pra ganhar brinquedo... eu sinceramente não sei o que faria.

E ainda digo mais, Dizzy sofreu abusos nas mãos dos adultos quando começou a criar rabo e asas, porque por algum motivo, os humanos odeiam Gears e os tratam mal quando tem a chance.

Sim, provocar um ser que é uma bomba atômica ambulante é uma decisão muuuuuuuito inteligente.

Enfim, mesmo tendo passado por maus bocados nas mãos de humanos cruéis (podemos até imaginar quais, considerando que a série surgiu no Japão), ela não quer vingança. Tudo que Dizzy deseja é viver em paz no navio voador de seus amigos Johnny e May, lavando roupa, fazendo biscoitos, escrevendo para Papai Noel e assistindo Pokémon, o que mostra que ela é como qualquer outra criança normal e saudável.

Exceto pelo rabo e pelo sutiã tamanho 48... mas estes são meros detalhes.



7º Lugar: Tron Bonne – Megaman Legends

Com este, já citei pelo menos três jogos que você não deve ter jogado. É... eu passo tempo demais com um controle em mãos, é por isso que hoje em dia, fico exausto caminhando do quarto até o banheiro.

Preciso de um trenó, isso vai facilitar minha vida.

Enfim, quem porras é Tron Bonne? Basicamente, ela é a rival de Mega Man Volnutt na série Megaman Legends, saga paralela a franquia principal, onde Mega e Roll são arqueólogos e possuem interesses românticos um no outro.

...

Hãããã, neste mundo Mega e Roll não são irmãos, então não há incesto como o presente na trilogia original de Star Wars.

E aliás, quem batiza o filho de “Mega Man”? Se for um robô, beleza, mecanóides podem ter todos os tipos de nomes bacanas como Bender, Data e Devastador, mas um humano chamado “Mega Man” é no mínimo gay.

Antes que alguém fale algo, acredito que na série Megaman Legends, os personagens principais são humanos, mesmo Mega e Roll. Mas como as outras duas pessoas além de mim que jogaram esta birosca moram no Alaska e em Katmandú, jamais terei quem confirme minha dedução.

Enfim, Tron é a vilã da série. Vilã ao estilo “vou tentar te roubar pra enriquecer, mas me darei mal no fim da história”, ao estilo Equipe Rocket e não “vou seqüestrar meninas ao redor do mundo, usá-las de cobaias para meus experimentos e não deixar claro se abusei sexualmente delas ou não” ao estilo M.Bison.

Tron pode estar feliz e calma em um momento, para no instante seguinte explodir em fúria homicida e decidir matar todos ao seu redor e comê-los. Embora isto pareça uma clara demonstração de distúrbio bipolar, ela simplesmente tem 14 anos e como toda pessoa nesta idade, é um pé no saco enorme e imprevisível.

Um fato que aponta para a pureza da menina é que ela usa uma calcinha de ferro por cima da calça... ou pelo menos, uma peça de metal colocada em um local estratégico. Isso deixa muito claro que ela não pretende deixar que ninguém espirre maionese em sua esfiha até o casamento... ou pelo menos até atingir a maioridade, exemplo que mais meninas de 14 anos deveriam seguir hoje em dia.

Outro fato, é que ela construiu um exército de Servbots para auxiliá-la em suas missões, e todos eles parecem bonequinhos de Lego!

Me diga que não é adorável uma moça casta e atrapalhada ter um exército de bonequinhos de Lego ao seu dispor! Diga que isso não é fofo, seu filho da puta, eu o desafio!



6º Lugar: Rika – Phantasy Star IV

Outra menina não humana. Não se surpreenda, pois haverá pelo menos mais uma na lista.

Talvez vocês jovens não saibam (MALDITA JUVENTUDE) mas houve uma época em que Phantasy Star não se resumia a games online, onde você participa de aventuras e caçadas com outros jogadores, e na maior parte do tempo constrói uma garota peituda, pois isso de alguma forma torna os demais jogadores mais dispostos a lhe ajudar a ganhar Level.

É...

Houve uma época em que a Sega tentava fazer de Phantasy Star o seu Final Fantasy ou Dragon Quest. Como a maioria dos proprietários de Mega Drive tinha mais interesse em descobrir a cor da calcinha da Blaze, não é de se admirar que a empresa não tenha tido o sucesso que esperava.

Enfim, Rika é uma “Numan”, basicamente, uma menina criada em um laboratório.

Sim, mais uma.

Quando a encontramos, ela está morando em uma caverna que serviu como base de operações para uma raça muito antiga e evoluída, e a única figura paterna presente na maior parte de sua vida foi um computador gigante e inteligente.

E apesar de parecer uma adolescente, Rika tem apenas dois aninhos de idade.

...

Sim, mais uma.

Por que os Japoneses criam personagens assim? Talvez pra se sentirem menos pedófilos quando se imaginam as violando... não sei ao certo e sinceramente, prefiro não pensar muito a respeito.

Enfim, Rika fica órfã, pois o computador derruba a caverna sobre si mesmo, provavelmente por estar de saco cheio de cuidar de uma garota que não era madura o bastante para perceber que ICarly é uma bosta. Deste momento em diante, a guarda dela passa para o herói do game, Chaz, e seus companheiros.

Logicamente, ela cria um xodó por Chaz e não desgruda mais dele o resto a história. Embora haja uma certa implicação romântica entre os dois, é tudo levado de forma muito pura e inocente.

E mais, em um determinado momento da história, uma personagem importante morre. Rika é a primeira a se debulhar em lágrimas, como criança pequena que acabou de descobrir que seu cachorro morreu atropelado pelo vizinho alcoólatra.

Os três fãs de Phatnasy Star II que estão lendo este artigo podem reclamar que Rika é uma mera atualização de Nei, a menina orelhuda e fofa de Phantasy Star II. Ok, pode ser... mas Phantasy Star II tinha gráficos mais... primitivos, e Nei parecia ter sido desenhada por um débil mental com um pincel na orelha.

Rika é mais bem desenhada, é bonitinha e proporcional, portanto ganha disparado em níveis de fofura.

Sem mais perguntas, meritíssimo.


5º Lugar: Akira Kazama – Rival Schools/Project Justice

Pra quem não conhece, Rival Schools é um game de pancadaria onde alunos de escolas Japonesas saem na porrada uns com os outros diariamente. A série se passa no mundo de Street Fighter, então não é surpresa ver alunos disparando Hadoukens e Tiger Uppercuts uns nos outros.

Cada escola tem um tipo específico de alunos, pois no Japão, os clichês não devem conviver misturados. Temos a escola dos Japoneses típicos, a dos alunos estrangeiros, aquela em que todos são atletas e o colégio de meninos onde todos são delinqüentes.

Por coincidência, há uma escola de menina, onde todas as alunas também são delinqüentes. Acredito que quando adolescentes Japoneses são privados da possibilidade de coito com o sexo oposto, eles passam a desafiar a lei pra tentar extravasar seu tesão reprimido.

Enfim, no primeiro game da série, o irmão mais velho de Akira, Daigo (que parece ter 45 anos, embora ainda esteja no colegial) desaparece e as autoridades nada fazem para tentar encontrá-lo.

Diacho, eu não os culpo! Se um delinqüente super forte de mais de dois metros desaparecesse sem deixar rastros, eu ia soltar foguetes e correr pelado pela rua pra comemorar!

Mas Akira não quer deixar seu irmãozão na mão, então se matricula em sua escola para procurar pistas de seu paradeiro.

Mas espera... ela é menina, como fez pra entrar em uma escola só de homens?

Simples, ela colocou um capacete de motoqueiro, engrossou a voz e fingiu que era menino. De alguma forma, isso foi o suficiente para a secretaria do colégio acreditar que ela tinha um pênis e aceitá-la como aluno.

...

...

...

É.

Que bom que no Japão não buscam identificar as pessoas da forma adequada.

Quando está com o capacete e embrulhada em uma roupa de couro que deixaria Ron Pearlman orgulhoso, Akira é durona e decidida. Quando não está vestida assim, ela é tímida, adorável, sorridente e fica facilmente encabulada.

Como um capacete muda as pessoas, non?

E um fator que a torna extremamente adorável é que ela é mecânica de motos. Como tal, ela está sempre coberta de graxa o tempo todo e não sente necessidade de se produzir. Isso a faz parecer mais jovem e adorável do que já é.

E ela não é a típica Japonesinha alegre e pululante que vemos em tantos Animes e games, e que sempre queremos esfaquear na cabeça. Akira é calma, discreta e só grita quando está pisando na cara de seus inimigos, o que sem dúvida é uma excelente fuga do modelo padrão.

Provavelmente tinha Ritalina na mamadeira dela quando era pequena, mas tudo que nos resta é especular.



4º Lugar: Amy Rose – Sonic

No início, Sonic estava sozinho. Ele combatia o mal, afastava o temporal e recolhia bijuterias espalhadas pelo cenário, pois de alguma forma, isso lhe dava novas vidas.

Então, DEUS (os programadores, na verdade) CRIOU TAILS! Sonic agora tinha um amigo, na figura de uma raposinha fofa com duas caudas, que conseguia voar pelo cenário, quebrando inúmeras leis da física e da natureza com isso.

Mas como sempre acontece, as pessoas começaram a suspeitar de Sonic. Por que diabos um ouriço adolescente andava por aí com um raposa menino de dez anos? Sonic é um pedófilo gay por acaso? Que porra é essa???

Foi então que DEUS (novamente, os programadores da série) criou uma companheira na figura de Amy Rose! Uma ouriça fofinha, cor de rosa, que persegue Sonic incessantemente na tentativa de encaixar o lego com ele

... o que não dá muito certo, porque ele foge dela como o diabo foge do Padre Quevedo.

Mas o negócio é que Amy tem 12 anos e eu acredito que Sonic foge dela pra evitar de parar na cadeia. Ele não deve ser gay, já que comeu a Sally em um episódio de sua série animada.

Seja como for, Amy é fofinha, bem intencionada, fica amiga de todos que encontra mesmo que sejam super vilões e carrega uma marreta consigo... o que é adorável, sei lá por quê.

E... não tenho mais nada a dizer sobre ela, então vou passar para a próxima personagem da lista.

...

AH SIM!!! Ela não é uma puta-paga-remelenta-cheia-de-gonorréia-que-libera-pro-açougueiro, que nem a vadia da Peach.

Diabos, a Rouge é mais casta que a Peach, aquela piranha que agasalha tartarugões!



3º Lugar: Felicia – Darkstalkers

Eu falei que teria mais meninas não humanas na lista, mas aposto que você não imaginava a Felicia.

De fato, acredito que muitos de vocês estão pensando: “Porra Ameríndio! Porra, Maurício! Ela é uma mulher pelada com faixas de pêlo que cobrem apenas partes estratégicas do corpo! Como ela pode ser inocente? Ela praticamente grita “ME COMA” toda vez que entra em um cômodo com essa aparência!”

Mas eu dei uma lida no Darkstalkerpedia (o Wiki de Darkstalkers) e descobri que o povo de meninas gato do qual Felícia descende é a única raça das Trevas presente na série que não é odiada pelos humanos. Na verdade, a aparência adorável e não ameaçadora das garotas faz com que os humanos tenham por elas o mesmo fascínio que tem por animais exóticos.

Pois é!

Acho que você está mais impressionado com o fato de existir um Wiki para Darkstalkers do que com tudo isso que eu falei. Hoje em dia existe Wiki pra tudo, eu não me espantaria se houvesse um da Tera Patrick.

Enfim, Felicia cresceu em um orfanato e recebeu este nome, porque ele vinha da palavra “felicidade”. A freira que a criou queria que ela fosse sempre feliz e trouxesse alegria para outras pessoas.

E assim ela o fez! Felicia decidiu se tornar uma estrela de cinema e junto de outras meninas gato que encontrou aqui e ali, conseguiu montar um musical na Broadway, o que lhe rendeu milhões, uma mansão, um iate e um mordomo chamado Elmer... provavelmente.

Não, não era meu parente.

E então, decidida a fazer ainda mais gente feliz, Felicia abriu seu próprio orfanato, onde crianças normais e monstruosas podem crescer lado a lado e se tornarem astros de games de luta que a Capcom vai esquecer assim que uma nova geração de consoles surgir.

Sério Capcom! Cadê Darkstalkers 4? Vocês tem merda na cabeça ou o quê?

E o mais impressionante de tudo é que Felicia consegue ser uma personagem fofa e adorável, mesmo tendo como base uma criatura inerentemente perversa como o gato doméstico. Sabia que caso o dono morra dentro de casa, o gato devora o que puder dele antes que seu corpo esfrie?

De repente, o fato de Felicia sair por aí mostrando mais que a Geisy não é mais tão incômodo, não é verdade?



2º lugar: Tali – Mass Effect

Mais uma menina não humana, esta inclusive nasceu em outro sistema solar. Mais precisamente, Tali é uma Quarian, povo que já passou por poucas e boas em Mass Effect.

Primeiro, eles criaram uma raça de seres sintéticos (os Geth) para lhe servirem de mão de obra barata (escrava, melhor dizendo). Quando os Geth se tornaram conscientes, os Quarians tentaram desativá-los... simplesmente por serem um bando de cuzões.

Houve guerra e os Quarians foram expulsos de seu planeta natal.

É difícil ficar com pena deles, porque como diria o Batman: “Eles começaram a brincadeira. Eles começaram a brincadeira e agora se fuderam!”

Depois, os Quarians foram forçados a viver em sua própria frota de naves, em um ambiente super higienizado. Como resultado, eles possuem corpos frágeis e sem defesas naturais, um simples resfriado é mais do que suficiente para mandá-los pra vala.

Lembra como seu pai e seu avô eram fortes e resistentes? Já viu como hoje em dia tá cheio de gente que sequer pode comer amendoim, ou terão reações alérgicas capazes de matá-los? Pois é, seu pai e seu avô passaram a infância no jardim de casa, comendo terra e bichos com muitas pernas e desenvolveram resistências naturais a infecções, enquanto você ficou embrulhado em casa feito uma bicha pegajosa, jogando Super Nintendo e tomando Nescau.

Os Quarians são como você, frágeis feito uma flor e cheios de alergias.

Enfim, Tali é assim. Uma mulher jovem, durona, engenheira brilhante, capaz de manejar uma shotgun como poucos e disposta a espalhar os miolos de seus inimigos pelo cenário... mas um abraço ou um beijo podem matá-la...

OH DEUS! ELA É TÃO ADORAVELMENTE FRÁGIL! QUERO PEGÁ-LA NO COLO E ENCHE-LA DE DENGOS!!!

Eu juro, sou apaixonado por ela desde o primeiro Mass Effect e me frustro com a série desde então. No primeiro game por não poder ter um romance com ela e no segundo por ela não ser uma opção de namoro para personagens femininas.

Eu jogo com uma garota, e daí?

...

Sim, ela é ruiva. Aposto que você está chocado.



1º Lugar: Garnet – Final Fantasy IX

Você conhece minhas regras pra fazer listas: só um personagem por franquia. Em outras palavras, com a Garnet aqui, não há lugar pra Aerith.

Acredito que fiz muitos fãs paquitas de Final Fantasy se contorcerem de dor e chorarem compulsivamente... e sinto-me muito bem com isso...

Mas falando sério, não sei porque gosto tanto de Garnet. A história da “princesa isolada do mundo que foge de seu castelo para poder viver mil aventuras” é um bocado batida, mas sei lá, funciona muito bem pra ela.

E eu pessoalmente a considero a protagonista da história. Tudo bem que controlamos Zidane a maior parte do game, mas ele deixa de ser interessante pela metade do segundo disco, quando seu desenvolvimento para no nível “eu sou um cara legal que a todos ajuda sem nunca questionar.”

Garnet começa como uma princesa curiosa com o mundo exterior, evolui para uma garota mais dependente mas ainda não totalmente amadurecida e cresce até o momento que ela aceita a responsabilidade de tomar o lugar de sua mãe como regente de Alexandria.

E ela é a responsável por algumas das cenas mais causadoras de nós na garganta de FF IX, como nos últimos momentos de vida da Rainha Brahne, vilã por grande parte da história. É difícil não se emocionar ao ver a menina ajoelhada ao lado da mãe, aproveitando seus últimos minutos com ela, sabendo que nada pode fazer pra salvá-la.

Apesar de ter uma belíssima retaguarda (algo sobre o qual já falei antes), ela não é sexualizada em momento algum do game. Sejamos francos, muitos de nós só mantinham Tifa na equipe em FF VII para vê-la saltar e chacoalhar aqueles peitos gigantescos ao final das batalhas.

E ela tem uma reação bastante realista quando se reencontra com Zidane no final do game. Lembram? Como ela o abraça, depois bate nele por ele tê-la feito acreditar que tinha morrido?

Pois é!

Lightning, você é linda... mas nunca chegará aos pés de Garnet em termos de doçura.

...

Vanille ultrapassou essa doçura e causou diabetes.



E a garota mais adorável de todos os tempos nos games é: Nanako Dojima – Persona 4

Sim, eu joguei sujo ao colocar Nanako na lista, mas é impossível jogar Persona 4 e não se apaixonar por ela.

No game, o protagonista vai morar com seu tio viúvo, pai de Nanako. Como é um detetive da polícia, ele passa a maior parte de seu tempo no trabalho e não dá atenção suficiente a pimpolha, que ficou introspectiva e tímida por causa disso.

E ainda tem mais, com sete aninhos Nanako cuida de todo serviço de casa sozinha, pois se dependesse de seu pai, os dois morariam em uma pilha de lixo e almoçariam ratos todos os dias.

Eventualmente, o protagonista pode se aproximar dela e seu grupo de amigos a “adota” como a caçula da turma. E você e sua galera podem passar várias tardes com ela, passeando, comendo melancia, ou simplesmente a ajudando com os deveres de casa.

E perto do fim do jogo... bom, não dá pra não ficar de coração partido ao ver o que acontece a ela nas horas finais de Persona 4.

Acho que o que a torna tão especial é que ela se comporta como uma criança de verdade. Nanako não é uma pirralha prodígio, com habilidades dedutivas maiores que as do Batman e capacidade de improvisação melhor que a do MacGuyver. Ela é uma menina normal, que assiste televisão demais, porque seu pai não lhe dá atenção e que parece descobrir um mundo novo quando seu primo mais velho passa a ser a companhia que tanto lhe fazia falta.

É difícil falar de Nanako sem contar pontos chaves do game, então faça um favor a si mesmo e jogue Persona 4. É uma das melhores experiências que seu Playstation 2 pode proporcionar e eu garanto que até o fim do game você terá um xodó irreversível por Nanako e vai querer adotar uma menina.

EU GARANTO!!!

Menções Honrosas:



Aika – Skies of Arcadia

Aika é espevitada, feliz, ruivinha, de tranças e a melhor amiga do herói do game. Ela tem todas as características para fazer parte da lista, o que só não aconteceu por ela ter ficado em 11º Lugar.

Lamento, Aika.



Roll – Megaman

Admito, Roll é uma gracinha, mas sejamos francos, ela nunca fez nada de remotamente útil em toda franquia.

Sua participação de maior destaque foi tombar com a gripe H1N1 em Megaman 10, e quando seu momento de grandeza se resume a pegar um vírus, você é um perdedor do nível de Charlie Brown.



Taokaka – BlazBlue

Taokaka é engraçadinha... de certa forma. Mas acredito que já tivemos meninas gato o suficiente pra um artigo só.



Aerith – Final Fantasy VII

Aerith PARECE adorável, mas é manhosa, mimada e chata.

Em Crisis Core ela faz Zack construir uma carroça para ela vender suas flores, o faz de burro de carga, carregando o treco de um lado pro outro e ainda reclama que o trabalho de seu namorado não ficou bonito o bastante.

De repente, não lamento mais quando Sephiroth a empala ao fim do primeiro CD.



Harle – Chrono Cross

Não fique tão surpreso, você sabe o que sinto por palhacinhas. Lembre-se que a Arlequina me encanta.

Harle só não entrou pra lista principal porque mesmo após terminar Chrono Cross dez vezes, eu ainda não entendi qual é a dela. Digo... ela é o dragão da Lua e está atrás da Frozen Flame... ou algo assim... certo?

...

Se Chrono Cross não tivesse causado embolias em tanta gente, acho que teríamos recebido uma continuação.



Kula – King of Fighters

Kula é engraçadinha, patina por todo lugar e tá sempre chupando pirulito, como se tivesse sete anos.

Infelizmente, King of Fighters deixou de ser legal quando a década de 1990 acabou.



Son Son – Son Son/Marvel VS Capcom 2

Por muito pouco... MUITO POUCO MESMO, Son Son não entrou na lista principal.

Digo, uma menina macaquinha? Mas que coisa mais adorável! Não tenho nem palavras para descrever!!!

Então, me lembro que o game de onde ela originalmente veio é uma das coisas mais difíceis de todos os tempos. Provavelmente foi programado por Satã e finalizado por Belzebú, para destruir a infância das crianças e fazer com que se tornem emos e soldados das trevas.

Ou então a Capcom simplesmente o fez difícil para arrancar fichas da gurizada, sei lá. Ambas as explicações são plausíveis pra mim.



Cereza – Bayonetta

Cereza parece uma menininha bastante comum, com seus óculos grandes demais para seu rosto, seu gatinho de pelúcia encardido (quem tem criança em casa pode confirmar, elas sempre gostam do brinquedo mais sujo) e seu sotaque britânico, que é especialmente adorável em uma menininha.

O único problema é que... *SPOILERS A FRENTE!!! SPOILERS* ...ela cresceu e se tornou a Bayonetta.

É difícil achar uma menina adorável quando sabemos que ela vai se tornar uma quase-atriz-pornô depois de adulta.



Little Sisters – Bioshock

Ahhhh, elas são muito fofinhas!

Você está naquela cidade submarina devastada, então adota uma dessas fofuras e a carrega no ombro pelo cenário, como todo pai orgulhoso!

Então, você a coloca no chão, quando ela começa a... sugar a essência líquida de um cadáver... e a bebe diretamente do compartimento em forma de mamadeira presente em sua... seringa enorme...

...

...

...

Mesmo assim, não consigo deixar de achá-las adoráveis.

Eu tenho problemas, eu sei.

Enfim, por hoje é só. Sabem onde deixar os elogios, críticas, declarações de amor ou de ódio.

E antes de ir, quero deixar um aviso: semana que vem talvez não haja atualização, porque vou levar meu PC para o conserto. Ele está a um passo da fusão nuclear, então é bom encontrar um técnico antes que seja tarde.

Deixarei atualizações prontas para o blog de games e para o outro blog, mas não sei se conseguirei completar uma a tempo para este. Assim sendo, não chorem por mim, eu voltarei antes que se dêem conta.

Vou aproveitar a semana sem PC pra tirar umas férias, porque Primus sabe que ando precisando.

E é isso.

Cheers!!!

53 comentários:

Jack, The Ripper disse...

UHU!

Primeira vez que sou o primeiro a comentar nesse blog, depois volto para falar sobre o post.

Pedroca disse...

Eba novo post :D
2º?

Agronopolos disse...

SECOND!!!!
Mas acho que a AERITH deveria estar no top 10

vD disse...

Megaman Legends foi meu primeiro jogo de PS1. E não, não moro no Alaska e nem no Katmandú.

Mas eu não suponho que o Mega seja um humano nele... Digo, ele ainda tem o corpo biônico para colocar várias armas diferentes no lugar dos braços.

E colocar a Nanako é MUITA sacanagem. Eu morro de dó de mudar o canal que ela tá vendo mó compenetrada só pra ver a previsão do tempo.

Pedroca disse...

A Bayonetta é tenso =/
*Correndo pros outros dois blogs*

Paulo_HT disse...

bah, uma atualização logo na véspera de uma prova de cálculo..
olhei só as figuras, lerei amanhã.

Wallace, o que te agradou mais na E3 desse ano?

matheus disse...

Legal.Mas na minha opinião a Zelda merecia estar no top.

Thyago disse...

HEY, eu joguei a série legends, OS DOIS!
eles sao a prova q um megaman em 3D podia dar certo... se os macacos nao tivessem tido a BELISSIMA ideia de deixar no R2 e L2 o controle da camera.

quanto a lista, no geral, eu gostei. e dá pra gente ter um envolvimento com a Tali SIM. Pow, dá até pra dar um arrochas nela!

GuilhermeKinni disse...

10 - Amer, eu joguei Breath of Fire II e não se preocupe, você não está sozinho!!

9 - Cecile, eu me lembro muito bem dela.

8 - Concordo plenamente.

7 - Eu joguei esse jogo Amer!! E sempre uso ela no Marvel Vs Capcom!

6 - Nunca joguei esse, pena.

5 - Ela só precisa faltar a escola no dia da checagem física.

4 - Eu também gosto de garotas com martelos, e também não consigo explicar porque.

3 - Meh, não jogo muito Darkstalkers.

2 - Agora é oficial, eu preciso jogar Mass Effect.

1 - Sem mencionar que é ela que finalmente consegue fazer o Zidane voltar a si, sob o som de You Are Not Alone, eu fico com lágrimas nos olhos só de lembrar.

Nanako - Sim, Amer. Foi trapaça, mas não importa, já que é a Nanako!!! Quando eu vi essa lista eu pensei nela, simplesmente adorável.

E não se preocupe(falei isso de novo), achar as little sisters adoráveis é algo perfeitamente natural, ou pelo menos uma anormalidade comum, eu conheço muita gente que concorda, incluindo eu. E simplesmente não consigo acreditar que existam pessoas cruéis o bastante para matá-las.

Ótimo post.

Scariel disse...

Boa, Amer, gostei do tema.
Nanako foi apelação sim, mas eu não ligo. xD
Só de olhar a ilustração dela eu lembrei dos momentos incrivéis do jogo.
Talvez seja spoiler,então....

O Megaman Legends 1 eu nunca joguei,mas o 2 eu fui até o final,e o Megaman não é humano,ele é um alien, e foi a Roll que deu esse nome pra ele...

Avalanche(Lance) disse...

5º Lugar: Akira Kazama

Fico com essa...até pq é a primeira da lista que eu reconheci XD


E também porque no secundário chamavam o irmão dela de Cassali em minha homenagem!
*__*

Sakashima, O Impostor disse...

Simplesmente foda. Adorei. Posts como esse são legais, espero por mais!. E Amer, qualquer dia comenta Bioshock 2 no seu gameblog. Sucesso :D

Avalanche(Lance) disse...

Achei 244 imagens hentais da Katt... na primeira busca que fiz O.o

Jack, The Ripper disse...

Demorei mas voltei como havia dito no primeiro comentário. Bom, a verdade é que após ler o texto (que por sinal, estava excelente) me deu uma preguiça de postar um simples comentário.

10 - E não, não joguei “Breats of Fire 2”, portanto eu sou “uma bicha, sem bom gosto e chocolatante, que merece ser estuprada pelo Belo Ursinho Fritz quando estiver jogando Call of Duty”. Sorte que eu não jogo Call of Duty. XD

09 – Putz, eu também não joguei “Suikoden III”!

08 – Pelo menos Guilty Gear eu já joguei, mas só uma vez... Na casa de um amigo... Entupido de álcool... Com um controle estragado... Ok, quem eu quero enganar, eu visitei um amigo que tinha “Guilty Gear”, mas nem toquei no jogo, sou mais de Street Fighter.

07 – Concordo plenamente, pelo menos Megaman Legends eu já joguei.

06 – Phantasy Star IV foi o único Fantasy Star que eu pus as mãos, concordo também.

05 - Concordo plenamente, apesar de não ser lá o maior fã de Rival Schools.

04 – Amy Rose é simplesmente uma personagem clássica! E Sonic não é gay! Nem pedófilo! Cara, isso mudou minha vida (como assim Sonic comeu a Sally na série animada?).

03 – Blargh, essa posição me lembrou de uma cosplay gorda vestida desta personagem que eu achei acidentalmente na internet!


02 – Nunca joguei Mass Efect, meu computador não é potente o suficiente para rodar o jogo e eu tenho um PS3, não um 360.

01 – Concordo apesar de ser mais da Aerith.

Nakako – Ainda não joguei Persona 4, na verdade iria comprá-lo mês que vem, essa garota me parece mais um motivo para mim obter o jogo.

Alias, desculpe-me pelo comentário gigante que ninguém irá ler.

Amer H disse...

Não dá pra namorar a Tali se seu personagem for mulher. Como eu jogo com uma ruiva durona... é.

Sakashima, O Impostor disse...

Ah, eu não conheço quase ninguém da lista oficial, infelizmente só a Felicia. E cara, os seres humanos seriam meio idiotas de não "gostarem" de uma raça de peitudas seminuas com roupas de gatas que só querem te ver feliz.

E adorei as menções honrosas a Taokaka e Little Sisters. Vo jogar Persona 4 depois desse post!

evil monkey disse...

Eu também amo as little sisters, quando eu faço um upgrade na minha arma e elas dizem 'big daddy, i've liked your new toy" meu coração quase derrete.

E mais uma coisa.

Buááááááááááááááá, eu quero jogar mass efect, bioware, porque você fica me torturando?

Porque você não lança mass efect pra ps3?

Porra, kojima vai lançar mgs rising pra 360 e eu não estou reclamando!

É bom que você lance um rpg de ação para ps3 logo!

Eu não me aguento só com Dragon Age.

Matt Harrison disse...

AAAAAH!!! AMER JÁ JOGOU MEGAMAN LEGENDS!!! REVIEW, AGORA!!!

Tá, terminei o surto.

Nem terminei de ler, quando vi que falava do Legends tive que vir fazer um comentário.

Já joguei pelo menos alguns exemplares de todas as séries do MegaMan até hoje, e digo sem medo que a série Legends é a minha preferida, e de longe.

Pena que os fanboys do robô azul sejam todos uma bichinhas e fiquem com esse "mimimi não é plataforma mimimi quero plataforma mimimi coma meu cu".

Legends é fantástico! Uma continuação deveria ser feita para a atual geração, sem dúvidas.

Ah, e, Amer...

Por favor, faça uma review de um dos dois Legends! D:

Dark_Yamatoman disse...

Enche meu coração de alegria ver a Tron na lista ='D
E eu acredito que o Rock da série Legends seja humano também... No inicio do 2 pelo menos ele aparece de avental sem a armadura :P

Mas poxa, acho que devia ter incluido a Lei-Lei, pelo menos como menção honrosa ;)

lilycarroll disse...

Meressidissimo o primeiro lugar para a Garnet!

E não se sinta mal...tb acho as Little Sisters umas fofas S2

ANDF disse...

A RIKA me lembrou de uma cosplayer chamada de GAROTA-PIKACHU. Seria coincidência?
Postou um desenho da AMY (SONIC) com peitinhos, hein? E daí? Todos viram que a SALLY ACORN não usa roupas e a BUNNY (ambas do desenho) veste "blusinha sem alças". Né?
E quem não gosta da FELICIA? Compete com a "sugadora de almas" da MORRIGAN!!!
MIaaaaaauuuu!!!!! XD

Paradiddle disse...

Haushuas!! Aquele humor de sempre, hein cara! Parabéns de novo!

Pegou pesado com BoF II, Amer. Muita gente já jogou esse aí sim. Eu tenho pena (e ódio) é do 5...
Pra ser sincero, faz tempo que não toco nele e esse post me deu vontade de tentar mais uma vez. Alguém sabe se a versão GBA é melhor que a SNES?

Cecile... Suikoden 3 está na minha lista de "vou jogar em breve". Bem... Estava, pois ouvi falar que nenhum Suikoden de PS2 presta. Se alguém puder confirmar pra mim também eu fico agradecido, pois não quero apagar a ótima impressão que a geração PsOne me deixou!

Apesar de ser Megafã do Megaman (nooossss...), e obsecado por RPGs, nunca consegui terminar os Legends. Não, fiquei com os intermináveis Battle Network...
Aliás, já ouvi falar que alguns Servbots já tentaram "encaixar o Lego" com ela uma vez... Será verdade?

...Entendeu? Servbots... LEGO!! HAUHSUAHSUAHSASA!!

...Tá bom, parei. E na próxima da lista, o Amer me pegou: Phantasy Star 4 nunca joguei, peguei a droga da geração online. Deve ser pro MEGA esse aí, não?

Herói que paga de descolado, mas na hora foge de uma ouriça que já está no papo... Ou a Amy tem AIDS, ou o SONIC É GAY. Me desculpem mas não há outra teoria plausível. Não.

A Aeris que se foda, pretendo conhecer Nanako em breve (falando em Persona tem aquela guria de cabelo azul do 3), e Skies of Arcadia é o que chamo de perdido no tempo: O ÚNICO JOGO que morro de vontade de jogar mas acho que nunca terei a chance... Poxa vida, que lista!

Desculpem o post enorme, fiquei empolgado. E ótimo texto, mais uma vez! Fui!

Ramsés disse...

Porque diabo a Athena do KOF não entrou nessa lista???

JO NO CREO!!!!!

ATHENAAA T___T

Ramsés disse...

Falto tambem a Nanami do Suikoden...

Ah Nanami... eu sinto a sua falta...

Amer H. disse...

A Athena apareceu em tantos Hentais que perdeu a credibilidade de fofura comigo.

E a Nanami, pensei em colocá-la na lista, mas preferi a Cecile no fim das contas. A carinha de choque que ela faz quando conhece o Thomas e pensa que ele é um invasor é uma das coisas mais adoráveis que já ví.

Rafael disse...

Bayonetta é diva meio travesti

Nanda disse...

Tb acho que alguma das menininhas do Zelda deveriam aparecer!! São muito fofinhas!

Adorei o 1º lugar! Concordo com vc! Mas a Vanille também merecia, vai..

Mas não gostei desse comentário:
"Sabia que caso o dono morra dentro de casa, o gato devora o que puder dele antes que seu corpo esfrie"
Que absurdo isso que vc disse!!! hahahahaha!
Sabia que caso o dono morra, o gato pode morrer junto, ou até ir morar no cemitério (no tumulo do dono), sendo que gatos são extremamente territorialistas?
Muito feio, halley!

Beijo! =*

Marcelo disse...

também joguei breath of fire II, aliás foi meu primeiro rpg. Lógico, com 13 anos minha noção de inglês não era suficiente para proveitar a história, mas enfim...
e Cade a Iris, de Megaman X4?

Ciro "Kite" disse...

Mto bom, Amer.
E vc não está sozinho! Eu tb ja joguei o megaman legends. Zerei aquele jogo + de 30 vezes no meu N64 /o/.
E vc me lembrou q tenho q terminar o Persona 4 ainda, thx. o/

juliodc disse...

Salve Anamer, tenho uma pergunta cabeluda pra te fazer.
Já notou o quanto os roteiros de game de FC atuais puxam referências de Starcontrol (o 2 principalmente)? Essa mulher do Mass Effect tem uma história idêntica à dos humanos e dos Androsynth do jogo. Interessante não... Err, só queria compartilhar isso alguém e saber o que ele acha, e já que não conheço ninguém que jogou Starcontrol será que você saberia?

▬ Riki-Oh disse...

Jogo com a Amy em todos os jogos do Sonic no qual é possível jogar com ela. Claro que o Sonic tá uma merda de uns tempos pra cá, mas sempre acho legal jogar com ela.

A Akira sempre me lembra a frase "Good for health, Bad for education", o que me faz gostar dela ainda mais.

E bem... A Nanako é tão adorável que ela criou um nível de fofura exclusivo. {?}

A Tron Bonne é uma personagem muito apelona. Era só isso que sabia dela. ._.'

As Little Sisters são legais.

E...

É impressão minha ou boa parte das pessoas estão dedicando grandes comentários falando de cada personagem separadamente? ._.

Amer H. disse...

A Bones falou isso dos gatos, Nanda.

E a Bones sabe o que diz!

...

...

...

...


SEMPRE!!!

André disse...

É por isso que gosto de gatos
eles nunca fingem que são bonzinhos
eles não estão nem aí para você
e eles podem, realmente, te comer quando você morrer.
Mas felinos são tão absurdamente fodas e fofos ao mesmo tempo que nada disso importa! =D
*É, eu tenho uma gata*
E Amer! Legends não é uma série paralela
e o Rock não é exatamente humano. É uma história longa e eu não a sei em detalhes, mas.
Gostei muito da lista =D

Questão disse...

Só pra constar, o Megaman Volnutt do Megaman Legends não é humano. Ele é um Purifier Unit, criado pelo próprio Master, um dos humanos originais. Isso fica explicado no Megaman Legends 2.

E pra quem pediu confirmação sobre os Suikoden de PS2... bem, o V é legalzinho, e é bem legal por explicar a história de alguns personagens e outras coisas que ocorrem no Suikoden I e II, justamente por se passar algum tempo antes dos dois.

E sim, eu sou uma das três pessoas do mundo que jogou Megaman Legends I e II. :P

Rodrigo disse...

Hey there, depois eu volto pra fazer um comentario decente, e pra vc não dizer que eu nunca fiz nada de util,, olha aki um link com imagens hentai da Katt:

http://www.aerisdies.com/html/lb/alb_105_1.html

Bom proveito! xP

Rodrigo disse...

Como eu prometi vou falar agora sobre... OH MEU DEUS NANAKO!!!!!! EU ADORO A NANAKOOOOOOOO!!!!! NÃO TEME SCOLHA MELHOR PAA O PRIMEIRO LUGAR! Eu também joguei Legends... Adoro a Garnet... Felicia é uma gata, literalmente... E passei grande parte da minha vida me matando de jogar Rival Schools... Mas o ponto top mesmo... foi a Nanako! Bem eu só fiz um final no jogo... não sei tive saco pra ver o outro, e não vou dar spoiler, mas eu fiquem sabendo... NANAKO É DEMAIS!

Vagabundo da Lei disse...

Artigo foda Amer, embora só conheça a "namorada do Sonic".

Sobre a enquete, achei a E3 uma porcaria, Kinect e Move estragaram tudo q era pra ser foda.

Malditos sejam.

jairo_bilaa disse...

Faço parte dos 2 que jogarao breath of fire II mas não achei a katt nem um pouco adoravel so pelo fato de ela ser avisada q pode ser asasinada e achar que e uma estrategia para você vencer a luta

Uris disse...

Muito Bom Amer...

AH, e só pra constar:

EU JOGUEI BoF 2 E MEGAMAN LEGENDS!!!!

matheus disse...

Caraca! Eu achei que era o único que achava a Cecile uma graça!

Era adorável quando o grupo do Geddoe chegava pela primeira vez no castelo e ela se armava(como se ela pudesse fazer algo a respeito...) e dizia: "Evildoers!"

Adorável!

E... eu também joguei Legends, e pelo que eu entendi, é normal no mundo do jogo humanos trocarem suas partes humanas por robôs, então eles não seriam humanos, nem robôs... eu acho.

E Nanako é demais. Mais do que merecido ela estar no primeiro lugar.

GuilhermeKinni disse...

É Amer, parece que mais pessoas jogaram Breath of Fire II e Megaman Legends do que você esperava.

pseudo-autor disse...

Vi seus posts antigos e virei visitante fixo desse blog aqui. Seus textos ácidos ganharam mais um fã.

Cultura? O lugar é aqui:
http://culturaexmachina.blogspot.com

Edson disse...

Na revista Superinteressante desse mês há um artigo chamado "A falsa ciência que criminaliza o videogame". O artigo rebate algumas das principais acusações feitas à indústria dos games e aos próprios gamers.

O Amer já defende essa bandeira há muitos anos e parece que finalmente as pessoas estão começando a ter consciência de que jogar videogame não é pecado. =P

Johnny Von Arthoneceron disse...

Hey Amer, não é nop Crisis Core que Aerith trata o Zack como burro de carga?

Até onde eu me lembro, Aerith e Zack já estão mortos no filme.

Nisnast disse...

amer tem um jogo,malice q tem uma ruiva com um martelo gigante ._.

Reuel Lima disse...

Por mais que eu não goste de Final Fantasy IX, tenho que dar o braço a torcer, a Garnet é realmente muito bonitinha! Bem melhor que a Tifa "WoreHeart", e a Aerith é mesmo muito mimada...

Mas cadê a Rinoa do FFVIII? Ela tbm é adorável!

Fora isso, seu top 10 está perfeito

Gregory Zanon - The Crow disse...

amador:

http://rule34-images.paheal.net/0d3a656b5f5af5ea7fed3ce733fb6531/25717%20-%20Breath_of_Fire_II%20Katt.jpg

jαnα muller disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jαnα muller disse...

Tô lendo o blog todo de uma vez, por isso o comentário fora de época :)

De qualquer jeito, concordo com a maior parte de lista. Mas simplesmente não concordo com o fato de Aerith ter sido repudiada OAISAOISOAIS
Pra mim ela é a representação do "adorável" e nunca me conformei com a sua morte.Tanto que ainda me dá uma dor no coração quando ouço a música tema dela tocar ;x

[F][I][T][A] disse...

Pô, a Rika não é só inspirada na Nei, ela é a Nei. O desenhista dos personagens dos dois jogos é o mesmo e o intuito dele era colocar a Nei no Phantasy Star IV, mas como os demais membros do time de desenvolvedores rejeitaram a idéia, ele pintou a ponta das orelhas dela de preto e falou que era um novo personagem.

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

já joguei BOF 2 Amer, então o ursinho Fritz não vai me pegar. e eu acho a Katty adorável e bem gostosinha.

infelizmente nunca joguei suikoden 2

e a Dizzy tem apenas 3 anos? tô lascado, eu pensei um monte de pensamentos impuros enquanto jogava contra ela.vou ser preso com certeza -__-

nunca joguei megaman 64/legends então não posso falar da tron. e curto muito Phantasy Star e essa Rika é bem legal, mas a Alis estará sempre no meu coração.

num gosto da Amy e a Felicia é uma graçinha.^__^

e que bom você curtir a Kira do jogo Rival Schools, antes mesmo de achar a May um tesão, a Aya Brea um sonho de consumo,ou achar a Jill Valentine bonitinha, para mim a Kira foi a primeira garota virtual que me apaixonei.(no bom sentido,claro) ela é durona nas lutas e sabe ser carinhosa longe delas. adoro ela demais.

e a Aeris....MORRRA DESGRAÇADA!!! HUAHAUAHAUHAUAHAUH!!!!

juubi o primeiro de dez disse...

Pensamentos não matam....Ainda. Pode me acusar de perverso, não pedófilo.

E como ter atração por uma pessoa, ahn, ahn, ahn, retar.....com um nível de raciocinio abaixo da sua idade, é isso!

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

Juubi, se esse comentário abaixo foi sobre minha pessoa, devido a Aeris, lhe digo:

pare de ser um Fan-boy putinha da Aeris. é de tipinhos Otaku como você que não consigo apreciar o FFVII, ninguém gosta desse tipo de fã...

mas se não foi sobre mim o que você escreveu, ignore o que eu falei aqui...é isso