quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Crítica do Amer: Neo Geo Battle Coliseum


No review passado, falei de Capcom Fighting Evolution, uma das piores coisas já fabricadas pela Capcom, que simplesmente copiou e colou personagens de diversas de suas franquias em um jogo mequetrefe que só um otaku poderia gostar.

Curiosamente, ela não foi a única empresa a ter esta idéia. A SNK fez o mesmo.

Verdade seja dita, a SNK faz jogos de luta "copy - paste" desde 1994, quando lançou o primeiro King of Fighters. Em outras palavras, ela tem muito mais experiência em reciclar novos personagens do que sua rival.

E é por isso que Neo Geo Battle Coliseum não é uma tragédia como Capcom Fighting Evolution.

Não que seja uma obra de arte, mas com certeza é muito mais divertido que a opção da Capcom. E muito mais bem acabado também.

Mas não quero divagar muito hoje. Assim sendo, vamos ao jogo.


A história do game nos conta que um homem MAU, quer dominar o universo Neo Geo e que todos estão em perigo por causa disso!


...

Sim, ele não quer meramente dominar o mundo ou o universo, ele quer dominar o universo NEO GEO!!! Ele quer escravizar Terry Bogard, Blue Mary, Haohmaru e aqueles caras de Burning Fight, entre outras pessoas.

E para isso, ele criou um clone do Orochi: Mizuchi.

Mas nada temam, as forças do bem despacharam seus melhores agentes: Yuki e Ai, que com seus super-ultra-poderes baseados no universo de Neo Geo, combaterão o mal e não descansarão até que estejamos todos salvos!!!

HOORAY!!!

...

E Iori Yagami, Geese Howard, Marco Rosso e mais uma galera de gente aleatória entraram na história por que não tem absolutamente nada melhor para fazer com seu tempo, exceto saírem por aí porradeando gente estranha.

Pois é...

Sim, o enredo deste game foi escrito por um orangotango.

Provavelmente retardado.

...

E alcóolatra.

Mas sejamos francos, ninguém joga um título destes por seu enredo. A graça mesmo está na grande salada de personagens que estão a nossa disposição e neste aspecto, NGBC não decepciona.

O elenco conta com alguns dos personagens mais populares da SNK, como Iori Yagami e Ryo Sakazaki. Muita gente pode reclamar com a frase "mas sempre são os mesmos", mas pode ter certeza que tais indivíduos reclamariam como fãs bichinhas da Marvel caso os ditos personagens não estivessem disponíveis.

NGBC não traz apenas personagens clássicos, como também usa alguns que nunca tomaram parte na série King of Fighters, como Washizuka de Last Blade, Haohmaru de Samurai Shodown e Hanzo e Fumma de World Heroes.

Qualquer jogo que me permita colocar lutadores de Samurai Shodown brigando com o povo de World Heroes já merece meu respeito.

Sem contar que outros membros do elenco nunca sequer tomaram parte em jogos de luta nesse estilo, como Marco Rosso de Metal Slug ou Cyber Woo, de King of the Monsters.

Aparentemente, a SNK fez este game como um belo brinde para os fãs de longa data de jogos da empresa. O fator fan service aqui é enorme e funciona como uma das principais alavancas do game, o que merece um belo "joinha" na minha opinião.

Os protagonistas, Yuki e Ai? Estão lá, no meio dessa galera, quietinhos e sem chamar muito a atenção.
A SNK sabia que se tentasse empurrar dois personagens novos (claramente criados para agradar aos cosplayers) goela abaixo do público, haveria revolta nas ruas. Assim sendo, deu aos jogadores a opções de usá-los, mas não tentou fazê-los brilhar mais que os personagens clássicos que todos amamos.

Uma sábia decisão.

Odeio aquela maldita Ingrid...


O jogo não é um espanto visual. A SNK é conhecida por reciclar sua velha placa de arcade por mais tempo do que deveria ter feito e não é diferente aqui.


Embora NGBC não seja um game feio, ele é datado. O visual não é muito diferente do que vimos em King of Fighters ou outros jogos da empresa nos últimos 15 anos, algo que pode servir para atrair um público que não curta mudanças, mas que não fará muito para atrair novos jogadores.

Mas considerando que o jogo é puramente nostálgico e claramente voltado para o público mais velho, os gráficos velhuscos até que funcionam bem.

Claro, eu pessoalmente gostaria de ter visto uma revolução no visual, no mesmo estilo que a Capcom fez com Street Fighter III, mas se a SNK não optou por isso, eu também não vou perder noites de sono pensando no caso.

O audio não ajuda, tampouco atrapalha. Os efeitos sonoros são os mesmos de sempre, com os bons e velhos sons de impacto, ataques especiais e gritos de "Power Geyser" e "Haoh Shokouken" que nos acostumamos a ouvir desde que nos conhecemos por gente.

Você sabe, quando jogavamos Fatal Fury e Art of Fighting nos fliperamas (e locadoras com play game) e repetíamos para nós mesmos depois "O que mais falta inventar?"

Sim, bons tempos que sonhavamos em ter um Neo Geo em casa...

A trilha sonora não vai fazê-lo querer enfiar uma furadeira Black & Decker nos ouvidos, mas é tremendamente insípida para um game da SNK.

Considerando que é a empresa que fez algumas das trilhas sonoras mais inspiradas de todos os tempos (usar Jazz como o tema de Iori Yagami foi uma das melhores idéias desde a criação o pão de forma), os temas de NGBC deixam um bocado a desejar.


O controle é ótimo, não há do que reclamar.


É muito fácil usar ataques simples, especiais e Danger Moves, o que já é de se esperar, considerando toda a experiência que a SNK tem com games de luta.

Verdade seja dita, o controle do Ps2 ajuda muito. Joguei NGBC com controle arcade (em um evento de anime que me arrependo de ter ido) e não obtive a mesma fluidez de controle que o joystick do Ps2 me proporcionou.

Claro, sou bastante inexperiente com controles estilo arcade e os mesmos geralmente estão um bocado danificados, pois as pessoas que costumam usá-los acreditam que colocando todo seu peso corporal sobre o manche ele irá responder melhor, então, é possível que estes dois fatores tenham pesado em minha avaliação.

De qualquer forma, se você só puder jogar a versão de Ps2, não precisa se preocupar com resposta de controles nem em dificuldade para executar especiais. Com algumas horas de jogo, você estará soltando Raising Storms como se fizesse isso desde que nasceu.


Ok, eu sei que o review de hoje foi meio curto, mas este é um game de luta 2D feito para agradar velhos ranzinzas e que não traz praticamente nada de novo. Não há como esticar o assunto, a menos que eu comece a enrolar e falar de temas totalmente desconexos.


E é exatamente o que eu farei agora!

Você acha que a atual crise econômica vai durar muito mais?

1) Sim
2) Não
3) Eu chutaria o Bon Jovi bem no saco se pudesse.

Deixem suas respostas nos comentários.

Cheers!!!

22 comentários:

Bruno disse...

Nossa, tem o Marco do Metal Slug.

Slug Metal.

Fántastico, eu vou jogar agora mesmo.

PS: É eu amo Metal Slug e não vejo a hora de VOCÊ fazer um review dele.

E sobre a enquete, ah sei lá, tanto faz pra mim.

DukeGod disse...

don corleone bless me!esse jogo é otimo eu tenho que arranjar esse DVD.
ei amer que tal fazer um review de algum dos jogos da serie Warriors?(Dynasty,Samurai ou Orochi),diabos eles contam a historia dos tres reinos de uma forma trocentas vezes melhor que o Romance of Three Kingdoms(maldita sequencia ONZIMA!!!I HATE THOSE MENUS)

quanto a enquete
Eu queria esfaquear a Ingrid na cabeça enquanto dava ums malhos na Sherrie.Ou algo assim

EI VOCE MUDOU A ENQUETE!!!!

Amer H disse...

Sim mudei a enquete.

Eu sou um menino mal!!!

Quanto a escrever sobre a série Dynasty Warriors, não prometo nada.

É que eu odeio essa franquia.

Alexandre Arthur disse...

wow, acertei sobre o jogo de hj...

eu achei esse jogo muito foda. Aliás é o único jogo de luta da snk q eu realmente gosto, junto com garou (yeah, eu não curto kof e nem art of fighting).

Enquanto aquele crossover meia boca da snk com a capcom, o svc chaos. Existe previsão de algum review dele?

Amer H. disse...

Por enquanto não.

Frodo Dylon disse...

Bom, deve ser pq eu nao sou um fã de jogos de luta 2D mas eu achei esse jogo é bem "miojo sem tempero"

Divertido sim, mas faltou um tchan!

Pelo menos não tem a Ingrid (graças a vc Amer, agora eu sei o nome dela)

Se fizer um top 10 piores lutadores de jogos 2d, Ingrid estaria no topo, apesar do Andore chegar bem perto...

Cajun explosion disse...

Deu vontade de jogar pelo Marco...
Acho que os jogos da SNK são médios - excluindo-se Samurai Shodown e KoF. Ainda quero jogar Last Blade e outras versões de World Heroes que, salvo engano eu joguei há muitos anos no SNES (corrijam-me se estiver errado).

Amer, vc já jogou Earthbound do SNES? Fui pegar pra jogar e até que achei interessante. O q vc acha dele?

Quanto à enquete, quero arrancar o saco do Bon Jovi e enfiar goela abaixo pra ver se ele nos abençoa com o fim da carreira.

Marcelo disse...

E sobre o jogo... mais do mesmo... e me dá vontade de novo de jogar... heheheh

Amer, uma sugestão de review... Killzone, para PSP, no PS2 ele é mais um jogo de tiro em primeira pessoa, mas no PSP, devido as severas críticas que o console recebe sobre games do estilo, resolveram inovar, e na minha opinião, fizeram um dos melhores jogos de guerra que eu já joguei...

Agora outra sugestão: s não quiser fazer o review, pelo menos conheça o jogo, porque é realmente muito bom, e inovador o estilo, eu adoraria ver mais games assim, sendo que mesmo sendo uma franquia relativamente nova, quando jogo este game me lembro a minh ainfancia... nos tempos em que eu brincava de Comandos em Ação no quintal de casa...

David disse...

Esse estilo de jogo da SNK me agrada muito, acho bem fluído.
Porém mudanças são bem-vindas, mas com muito cuidado para não fazerem besteira.

Alternatia (3)

abraços

Amer H. disse...

Frodo, você nunca mais fale contra o Andoré por aqui.

Isso é uma blasfêmia que você nem imagina.

Alexandre Arthur disse...

Porra, o hugo andore era foda no sf 3. quase tão bom quanto o alex...

Frodo Dylon disse...

Sei lá, acho ele sei lá... =P

posso falar do twelve então?

Frodo Dylon disse...

Pergunta inutil:

alguem aqui gosta da karin (SF zero 3)? eu gostava tanto de jogar com ela... (apesar dos golpes dela não tirarem absolutamente nada de dano

Alexandre Arthur disse...

eu gostava bastante dela tb, pena que ficou tão restrita ao alpha 3, mas a minha personagem mulher preferida da série alpha sempre foi a r. mika

e sim, o twelve é uma merda

Paulo_HT disse...

nunca cheguei a jogar esse jogo mas na minha opinião, se vc já jogou um jogo de luta 2D da SNK, já jogou todos..

e esse KoF '98 que lançaram recentemente pro ps2, tem algo novo?

Alexandre Arthur disse...

adicionaram algumas coisas no ultimate match e melhoraram outras:

01) Novos personagens: Geese Howard, Wolfgang Krauser, Mr.Big, Eiji Kisaragi, Kasumi Todoh, Orochi Iori e Orochi Leona.

02) Há 2 espaços ao lado de Rugal, cujo são personagens secretos, eles são Orochi e Goenitz;

04) Novos cenários em 3-D, incluindo o cenário do Boss Team '96 completamente refeito.

05) Novos especiais, DMs e SDMs para os personagens;

06) Novos gráficos para a barra de life, power, tela de seleção, "Winner", "KO!", etc;

07) Escolha de "grooves": Advanced, Extra e Ultimate;

08) Modos de jogo: Challenge, Training e Art Gallery;

09) Nova música para Athena Asamiya;

10) Ajustes na jogabilidade;

11) Extras como partidas onlines, Art Gallery e Survival;

Amer H disse...

As novidades são essas que o Alexandre falou mesmo.

Pretendo fazer review desse game em algum momento desses.

UnderHell86 disse...

3) Eu chutaria o Bon Jovi bem no saco se pudesse.

Rafael disse...

2)


Eu tenho problemas nese jogo os mesmo que m qualquer jogo da serie KOF(salvo o 3d)
Os chars normais são ate faceis mas os bosses e so pra quem pega um char aprende os melhores golpes estuda o intervalo de ataques dos chefes e etc

ou seja so zerei esse jogo duas vezes usando a opcão de 1/4 deHP do Boss

E por isso não posso sair pegando qualquer char e jogar e zerar

Rafael disse...

Desculpa postar duas vezes direto
mas so agora li os comentarios direito

COMOASSIM andore ruim?
é a mesma coisa que falar que zangief ou alex são ruins

chars ruims são konohamaru e kisame de naruto accel2
T.hawk de Sf2
Roll de MvsC2

The Sandman disse...

Po, Amer, a série Warriors é dahorinha(apesar de exagerada) na minha opinião. Seria ótimo uma review dela por você.

Jorge Luiz Silva disse...

1velha guarda ficaria mais elegante do que velhos ranzinzas mais curti o post ficou muito bom firmao !!!!