sábado, 13 de setembro de 2008

Smallville é uma bosta e eu explico porquê!!!

Ack!!! Smallville!!!

Pode ser que eu esteja comprando briga com um monte de gente, na verdade espero não ofender ninguém, mas...

... mas...

...

Quer saber? Que se foda! As únicas pessoas que assistem Smallville são adolescentes obesas e grotescas que não fazem nada além de se entupir de trufas e suspirar sobre "como o Clark é lindo e gentil, diferente dos homens de verdade", então que se foda!

Sério! Se você é fã de Smallville, se ofendeu com o título do artigo e decidiu escrever pra mim e me encher o saco, vá se foder! Não perca seu tempo e o meu vindo aqui falar merda!

Já me bastam os escrotos fãs de Escaflowne!!!

Ufa...

...

...

*ARRAM*

Já estou mais calmo!

Todos que não forem paquitas de Smallville podem ficar! Não tenham medo!

Enfim, 2001 era um ano muito promissor!

De acordo com Stanley Kubrick, já estariamos desbravando o espaço, a ficção científica nos fez acreditar que já teríamos robôs prontos a cuidar da limpeza de noissas casas e de nossos desejos sexuais, e Sylvester Stallone seria descongelado pra enfiar a porrada em Wesley Snipes, que após sair da cadeia estaria tocando o terror por aí.

Bom, Wesley Snipes foi preso recentemente, então podemos ter a esperança de que pelo menos uma destas previsões vá se realizar.

De qualquer forma, 2001 trazia grandes expectativas, inclusive uma série de tevê que contaria a história da juventude do Superman!

Para quem não conhece o Superman, ei-lo!

Na verdade, se você não sabe quem é o Superman, merece uma surra de pau!

Diabos! Quem não conhece o Superman? Alguém que passou os últimos setenta anos enfiado em uma ilha tropical fugindo de Al Capone?

Mas ok, vou ser um pouco mais profissional (embora não ganhe um centavo sequer pra escrever aqui) e falar um pouco dele.

O último filho de Krypton foi apresentado ao mundo em 1938 e nas últimas sete décadas cimentou seu legado como um dos maiores heróis do mundo, além de uma das figuras da cultura moderna mais reconhecidas pelo mundo afora e uma das propriedades intelectuais mais lucrativas da história.

Exceto para seus criadores, Jerry Siegel e Joe Shuster, mas isso é uma outra história.

Enfim, existem várias versões sobre a juventude do Superman, em algumas ele já iniciou sua carreira de herói na adolescência, em outras ele aos poucos foi descobrindo seus poderes e no filme de Richard Donner, ele entrou numa caverna de cristais e ficou escutando o discurso chato de Marlon Brando até completar trinta anos e sair voando do lugar.

Então é anunciada Smallville, a série que contaria as histórias da juventude de Kal-El.

Todos esperávamos um seriado cheio de ação, efeitos especiais e histórias cativantes sobre como o ingênuo rapaz da fazenda se tornaria o Homem de Aço.

Ao invés disso, recebemos uma série que gira em torno das gônadas de Clark Kent.

Três quartos do enredo de Smallville se focam no amor não correspondido de Clark por Lana Lang.

Falemos um pouco do herói!

Clark é o típico bom moço, criado na fazenda, ingênuo e com valores tão inocentes e puros que você se sentiria envergonhado se ele te pegasse lendo uma Playboy.

De fato, essa criação puritana do herói que torna o personagem do Superman crível. Um sujeito com poderes quase divinos, que poderia incinerar a raça humana se assim o quisesse, mas que resolve usar seu dom para ajudar a mesma.

Mas só um fazendeiro do Kansas pensaria assim.

Em Smallville, Clark também é um bom moço filho de fazendeiros, mas passa mais tempo pensando em como fazer para chegar até as calcinhas de Lana Lang do que em como usará seus poderes para ajudar o mundo.

Não só ele é irremediavelmente apaixonado pela moça, mas não consegue se aproximar dela por diversos motivos que mudam conforme a necessidade do episódio.

Pela primeira temporada da série ele não pode se aproximar dela pois ela carrega uma pedra de Kryptonita como amuleto de sorte. Quando a menina perdeu o colar, Clark não se aproximou por medo de machucá-la devido à sua super força ou alguma outra coisa assim.

Em outras palavras, ele quer comê-la e não pode.

Interessante que quando se fala de Superman, sempre fica a dúvida sobre como seria o coito do rapaz. No filme Barrados no Shopping, dois amigos discutem a respeito e um deles conclui que uma gozada do Superman deve ser como um tiro de 12, então se ele comer a Lana Lang, deve escolher entre gozar dentro dela e matá-la ou gozar fora e abrir um buraco na parede.

Em ambos os casos, depois seria muito difícil explicar o que aconteceu.

Claro, Lana Lang não é a única menina da cidade! Tem também a Chloe e a Lois Lane...

... que diga-se de passagem, é uma vadia.

A vida de Clark gira em torno dos rolos amorosos com essas três personagens. Ou elas gostam dele e não são correspondidas ou ele passa a gostar delas e deixa seus super-poderes de lado assim que as vê com outro cara.

Ok, vamos deixar uma coisa bem clara: eu entendo que nem tudo que funciona nos quadrinhos tem a mesma eficiência em filmes ou seriados.

Eu fui um dos poucos caras que apoiou a decisão de se fazer uniformes negros para os X-Men, pois um grupo multi-colorido em um filme daria a ele um ar muito infantil e isso não seria bom.

E nunca reclamei da decisão de colocarem Michael Clark Duncan como Rei do Crime, pra mim, o erro foi colocar Ben Affleck como Demolidor! Diabos, até Kevin Smith seria melhor no papel!

Agora, mudar uma coisa simples como a juventude de Clark?

Na série, ele esconde seus poderes pois se forem descobertos, BLÁ BLÁ BLÁ BLÚ!!!!!!!!

Originalmente, Lana era a melhor amiga de Clark e foi uma das primeiras pessoas a descobrir seus poderes. Na série animada ela é a primeira pessoa para quem Clark conta sobre sua super-audição.

E aqui... fica nesse chove não molha...

Por que essa mudança? Se queriam fazer Clark ter uma paixão não correspondida, podia ser com a Chloe mesmo! Ela foi criada justamente pra série, não faria diferença se fosse usada assim!

Aliás, para quem não sabe, a Lana original sempre arrastou um bonde pro Clark! Não era ele que corria atrás dela, mas justamente o contrário!

Reza a lenda que nos quadrinhos, Clark teve a primeira vez (você sabe do que) com ela antes de ir pra Metrópolis. não lembro onde lí isso e a DC reescreve tanto a mitologia dos próprios heróis que nem deve mais ser considerado canônico, mas de qualquer forma...

Na série, a Lana Lang ganha tempo demais no ar e não há muito que se possa fazer com uma personagem que existe somente para ser a paixão não correspondida do herói...

... exceto fazer dela uma vampira.

Em um episódio (ou um arco da história, não tenho certeza) Lana se transforma em vampira e Chloe e Lois Lane também.

...

...

...

As palavras me falham...

O mais triste é que Lana Lang tinha tudo pra ser uma personagem interessante. Em sua concepção original (entenda-se, não alterada pelas "Crises" da DC) ela é uma personagem forte, inteligente, que reconhece sua sensualidade e não tem medo de usá-la, mas que por algum motivo é platonicamente apaixonada por um rapaz grandão e ingênuo criado na fazenda.

Aqui... decidiram transformá-la em uma heroína trágica, que perdeu os pais na chuva de meteoros...

...

Preciso parar um minuto e falar sobre isso, os pais de Lana morreram de forma burlesca! no primeiro epsódio da série, acontece a chuva de meteoros que traz a nave de Clark e tal fenômeno metereológico causa grandes danos à cidade.

Os pais de Lana ficam parados olhando para o céu enquanto um meteoro cai EXATAMENTE sobre eles!

Como aquelas bigornas com precisão cirúrgica que costumavam cair sobre o gato Tom.

Enfim, ela perde os pais, passa metade da série chorando por causa deles e a outra metade se questionando se fica com Clark, com o namorado futebolista ou com o Lex luthor.

Sim, com o Luthor, já falo sobre isso.

E mesmo sendo uma personagem claramente fraca, os autores ainda tentam mostrá-la como uma personagem forte, pois quando alguém tenta atacá-la, Lana usa seu "CUNG-FÚ" pra rechaçar o atacante!

Isso com certeza deixa as feministas felizes, pois "donzelas em perigo" não são algo politicamente correto nos dias de hoje.

Exceto pelo fato que depois de dar um chute alto mal-coreografado e fazer uma pose que deixaria David Carradine envergonhado, Lana acaba capturada pelo bandido de qualquer forma.

Que esforço inútil...

Em tempo, quero deixar claro que não é culpa da atriz.

Kristin Kreuk já teve bons papéis como no filme Entre Dois Mundos, um drama onde ela prova ser uma boa atriz. E eu sinceramente acho que a escolha dela para ser Chun-Li no novo filme de Street Fighter foi perfeita.

Mas uma boa atriz não pode fazer muito quando o roteiro que recebe só serve para ser usado como fertilizante.

Enfim, quero falar agora do outro personagem principal da série: Lex Luthor.

Na mitologia original, Luthor é o maior inimigo do Superman, um homem de negócios inescrupuloso que é dono de metade de Metrópolis e que destrói qualquer coisa que não pode ter.

Claro, sua maior frustração é não poder comprar ou destruir o Superman e o fato de que ele é rico demais para ser mantido na cadeia com certeza estraga o dia do Clark.

E este é o combustível de uma das rivalidades mais longas e clássicas dos quadrinhos.

Já em Smallville...

... os dois são melhores amigos.

Ou pelo menos eram no começo da série.

No primeiro episódio, Lex atropela Clark enquanto dirige a 900 quilômetros por hora e os dois caem no rio. Nosso herói azulão o salva e os dois se tornam camaradas.

Ok, eu entendo a necessidade de se colocar algumas surpresas e novidades na série para arrebanhar fãs clássicos e novos mas sinceramente, isso faz muito pouco sentido.

Digo, no futuro eles serão inimigos e se enfrentarão quase todo dia, certo? Se eram melhores amigos na juventude, como diabos o Luthor não vai reconhecer que o Super é o Clark?

Vamos, eu te desafio a me dar uma resposta coerente!!!

Sem contar que o grande vilão da maior parte da série é o pai de Lex, Lionel, a quem o careca mata... acredito que na sexta ou sétima temporada.

Pelo menos não mudaram isso, o Lex dos quadrinhos também cometeu patricídio.

E aliás, aqui ele se apaixona pela Lana também.

De fato, qualquer pessoa que more em Smallville e tenha um pênis possui 97% de chances de se apaixonar pela Lana.

Sério! posso citar pelo menos uma dúzia de personagens que apareceram por um único episódio cuja motivação de vida era arrancar a roupa da moça com os dentes.

Mas voltando ao Lex, é difícil acreditar que esse vilão inescrupuloso que joga o pai de um arranha-céu se apaixona tão puramente por uma moça e sonha em ter filhos com ela no futuro.

Em um episódio ele a imagina grávida de seu filho careca.

Que coisa triste...

Novamente não é culpa do ator. Michael Rosembaum está ótimo no papel, mas como Kristin Kreuk, ele não pode fazer milagre e transformar diarréia em vinho.

Aliás, quero mencionar que a presença de Lex em Smallville não faz o menor sentido!

Smallville é uma típica cidade agrária cujo número de habitantes mal chega a cinco dígitos e onde todo mundo se conhece! O que raios faz a multi-corporação de sua família em tal lugar?

Mas considerando que aqui, absolutamente todos os acontecimentos do universo convergem para Smallville, até que não é tão estranho.

De fato, a cidadezinha tem o maior número de Kryptonita per capita do mundo!

E por falar nisso...

Smallville tem tantos tipos de Kryptonita diferentes que deixa muita sorveteria com seus trinta-e-cinco sabores no chinelo.

Ok, conte comigo:

Tem a Kryptonita verde, que envenena e mata o Super e que é o tipo mais comum do mineral.

A vermelha deixa o Clark mau... mau feito um Pica-Pau...

A preta faz com que o lado bom e mau do indivíduo se separem e se tornem independentes um do outro... como se já não tivesse sido ruim o suficiente Superman III fazer isso uma vez.

A azul tira os poderes do Clark e eu devo admitir que não é uma função tão ruim.

Tem Kryptonita Prateada que faz com que o Clark fique paranóico e tenha delírios de que todos querem comer sua bunda.

E finalmente Kriptonita transparente, que nada mais é que a verde após perder sua radiação.

É... é isso...

Não estou inventando! Pode conferir na página sobre Kryptonita do Smallville Wiki.

Vou bancar o fã chato, mas Kryptonita é um minério muito raro. Lex Luthor tem acesso a ela pois gasta milhões mandando expedições de mineradores pelo mundo para encontrarem depósitos do negócio.

Em um episódio da série animada do Super, o Coringa aparece com uma estátua de dez quilos feita com Kryptonita e que pertenceu a diversos milionários que "morreram misteriosamente" ao longo dos anos.

Já já volto nessa questão das mortes.

Mas enfim, isso novamente prova que só gente com muita grana ou crianças com muita sorte, podem ter agumas pedras de Kryptonita em casa, pois omo ouro, é algo raro de se encontrar.

Em Smallville, você tem que andar olhando pra baixo, pra não tropeçar em Kryptonita quando anda.

Sendo que se ficar a meio metro de uma pedra dessas, Clark já começa a sentir seus efeitos, como ele não morre envenenado quando sai pra comprar pão, é um mistério.

Aliás, uma vez que tem Kryptonita para absolutamente todos os lados, é impressionante que não haja uma epidemia de câncer em Smallville! Lembremos que essas pedras emitem radiação e embora aparentemente afetem só Kryptonianos, também podem fazer mal a humanos se expostos a ela por períodos prolongados.

Nos quadrinhos e na série animada da Liga da Justiça, Lex pegou câncer por sempre usar um anel de Kryptonita.

Sim... foi disso que os milionários que o Coringa falou morreram.

E não é estranho que o governo nunca mandou nenhum cientista analisar os meteoros mesmo eles tendo destruído metade de Smallville quando cairam?

Pela mãe do guarda, viu.

Ok, vou falar um pouco da Liga da Justiça agora.

A Liga é simplesmente o maior grupo de heróis já criado.

Um belo dia, o Superman chegou no Batman e disse "Vamos montar um super grupo?" ao que o Batman retrucou "com qual finalidade?" e o Super respondeu "Podemos ter um vestiário feminino na nossa sede, instalar umas câmeras escondidas e ficar vendo a Mulher-Maravilha, Canário Negro e Caçadora peladas e dando uns malhos!"

Batman usou seu instinto de detetive para deduzir que mesmo que muitas mulheres de corpo escultural fiquem peladas em um mesmo lugar, não é uma garantia de que elas começarão a se agarrar, mas mesmo assim topou a idéia e permaneceu muitas noites em vigília na torre, tentando captar um momentinho sequer de putaria no vestiário feminino.

Até onde eu sei, é perfeitamente capaz desta ser a origem oficial, graças a já mencionada mania da DC de reescrever as origens de seu universo.

Não importa a origem, a Liga é sempre o grupo que une os maiores heróis do mundo, para que enfrentem ameaças que não conseguiriam derrotar sozinhos.

Em Smallville, a premissa é basicamente a mesma e a Liga é formada pelo Flash, Arqueiro Verde, Aquaman, Cyborg e claro, o Clark.

Vou ser muito franco e admitir que os episódios em que tais heróis aparecem são um presente para os fãs dos quadrinhos. O episódio em que o Flash apareceu pela primeira vez foi sensacional.

Minha única reclamação é que todos os membros da liga são adolescentes LINDOS E MARAVILHOSOS, UIUIUI!!!

É como as fãs normalmente se referem a eles, entre em um fórum da série e vai ver.

Por exemplo:

Nos quadrinhos, Aquaman é o regente de Atlântida e um cara bem durão.

Tá certo que por muitos anos ele foi o herói mais inútil do grupo e sua única função era chamar alguns atuns e camarões para a Liga ter o que usar no churrasco pós-vitória, mas nos últimos anos, os roteiristas deram duro para que ele se tornasse um herói de respeito.

E desenhá-lo cercado por sereias gostosas com certeza não faz mal à sua reputação.

Em Smallville, ele é um sujeito molhado e com cabeça pontuda!

...

Sério, tem alguma coisa errada com a cabeça dele! Um ser humano normal não é tão aerodinamicamente feito para ser arremessado como uma lança!

Ah sim, aqui ele quer comer a Lois Lane, o que prova que somente caras que tenham vindo do fundo do mar não se sentem atraídos pela Lana.

Se é que ele veio do fundo do mar, não faço idéia de qual é sua origem aqui.

Com o Arqueiro Verde foi ainda pior.

Nos quadrinhos, o Arqueiro é a voz da esquerda. Ele é o homem comum em meio aos heróis, que serve como a voz da consciência e os traz de volta ao chão quando começam a se distanciar demais da humanidade.

Algo que ele fez mais de uma vez na série animada da Liga da Justiça.

Já em Smallville...

É mais um CARA LINDO, UIUIUI!!!!!!

Não cheguei a ver o episódio onde ele aparece, mas duvido muito que seu papel seja o de contestador. Ele tem muito mais pinta de "herói bad boy" que faz as gordas grotescas fãs da série suspirarem entre os punhados de trufas que abocanham.

Mas acho que pior foi o que fizeram com a Canário Negro.

Nem vou falar nada, apenas comparar.

Esta é a Canário nos quadrinhos...

... e esta é ela na série.

Pois é...

Mesmo com a má decisão de transformar a Liga da Justiça na versão super-heróica dos Backstreet Boys, muita gente diz que eles são a melhor coisa da série no momento mas infelizmente muito mal usados.

Aliás, Jon Jonn'z, o Caçador de Marte apareceu na série também e foi usado de forma muito respeitosa que agradou bastante aos fãs.

Por que a Warner não lança uma série com a Liga, uma vez que os personagens são tão bem aceitos?

Não sei, talvez pelo mesmo motivo que querem fazer os novos filmes do Superman serem "dark".

Entenda isso como quiser.

Agora, falemos dos vilões!

Superman tem uma das melhores galerias de vilões já criadas!

Lex Luthor, Brainiac, Darkseid, Metallo, o Parasita, o Homem-Brinquedo, Apocalypse e tantos outros que nem consigo me lembrar agora.

Na série... tem o Bizarro...

... que parece um Tom Welling de porcelana que caiu da estante e quebrou.

Entendo que uma série de tevê não tem o mesmo orçamento de um filme e não pode mostrar efeitos especiais de cair o cu todo santo episódio, mas não é como se Smallville fosse Chaves, que era feito com um orçamento de dois sanduíches de presunto e um aperto de mão.

E aliás, era genial por fazer tanto com tão pouco.

Mas enfim, não custa injetarem um pouco mais de grana no seriado e trazer algumas ameaças espaciais que permitam ao Clark dar alguns soquinhos mais potentes.

Porra! Por que não trazem o Lobo?

Nem ia dar tanto trabalho! Só pegar um sujeito enorme e cabeludo (a WWE tá cheia dele), colocar maquiagem monocromática no sujeito e fazê-lo sair na porrada com o Clark!

Pronto! Teríamos um episódio que faria todos os fãs do quadrinho gozarem de satisfação e deixaria as obesas babando pedaços de trufa aflitas, pois seu lindo Clark correria risco de apanhar nas mãos de UM MALVADO FEIO UIUIUI!

O que me dói mais aqui são as oportunidades desperdiçadas... acho que nem preciso elaborar mais a respeito delas.

Só vou falar da Supergirl antes de encerrar.

Na mitologia original da série, ela é uma prima distante de Kal-El e após encontrá-la como a única sobrevivente de uma expedição Kriptoniana, ele a leva para o Kansas e junto de seus pais a cria da melhor maneira que pode.

Uma adolescente manhosa e mimada com os mesmos poderes do Clark sem dúvida pode gerar bons momentos, como os que aconteceram na séria animada.

Em Smallville, a premissa é similar, exceto que os pais de Clark morreram e ele tem de cuidar sozinho de uma garota que parece ter a mesma idade que ele, que parece fazer todo o possível para irritá-lo e que já é capaz de voar!

Diabos! A Supergirl é uma garota fofinha! Ela não fica exibindo o corpo dessa forma nos quadrinhos, ela...

...

... ok, eu retiro o que disse...

Enfim, se queriam dar a Clark um ar mais paterno, poderiam ter colocado Kara como uma menina de uns dez ou doze anos. Traria frescor à série e seria coerente com a história original, onde Clark é pelo menos quinze anos mais velho que sua prima.

Mas a necessidade de mais peitos e bundas no roteiro falou mais alto.

Enfim, cansei de falar de Smallville.

Assisti à primeira temporada inteira e a boa parte da segunda, mas me enchi dos mesmos enredos bobos e do mau uso dos personagens. Smallville é uma série com potencial gigantesco que foi deixado de lado em função de agradar à parcela maior do público: pessoas que gostam de seriados sem profundidade e não mais complexos que Melrose.

Aí pode ser que alguém diga que uma série voltada principalmente para a ação com elementos fantásticos não agradaria ao grande público e que a Warner tomou a decisão certa ao fazer Smallville assim.

Ao que eu retruco que Buffy - A Caça Vampiros durou quase uma década.

Touché!

Mas de qualquer forma, de vez em quando acredito que sou muito severo com a série e penso em comprar os DVD's para lhe dar uma segunda chance.

Mas sinceramente, quando uma caixa de DVD's me obriga a olhar para os mamilos de aço de Clark Kent, percebo que tomo a decisão certa ao me distanciar o máximo possível dela.

É... pois é...

Bom pessoal, por este mês é só!

Vou tirar umas pequenas férias do blog para colocar minhas idéias em ordem, mas volto dia primeiro de Outubro com o artigo de abertura do Mês das Bruxas, sem falta!

Não chore! Nem vai demorar tanto!

Ok?

Cheers!!!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Utopias não muito boas...

O cinema, quadrinhos, desenhos animados e games tem o hábito de nos mostrar sociedades utópicas aos baldes.

Aqueles mundos onde tudo é perfeito, onde os avanços tecnológicos atingiram patamares impensáveis e tudo aquilo que desejamos está ao nosso alcance imediato e praticamente sem esforço de nossa parte.

Sim, a ficção adora jogar na nossa cara que o mundo em que vivemos é uma merda e que nossas vidas são uma merda igualmente horrível.

Pois bem ficção, foi você quem pediu!!! Hoje vou provar que a maioria dessas utopias são enormes merdas disfarçadas e que nossas vidas nesses lugares seriam ainda piores do que são onde moramos hoje!

Aliás, a imagem acima é a Rapture de Bioshock, seu inculto que não joga videogame! O lugar é uma distopia, estou sendo irônico!

Ora! Acompanhe-me e talvez aprenda alguma coisa!

Atlântida

Onde fica: Nas profundezas do oceano.

O que é: Um continente que há cerca de nove mil anos era muito mais avançado que qualquer outro e que após uma tentativa fracassada de invadir Atenas, acabou afundando no oceano "em um único dia e uma única noite de má sorte" como bem disse Platão.

Como acreditamos que é a vida por lá: Aparentemente, os Atlantes passaram os últimos nove milênios aperfeiçoando sua medicina e sua tecnologia, se tornando uma sociedade ainda mais avançada do que era na época em que afundou.

Os anos tolerando a pressão do fundo do oceano deve ter forçado os seus habitantes a evoluírem para uma raça de seres super-fortes capazes de entortar aço com a bunda e vamos considerar como um bônus o fato de que ninguém nunca viu uma sereia feia.

Como realmente deve ser: Em primeiro lugar, ninguém pode ter aparelhos elétricos, pois eu nem preciso explicar as conseqüências de se ligar uma torradeira quando se está cercado de água salgada, portanto pode dar adeus à coisas como televisão de alta definição, aparelhos de som digital e seu Playstation 3.

Estar embaixo d'água também impossibilita o uso de fogo. Vamos esquecer por um momento que o tal coisa é essencial para o desenvolvimento de qualquer civilização e considerar apenas que será impossível fazer um churrasco ou mesmo esquentar o jantar e que você seria obrigado a comer peixe cru o resto da vida.

E estando cercado de água, não poderia temperar com Shoyu ou Wassabi para variar um pouco o sabor.

Aliás, todas as sereias são lindas, mas que diferença isso faz se da cintura pra baixo você também for peixe?

Por fim, você pode dizer que há versões de Atlântida onde a cidade é protegida por uma redoma e onde seus habitantes são humanos como eu e você.

Isso é ainda pior, pois uma mera rachadura na redoma pode afogar a toda civilização Atlante antes que você pudesse dizer "Aquaman é uma bichona".

Só é preciso uma baleia com péssimo senso de direção.

Nova Thundera

Onde fica: A Thundera original fica em um ponto desconhecido do universo, mas Nova Thundera fica bastante perto do 3° Mundo. Tão próximo que os Thundercats conseguem ir de um planeta para o outro em jatos espaciais que não parecem mais potentes que o 14-Bis.

O que é: Um planeta fundado pelos sobreviventes da Thundera original e regido por Lion, que instituiu a crença da Justiça, Verdade, Honra e Lealdade entre seu povo.

Como acreditamos que é a vida por lá: Um planeta fundado pelos Thundercats? Diabos, deve ser do caralio!

Todo mundo deve ter seu próprio veículo avançado para todo terreno, suas armas sagradas com poderes especiais e mirabolantes, seu próprio Snarf pra cozinhar, limpar a casa e em quem possamos dar uma surra quando estivermos estressados e uma sexy garota felina nos esperando em casa quando chegarmos cansados do trabalho.

E para as meninas não acharem que estou sendo machista (pelo menos dessa vez), não existe nenhum homem em Thundera com físico menos que espetacular.

Como realmente deve ser: O rei passa metade de seu tempo em outro planeta enfrentando Mutantes e uma Múmia cheias de esteróides e no tempo que lhe resta não deve conseguir atender a todas as necessidades de seus súditos, o que deve deixar a população bastante insatisfeita.

Quando as revoltas estouram , com certeza os Thundercats são acionados e então o povo que está vivendo mal-amparado por seu rei ainda tem de aguentar ser surrado pelo Panthro e atropelado pelo Thunder Tank.

Não apenas isso, se a série animada for qualquer indicação, a proporção de indivíduos deve ser de três mulheres para cada cinco homens, considerando que uma dentre as mulheres citadas acabou de completar dez anos.

Nem preciso dizer o tipo de problema que esta proporção causa, dê uma pesquisada e veja os problemas que a China enfrenta por ter quase oito milhões a mais de homens do que mulheres.

Sem contar que muitos homens podem acabar voltando suas atenções para a fêmea de dez anos... e definitivamente não precisamos de mais um Japão.

Cybertron

Onde fica: Nos confins do universo, longe pra cacete.

O que é: Um planeta onde robôs gigantes vivem há milhões de anos e desenvolveram uma sociedade auto-suficiente onde todos podem se transformar em veículos e onde uma fonte de energia limpa e renovável mantém o planeta funcionando sem resíduos ou poluição.

Como acreditamos que é a vida por lá: Todos já quisemos ser robôs gigantes pelo menos uma vez na vida e viver em um planeta composto única e exclusivamente destes seres seria a maior das bençãos.

Não existe pressão para se aprender a dirigir, uma vez que você é seu próprio veículo e não existem grandes diferenças econômicas, uma vez que o combustível é usado como dinheiro em algumas situações.

Sim, é o mesmo que se pagássemos nossas dívidas com moedinhas de chocolate aqui na Terra e seria muito prático se você me perguntar.

Como realmente deve ser: Uma das coisas que todas as continuidades de Transformers deixam bem clara é que acontece uma guerra civil no planeta há milhões de anos!

A Segunda Guerra Mundial durou oito anos e já achamos que foi uma grande coisa, imagine um conflito colossal que ocupa todo o planeta e que literalmente acontece há mais tempo do que existe vida humana na Terra.

Lógico que o dia-a-dia em um lugar assim deve ser duro e aqueles que não nascerem com a capacidade de se transformar em um jato espacial com geradores sub-atômicos na sola dos pés sem dúvida devem pastar um bocado.

Sem contar que não há escolha de carreira. Em um mundo onde o conflito armado é global, sua única opção é se tornar soldado e passar o resto dos dias matando gente, vendo seus amigos morrerem e torcendo pra não levar um tiro na cabeça.

E você nem terá chance de aproveitar a possibilidade de se transformar, pois toda vez que o fizer, será para fugir em disparada de robôs maiores e mais bem armados que você.

Uma guerra civil em tamanha escala com certeza vai exaurir as fontes de energia renováveis do planeta, o que forçará sua trupe a se enfiar numa nave espacial e procurar outros lugares para explorar. Isso levará o seu conflito para outros planetas e espalhará a destruição até outras civilizações que nunca sequer tinham ouvido falar de robôs gigantes.

Aliás, um planeta gigante com a voz do Orson Welles pode aparecer ocasionalmente para comer seu mundo e o que restou de sua civilização, o que com certeza pode estragar seu fim de semana.

Patópolis

Onde fica: Nos Estados Unidos, provavelmente perto do centro criogênico onde a cabeça de Walt Disney foi congelada.

O que é: Uma metrópole habitada por patos e lar do Tio Patinhas, um sujeito mais rico que Bill Gates e dono de praticamente toda a cidade.

Como acreditamos que a vida é por lá: Quando os maiores criminosos de uma cidade são atrapalhados bandidos chamados "Irmãos Metralha", que são presos segundos após fazerem alguma traquinagem, é um sinal de que o lugar deve ser perfeito para se criar uma família.

E como o indivíduo mais rico da cidade é praticamente o dono dela, não há perigo de desemprego massivo causado pela falência de empresas pequenas. As mesmas já devem fazer parte do monopólio de Patinhas há muito tempo, o que sem dúvida deve gerar uma boa estabilidade econômica.

Como realmente deve ser: Uma vez que o dono de todas as empresas e comércios é o mesmo pato, não há competição e ele pode pagar os salários que bem entender a seus funcionários.

Considerando que Patinhas é um Quaquilionário, não é difícil imaginar que ele acumulou tal fortuna fazendo os seus funcionários trabalharem por praticamente nada.

E não importa que mudem de emprego, pois para onde quer que vão, terão o mesmo patrão e talvez acabem com um salário ainda menor, por pura birra do velho.

E mais uma coisa, onde estão os humanos?

96% dos habitantes de Patópolis são patos (por isso o nome da cidade) com os 4% restantes comprimindo cachorros, camundongos, pardais e outras espécies não identificadas.

Ser um humano nesta cidade o tornaria parte de uma minoria extrema e com certeza o faria ser mais explorado ainda pelo velho Patinhas, que acabaria lhe dando emprego como cobaia dos experimentos do Professor Pardal, onde você receberia centavos para correr o risco de ser intoxicado, carbonizado ou despressurizado diariamente.

Nova Gênese

Onde fica: Loooooooooooooooooooooooooooooonge.

O que é: Um planeta habitado pelos Novos Deuses, seres imortais com grandes poderes.

Como acreditamos que é a vida por lá: Um planeta cuja população é composta unicamente de divindades é a Utopia suprema!

Os Novos Deuses são belos, fortes, capazes de feitos incríveis como voar, criar vida a partir do nada e o mais importante de tudo, não precisaremos jamais nos despedir de nossos entes queridos, pois ninguém jamais morrem em Nova Gênese.

Como realmente deve ser: Exceto que Nova Gênese está perpetuamente em guerra com o Planeta de Apokolips e seu regente Darkseid.

Quando seu maior inimigo é um sujeito cujo hobbie é tentar descobrir uma equação capaz de erradicar a vida do universo, posso dizer sem medo de errar que você está mais fodido que uma prostituta fazendo serão numa noite de Sábado.

E lógico, há um sistema de castas abissal.

Nem todos em Nova Gênese são Novos Deuses, muitos são meramente pessoas com dons extraordinários mas que não receberam a graça de fazer parte desta elite.

Portanto, se você for da casta inferior e Darkseid resolver exterminar a toda sua cidade, os Novos Deuses não moverão um peido sequer para lhe ajudar e ficarão tomando chá, jogando gamão e debatendo o episódio passado de Lost enquanto você implora pela vida de sua família para um tirano que só fica feliz quando está raspando crianças das solas de suas botas.

E se em um momento de altruísmo você evitar que o filho de um dos Novos Deuses vire ração de para-demônio, provavelmente levará a surra de sua vida quando o mesmo descobrir que você OUSOU chegar perto da criança.

Divertido, não?

A Vila dos Smurfs

Onde fica: No meio da floresta, sempre próxima a colônias de fungos.

O que é: Uma vila cheia de criaturas azuis com habilidades temáticas, que causam muita confusão e que sempre tem uma canção na ponta da língua.

Como acreditamos que é a vida por lá: Cada Smurf tem sua habilidade e propósito na vida, então não importa o que você faça, será sempre querido pelos seus semelhantes e terá a oportunidade de escutar as palavras de sabedoria e encorajamento do Papai Smurf.

Sem contar que terá a chance de espancar o Smurf Gênio quando ele der alguma mancada e cantar uma longa canção de improviso logo em seguida, o que sem dúvida iniciará uma das muitas celebrações que aconteciam por lá.

Como realmente deve ser: Primeiro lembremos que há só uma fêmea em toda vila, o que significa que os Smurfs são insetos.

Se não fossem, a Smurfete teria de ficar trepando o tempo todo para manter o número de habitantes aceitável.

Claro, há uma fêmea ruivinha na imagem acima, mas é porque deve ser outra vila que não a do desenho, o que mantém minha teoria de uma única progenitora por território Smurf.

Estando em uma comunidade de insetos, você poderia ser um mero drone. Um dos Smurfs que não ganha uma habilidade especial, um nome engraçado, ou sequer uma roupa personalizada.

E claro, não teria jamais a chance de cantar sua própria canção em uma súbita explosão de criatividade.

Não preciso nem dizer que você jamais poderia tocar na Smurfete, não é?

E mais, em uma das diversas ocasiões que o Gargamel invadisse a vila para capturar Smurfs e transformá-los em ouro (essa era a intenção real dele, apesar do que a dublagem nacional dizia), quem você acha que seria usado de isca e sacrificado para que a Smurfete, Papai Smurf e até mesmo o Gênio pudessem se salvar, heim?

Metrópolis

Onde fica: Nos Estados Unidos, perto de Gotham City, Central City, Star City, Sin City e muitas outras cidades pouco criativas cujo nome terminam em "City".

O que é: A maior cidade do mundo, que é protegida pelo maior herói do mundo.

Como acreditamos que é a vida por lá: Perfeita!

A maior megalópole da Terra, sem desemprego, criminalidade baixa e onde aparecem tantas celebridades que se você for um caça autógrafos vai precisar de um estoque de cadernos e canetas.

O único problema de se morar aqui é o surgimento ocasional de um super-vilão, que será prontamente derrotado pelo Superman após meia dúzia de socos bem colocados. Na pior das hipóteses o azulão pode trazer a Liga da Justiça consigo e após a batalha você pode ter a chance de tirar uma foto com a Mulher-Maravilha.

Como realmente deve ser: Infelizmente, os super-vilões atacam quase diariamente e Superman não se preocupa muito em evitar danos colaterais, destruindo o centro da cidade toda vez que tenta salvá-lo.

Não apenas o centro, mas Metrópolis inteira é uma grande área de risco. Considerando que os oponentes do Superman costumam arremessá-lo a quilômetros de distância, você pode estar tranquilamente almoçando no Burger King com sua família, bem longe do local do conflito, quando de repente um homem enorme vestido de azul atravessa o teto, cai sobre sua esposa e a esmaga.

Fora que praticamente tudo em Metrópolis é controlado pela Lexcorp, cujo dono, Lex Luthor não é apenas um dos homens mais ricos e poderosos do planeta como também um dos mais psicóticos.

Se trabalhar em uma filial da empresa e cometer algum engano que prejudique o senhor Luthor, as chances de você acordar com seus testículos em um copo d'água ao lado da cama são enormes.

E ele vai dar um jeito de parecer que foi sua mãe que fez isso, fodendo as vidas de duas pessoas simplesmente porque pode.

O mundo de Pokémon

Onde fica: Em um Japão de uma realidade alternativa onde absolutamente ninguém é pedófilo. Sim, até eu acho difícil de acreditar!

O que é: Um mundo que geograficamente não faz o menor sentido e onde absolutamente tudo gira em torno da captura de criaturas fofinhas usadas para as mais diversas funções, desde duelos até faxina.

Como acreditamos que é a vida por lá: No mundo de Pokémon, a melhor escolha de carreira que uma pessoa pode fazer é ser treinador de Pokémons.

Ao se decidir por essa vida, o menino (ou menina) sai de casa quando completa dez anos e passa a viajar pelo mundo, conhecendo novas pessoas, fazendo novas amizades e participando de um sem fim de aventuras.

Veja bem, com dez anos a criança SAI DE CASA E VIAJA PELO MUNDO! Ela larga a escola e não precisa se preocupar com mais nada, exceto capturar bichinhos e fazê-los lutar de vez em quando.

Esta inclusive é uma carreira encorajada pelos pais, que insistem para que seus filhos se tornem treinadores! Ninguém sofre pressão para se tornar advogado, engenheiro, jornalista ou alguma outra profissão besta e convencional.

De fato, treinadores Pokémon são tratados como uma elite e recebem tudo de graça em absolutamente todos os lugares que vão. Quando foi a última vez que você viu o Ash pagar por algo que comeu?

E se for um grande treinador, terá fama, fortuna e com certeza todas as mulheres que quiser. Treinadores Pokémon são praticamente os Rockstars desse mundo!

Como realmente deve ser: Aparentemente, mexer com Pokémons é a única coisa produtiva que você pode fazer da vida.

Todas as boas carreiras profissionais dependem de Pokémons, como Líder de Ginásio, Pesquisador de Pokémons, Enfermeira de Pokémons ou até mesmo ladrão de Pokémons.

Imagino que a minoria de pessoas que optaram por serem cozinheiros, jardineiros ou médicos de humanos devem sofrer preconceitos horríveis por parte da sociedade.

"Ah, você tem seu próprio restaurante? Pois eu venci quatro líderes de ginásio com meu Blastoise de Nível 99 ontem a tarde e a noite participei de uma orgia com sete enfermeiras Joy!"

Tenho certeza que muitos Treinadores Pokémon de sucesso já usaram uma ofensa como essa pra estragar o dia de alguém que optou por outra profissão.

E lógico que para alguém ter sucesso, outra pessoa deve fracassar. Assim sendo, devem existir milhares de treinadores que acabaram na miséria e foram obrigados a comer seus Pokémons para não morrerem de fome.

Themyscira

Onde fica: Bem perto da Grécia, em algum lugar onde os Cavaleiros do Zodíaco não foram encher o saco.

O que é: Uma ilha habitada somente por mulheres, as amazonas! As maiores guerreiras do mundo!

Como acreditamos que é a vida por lá: Uma ilha habitada somente por amazonas no auge de sua forma física só pode ser um paraíso.

Não apenas você vai estar cercado de mulheres lindas e perfeitas no mais literal sentido da palavra, mas estará perfeitamente protegido de invasores, uma vez que todas são guerreiras muito mais ferozes que o Stone Cold Steve Austin.

E a princesa da ilha é também uma celebridade no mundo dos homens. Assim como se você morasse em Metrópolis, terá a chance de conhecer muitos membros famosos da Liga da Justiça e poderá finalmente conseguir aquele autógrafo da Mulher Gavião.

Como realmente deve ser: Só mulheres podem viver em Themyscira

Exato, é um clube da Luluzinha.

Pode ser só pensamento positivo meu, mas por ser uma ilha só de mulheres, deve rolar muita colação de velcro entre as amazonas para liberar a tensão dos treinos de combate pesados do dia-a-dia.

Apague esse sorriso do rosto, pois você não vai poder entrar na ilha e espionar.

Claro, você até pode fazer isso, mas se for pego (e com certeza será) acabará sofrendo uma execução horrível, cruel e dolorosa, por ficar olhando uma cena que poderia ver em um DVD pornô de dez reais comprado na banca do seu Jeremias.

A menos que tenha visão telescópica é claro, o que explica os longos períodos de ausência do Superman em "missões" fora de Metrópolis.

O universo de Star Trek

Onde fica: É o nosso universo, só que daqui a quinhentos anos, creio eu.

O que é: O futuro perfeito, aquele com que todo mundo sempre sonhou! Digo... todo mundo menos os nazistas e pastores protestantes ultra-ortodoxos do Texas.

Como acreditamos que é a vida por lá: Tudo é perfeito e lindo!

Acabaram-se as guerras, fome, miséria e doenças. O avanço da humanidade mostrou um enorme dedo do meio para os Quatro Cavaleiros do Apocalipse, que nesta época provavelmente se encontram desempregados.

É também a era da exploração espacial! Todos podem embarcar em uma nave tripulada e vajar para os confíns do universo, conhecendo novas formas de vida, novas civilizações e indo audaciosamente onde nenhum homem jamais esteve.

Fora que ninguém precisa de videogames ou outras formas de entretenimento do passado! Existe o Holo-Deck, que cria simulações holográficas praticamente reais de tudo que possamos sonhar! Se você sempre teve vontade de surrar o Emilio Estevez para impressionar a Brooke Shields, com o Holo-Deck você pode!

E se estiver cansado dos humanos chatos e sem graça (e minha nossa, quem não está) você pode fazer amizade com pessoas de literalmente centenas de raças diferentes!

Pode ter uma discussão lógica com um Vulcano, tentar negociar com um Ferengi, aprender estratégia com um Cardassiano ou se estiver se sentindo particularmente corajoso, pode transar com uma Klingon e amanhecer com pelo menos duas costelas fraturadas.

Sério, elas são meio rudes durante o sexo...

Como realmente deve ser: Tudo é lindo e perfeito até estourar uma guerra.

Eu falei acima que não existem mais guerras, mas elas só pararam de acontecer aqui em nosso minúsculo planetinha azul, pois conflitos são uma constante pelo universo.

Sem querer, seu capitão pode atravessar uma Zona Neutra e ter a nave bombardeada por três naves de guerra Klingon, ou acidentalmente mergulhar de cabeça no conflito armado entre um planeta de fanáticos religiosos e uma ditadura militar que faz a Coréia do Norte parecer a Disneylândia.

E se conseguir sobreviver a tudo isso, ainda existe a chance de uma raça de ciborgues indestrutíveis invadirem sua nave e assimilarem toda a tripulação.

O espaço me parece o lugar perfeito para se ter uma morte horrível, minha sugestão é: fique na Terra e abra uma pizzaria.

O universo de Star Wars

Onde fica: Em uma Galáxia muito distante, há muito tempo atrás...

O que é: Um universo de fantasia e ficção científica, onde nobres Cavaleiros convivem com naves espaciais e alienígenas.

Como acreditamos que é a vida por lá: Uma constante aventura!

A qualquer momento um nobre cavaleiro Jedi pode entrar em sua casa e dizer que você é a última esperança da galáxia.

Você será então treinado na antiga arte dos Jedi e dominará a Força, combaterá vilões de um império galáctico, fará amizade com piratas espaciais e Wookiees, explodirá estações espaciais do tamanho de planetas, terá a chance de matar Ewoks e jogar a culpa em algum Stormtrooper aleatório e com alguma sorte, poderá comer uma princesa mais gostosa do que jamais ousou sonhar!

Ah sim, o cara mais cool da galáxia provavelmente é seu pai e o salvará no momento em que o grande vilão estiver prestes a te matar!

Como realmente deve ser: Primeiro, a Força é praticamente uma doença venérea e a menos que a infecção esteja bem avançada (eles chamam de "Midi-Chlorians", mas pra mim não passa de Herpes Espacial) você não tem a menor chance de se tornar um Jedi e poder fazer truques legais com um Sabre de Luz.

Explodir estações espaciais é uma possibilidade, mas ter sua nave destruída em uma cena espetacular é uma possibilidade ainda maior.

Matar Ewoks é legal, mas eles provavelmente vão capturá-lo e tentar comê-lo em uma cena que será bastante embaraçosa para todos os envolvidos.

E quanto a pegar a Princesa gostosa... melhor nem tentar pois no dia seguinte você pode descobrir que ela é sua irmã.

Mas o pior de tudo é que podem apagar digitalmente seu pai coroa estilosão e colocar um Menudo mau ator no lugar, estragando todas as suas memórias da infância.

Enfim

Estas são algumas utopias com os quais sonhamos ao crescer.

Aposto que o lugar onde você mora não parece mais tão ruim, não é?

Cheers!

sábado, 6 de setembro de 2008

Os Chefões Mais Poderosos dos Games de Luta!

Me diga se a cena a seguir lhe parece familiar.

Você está jogando seu game de pancadaria favorito, após dias de treino com o personagem que mais se adequa a seu estilo, você finalmente dominou todos os seus golpes e técnicas necessárias. Avançou através de todos os adversários e finalmente chegou ao chefe final do game.

Você estrala seu pesçoco e pensa "ele não pode ser tão mais difícil que os sub-chefes" e confiante, segue em direção à batalha, imaginando que o confronto será difícil, mas a satisfação da vitória compensará seu esforço.

Então, o chefe final o pulveriza em segundos.

Incrédulo, você novamente pega o controle. "Foi um golpe de sorte" você diz "Agora que conheço seus golpes, ele não vai mais me pegar tão fácil!"

E na segunda tentativa, o chefe lhe destrói mais facilmente ainda.

E você continua tentando... pelo que parece ser uma eternidade. O chefe fazendo seu lutador de gato e sapato e sua calma aos poucos se esvaindo. Os raros momentos que chega perto de uma vitória servem apenas para irritá-lo ainda mais, como se o bastardo quisesse lhe dar um lampejo de esperança para em seguida tomá-lo e fazer sua derrota ser ainda mais dolorosa.

E nada mais resta, exceto ir até a tela de opções e deixar a barra de especial infinita, voltar ao maldito chefe e despejar uma chuva de super-especiais-from-motherfucking-Hell sobre ele, com uma fúria que intimidaria a Deus em pessoa.

Sim, todos passamos por isso.

Em algum momento, jogando um game de luta, chegamos a algum chefe final tão lanfranhudo que pegamos ódio do game em questão, não importa o quão bom seja.

Um game que nos faz tremer ao pensarmos em seu oponente final nunca se torna uma boa lembrança.

Assim sendo, resolvi enumerar brevemente alguns dos chefes mais desgraçados da hoistória dos games de luta, daqueles que nos fizeram chorar ácidas lágrimas de desgosto enquanto vociferávamos blasfêmias que envergonhariam até mesmo um estivador bêbado!

Portanto venha comigo, enquanto relembramos de alguns dos chefes finais que tanta dor e traumas nos causaram ao longo dos anos!

E nem tente me enganar dizendo que nunca pastou ao enfrentá-los, sua putinha mentirosa!

10° Lugar: Athena - SNK vs Capcom

E após ver a menininha de biquíni acima, você diz: "Mas Amer, o chefe final de SNK vs Capcom é o Shin Akuma ou o Mr. Karate. Não é a Athena!"

Ao que eu respondo que você está parcialmente correto, pois Athena é a chefe secreta do jogo.

Não sei exatamente as condições para se ganhar o privilégio de enfrentá-la, mas suponho que não deve ser diferente dos outros games de luta com oponentes secretos. Apenas jogue excepcionalmente bem e chute a bunda do computador de forma majestosa, que Athena aparece pra colocá-lo em seu devido lugar.

Basicamente, todos os golpes de Athena são especiais.

Você sabe, aqueles ataques fodões que é preciso encher uma barra de especial ao longo da luta para se ter a chance de usar.

Pois é, todos os ataques de Athena são deste tipo e ela nem precisa encher a barra de especial para usá-los.

Assim sendo, ela pode evocar um leão de armadura que vai te flambar com bolotas de fogo do tamanho do mundo, ou se transformar em uma sereia e te esbofetear com a cauda como se você fosse uma putinha banguela, ou evocar um Pégaso que ocupa metade da tela pra te atropelar sem cerimônia.

Fora que ela é a personagem mais despida da história dos games, o que sem dúvida tira a atenção do jogador... se ele for um tarado, isto é.

Bom, todos os personagens comentam da roupa dela quando a vêem pela primeira vez, então acho que a intenção era chocar mesmo.

E ela foi pro Céu, mesmo andando semi-nua... o que prova que você só vai pro Inferno se jogar recém-nascidos no forno durante sua vida.

Enfim, Athena é boazinha e deixa a guarda bastante aberta, mas se decide lutar sério ela é capaz de te botar de quatro e te currar como uma universitária!

...

Digo, como uma vadia!

É... é isso...

9° Lugar: Gill - Street Fighter III

Muito bem, aqui temos um homem enorme e bicolor.

Gill é grande, ágil e forte. De fato, devido à sua altura, ele tem boa envergadura e o alcance de seus golpes é extenso.

Não apenas isso, mas ele tem ótimos contragolpes, ataques bastante fortes e seus ataques especiais são tremendamente pooderosos. Um deles é capaz de arrancar mais da metade de sua energia caso você não o defenda.

Mas Gill possui falhas na defesa que podem ser exploradas até que ele seja eventualmente derrotado. Uma luta demorada e metódica, onde o oponente é difícil, mas não impossível de ser vencido.

Sim, Gill está longe de ser um adversário invencível.

Exceto pelo fato de que ELE PODE RESSUCITAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Pois é, após uma luta cansativa e difícil, quando você pensa que o lazarento foi derrotado, ele se levanta do chão, anuncia "RESURRECTION" e restaura toda a energia.

Claro, você pode atacá-lo durante a ressurreição e impedir que ele recupere toda energia, mas uma espécie de campo de força o empurra para trás, o que inutiliza seus ataques de curta distância. Sua única esperança é um projétil, mas até que o golpe alcance seu alvo, Gill já vai ter recuperado dois terços de sua força e estará pronto para abrir uma lata de chutamento de bundas em você.

Lembremos de um detalhe: a ressurreição só acontecerá caso a barra de especial de Gill esteja cheia quando ele for nocauteado! Basta então esperar que ele use um de seus dois especiais contra seu personagem, para assim esvaziar a barra e você não ter com que se preocupar.

Exceto que há a chance de você não conseguir defender seus especiais, o que fará com que pelo menos um terço de sua energia vá para o saco e torne sua vitória muito mais difícil.

É então uma questão de escolha: você prefere correr o risco de ser alvejado por um ataque que vai praticamente nulificar suas chances de vitória, ou esperar o chefe ressuscitar e enfrentá-lo com um personagem cansado e com todas as energias gastas?

Imagine que você está em uma piscina de mijo até o pesçcoço e aparece alguém pronto a cagar na sua cabeça! Você mergulha no mijo pra evitar a cagada, ou aceita a merda e torce pra que ela não escorra pro seu rosto?

Pois é! Este é o tipo de questão que o Gill te lança! maldito bastardo em Technicolor!!!

Aliás, quero dar crédito ao Angry Videogame Nerd pela analogia da piscina de mijo! Eu não encontraria forma mais perfeita de expressar o dilema que esta luta causa!

8° Lugar: Onaga - Mortal Kombat Deception

De acordo com a mitologia de Mortal Kombat, Onaga era o imperador de Outworld antes que Shao Kahn fodesse com ele e tomasse o lugar para si.

Onaga tira seu poder de seis amuletos sagrados, que representam cada uma das realidades do universo de Mortal Kombat. Há um medalhão para a Terra, um para Outworld, um para Netherealm e os outros três são de mundos que nunca foram mencionados antes de MK Deception e nunca mais voltaram a ser depois deste jogo.

Santa conveniência, Batman!

"E o que isso tem a ver com ele ser um chefe foda? Diabos, Amer! Não me faça ir até aí e te espancar feito a putinha remelenta que você é!"

Calma, meu jovem! O fato é que o jogador precisa fazer uso destes amuletos durante a luta com Onaga, ou não conseguirá derrotá-lo!

Como? Bem, os amuletos estão espalhados pelo cenário durante a luta, na borda do ringue... que por sinal, é uma plataforma suspensa sobre um amontoado de estacas, lembre-se disso pois será importante.

Enfim, se tentar atacar Onaga sem pegar algum dos amuletos, ele simplesmente defende seus ataques sofrendo quase nenhum dano e te joga pra longe com uma porrada monumental, deixando bem claro que para ele, você não é um problema! Para ele... você não passa de uma espinha na bunda da vida!

Portanto, é preciso pegar os amuletos! Toda vez que seu lutador alcançar um, Onaga irá se contorcer de dor, o que lhe dá a chance de atingí-lo com UM combo bem colocado. É preciso pegar quatro amuletos e acertar quatro combos para vencer um round dele.

O problema é que os malditos amuletos não são restaurados de um round para o outro! Se você pegar quatro em um round, lhe sobram dois no outro e após usá-los, é preciso enfrentar Onaga com a cara e a coragem!

Aliás, "cara e coragem" não servem de nada quando você está enfrentando UMA PORRA DE UM DRAGÃO!!!

Sim, Onaga é conhecido como "O Rei Dragão".

Esse é o tipo de coisa que derruba as esperanças de um homem de tal forma que nem um engradado de vodka consegue recuperar.

Lhe causa um coma alcóolico ou na melhor das hipóteses te faz passar uma noite com a Mariana Ximenez e acordar com o Cauby Peixoto no dia seguinte, mas não recupera sua esperança.

Ah sim, lembra que eu mencionei que o ringue onde ocorre a luta está suspenso sobre um amontoado de estacas? Bom, os amuletos ficam nas bordas do ringue e ao se aproximar de um deles, há uma grande chance de Onaga lhe dar um porradão e fazê-lo voar em direção às estacas, causando uma morte imediata e humilhante.

Sério! Elementos de rpg nunca devem ser usados em games de luta! Não é preciso ser um cientista nuclear pra se saber disso!

Mortal Kombat Deception poderia ter sido o auge da série, mas a única coisa de boa relacionada a este game é que a Mileena posou pra Playboy no ano de seu lançamento.

Yeah, baby! That's sexy! Shagadelic!!!

7° Lugar: Alpha 152 - Dead or Alive 4

Retiro o que disse acima sobre Athena ser a personagem mais despida dos games de luta! Alpha 152 está completamente pelada!

Ok, ela é uma mulher de energia translúcida, mas está pelada mesmo assim!

Enfim, todos os personagens de Dead or Alive seguem um padrão de movimentação. O game é bem mais difícil que os anteriores, mas com a devida prática, é possível explorar os pontos fracos de aberturas na guarda de seu oponente para poder derrubá-lo.

Não contra Alpha 152! Não senhor! De jeito nenhum! Quandos e chega nela, ela te espanca como a melhor artista marcial pelada da história!

Diferente dos outros lutadores, ela não possui padrão algum em seus movimentos! Alpha 152 simplesmente parte para cima de você, acerta alguns socos, em seguida chutes e depois começa a rodopiar no ar feito um aeroplano que fumou crack enquanto lhe golpeia desafiando as leis da física de tantas formas que com certeza fazem Einstein revirar em seu caixão toda vez que alguém chega a esta luta.

E quando percebe, seu personagem recebeu um combo de 15 hits, perdeu um terço de sua energia e já está tomando outro combo antes que a estupefação e o choque se dissipem.

A única forma de vencer Alpha 152 é quando ela deixa.

Sim, vez ou outra ela simplesmente fica parada no meio do cenário, como se estivesse dizendo "vem, bate na minha bundinha transparente, seu garanhão" ou alguma outra frase igualmente safada.

Considerando que estamos falando de Dead or Alive, nenhuma frase safada é suja o bastante, acredite em mim.

Mas enfim, só é possível terminar DOA 4 quando a moça transparente nos dá estas colheres de chá e mesmo assim, ela é capaz de mudar de idéia e lhe dar uma surra tão monumental que você vai passar a ter medo de mulheres peladas na vida real, sejam elas translúcidas ou não.

Antes que perceba, sua maior diversão durante este combate é reparar nos mamilos da moça quando ela caminha em direção da tela após vencer.

Enfim, os programadores (tarados) de Dead or Alive 4 se deram ao trabalho de modelar mamilos para uma mulher transparente. Depois de repará-los, você vai ficar de olho pra descobrir se modelaram pelos pubianos transparentes também.

...

Hã... não que eu tenha tentado...

...

O que foi?

...

PARE DE ME OLHAR ASSIM! VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE ME JULGAR!!!

6° Lugar: Zeus - World Heroes Perfect

Pra começo de conversa, Zeus parece personagem de Hokuto no Ken!

Não bastasse seu nome e sua aparência testosterônica ao extremo, ele também possui um dos ataques especiais mais devastadores da história! Um soco energizado!

Sim! De fato!

Claro... o que é um soco energizado em um mundo onde as pessoas podem soltar tempestades magnéticas com as mãos, causar tornados com os pés ou disparar radiação com o cu?

O negócio é que o soco energizado de Zeus pode causar pelo menos 70% de dano nos oponentes que forem bravos o bastante para se aproximar dele!

Sim! 70% de dano!

E não é nem um golpe complexo e secreto, é seu ataque mais básico!

Sim, meia-lua pra frente e soco!

Pois é, o "Hadouken" de Zeus pode arrancar 70% de sua energia!

E sabe o que mais? Se o o golpe for executado com a barra de especial cheia, ele causa em torno de 130% de dano!

Em outras palavras, quando seu personagem já tiver perdido toda a energia e soltado seu grito agonizante de derrota, ele ainda será atingido pelo ataque de Zeus por mais alguns segundos, ficando mais morto que o Kenny ao final do round.

É! Zeus pode destruí-lo em questão de segundos!

Yep!

O único conforto é que só é preciso enfrentá-lo uma vez (onde obviamente ele limpa o chão com seu rabo e depois enfia sua cara nele), pois no segundo round o cenário é destruído e a batalha continua contra Neo-Dio... UM CHEFE MUITO MAIS FÁCIL QUE ZEUS!!!!!!!!!!!

Não me pergunte, World Heroes nunca fez o menor sentido na minha opinião.

5° Lugar: Shin Gouki - Street Fighter

Acho que não há chefe super-poderoso mais popular que Gouki (ou Akuma, tanto faz).

Gouki é o supremo lutador de Street Fighter e tem como meta de vida chutar sua bunda caso você comece a jogar bem demais.

Mais ou menos como a Athena faz, só que sem se vestir feito uma vadia.

Digo, quando ele aparece, você sabe que suas chances de vencer são mínimas e que ele vai te massacrar como se você tivesse pago pra apanhar de uma dominatrix profissional!

...

Eu juro... preciso parar com essas comparações, tão começando a pegar muito mal...

Enfim, existem duas versões de Gouki: a versão de kimono preto, que é a que normalmente podemos selecionar pra jogar e a versão de kimono roxo e que é dramaticamente mais poderosa e solta energia em forma de ideogramas japoneses quando faz pose.

Pois bem, é a versão de kimono roxo que costuma nos espancar e mostrar quem é que manda, geralmente usando seu ataque supremo que gasta todas as barras de especial e faz com que o joystick nos dê um choque toda vez que somos atingidos por ele.

E é impressionante, a cada versão (pelo menos durante a era de Street Fighter III) Gouki ganha um ataque novo mais poderoso e ridículo que o do game anterior.

Hoje em dia não basta ficar preocupado se ele vai deslizar em sua direção e pulverizá-lo com 15 hits antes que você possa dizer "Beribekan-Katabanka", pois há também a chance que ele saia da tela com um pulão e caia sobre você rachando seu crânio com um golpe de karatê que deixaria o senhor Miyagi com inveja.

Claro, parte desta humilhação fica para trás quando temos a oportunidade de jogar com ele e espancar o computador como se fossemos um cafetão dos anos quarenta batendo em uma puta que não está lhe dando a porcentagem correta dos lucros!

Usar a versão turbinada de Gouki quando se joga contra os amigos é duas vezes mais legal... mas provavelmente fará com que eles parem de falar com você e passem e te dar trotes pornográficos as três da madrugada todo dia.

Nada pelo qual todos já não tenhamos passado um dia.

4° Lugar: Justice - Guilty Gear

Justice não é tão conhecida como alguns dos outros personagens da lista, mas pode ter certeza, ela é casca grossa!

Sim, "ela"! Justice é uma mulher... robótica... reptiliana... ou algo assim...

Mas pelo que podemos ver, ela é ruiva! O que com certeza aumenta seu poder de destruição em 149%!

Uau! Será que existe algo de que as ruivas não são capazes?

Enfim, Justice é osso-duro de roer! Pra ser muito sincero, todos os chefes de Guilty Gear são osso-duro de roer, mas tanto Dizzy quanto I-No, que substituiram Justice na função de fodedoras de almas nos jogos seguintes tem falhas óbvias na defesa. Não que sejam oponentes fáceis, mas elas nos dão melhores chances de vitória enquanto limpam o chão com nosso rabo.

A ruiva mecânica aqui não tem tais aberturas na guarda e não faz a menor cerimônia em limpar o chão, lavar a louça e polir a prataria usando nosso rabo!

Justice é veloz, tem uma força brutal, um raio de energia que ocupa dois terços da área de movimentação da tela e não se intimida em usar "Destroyers".

Pra quem nunca jogou Guilty Gear, "Destroyer" é uma espécie de super-especial, que se conectar no inimigo, arranca toda sua energia e encerra o round!

Sim! Pois é, pois é, pois é!

Não preciso nem dizer que estes golpes são bem mais difíceis de serem usados que qualquer outro tipo de especial e se você fracassar e não conseguir acertar o oponente, sua barra de especial desaparece e você tem de encarar o resto da luta só com seus ataques normais.

Justice raramente erra quando decide usar seu Destroyer nos jogadores.

E sabe o que mais? No Guilty Gear original, um Destroyer não vencia apenas um round, mas A PORRA DA LUTA!!!!!!!!!!!!

Ou seja, se aos dois segundos do primeiro round algum personagem conseguisse usar seu Destroyer com sucesso no oponente, a luta estaria encerrada!

Some isso ao fato de que raramente um jogador conseguia evitar o Destroyer de Justice e teremos uma luta final que deve ter causado muitas combustões espontâneas pelo mundo afora.

A produtora do jogo deve ter percebido que um chefe final capaz matar seu público comprador não era uma boa idéia e como mencionado acima, trocou-a por outras lutadoras ao longo da série.

Mas ela voltou a aparecer como chefe secreta de modos especiais nos games posteriores, onde nos mostrava todos os trinta e sete sabores diferentes da dor!

... puxa... que mulher...

3° Lugar: Geese Howard - Fatal Fury e King of Fighters

Ah sim! Um dos filhos da puta supremos da SNK!

Geese é mestre de Aikido, o que faz dele quase que uma versão digital de Steven Seagal e assim sendo, ele tem o mesmo hábito irritante de contra-atacar instantaneamente e sem dificuldades quaisquer golpes que venham em sua direção.

Suponhamos que o jogador tenta usar uma voadora. Geese irá atingi-lo em pleno ar com um soco e assim que o oponente cair no chão, o acertará com uma seqüência de dois chutes seguidos de um especial.

Se o jogador tentar um ataque a longa distância, Geese saltará por cima do projétil, atingirá uma voadora em seu oponente, um soco e mais um especial seguido de agarrão.

Caso tente um especial... ele será inútil e Geese irá esbofeteá-lo enquanto prepara uma xícara de chá e conversa com Mr. Big ao telefone.

Se avançar pra cima dele feito uma vaca louca, Geese enfiará o braço no cu de seu personagem, arrancará um coelho de dentro dele e espancará o adversário com o bicho até que ele se torne uma mancha no chão.

Enfim, Geese é um canalha de primeira, com uma ótima música tema e plenamente capaz de fazer os jogadores se sentirem as putinhas que são.

Aí você pergunta: "Mas Amer, o Geese aparece em diversos jogos da SNK! Qual sua aparição mais temível?"

Respondo que todas, pois ele sempre foi um lanfranhudo de primeira, mas a de maior destaque sem dúvida é em Art of Fighting 2, pois os poucos que o enfrentaram e venceram, morreram sete dias depois.

E quando jogamos com Geese... descobrimos que é pornograficamente difícil usar todos os golpes estrambólicos com os quais ele nos dizima!

Seu especial, Raising Storm, deve ser executado da seguinte forma: diagonal inferior pra trás, meia lua pra trás, diagonal inferior pra frente e soco enquanto se salta por dentro de um círculo em chamas que está sob um tanque de piranhas enquanto cães raivosos correm em seu encalço.

Já seu super especial Deadly Rave, que é tão poderoso que pode explodir seu videogame, tem uma seqüência tão longa e complexa que somente Stephen Hawking foi capaz de executá-la!

E é por isso que ele está daquele jeito hoje!

...

Tenho quase certeza que já usei essa piada antes, mas que se dane!

2° Lugar: Omega Rugal - King of Fighters

Acho que nem preciso elaborar muito aqui, todo mundo já jogou King of Fighters e foi pulverizado por ele em uma ocasião ou em outra.

Rugal é um filho da puta profissional, pois ele te cerca durante a luta, deixando muito pouco espaço para suas reações.

Por exemplo, ele manda uma magia de longa distância pra te fazer pular, o que te deixa vulnerável a tomar um Genocide Cutter, ataque que arranca um belo bife de sua energia e eu tenho quase certeza que é capaz de cortar seu dedão fora na vida real se as condições forem apropriadas.

E Rugal reflete seus especiais, tem contra-golpes para quase qualquer ataque e sempre... SEMPRE arranca uma quantia obscena de energia com tudo que lança contra você.

Diabos! Não é a toa que ele tem Omega no nome!

A única outra pessoa do mundo que é foda o bastante pra se chamar Omega é o Mark Dacascos!

Rugal é aliás o chefe mais reciclado da SNK!

Sempre que um game novo da franquia é lançado e não faz parte da (longa e hoje em dia totalmente incompreensível) história da série, sendo só um festival de porradaria gratuita, o chefe final escolhido para nos espancar é o bom e velho Rugal.

Teve uma vez que foi a versão jovem do Geese Howard, o que fez muito pouco sentido quando paramos pra pensar... mas na maioria dos casos é o Rugal mesmo.

E chega, não quero mais falar do Rugal! Ele é foda, pode nos enforcar com nossos próprios intestinos enquanto nos obriga a cantar o hino do Flamengo e é mais desagradável que a Sargento Megera!

Vamos para o próximo!

1° Lugar: Gaoh - Samurai Shodown V

Nem todo mundo jogou Samurai Shodown V e acredito que menos gente ainda teve a oportunidade de enfrentar Gaoh.

Sortudos miseráveis!

Gaoh é um dos maiores desgraçados, xexelentos, pestilentos, sarnentos, gato polar!!!

Em Samurai Shodown, sua arma tem um grande impacto na luta e a arma de escolha de Gaoh é uma lança enorme!

Com esta lança, Gaoh pode atingi-lo à uma légua de distância enquanto você fica feito um bobo golpeando o ar pois seus ataques nem sequer chegam perto dele.

Quando você tenta se aproximar, ele lança uma labareda putanesca gigante que torra até as moléculas de ar ao seu redor, causam um dano abissal e o jogam para longe novamente.

E quando você finalmente consegue conectar alguns golpes e arancar uma boa parte de sua energia... a barra de especial de Gaoh se enche e ele dispara um especial bíblico que o atropela, dinamita sua energia e ainda destrói sua arma.

E todos sabemos que um personagem desarmado em Samurai Shodown é tão impotente e indefeso quanto um juiz de luta-livre.

E aí, lá está você, sem arma, com um fiapo de energia e enfrentando um chefe que é capaz de separar continentes com um movimento de mão... e o que você faz?

A atitude certa é deixar o jogo, ir tomar uma Coca e voltar depois pra aceitar o inevitável Continue com honra e se preparar para ser dizimado mais uma vez.

Gaoh é tão Ornitorrincamente difícil que eu até tive de inventar a palavra "Ornitorrincamente" para descrevê-lo.

De fato, em Samurai Spirits Tekaichi Tenkakuten (meu Deus, isso é quase um Mantra), a versão da série que junta todos os personagens da franquia de forma burlesca e indescritível, há uma versão ainda mais poderosa de Gaoh, capaz de te bater tanto que você até muda de sexo.

Não seu personagem, VOCÊ!!!!!

Eu parei de jogar no exato momento em que comecei a sorrir ao lembrar de Titanic.

Deus sabe que já tenho problemas demais por gostar de Pucca e Ursinhos Carinhosos!

Mas pelo menos é possível vencê-lo... isto é... indo nas opções e deixando a barra de especial de seu personagem infinita e ajustando os rounds para que você só precise ganhar um e Gaoh precise de cinco.

Claro, é uma sacanagem imensa, mas pense por este lado: se você tivesse que sair na porrada com Deus, não ia querer ter todas as vantagens que pudesse?

Foi o que eu pensei!

E o chefe mais poderoso de todos os tempos é: Princess Sissy - Shin Gouketuji Matrimelee

Já sei o que você está pensando e deve ser algo na linha de: "Amer, seu viado do caralho! Como se atreve a colocar essa pirralhinha de merda a frente do Geese Howard e do Rugal! Tomara que seu cu caia no chão e quebre e você não possa mais peidar por não ter mais cu, seu desgraçado blenorrágico!"

Ok, acalme-se.

Agora abaixe este tacape.

...

Vamos lá, largue isso!

...

Bom menino!

Agora, se está me desejando destino tão horrível, é porque nunca enfrentou Sissy.

Aliás, Shin Gouketuji é o nome Japonês de Power Instinct, caso esteja se perguntando que jogo é esse.

A primeira vez que se enfrenta Sissy, logo que a batalha começa ela já te acerta com um combo mirabolante seguido de um especial burlesco. Seu personagem fica com um cabelímetro de energia e a loirinha o pulveriza com um ataque tão exagerado que faz seu videogame cuspir o plugue do joystick.

Após religar o controle e iniciar o segundo round, você sconsegue acertar um ou dois golpes em Sissy, que então para de ser boazinha e começa a soltar sapos pela tela, que ficam pulando pelo cenário e limitando sua movimentação enquanto a menina solta dezenas de ataques tão horríveis e brutais que você cai de joelhos e emprantos indaga aos céus que tipo de pecado cometeu para merecer tamanho castigo.

E Sissy não é o tipo de adversário que aos poucos vamos aprendendo a enfrentar. De fato, podemos aos poucos aprender quais são seus golpes e como eles funcionam, desenvolvendo táticas para evitá-los.

Claro, estas táticas não funcionam, pois sempre tem alguma coisa na tela que Sissy colocou lá pra foder com nossa vida.

Sejam sapos, serras elétricas, mais sapos, raios de energia, ainda mais sapos, alguma coisa tão rápida e letal que não dá nem tempo de saber o que foi ou tantos sapos que vai parecer que a família do Caco resolveu linchá-lo por ter estuprado a Miss Piggy.

Imagino que você deve estar se perguntando: "como uma menininha tão fofinha pode ser tão horrendamente brutal?"

Acho que tenho uma resposta para isso.

Veja bem, em Shin Gouketuji Matrimelee é realizado um grande torneio entre os membros de uma família de loucos e o vencedor recebe a honra de se casar com Sissy.

"Matrimelee", sacou?

O negócio é que Shin Gouketuji (bom, a série Power Instinct em geral) tem o elenco mais estranho da história dos videogames.

E sinceramente, é natural que uma menininha fofa oferecida como noiva lute com todas as forças sabendo que se não o fizer, pode acabar casada com ISSO!!!

Se há uma lição que podemos tirar disso é que viver em uma terra de pedófilos tecnocratas como o Japão pode tornar uma criança a força mais destrutiva do mundo.

Não discuta comigo, não me faça passar o link para o meu artigo de Kiss Players novamente.

...

Tudo bem, aqui está! Mas é a última vez que faço isso! Da próxima você procura sozinho!

Aproveite, porque eu dei uma incrementada no artigo.

Menções Honrosas:

M. Bison - Street Fighter

Por muito tempo, Bison foi um chefe de respeito.

Ele tem golpes fortes, boa velocidade e a cara de filho da puta comedor de empregadinhas que faz um bom chefe final.

O único problema é que ele sempre tem um padrão de ataque previsível e após algumas lutas, qualquer jogador minimamente decente consegue fazer gato e sapato dele.

Sério, quantas vezes o Bison caiu na sua seqüência de voadora e rasteira forte?

Pois é, foi o que eu pensei!

Kintaro - Mortal Kombat

O substituto de Goro se mostrou mais do que a altura de seu antecessor.

Kintaro urrava, pulava, socava, cupia bolotas de energia e no intervalo disso tudo ainda nos espancava como se fossemos a múmia contra quem o Chapolim lutou.

Kintaro não entrou na lista principal por ser um mero sub-chefe, que acabava com nossas fichas e nos deixava putos demais pra percebermos que Shao Kahn era uma bichona quando finalmente chegavamos nele.

Aliás, Kintaro perdeu boa parte de sua macheza em Mortal Kombat Armageddon e só por isso já perdeu pontos comigo.

Shao Kahn - Mortal Kombat

Shao Kahn é uma bichona. Acho que já deixei isso bem claro.

Dural - Virtua Fighter

Dural é uma mulher pelada de metal com golpes de todos os outros lutadores.

Ela é uma chefe difícil, mas bem longe de ser impossível. De fato, como qualquer oponente em Virtua Fighter, ela pode ser derrotada com certa facilidade quando você se especializar no uso de um lutador.

Mas mulheres peladas de metal sempre devem ser honradas! E por isso fiz esta menção!

Sim, eu sei, é a segunda vez neste artigo que falo de uma chefona pelada. Eu sou um machista imundo! Obrigado por notar!

Karai - Teenage Mutant Ninja Turtles: Tournament Fighters

Falei de Tournament Fighters em outro artigo e Karai é a chefe final tanto da versão de Mega Drive quanto da de Super Nes.

Em ambas ela é difícil mas me refiro especificamente à versão de Mega agora.

Digo, neste jogo, a terceira luta normal já é inacreditavelmente difícil, mesmo na dificuldade mínima. O primeiro sub-chefe do jogo é tão ignorante que eu nem consigo pensar em um eufemismo para descrevê-lo.

De fato, nunca passei dele.

De fato, nunca enfrentei Karai.

De fato, nunca conheci ninguém que o tivesse feito.

E por isso eu não tenho como falar muito dela, pela simples falta de informação.

A imagem acima nem é do jogo! É uma imagem qualquer da Karai que usei pra ilustrar o artigo pois NÃO EXISTEM FOTOS DA LUTA CONTRA ELA!!!

Mas deduzo que se os oponentes normais e sub-chefes são tão fortes, Karai não deve ser doce como um bolinho de pêssego.

Queria ter alguém que pudesse confirmar, mas acho que ainda não é hora do Rei Artur voltar e nos ajudar em nossa hora de escuridão.

...

Ou talvez seja.

Mas hoje eu fico por aqui!

Qualquer sugestão, reclamação, ameaça ou declaração de amor, sabem onde deixar seus comentários.

Cheers!

Related Posts with Thumbnails