quarta-feira, 13 de abril de 2011

Grandes Casais dos Games!


Hoje é dia do beijo!

...

Não, sério? Dia do beijo??? Com mil demônios!!!!! Queria saber quem é que inventa esses feriados tão esdruxulos! “Dia do beijo”, “dia da toalha”, “dia do refrigerante de milho”, “dia de cair no chão e se arrastar com os dentes até a padaria”, pelo amor da mãe do guarda!!!

E pior é ver que as pessoas aceitam estas datas sem pensar duas vezes!!! Assim sendo, façam-me um favor, quando virem um casal se beijando na rua hoje, dêem uma voadora neles e depois os joguem em um bueiro!!! Isso vai ensiná-los a se beijarem na frente de transeuntes solit... *ARRAM* ...

O que? Acha que odeio o dia do beijo porque não tenho com quem comemorar? TOLICE! FANTASIAS SEM NENHUMA PROVA!!! EU SOU MAIOR DO QUE ISSO!!! SOU MELHOR QUE TODOS VOCÊS QUE ESTÃO CASADOS E NAMORANDO!!! EU TENHO UM TAMANDUÁ IMAGINÁRIO E O BATIZEI DE SCOTT PIPPEN!!!

...

...

...

Oh Deus... que solidão...

Enfim, pra celebrar um pouco esta data, resolvi separar alguns dos casais mais queridos que já ví nos games. Eles nos mostram histórias de romance fofo e adorável e até mesmo de como mesmo um final trágico não é o suficiente para derrubar um amor verdadeiro.

E sim, reconheço que este artigo seria mais adequado no Dia dos Namorados, mas não poderei postá-lo nessa época, pois estarei lamentando o quanto todos esqueceram meu aniversário e quão pouco todos se importam comigo, mesmo que eu não diga a data em que faço anos para ninguém.

Sim, eu sou o pior tipo de Diva que existe.

Mas chega disso, vamos ao artigo de hoje.



Ken & Eliza – Street Fighter

Sejamos muito francos, Street Fighter não é uma franquia que nos dá muito em matéria de enredo e desenvolvimento de personagens.

Guile é um militar que quer chutar a bunda do Bison por este ter matado seu camarada, Dhalsim busca a iluminação e a paz interior causando concussões em estranhos, Juri é uma psicopata sádica que TENHO CERTEZA é uma ninfomaníaca e Thunder Hawk... é um indião enorme.

Sério, se você busca personagens elaborados e profundos, tá no lugar errado. A graça de Street Fighter é que todos os membros do elenco são clichês que podem ser resumidos em uma palavra, mas que são tão carismáticos e bem executados que não temos como não nos apegar a eles.

Mas mesmo em um oceano de superficialidade, vez ou outra um exemplo se destaca e é caso do senhor Ken Masters.

Lembra quando você terminou Street Fighter II pela primeira vez e Ken se casou com uma moça nariguda no final? Era Eliza!

Então, em Street Fighter Alpha 2, Ken enfrentava seu oponente na festa de aniversário dedicada a sua então namorada. Não existe forma melhor de provar seu amor por uma garota do que causando fraturas em chinesas pernudas na frente dela.

Em Street Fighter III, Ken e Eliza continuavam muito bem casados e agora com um pimpolho, que o casal carrega pra cima e pra baixo, acompanhando a participação do papai em torneios.nE em Street Fighter IV, Eliza está grávida do primeiro filho do casal!!!

...

Espera, o quê???

Ah bem, SF IV se passa antes de SF III. Não tente entender aritmética da Capcom, vai deixá-lo vesgo.

Pois então, Eliza começou como uma personagem coadjuvante de rápida participação, mas se tornou uma constante na vida de Ken. Em qualquer jogo que ele tome parte, lá está ela, o dando apoio e o incentivando.

Não é um Irmãos Karamazov, mas não deixa de ser uma história legal.

Todos os personagens de Street Fighter podem ter sua personalidade resumida em uma simples frase e no caso de Ken ela é: “Marido e pai dedicado que luta de vez em quando por diversão.”

E é bem melhor que a frase que define Ryu: “Mendigo andarilho que briga por aí e atiça a saliência de colegiais de 30 anos.”


Guybrush Threepwood & Elaine Marley – Série Monkey Island

Eis um casal cujas qualidades complementam um ao outro.

Ok, Guybrush é um idiota. Suas qualidades mais marcantes são a habilidade de prender a respiração por dez minutos, sua engenhosidade quase infinita e a sorte de estrelar em games para a família, onde absolutamente ninguém morre.

Digo, olha só pra ele! Em qualquer outra série ele já teria sido transformado em buchada! Ele tem um rosto extremamente socável, é o tipo de cara que eu e você agarraríamos pelos pés e usaríamos de cotonete.

Elaine por sua vez, é a antítese de Guybrush. Pra começar, ela é ruiva, e todos vocês sabem o que isso significa. E mais, ela é infinitamente durona, capaz de chutar quilos de bundas se a necessidade aparecer.

Vejam bem, ela é a governadora de uma ilha de piratas, indivíduos que normalmente são foras da lei e se recusam a reconhecer qualquer tipo de autoridade governamental. Exatamente, ela fez uma ilha cheia de gente assim ELEGÊ-LA como governadora.

Mas apesar de sua dureza infinita, Elaine escolheu um homem como Guybrush para ser seu cônjuge e acredito que tenho a resposta pra isso. Debaixo das camadas de estupidez, chatisse e comentários sem graça, Guybrush é um homem gentil e carinhoso. Simplório, mas gentil e carinhoso.

E é justamente isso que atraiu Elaine, pois após passar um dia inteiro rosnando para piratas sanguinários que bebem querosene, o que ela mais quer é voltar pra casa e receber uma boa massagem de seu marido devotado.

O que prova minha teoria de que homens gentileza e carinho fazem uma diferença gigantesca na hora de se conquistar uma moça. Especialmente uma durona, que só quer um pouco de carinho.

Pode me chamar de babaca otimista romantilóide, mas este é o MEU BLOG e eu falo o que quiser nele.

E você luta como uma vaca!!!


Mario & Peach – Super Mario Bros


Ok, vamos por partes. Mario é um encanador que vez ou outra exerce medicina ilegalmente. Peach é a princesa de um reino composto por fungos e passa a maior parte de seu tempo correndo de kart ou jogando tênis e não dá a mínima para seus súditos de penicilina.

Mario tem 52 anos e Peach não tem mais de 19, o que faz do encanador um quase pedófilo. Mario tem o físico de um jogador de Pôker e um bigode que já estava fora de moda em 1912. Peach... bom, digite o nome dela no Google e desligue o filtro de busca. Você vai entender o que quero dizer.

E mesmo com tamanhas discrepâncias, os dois se dão maravilhosamente bem. Peach até faz bolos para ele de vez em quando e se veste de enfermeira para ajudá-lo quando ele resolve bancar o médico pra dar golpe em planos de saúde..

Claro, há a questão de que Mario salva Peach TODA SEMANA, quando Bowser a seqüestra. Se um encanador oleoso e pobretão a resgata constantemente dos ataques de um jacaré gigante cuspidor de fogo, uma princesa não tem escolha exceto se tornar namorada dele.

Mas... vocês sabem o que penso de Peach e duvido muito que os “seqüestros” sejam reais. Acho que ela curte mesmo é o Bowser e namora com o Mario apenas pra manter as aparências, uma vez que seus súditos não aceitariam seu romance com um jacaré assassino.

Como se cogumelos assexuados tivessem o direito de julgar quem é diferente!

...

Por que diabos tou super analisando isso... DE NOVO? Oh Deus, eu preciso urgentemente de uma namorada!!!


Joker & EDI – Mass Effect 2


Joker é o piloto da Normandy, a nave DA Comandante Shepard (pois em meu mundo, Shepard jamais será um homem) e um cara mais capaz e seu trabalho do que Han Solo jamais foi. EDI é a inteligência artificial da nave, apresentada em Mass Effect 2, com o intuito de auxiliar a tripulação com tarefas do dia a dia e situações de perigo.

A relação dos dois inicialmente é antagônica. Joker se refere a EDI como “isso” e EDI o chama formalmente de Sr. Moreau. O piloto acredita que naves estelares podem funcionar muito bem sem uma inteligência artificial e não faz questão de esconder seu descontentamento, que é ignorado solenemente pelo computador... computadora.

“Computadora?” EDI tem personalidade feminina, o termo está correto?

Enfim, com o passar do tempo, a relação entre os dois melhora e eles começam a trocar farpas bem humoradas, como colegas de trabalho normalmente fazem. Mas é quando a nave é invadida PELO MAL e todos os tripulantes (menos Joker) são capturados, que o piloto e EDI começam a se dar muito melhor, de fato, passam a ter uma relação quase platônica e flertam um com o outro abertamente.

Algo sobre o qual Shepard pode comentar eventualmente.

Os fãs do game gostaram tanto desta relação, que muitos pediram à Bioware para que EDI receba um corpo robótico em Mass Effect 3, para que assim ela e Joker possam consumar seu romance até então platônico.

Eu concordo e ainda digo mais, não há nada de errado em um homem apaixonar-se por uma inteligência artificial! Robozinhas também merecem amor e TODOS OS QUE DISCORDAM SÃO TECNÓFOBOS IMUNDOS E PIORES QUE HITLER!!!

ROMANCE COM ROBOZINHAS PARA SEMPRE!!!!!!!!!!

...

...

...

Para de me olhar desse jeito!


Cloud & Tifa – Final Fantasy VII

Minha nossa, como é difícil encontrar uma boa imagem de Cloud e Tifa. Santa santa, santíssima! Ainda mais uma que não seja Hentai e em que os dois não estejam dando uma sapecada na Yuffie.

Enfim, Cloud e Tifa se conheceram quando eram criancinha piquituxas e fofas em Nibelheim, uma vila perdida no meio da montanha, tão inacessível que me faz pensar quem foi o gênio que achou uma boa idéia fundá-la em tal lugar. Quando Cloud decidiu sair da cidade pra perseguir seu sonho, Tifa o fez jurar uma promessa típica daquelas que fazemos quando crianças: que se ela estivesse em perigo, ele viria correndo salvá-la. Aaaaaawwwwnnnnn!!!

O tempo passou, Cloud se tornou soldado de uma mega corporação corrupta e Tifa cresceu para se tornar uma mestre em artes marciais e uma garota tão absurdamente linda que até hoje, onze entre dez fãs são apaixonados por ela.

Agora, não vou entediá-lo com detalhes, mas Cloud é um sujeitinho ferrado. Ele viu dois de seus melhores amigos serem brutalmente assassinados, presenciou quando Sephiroth, seu ídolo, incendiou sua cidade natal e matou a todos presentes e se tornou um fugitivo da mega corporação para o qual trabalhava e com qual sempre sonhou em servir.

Claro, que esta carga de traumas (mais alguns que deixei de fora) tiveram seu peso e fizeram de Cloud um sujeito amargo e frio, que repele a todos, por puro medo de que o magoem caso cheguem perto demais.

Só que nenhum homem é uma fortaleza e todas estas desgraças, somadas a um excesso de memórias reprimidas que uma hora vieram a tona partiram a mente de Cloud. No ato II, o encontramos catatônico e em uma cadeira de rodas, algo que até hoje não foi repetido em nenhum outro game.

Mas sem problemas, TIFA ESTÁ AQUI!!! Embora a primeira parte do jogo a tenha deixado a sombra de Aerith, como um mero instrumento de fanservice, ela nunca desistiu do que sentia por Cloud. Assim, quando o rapaz perde a noção, ela viaja PARA DENTRO DE SUA MENTE e consegue trazê-lo de volta, bem como o ajuda a superar seus traumas e o faz voltar a ser o homem gentil e leal por quem se apaixonou.

O que prova minha outra teoria de que o amor de uma boa mulher é a força mais poderosa do universo. Quando uma garota se apaixona sinceramente por um cara, ela pode puxá-lo de volta do Inferno!!!

DE VOLTA!!!

DO INFERNO!!!

E mais ainda, eventualmente descobrimos que Cloud cumpriu sua promessa de criança para ela. Quando Sephiroth, praticamente um semi deus, destruiu sua vila, matou soldados tremendamente competentes e estava a ponto de deixar sua fúria correr solta pelo mundo... Cloud o empalou com uma espada e o jogou em um abismo.

O quê? O quê poderia ter gerado tamanha fúria no rapaz que ele não temeu encarar um monstro praticamente indestrutível?

Sephiroth havia machucado Tifa alguns minutos antes.

Yep.

E essa era uma das memórias que Cloud havia reprimido, pois achava que era culpa sua que o amor de sua vida havia sido machucada por aquele monstro astro de fanfics.

E para os Shippers que adoram pregar “Cloud + Aerith = KAWAII DESU HU-HU” só tenho uma coisa a dizer: Cloud e Tifa transaram em Final Fantasy VII.

HA-HA!!! SUA FANTASIA ROMÂNTICA FOI DESTRUIDA!!!

Lembra ao final do disco 2, quando o grupo se prepara pra batalha final e cada um vai passar uma última noite com a família? Cloud e Tifa não tinham mais ninguém e passaram a noite juntinhos em um morro, à sombra de sua aeronave.

Foi aí que a mágica aconteceu.

Tanto que no dia seguinte quando os dois voltam a aeronave, Tifa vê que todos os demais já estavam lá, cai de joelhos e pergunta em choque: “VOCÊS VIRAM???”

O que ela e Cloud poderiam ter feito que causaria tamanha reação de horror na moça?

E mais, Yoshitaka Amano confirmou que sim, eles passaram a noite encaixando o Lego. A palavra de Deus é suprema!

TOMA ESSA AERITH!!! SUA PATRICINHA BESTIAL QUE OBRIGAVA O ZACK A PUXAR CARROÇA!!!


Zidane & Garnet – Final Fantasy IX

Eu realmente não entendo o desgosto que tanta gente tem por este game, digo, Final Fantasy IX pode não ser perfeito, mas é MUITO superior a parte VIII, com certeza. Squall e Rinoa é a minha bunda! A MINHA BUNDA!!!

Eis que aqui temos Zidane Tribal e a Princesa Garnet. Zidane é um ladino metido a conquistador, que se gaba de quantas mulheres já conquistou e que desfrutou dos prazeres femininos do mundo inteiro. Atitude essa que grita “SOU VIRGEM E ESTOU DESESPERADO”, e que todo homem já usou ao menos uma vez.

Garnet é uma princesa que levou uma vida extremamente abrigada. Ela conhece o mundo exclusivamente por livros e quer viver algumas aventuras agora que se aproxima da vida adulta. Os dois se conhecem, tornam-se companheiros de viagem e aos poucos se apaixonam.

Zidane, com sua eterna insegurança, tenta massagear o próprio ego afirmando para si mesmo que é um garanhão e que sem dúvida a conquistou com as coisas profundas que disse, enquanto Garnet, emocionalmente mais imatura, adora sua companhia, mas demora mais para perceber o que de fato sente por ele.

Aí se encontra grande parte da graça deste relacionamento, Zidane e Garnet são muito jovens, o jogo não deixa clara a idade dos dois, mas eles parecem estar saindo da adolescência. O “namoro” dos dois é muito reminiscente do primeiro amor que sentimos na vida, quando não sabemos nada sobre nada e se tivermos sorte, descobrimos como as coisas funcionam junto da pessoa querida. E por mais imperfeita que esta relação possa ser, é dela que lembramos pelo resto da vida e muitas vezes aquela em que baseamos os nossos romances futuros.

Final Fantasy IX também forma um casal entre adultos, nas figuras de Steiner e Beatrix, militares de alta patente no exército da mãe de Garnet e que encaram um relacionamento de forma um pouco mais cínica no começo. Algo bastante natural para pessoas mais velhas e que já possuem suas cicatrizes emocionais.

Este contraste lança ainda mais brilho na relação entre Zidane e Garnet e sinceramente, acho que deveríamos nos esforçar mais para relembrar o otimismo que tínhamos na juventude. Acredito que nossas relações seriam muito mais simples desta forma.

Mas bem, estou especulando. O que eu sei?


Hana & Rain – Fear Effect 2 Retro Helix

Fear Effect é uma daquelas séries que foi esquecida pelo grande público com o passar do tempo. O primeiro game teve um sucesso razoável, mas o segundo foi lançado no fim da vida do PsOne, momento em que todos estavam mais empolgados em jogar Tekken Tag Tournament e The Bouncer no Playstation 2. Mas falarei mais deste título em um artigo futuro, no momento, quero contar um pouco sobre as adoráveis moças da imagem acima: Hana e Rain.

Hana é uma ex-prostituta que largou o velho trabalho e tornou-se uma assassina profissional, Rain é um gênio em computação, capaz de burlar qualquer sistema eletrônico usando pouco mais que fita adesiva, chiclete e o Nelson Ned.

As duas se conheceram em um cemitério, num dia de chuva, ficaram amigas e logo se tornaram amantes. De fato, acredito que Hana e Rain formam o primeiro casal gay da história dos games.

Mas o mais interessante é que a relação das duas é tremendamente complexa, ainda mais para um jogo de sua época. Rain é claramente homossexual, mas não é representada como o estereotipo da “lésbica militante e musculosa” tão comum ainda hoje, ela é delicada, feminina, adorável e a cabeça fria da dupla, sempre tentando colocar algum bom senso em Hana quando ela deixa a raiva ou os hormônios tomarem suas decisões.

Já Hana... gosta de mulheres E homens. De facto, ela não vê mal algum em usar o corpo para se aproximar de seus alvos homens. Mais ainda, ela sempre transa com eles antes de matá-los e não parece ter problema com isso, muito pelo contrário. Ficamos então com a dúvida: Rain sabe dessas puladas de cerca de Hana? Se sabe, ela deixa pra lá, pois sabe que são “ossos do ofício” ou simplesmente porque não se importa que Hana durma com homens?

Mas mesmo com essas traições ocasionais, é muito claro que Hana é totalmente apaixonada por Rain, o que é demonstrado de forma bastante singela. Na última etapa do jogo, nos encontramos diante de Rain e uma “clone” sua e precisamos balear a falsa para vermos o melhor final.

Como sabemos qual é real? Fácil, a Rain verdadeira é canhota, algo que a própria Hana diz quando é perguntada como sabia em qual das duas atirar.

E este é o tipo de detalhe que acredito, aprendemos em uma relação amorosa longa. Você conhece tudo sobre a outra pessoa, qual o seu ritmo de manhã, o seu jeito de caminhar ou comer, e mesmo em uma multidão você consegue destacá-la das demais.

O relacionamento de Hana e Rain não é o romance perfeito fantasiado por Hollywood, mas graças a suas arestas, consegue ser muito mais real e palpável para a maioria de nós.

Sério, vá jogar Fear Effect. Você me agradecerá depois.


Wanda & Mono – Shadow of the Colossus

Wanda e Mono viviam pacificamente em uma aldeia, até o dia em que Mono foi sacrificada, pois os anciões acreditavam que ela traria infortúnio para a região.

Inconformado, Wanda roubou a espada sagrada de sua vila e levou o corpo de sua amada até o vale proibido. Lá, ele fez um pacto com uma voz desencarnada, que aceitou trazer Mono de volta a vida caso o rapaz matasse os dezesseis gigantes que rondavam a região e sem pensar duas vezes, Wanda cumpriu sua parte do acordo.

Os gigantes não eram monstros sanguinários que clamavam por vítimas, mas criaturas que existiam sem causar danos ou destruição ao vale e que eram assassinados por um rapaz obstinado, sem sequer saber por qual motivo estavam sendo atacados. Cada vitória não trazia glória, apenas a sensação ruim de que aquilo era errado. Mas Wanda não se deixou abater pela culpa e prosseguiu em sua missão, até que todo peso de sua jornada se abateu sobre ele no final.

E é essa a verdade amarga que Shadow of the Colossus apresenta a seu público: as vezes, o amor é egoísta. As vezes, a dor de estarmos longe da pessoa amada é tão insuportável que a queremos de volta e não importa se tivermos de pecar contra a natureza para conseguir isso.

O amor é o mais nobre dos sentimentos, mas mesmo ele não justifica atos perversos, pois não há redenção para muitos deles. Eis o que aprendemos com esta aventura.

E o CQC tem a pachorra de me mostrar videogames como se fossem brinquedos de luxo, pelas barbas de Odin...


Dom & Maria – Gears of War 2

Já escrevi sobre este casal quando fiz o artigo sobre os grandes momentos de tristeza dos games, mas diabos, preciso falar deles de novo, é necessário!

Uma coisa que todos precisamos ter em mente ao falar de Gears of War, é que a série é escrita e produzida tendo moleques de 14 anos em mente.

Sim, ela é. Cale a boca, sacripanta.

E o que um moleque de 14 anos com os hormônios a flor da pele gosta? VIOLÊNCIA!!! SANGUE!!! MUTILAÇÃO!!! PUS!!! BLALALALALALALALALALALALALALALALALAGH!!! Nessa idade, um garoto consegue assistir filmes como O Albergue e se divertir, enquanto todos os adultos ao seu redor percebem como Eli Roth transformou sessões de tortura na coisa mais tediosa do mundo.

Guris de 14 anos são imbecis. Meninas nessa idade são loucas... mas meninos são simplesmente imbecis. E é por isso que a relação entre Dom e Maria parece tão alienígena quando colocada em um ambiente como o de Gears of War, onde super machos com bíceps maiores que a própria cabeça gritam, atiram e despedaçam tudo ao seu redor enquanto correm feito uma manada de mastodontes pelo cenário.

Pois então, Dom e Maria são outro casal que se conheceu quando criança e vivenciou o romance de filmes da década de 1980 com o qual todos sonhamos ao menos uma vez na vida. Um caso imprevisto de gravidez na adolescência os forçou a assumir as responsabilidades da vida em casal antes do que esperavam, mas seu amor não se abalou por isso.

Logo, ocorreu a invasão dos Locust, que para quem não conhece, são alienígenas repelentes que pretendem transformar todos ao habitantes do planeta em sarapatel. Baixas imensas aconteceram graças ao ataque e os filhos de Dom e Maria pereceram neste momento. Maria perdeu a noção por causa do acontecimento e desapareceu.

Dom, mesmo sendo tão grande, bruto e fedido quanto os demais personagens do game, jamais perdeu a esperança de reencontrá-la. De fato, sempre que tinha a chance, ele começava a falar de sua quertida esposa, de quanto a amava e como estava louco pra revê-la, o que deveria encher muito o saco de Marcus Fênix, que queria apenas escutar o som dos próprios bíceps.

Eis que após muita ação, um sem número de tiros e desmembramentos em demasia... Dom encontra Maria. Infelizmente, ela não é mais a mulher por quem Dom se apaixonou. Anos sendo torturada pelos Locust, o trauma causado pela brutal invasão e a depressão pela perda de seus filhos destruiu seu espírito e a transformou em uma mera casca do que havia sido, incapaz de falar, compreender... ou sequer reconhecer seu marido.

Ao perceber que seria impossível ajudá-la e fazê-la voltar ao que tinha sido, Dom tomou a única decisão que podia e a tirou de seu sofrimento. Uma escolha dura e trágica, mas que ao mesmo tempo demonstra o quanto ele colocava o bem estar de sua amada acima do seu. Contanto que ela não mais sofresse, ele podia agüentar qualquer coisa.

Sinceramente, eu não esperava ver uma demonstração de amor tão agridoce em um game criado com o intuito de ser vendido para garotos de 14 anos que deixam poças de testosterona por onde passam. Os criadores da série com certeza perceberam que precisariam de um pouco mais de substância e emoção além de “MATAAAAAAAAAR, GRAAAAAAAAAAAAHHHHH” se quisessem que sua série não se tornasse uma piada.

Isso também explica porque a maioria dos fãs prefere o primeiro GoW. É mais fácil entender grunhidos babentos do que uma história de amor.

Maldita juventude!!!


Chris & Sheva – Resident Evil 5

Ok, Chris e Sheva não são exatamente um casal, mas qualé? Rolou um clima óbvio entre os dois no tempo em que baleavam zumbis.

Eis que um fanboy de Resident Evil cai de para quedas e coloca toda sua sabedoria a prova: “Dãããããããããrrrr... u Chris é nAmoRAdu da Jill, vossê num manjia nADa... divia di sê dimitidU... dãããããããããããrrrrrr...”

Ohhhh, fãs de Resident Evil, como eu os odeio!!!

Mas bem, Chris e Jill são parceiros desde 1996 e nada nunca rolou entre eles. Se em quinze anos os dois nunca brincaram de “esconder a salsicha no burrito”, não vai ser agora que irão começar. Claro, ela se aconchegou no ombro do Chris ao final do primeiro Resident Evil, mas considerando que suas opções eram o Barry e a Rebecca, não é difícil entender sua escolha.

Ok, eu também escolheria a Rebecca, mas isso não é sobre mim.

E diabos, olha só pro Chris e a Sheva! Eles combinam!

Ela é atlética, durona, linda e consegue ser sensual sem vulgaridade. E aliás, ela tem sotaque, o que torna qualquer mulher 87% mais sexy.

Quanto ao Chris... meninas, olhem pra ele! O cara é um deus grego praticamente! Vão me dizer que ele não lhes causa calores?

Sem contar que eles passaram um bom tempo juntos, baleando zumbis, o que em minha opinião é a coisa perfeita para se fazer em um primeiro encontro. Os dois começaram bem, é só prosseguirem daí.

Vamos lá Capcom, não dêem esse fora, c’mon! Vocês já abandonaram Marvel vs Capcom 3 antes da hora, não pisem na bola de novo!!!

E por hoje chega. Vou dormir.

Se gostaram deste artigo, agradeçam não apenas a mim, mas ao Pedro Victor também. Ele me sugeriu esse tema via Twitter.

Se não gostaram... por que diabos viram o artigo até o final? Sério, existem outros sites na internet, por que ficaram lendo algo que não apreciaram? Vocês são retardados por acaso?

Vão pro quinto dos Infernos!!!

Cheers!!!

55 comentários:

Jean disse...

Ótimo artigo, Amer!

... O que me faz pensar que eu terminei com minha ex um mês antes do aniversário de um ano.

Acho que vou ser castigado.

DENDEROTTO disse...

Ri muito nesse especial.

Bom, na minha opinião o Dia do Beijo é mais um dia inútil no ano!
E não, eu não tenho namorada!

Mario e Peach é um bom casal, mas também acho que ela tem algo com o Bowser o:

Chris e Jill é o casal de RE, mas até que Sheeva combina com Chris! Não sei, mas acho que Jill vai ter que se virar com o Josh Stone /:

Wanda? O nome do protagonista do Shadow of the Colossus é Wander!

Eu tenho um blog sobre games, e tenho o jogo, então tenho a obrigação de saber disso!

Mas se eu não me engano, Wanda é o nome dele na versão do Japão.

DENDEROTTO disse...

Fataram esses casais:

Leon e Ada
Diddy e Dixie
Crono e Marle
Link e Zelda
Sonic e Amy
Andy e Mai
Sora e Kairi
Pac-Man e Ms. Pac-Man

Blog do Sybão! disse...

O artigo ta bem legal!!Ok. Ok!
Mas Bowser... um... jacaré?!

Desde quando jacarés tem casco e chifres?

revistagames disse...

DENDEROTTO

vc leu meus pensamentos, eu passei por toda a lista esperando Kairi e Sora...

Ainda assim não tenho do que reclamar, o artigo está genial (como sempre).

MaxiM disse...

A Kairi e o Sora nunca foram realmente denominados como casal, do mesmo jeito que em praticamente nenhum Zelda mostra o Link e a princesa como tendo um relacionamento amoroso, e o nome do cara è Wanda...malditos manuais ocidentais...

Amer H. disse...

Eu chamo o Bowser de jacaré, justamente porque ele não é um jacaré.

THAT'S THE JOKE, KIDS!!!

Sadnarav disse...

Muito bonitinho o artigo!

Não acho que "tenham faltado", mas acho que os casais John Marston e Abigail de Red Dead Redemption e Dante e Beatrice de Dante's Inferno encaixariam no texto.

PS: Eu sei que Dante's Inferno é baseado na Divina Comedia, assim como sei que no livro, ele não vai pro Inferno pra salva-la

João Miguel disse...

Excelente! Me lembrou tempos áureos, quando a vida se baseava em voltar da faculdade e abrir o Blog do Amer.

Gostei de como você transformou um dia imbecil num artigo divertido e, sobretudo, da sua descrição e analogia de Shadow of the Colossus com amor! Muito foda, irado bagaraio.

João Miguel disse...

Ah, sim! Eu entendo que você odeia quando vem um fanboy palhaço mimimizar sobre coisas que não estão no seu artigo, mas quando eu li o tema eu apostei comigo mesmo que teríamos Snake e Meryl!

Eu mesmo tenho problemas em descrever a relação deles, então achei que você fosse resolver esse meu problema que já dura uns 10 anos!

Blog do Sybão! disse...

João Miguel, o caso Meryl e Snake nada mais é que motivacional. Bundas motivam snake a continuar sua jornada da mesma forma que Peach precisa ser raptada para fazer Mario praticar cooper e perder aqueles quilos de banha que ele deposita em si.

Espero ter explicado!

Giordano disse...

Todos sabem que o pegador-mor de Resident Evil é o Leon, a Ada ate roubou um beijão dele no Darkside Chronicles.
E hoje eu não vi minha namorada pra comemorar o dia ):


Vou lá comer meus damascos

Scariel disse...

Pra mim também Sherpard,sempre será mulher no Mass Effect.
Gostei muito do artigo Amer! E gosto muito dos links que vc manda no twitter.

zachstyle disse...

Te apoiei na campanha do dia do beijo. Já joguei dois casais no bueiro :)

Boa sorte aí mano! Vida de nerd é um saco mas costuma ter uma recompensa no final, pelo menos é o que eu espero.

Avalanche(Lance) disse...

Pera...sem Eddie e Ofélia?

Não irei ler esse post!

Rodrigo disse...

Otimo artigo Amer, mas poderia ter colocado os casais de Persona! Junpei e Chidori para Persona 3 e Kanji e Naoto para o Persona 4!

Sou fã de Resident Evil e não sou retardado o suficiente para encarar Chris e Jill como um casal. A unica Tensão sexual que teve na serie ao meu ver foi entre Ada e Leon.

Vicentinho disse...

Muito bom, como de costume. Pensei que ia ter aquele Prince of Persia Original ou aquel Shinob de Mega Drive. Mas acho q não mereciam tanto pq as mocinhas não faziam nada, sse bem que morriam se o herói não fosse rápido o suficiente...

Ah, eu não lembrava de sexo em FF VII...

Leandro disse...

Gostei do artigo, Amer.

Acho válido todos os textos que mostram que videogame não é só passatempo pra criança e sim, uma forma de arte mesmo. Principalmente nesses tempos de culpar os jogos por loucos que entram em escolas atirando.

Enfim, posso fazer uma sugestão? Seria interessante um artigo que falasse sobre os "temas" (na falta de uma tradução melhor) semelhantes em jogos. Ex: "Future Badass", todos os jogos que aparecem alguém do futuro que é um badass.

Esse site pode ajudar na sua pesquisa, caso você queira fazer este tema: http://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/Main/VideogameTropes

Tem também todos os "tropes" de tv, mangas, hq's, etc.
Não é SPAM, sério. É só uma sugestão caso você goste da idéia... e é um site interessante mesmo. Só que é em inglês. :)

abracaocapeta disse...

Pra quem não sabe, Mario no filme, quando está matando o Bowser o chama de jacaré.

Deve ser por isso.

Ou nunca assistiram a Super Mario Bros O Filme?

Rod disse...

...Kazuma e Haruka ?! ...sem bem que isso certamente seria ilegal rsrsrs...não agora serio...na minha opinião eles formam um casal no mais puro sentido do sentimento Amor...excelente post Amer um abraço cara...

Maria Fernanda disse...

Adorei o artigo, mas senti falta de Yuna e Tidus u.u

Evil Monkey disse...

Denderottto: NÃO CRONO E MARLE NÃOOOOOOOOOOO!

I love you Lucca! And i'll love you forevár!

Dia do beijo sucks! <---também não tem namorada =(

Pandora disse...

E ai Amer. É o cara que fez a pergunta sobre o spawn no formspring ( Não, pior que não sou fã dele )

é o primeiro artigo que comento, e devo dizer que me comoveu em certas partes, o que me faz ter vontade de ser melhor com minha namorada >_>

mas, só queria dizer, que achei ótimo, mas creio que faltou Alan Wake nessa lista. Ele e a esposa Alice são um bom casal ( ainda com tudo que ele enfrenta por ela )

Helio Mendes Jr ou Kamen Homer disse...

muito bom,agora quero ver os panacas dizendo que o cloud é viado!,se o deus como yoshitaka amano confirmou isso eles irão duvidar de quem?

gay mesmo é o Kujah!!! hahahahahha

Nanda disse...

Denderottto: NÃO CRONO E MARLE NÃOOOOOOOOOOO! [2]

Quanto a Zelda e Link, acho que podem ser considerados um casal sim.. Afinal TODO o elenco feminino de Zelda cai matando no Link, mas no fim é sempre da Zelda que ele vai atrás! Óun!
Agora, outro casal fofinho é o Mikau e a Lulu do Zelda Majora's Mask!

Halley, artigo fofissimo! Adorei!!
E, definitivamente, só se lembra do Dia do beijo quem não tem namorado.. Pq quem tem esqueceu completamente! hahahahahah!

Beijo!!

Rafael disse...

Terceiro paragrafo e ja chorei d rir, vc é mesmo genial!

Carlos disse...

concordo com a maior parte, mas o Chris definitivamente deveria ficar com a Jill
Sério! e a Sheeva nem é tão bonita...
Compara a Claire por exemplo, ou a Ada.

HappyGleek93 disse...

Adorei o artigo. rs

E, meninas, sortuda a EDI, né? HAHA

Bia Chun-li disse...

"Guile é um militar que quer chutar a bunda do Bison por este ter matado seu camarada (...)" Isso porque o Guile é casado!!!! Coitada da esposa dele, sendo trocada por um defunto! xD Adoro Ken e Eliza.^^ São fofos!!! ^^

Faltou outros casais, mas gostei da lista. E também tenho as minhas desconfianças quanto a princesinha Peach...

john albert disse...

ai amer bom artigo,só faltou um
casal,terry bogard e blue mary,do
the king of fighters.


ai amer saindo do assunto,será que você poderia fazer outra matéria
sobre o wrestling,que eu acho o
esporte mais foda da história;e diz
ai o que você acha desses wrestlers

steve austin
shawn michaels
the rock
mick foley
rey misterio
kevin mash
john cena
chris jericho

Super Tv disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Victor disse...

DIA MAIS FELIZ DA MINHA VIDA \O/

FUI CITADO NO BLOGDOHAMMER \O/

@PedroVictoorS

Strix disse...

Só pra registrar, nos jogos Oracle de Zelda, quando você termina os dois em sequência e o Link salva a Zelda do Ganon, ela dá um beijinho no rosto dele e fica toda tímida, enquanto ele começa a desprender coraçõezinhos da cabeça.

Acho que é o mais próximo que eles chegam de um relacionamento amoroso. :(

Mas a série Oracle tem um casal absolutamente fofo: a Rainha e o Pirata. (ATENÇÃO> SPOILERS!)

Na verdade, quando você joga Oracle of Ages primeiro, não faz a menor ideia do que levou a Rainha de Labrynna a construir uma torre enorme às custas da depreciação dos recursos naturais do lugar e da exploração de seus súditos, obrigados a trabalhar sem descanso em um dia que nunca acaba. (Uma feiticeira pára o tempo para acelerar a construção da torre.)

Daí, quando terminamos e jogamos Oracle of Seasons, descobrimos que o chefe dos Piratas-Caveira era, em vida, o grande amor da rainha. E ela estava construindo a torre para servir como um farol para que ele pudesse aportar em segurança em Labrynna, o que não vai mais acontecer. :(

O encontro dos dois quando isso é revelado é muito tocante. Partiu meu coração na época.

E POR FALAR em partir o coração, Link e Marin em A Link's Awakening é o casal. Mais. Fofo. Evar.
Link está navegando, seu navio é destruído e ele acorda numa casa, sendo cuidado por uma garota que é a própria Zelda em aparência e personalidade. Porém, seu nome é Marin, e ela é uma camponesa pobre que vive com o Mario... Digo, o Tarin. Link e ela se envolvem de um jeito como ele e Zelda provavelmente jamais se envolverão. É muito fofo. Só que... (MAIS SPOILERS ADIANTE.)

O jogo todo se passa em um ilha que existe no sonho de um... sei lá, uma baleia-deus-voadora gigante. E seu objetivo no jogo é acordar essa coisa. Adivinhem o que acontece com a ilha quando você derrota os pesadelos e acorda o peixe?

É. Ela some. Era só um sonho conjunto do Link e do Peixe Vento. O que mostra o quanto Link gosta da Zelda e queria que ela fosse mais acessível a ele, ao invés de uma princesa em um castelo.

EU SEI que a maioria das pessoas torce o nariz para jogos de Game Boy, mas os 3 Zeldas pra Game Boy Color (A Link's Awakening Deluxe, Oracle of Ages e Oracle of Seasons) são um primor em termos de história e podem te emocionar mesmo sendo estrelados por SDs pixelizados.

(E eu terminei falando muito mais do que desejava... Conto com sua clemência, Grande Amer.)

Adriana Rodrigues disse...

(Oh, meu Deus, quando seus personagens ganham vida e começam a comentar sobre Zelda, é porque a coisa tá braba. o.o)

(E sim, Strix é uma persona minha. Não sei como ela foi ter conta no google. Não me perguntem.)

Nappa_ disse...

Ah cara, só achei que faltou Chrono E Marle na lista, porque está entre os casais mais clássicos dos games e vai da ingenuidade ao romantismo o relacionamento deles.

Mas foi um bom artigo.

Matheus White disse...

Excelente artigo! Eu também curto romances em video games!

Eu particularmente citaria também Snake e Maryl.

Tá, vai, me chama de fanboy. Mas os dois foram o primeiro casal REAL que vi em um game, não posso deixar de ter um certo apego.

Só a título de informação sobre a Juri de SF: Dizem que na versão japonesa de SSFIV, tinha uma pequena ficha sobre os personagens (?), e lá constava que Juri Han "Likes: Big Breasts."

...Interprete da forma que quiser.

Matheus White disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adelheid K. disse...

logo que vi o título, eu pensei: Wander e Mono

o que voce acha de fazer um artigo sobre os robôs mais legais dos games?

Rodrigo Narcizo disse...

Gostei do artigo,Amer.

Só senti falta dos casais de Lunar: The Silver Star. Gosto muito do Kyle e da Jessica, mas era bem interessante que os personagens principais do jogo formavam casais com características bem distintas como Nash e Mia.

Ikari disse...

AHhhh, muito massa!
Apesar de ser uma ótima coletânia de casais, ainda acho que faltou Ryu e Nina(BoF). Mas outro grande post do King Amer
=D

Fear Effect FTW \m/

Ps: Segundo casal de SoTC: Wanda e Agro! =D

Rafael Sampaio disse...

ñ acredito q vc removeu o outroblog do amer, pq?

Reuel Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Reuel Lima disse...

Ótimo post amer!
Ah o amor... quem sabe um dia né? =/

Mas Amer, qual o problema com Squall e Rinoa???? É o meu casal FF favorito! xD
Ah, e Aerith e Zack são um ótimo casal também! A mimada e o superconfiante! xD

Nó mais, acho que só faltou uns casais de Megaten/Persona xD

lilycarroll disse...

Artigo absurdamente fofo e adoravel.E eu nunca esperei usar esses adjetivos aqui.

Tb nunca entendi pq raios o publico, no geral, não tem o mesmo carinho pelo FF9. Os personagens e as idas e vindas da historia são mais cativantes e divertidas que a babação do FF8. E não esqueça outro caso de amor bonitinho do game: Freya e Fratley!

E ainda preciso jogar Shadow of the colossus...

L.M.Feroz!!! disse...

Sensacional !!

Uma excelente matéria, com um humor unico.

Bom os casais da matéria foram bem escolhidos...

Mas falta o Crono e a Marle ( O Crono não fala então...)

Leon e Ada,Clair e Ashley xD.

Enfim, adoro esse tipo de matéria

OBS:Ri muito do Cloud e Tifa transaram em Final Fantasy VII.
.

Rafael Sampaio disse...

Ótimo artigo Amer.

E só para avisar,Hana e Rain não foi o primeiro casal gay da historia dos games

Foi Tetsuya Seou e Jun Kurosu de Persona 2:Innocent Sin

Rafael Sampaio disse...

E já que toquei no assunto,alguém sabe onde eu acho a .iso dos personas do PsOne?

Xander disse...

Ei, o que houve com o "outroblogdohammer"?

WeSs disse...

dae Amer sou Weslley to começando um blog e queria que me ajuda-se e desse algumas sugestões
me add no msn
atleticoparanaensi@hotmail.com

WeSs disse...

Ah e por fala nisso ótimo blog

Nappa_ disse...

E aí rola fazer review de Busca Implacável? Tem conteúdo para um post?

Cabeça Feminina disse...

Achei seu blog mt interessant e estou seguindo-o!

qnd tiver um tempinho, de uma passadinha no meu?


bjooos

http://cabecafeminina.blogspot.com/

leco disse...

hahhaa,muito bom, a parte do mario e da peach foi a melhor chorei de rir....

Matthew disse...

O Chris é másculo, bombado; combina com qualquer mulher. Ou homem. Ou animais. Plantas... Pedras?

Falando sério, fiquei impressionado que tenha uma insinuação de sexo em Final Fantasy. Sempre achei os diálogos infantis demais, e olha que eles ainda são bem maduros pro nível dos JRPGS...

Caetano disse...

muito bom o artigo, Amer.
eu só estranhei a primeira foto ser da Morrigan e do "Demétrio" e você não falar deles.
o.O

"bas" tudo bem.