quarta-feira, 13 de maio de 2009

Hokuto no Ken! O desenho mais macho que já saiu do Japão!


Ao contrário do que faço parecer as vezes, gosto muito de anime.

Comecei a gostar de animação Japonesa quando era bem pequeno, acompanhando o desenho velhusco do Astro Boy (na época chamado de "Menino Biônico") pela Rede Record e ampliei meu interesse com Rei Arthur e Zillion, além dos diversos desenhos que a Everest Vídeo lançava, como Baldios e Comando Dolbuch.

Ahhhh, bons tempos...

Como era bom ver esses desenhos com nudez feminina gratuita, violência, sangue e com a morte de personagens importantes.

Só que depois de uns tempos pra cá, os animes ficaram... gays...

Veja bem... como o país que produziu Devil Man e Makai Tenshou pode permitir o lançamento de coisas bichas como Gundam Wing e Escaflowne? Onde está a masculinidade, a hombridade e a testosterona do Japão?

Eu respondo: Hokuto no Ken tomou!

Aliás, a série é conhecida no Ocidente como "Fist of the Northstar" ou "O Guerreiro da Estrela Polar." Tenho certeza que você já ouviu falar dela, pelo menos de longe.

Eu já contei essa história antes e voltarei a contar: nos anos 80, uma dupla de artistas Japas resolveram criar o mangá mais macho e todos os tempos. No caso, eram o roteirista Buronson e o desenhista Tetsuo Hara e o resultado da união de seus poderes foi Hokuto no Ken.

Aliás, quero atentar para um detalhe: "Buronson" é um pseudônimo provavelmente inspirado em um dos machos supremos do cinema, Charles Bronson. O desenhista inclusive se parece com uma versão Nipônica do astro de Desejo de Matar.

Consegue imaginar o quanto de macheza os autores injetaram em sua série? Hokuto no Ken sugou toda a testosterona do Japão e é por isso que hoje em dia só temos mangas cheios de bicholas que lutam pelo amor e a amizade.

Ou as séries pedófilas do Clamp.

E assim sendo, gostaria de falar um pouco desta série para vocês e ver se consigo fazer com que larguem os mangas de bosta que estão lendo no momento para se dedicarem a uma história para machos de verdade.

Aliás o artigo de hoje conterá spoilers, mas que se foda! Macho que é macho não liga pra spoiler!

WAAAA-TCHAAAAAAAAAAAAA!!!



Hokuto no Ken narra a história de Kenshiro.

Nosso herói foi treinado na arte sagrada do Hokuto Shin Ken, um estilo de arte marcial que foca em atingir os pontos vitais do corpo humano. Não apenas isso, mas o usuário libera sua energia no oponente e faz com que seus pontos vitais entrem em colapso.

E é aí que o sujeito explode.

Sim, os vilões de Hokuto no Ken explodem.

Em pedaços.

Com jatos de sangue jorrando.

E seus órgãos e músculos ficam espalhados pelo chão após a luta.

É uma coisa linda demais de se ver! Cai até uma lágrima quando penso nisso.

Pois bem, o cenário em que se passa esta história é no mundo pós guerra nuclear. Antes mesmo o primeiro episódio, a Terceira Guerra Mundial rolou a la Mad Max e a humanidade foi pro saco.

Como sempre acontece nesses casos, as prioridades se tornaram comida, água e gasolina e os mais fracos pagam o pato nas mãos das inúmeras gangues de punks que infestam o planeta. Lembremos sempre que a série foi produzida nos anos 80 e punks eram a maior ameaça que alguém podia conceber nesta época.

Enfim, Kenshiro viaja pelo mundo, levando justiça para os locais onde ela não existe e transformando punks e bandidos em sarapatel.

Legal, heim?

E imagino que alguns de vocês acharam o Kenshiro familiar. Não é toa pois...



... vocês já jogaram o game dele no Mega Drive.

Sim, Last Battle nada mais é que Hokuto no Ken com os nomes de personagens trocados. O game segue a segunda fase da série, onde Kenshiro não mais procura sua mulher e um vilão quer procriar com a ex-amiga mirim do herói.

Mas estou me adiantando. A história de Kenshiro não se resume unicamente a sair por aí massacrando refugos de Mad Max, há todo um contexto em que isso acontece.

Pois bem, vamos a ele.

Kenshiro é o sucessor escolhido do templo do Hokuto Shin Ken e também acabou se apaixonando por Yuria, a garota escolhida para ser a senhora do Cruzeiro do Sul.



Esta é Yuria.

Que moça linda, não é mesmo? Bem diferente daquele bando de meninas com personalidades e aparências intercambiáveis que vemos nos animes de hoje!

Pelo amor de Benji, que há de errado com as fêmeas de animação japonesa nos dias atuais? Não, sério! Olhe bem pra Yuria e depois me olhe pra qualquer personagem de Eureka Seven! Admita que as meninas do desenho moderno parecem uma pilha de diarréia onde alguém vomitou, quando comparadas a uma mulher desenhada linda de verdade.

E Yuria é morena! Você sabe o quanto uma morena é rara em um universo onde as mulheres insistem em usar cabelos com todas as cores do arco íris?

MALDITOS CABELOS DE MANGA!!!

Enfim, Yuria é a senhora do Cruzeiro do Sul, que por sua vez é o estilo de arte marcial rival do Hokuto Shin Ken. Os alunos de ambos os templos se conheciam e conviviam juntos e o melhor amigo de Kenshiro era um dos mais competentes guerreiros do Cruzeiro do Sul.



Shin, que poderia muito bem ser um membro do Iron Maiden.

Enfim, Shin era a fim de Yuria, mas a moça só tinha olhos para Kenshiro e quem pode culpá-la? O sujeito é a cara do Stallone, qualquer mulher com um mínimo de bom gosto ficaria apaixonada por ele.

Mas Shin não aceitava o fato de Yuria preferir os filmes de Stallone aos do Michael Dudikoff e resolveu encerrar a amizade com Kenshiro.

Como, você pergunta?



Fazendo sete furos em seu peito, representando a constelação da Ursa Maior, que é o símbolo da escola do Hokuto Shin Ken.

Yuria não aguentou ver seu querido sósia do Rocky sendo torturado e topou virar a mulher do Shin, se isso significasse que Kenshiro seria deixado em paz.

Shin topou, faturou a moça e largou Kenshiro para morrer no meio do deserto.

Mas não teriamos tido uma série se Kenshiro tivesse se entregado, não senhor! Nosso herói perseverou, treinou por um ano e se tornou a máquina de matar suprema da terra pós apocalipse.

E fez amizade com duas crianças.



Em uma de suas andanças pela "Wasteland", Kenshiro conheceu Bat e Lin, um casal de órfãos que tenta sobreviver em uma terra semi devastada da melhor maneira que pode.

Ou seja, sem o Kenshiro por perto eles teriam virado pasta de amendoim há muito tempo.

A personalidade das crianças é bem aquilo que se pode esperar: Bat é desbocado e impulsivo, mas tem um bom coração e cuida de seus amigos, enquanto Lin é um doce de menina que sempre cativa a todos, principalmente por ser uma criança muito otimista em meio a toda desgraça que existe no mundo.

Diferente das crianças típicas de anime, que só servem pra encher o saco e servir para tarados fazerem hentais cheios de Lolicon, as crianças de Hokuto No Ken são extremamente gostáveis e nunca bancam as crianças prodígio.

A única vez que salvaram Kenshiro, foi quando arrastaram seu corpo ferido para a cidade onde estavam e cuidaram dele. Nenhuma delas desenvolveu o Sétimo Sentado e lutou com um vilão para salvar o amigo.

Admita, vocês também odeiam crianças prodígio. Podem falar a verdade.

Enfim, Kenshiro volta de seu treinamento, faz amizade com as crianças e sai por aí batendo em bandidos, para reencontrar Shin e reaver sua garota.

E assim ele o faz. Kenshiro espanca o Shin... mas não consegue sua garota de volta, pois ela se matou ao ficar de saco cheio das investidas sem graça do Shin.

Sem a mulher, sem o ex-melhor amigo (que morre no duelo com Kenshiro) e sem mais nada o que fazer, nosso herói se torna ainda mais sisudo e sai por aí com seus amigos enfantes, despedaçando maus e partindo corações das moçoilas.

Bom, pelo menos de uma que ele encontrou eventualmente.

Um belo dia, Kenshiro descobre que tem um fascínora com sete marcas no peito fazendo merda por aí e se passando por ele.

OH!!! A INFÂMIA!!!


Nosso herói consegue esta informação com um outro mestre do Cruzeiro o Sul com quem acaba forjando uma grande amizade: Rei.


Rei é um mestre do Nanto Suichoken, estilo que permite a ele fatiar os inimigos como se seus dedos fossem facas Ginzu.

Ou seja, depois que Rei entra em cena, não vemos pilantras meramente sendo explodidos, mas os vemos sendo transformados em cubos e fatias também, como se fossem feitos do mais fino presunto.

E se metade de vocês daqui em diante passar a pensar em punks mortos toda vez que comer presunto, considerarei minha missão cumprida.

E aliás, Rei não apenas é um mestre poderoso, como também exibe um dos mullets mais invejáveis que tive o prazer de conhecer através de um desenho animado. Eddie Guerrero ficaria orgulhoso.

Pois bem, o fascínora em questão é Jagi.



Jagi era um dos irmãos de criação de Kenshiro e tomou um cacete federal do nosso herói. Graças a isso ele ficou deformado, com bronquite e muito mau humorado, passando a usar seu poder para foder com a vida dos outros.

De fato, foi Jagi quem convenceu Shin a espancar Kenshiro e roubar sua mulher.

Que filho de um cão!

O que acontece depois é esperado, Kenshiro reencontra Jagi e espalha suas tripas pelo chão, mas não antes de descobrir que seus dois outros irmãos de criação ainda estão vivos, saltitantes e serelepes, e que nosso herói precisa lutar com eles, pois essa é a lei.

Veja você, quando um sucessor do Hokuto Shin Ken é escolhido, todos os outros praticantes daquela geração precisam ter o conhecimento "selado" dentro deles para que nunca mais possam praticá-la. É uma arte de um mestre só e aqueles que se opuserem a esta lei devem morrer.

Então, Kenshiro deve encontrar seus irmãos Toki e Raoh e convencê-los a largar os maus hábitos de usar sua técnica, por bem ou por mal.

Mas Kenshiro é o super sangue bom e resolve se reencontrar com seus irmãos por outros motivos que não sejam seguir a tradição escrita por velhos repelentes que morreram antes dele nascer.

E o primeiro que ele procura é Toki.



Entre os três irmãos de criação o Hokuto Shin Ken, Toki é o do meio. Ele desenvolveu uma variante própria do estilo de luta e não o usa para ferir as pessoas, mas sim para curar os enfermos da terra devastada.

E sim, ele se parece um bocado com Jesus. Se Jesus fosse tão bombado e capaz de soltar feixes de energia como Toki, aposto que a Bíblia teria tido um final completamente diferente.

Não se deixe enganar pela aparência plácida de Toki, pois ele é macho pra caralho. Quando as bombas nucleares começaram a cair, as portas do abrigo anti bombas do templo onde ele e Kenshiro viviam não fechavam e a solução de Toki foi ficar do lado de fora segurando a porta com as mãos pra não deixar a radiação entrar.

Claro, ele contraiu câncer com este procedimento, mas macho de verdade não liga para essas coisas.

E após reencontrar Toki, Kenshiro decide ir com ele atrás do último irmão de criação, que se tornou um general que planeja conquistar toda a extensão do continente devastado com seu exército titânico.



Este seria Raoh, que é tão forte que eliminou um exército inimigo inteiro com um movimento de mão apenas.

Sem brincadeira. E causou uma sujeira e um excesso monumental de vísceras espalhadas pelo chão quando fez isso.

Kenshiro eventualmente entra em atrito com Raoh e temos brigas monumentais e violentas que reformam a geografia já detonada do continente.

E as aventuras prosseguem depois disso.



Nosso herói conhece Shu, o mestre cego de Nanto Hakuroken...



... Souther, um vilão pisante de criancinhas (literalmente) que é imune às técnicas de Kenshiro...



... e muitos outros (representados aqui pelos mesmos personagens que já falei ao longo do texto, exceto o cara do meio, que só aparece na segunda temporada da série)!

Enfim, eu só quis dar uma palhinha da série, para ver se consigo atiçar a curiosidade de vocês para conhecê-la.

Mesmo hoje, quase trinta anos após sua criação, hokuto No Ken permanece como uma das séries mais populares a terem passado pelas páginas da semanal Shonen Jump. De fato, a saga de Kenshiro permanece como a sétima mais vendida na história da empresa.

Prova disso são os inúmeros produtos que são lançados com a carranca o herói estampada neles até hoje, como por exemplo:



Games de luta que copiam a engine de Guilty Gear.


Bonecos ultra detalhados e tão caros que fariam nossas namoradas nos largarem assim que os vissem em nossas estantes!



Uma série de longa metragens que reconta a história da série com animação de alta qualidade e muitos pontos imbecis do roteiro original re-escritos para não mais ofenderem nossa inteligência.



Cartões de créditos tão machos que são aceitos em qualquer lugar e afugentam ladrões!!!

Entre outras coisas que não encontrei imagens para colocar aqui.



E isso é tudo que tenho a dizer por enquanto.

Falando sério, Hokuto no Ken é uma das séries de ação mais bem escritas já produzidas no Japão. Os personagens são carismáticos, o enredo não é cheio de furos como estamos acostumados a ver no gênero e as sequências de ação não são aquelas tediosas repetições de frames que vemos em Cavaleiros do Zodíaco (só pra dar um exemplo claro).

Qualquer fã de manga e anime de respeito deveria ler Hokuto No Ken. O manga pode ser encontrado com certa facilidade em Inglês pela net e os longas recentes que recontam a história também. Coloque os dedos para trabalhar que você encontra.

Ou encha o saco dos Fansubbers nacionais. Já demorou muito para esses novos longas de Kenshiro e Cia chegarem ao Brasil.

E por hoje eu fico por aqui. Fique agora com uma imagem do Kenshiro andando a cavalo.



E no fim de semana volto com um artigo completamente imbecil.

Cheers!!!

53 comentários:

Henrique de Matos disse...

FIRST! \o/

Marco Antonio disse...

Eu não conhecia, mas vou querer conhecer!

Mas na verdade, MESMO eu queria ter dedos de faca Ginzu. Facas demoniacas que cortam tudo. Para o inferno com garras de Adamantiun, facas Ginzu é o que há.

Zigga disse...

AAAAAAH, HOKUTO NO KEN! *-*
Meu 2º anime de porrada favorito. Só perde pra JoJo's Bizarre Adventure e todo o seu loosho e seduçaum.

Na minha época de GuiltyGearfag eu comecei a procurar sobre essa série. Me recomendaram (provavelmente me trollaram) o filme live-action, e depois de ler o título achei que tinha alguma coisa a ver com o Estrela Polar. Eu sei, é fail a lot. Vi o filme, achei nhé mas resolvi continuar a ver. Vi a primeira versão do anime e achei meio WTF, por causa de alguns furos de roteiro e personagens unidimensionais. Mas aí eu vi a versão reloaded e tentei me focar mais no que era bom na série: o carisma dos personagens e a PORRADA. Aí eu me apaixonei de vez e ela revolucionou meus conceitos de cópia de carbono, porrada desenfreada, personagens legais que dá vontade de usar como avatar no seu msn, crianças de mentirinha que não são Mary Sues e fez com que meu conceito de beleza masculina desse um giro de 90º. É, 90, eu ainda acho bishonens bonitinhos... Nada é perfeito.

Belo post, Amer.
PS: Meias Vivariana são o que há. Nem uma faca GinSu (com S, meu filho) corta aquelas meias, é.

Zigga disse...

AAAHM, sim. Eu quero as botas do Kenshiro. Tipo assim, AGORA. Acho elas super dignas.

Wallace "Wakko" Morais disse...

Até me sinto mais macho agora...ninguém ta afim de uma briga?

Amer H. disse...

WAAAA-TCHAAAAAAAAA!!!!!

Filipe Andrade - [Spow] disse...

Amer, você come carne?

Amer H disse...

Sim, adoro o sabor a morte.

Scariel disse...

Comecei a ler Hokuto no Ken por causa do Amer,mas não por esse artigo foi em um mais antigo...
Gostei muito!
Amer, existe remake da série ou só OVAs e filmes novos?
Pq dei uma procurada e só encontrei a série antiga de 80.

Amer H disse...

Então, os longas que tem sido lançados recentemente são um remake da história principal e da série animada antiga.

Eles são muito mais fiéis ao manga original do que a série dos anos 80, embora tenha alguns acréscimos de personagens e acontecimentos para dar uma tridimensionalidade maior a certos momentos da história.

Estes filmes geralmente possuem subtítulos como Raoh Gaiden e Yuria Gaiden, para mostrar em quais personagens seus enredos se focam.

É meio difícil encontrá-los com boa imagem e legendas, mas garimpando um pouco você consegue.

Marcos disse...

Manga do hokuto em portuques http://www.4shared.com/dir/3962528/159574a6/sharing.html serie e filmes http://www.animetengoku.com/tracker/index.php?keyword=hokuto tem que se cadastrar e usar torrent ou http://meikaianimes.net/index.php?mod=search nesse não precisa se cadastrar

Pedro disse...

FINALMENTE SOMOS ABENÇOADOS COM UM ARTIGO DE HOKUTO NO KEN!!

Minha cabeça acaba de explodir! Já faz um bom tempo que li o manga, por influência de menções em outros artigos diversos aqui no blog, e é a melhor coisa que o Japão já fez, pelo menos dentre as não-tantas-assim que eu vi.

A fascinação foi tamanha que por meses as pessoas viam Kenshiro dando um soco em sua direção e quase tinham aneurismas por isso, toda vez que eu entrava no MSN.

E sei que o comentário acima já exibe os ditos links, mas me sinto na obrigação de também contribuir com um:

http://cid-077469b2405e9a24.skydrive.live.com/browse.aspx/Hokuto%20no%20Ken%20Mang%C3%A1

Fiz upload dos capítulos do manga, na ordem. Rejoice!

OMAE WA MOU SHINDEIRU

Vinicius disse...

WOW Hokuto no Ken eu imaginava que uma hora ia sair um artigo dedicado a Hokuto no Ken... depois de tantas "homenagens" a série nos seus artigos...
E para o senhor Amer que adora o sabor da morte por que o senhor não experimenta ler 20Th Century Boys do Urasawa Naoki é um manga tão incrivelmente bom que vc chega a ter vontade de arrancar suas tripas de tanta ansiedade de Descobrir a verdadeira identidade do "Amigo"

Se algum dia vc estiver livre tente ler pelo menos os capitulos iniciais eles já bastam pra fazer o senhor Amer pirar

Leandro disse...

Sei lá, eu leio o mangá em português pelo grupo si~lence, que já traduziu todos os volumes. O mangá anima bastante, mas já o animê, decepiciona. Não jogo tantas pedras porque afinal na época que o anime foi produzido não existia tanta tecnologia pra deixá-lo melhorzinho. O que me incomoda nesse mangá/anime é propriamente o design dos personagens. Sempre que aparecer um MONSTRO bombado, pode ter certeza que o Kenshiro ou qualquer outro lutador vai matá-lo. Não digo que não gosto de Hokuto No Ken, pelo contrário, sou megafã do mangá, só não gosto muito desse e de outros esteriótipos que o mangá tem.

guilherme.kinni disse...

Eu li o mangá inteiro em dois dias depois me interessar po ele devido a algumas coisas que vi por aqui, e é realmente foda.

Pedro: Hokuto no Ken é realmente muito bom, mas não acho que chega a ser a melhor coisa que veio do japão, temos por exemplo Lobo Solitário e...

http://asianspace.blogspot.com/search/label/Studio%20Ghibli

Amer: Eu sou um grande fã dos mangás da Clamp, especialmente Tsubasa Chronicles e xxxHolic (já que as histórias são interligadas)
Que eu considero dois dos melhores mangás da atualidade, e até da história.
Um mangá que eu queria ler é Monster. Mas ainda não encontrei um bom lugar.
Além disso, Amer você poderia fazer um artigo falando sobre Hayao Miyazaki.

Já disseram isso antes, mas e daí?
Omai ea mou shindeiru.

Caio C. Kapps disse...

muito bom hammer, ah e vc viu DBZ?
vc axo o filme bom?

Scariel disse...

Obrigado por esclarecer as dúvidas, Amer.
O mangá eu até ja havia encontrado mais apesar de muito bem desenhado eu não consigo entender muito as cenas de lutas, por isso procurei o anime mas não sabia desses filmes e tal.

Avalanche(Lance) disse...

Be, eu lia o mangá e ele tem em português sim.

Ta la no blog "tudofree", o anime que ue nunca vi.

Portella disse...

Bem, antes de mais nada, OMAE WA MOU SHINDEIRU.

Hokuto no Ken entrou em minha vida há um tempo atrás, e dela nunca mais saiu. Todo o altruismo de Kenshiro, e sua capacidade de explodir cabeças, seja de punks ou de velhas gigantes malvadas, me encantou. Além de Toki, que eu sempre o imaginei também como Jesus, e Raoh, com suas carrancas medonhas e mãos gigantes.

Amigos meus ficaram me ouvindo falar sobre a bondade de Kenshiro, Rei e Bart durante um bom tempinho.

Well, só acrescentando que esperei esse artigo desde o ano passado, quando fomos avisados que o primeiro artigo do ano iria explodir nossas cabeças (eu sei que ninguém fará isso, mas podem conferir, comentei no post do Cartoon All-star to the Rescue), e agora que o li, me sinto feliz.

E a propósito, tenho um boneco do Kenshiro aqui em minha escrivaninha, e é um dos meus xodós.

Avalanche(Lance) disse...

Ahh Amer e amigos XD


Viram que a minha musa, a Lince Negra está numa campanha para ajudar os pacientes de Hemofilia?

Katchiannya disse...

Amer, o artigo ficou muito bacana, embora confesse que o anime atual que vc mencionou no final do artigo tenha me despertado mais o interesse, especialmente depois do acréscimo sobre ele que vc fez aqui nos comments.

Vai entrar para a minha lista de coisas a procurar.

Entonces...

Apesar dos pesares, eu acho que ainda existem coisas inteligentes que vêm da terra do sol nascente.

E coisas machas e sanguinolentas o suficiente para agradar sua sede de sangue (e com boas histórias).

Nesse quesito de sangue, tripas e etc, eu gosto bastante de Berserk e de Hellsing.

Não tão sangrento, mas bem inteligente e elaborado, eu recomendo Fullmetal Alchemist.

E tenho que concordar com o Guilherme em duas coisas:

(1) Vocês precisam ler MONSTER! Eu estou pirando com esse mangá, a história vai ficando cada vez mais complexa e intricada, os personagens são tridimencionais, o suspense é fantastico e tudo absolutamente verossímel, sem nenhum elemento sobrenatural, o que torna mais terrível a situação.

Link para MONSTER (completo, mas em inglês):

http://www.thespectrum.net/manga_scans/?preview=manga_Monster

(2) Lobo Solitário é uma das melhores coisas que já saiu em mangá no Brasil (na verdade, acho que no Japão também) É indescritível. Do volume 01 ao 17, vc lê e fala: é sensacional. Do 17 para frente, entra em outro nível que não consegui nem encontrar palavras para descrever. Mas, é de longe uma das melhores coisas que eu li, seja quadrinhos, mangás ou livros.

Sobre o Clamp.

Eu gosto do Clamp, inclusive tenho um site - o Mahou Gakkou Amasterasu - que tem uma seção dedicada a elas com a listagem de todas as obras do "Clube das Loucas Alucinadas Malucas e Perversas" (pq elas adoram torturar os leitores - na verdade, todo escritor é um pouco sádico)

Entretando, tenho que concordar com o Amer que tem alguns traços de pedofilia na obra delas que me incomodam (muito), como, por exemplo, a relação da Rika com o professor dela em Sakura Card Captors.

Uma garotinha de 10 anos amar o professor é fofo, mas ser correspondida e ainda ganhar um anel de noivado dele é meio freak.

Abrindo um parentesis para dizer que, apesar disso, eu adoro Sakura, principalmente por ser uma metáfora da passagem da infância para a adolescencia.

Mas elas tem altos e baixos (mais baixos do que os fãs admitem), especialmente se considerarmos a quantidade absurda de séries que elas já lançaram.

Sobre Tsubasa, me responde uma coisa, Gulherme, vc só leu as edições da JBC ou acompanha pela net?

Eu leio no Onemanga e vou te falar, tinha tudo para ser a obra prima delas, mas caiu no mesmo erro da Marvel e da DC quando se aventuram em mega-sagas...Ultimamente eu ando lendo TRC por inércia, do tipo, agora que comecei, vou terminar, pq realmente desanimei com a meiuca enrolada da história.

Prefiro xXxHollic, a Yuuko e o Watanuki são carismáticos, além do que não é fácil equilibrar horror e comédia, e elas conseguem.

Mas, das coisas que elas escreveram, tem um "lado B" delas que é lindo, o Shirahime-Syo, a história da deusa da neve.

Desculpa qq coisa aí. É que eu sou meio "chata", posso ser muito fã de alguém ou alguma coisa, mas nem por isso fecho os olhos para as escorregadelas...

Beijos a todos.

ps- eu PRECISO ver Star Trek. Está todo mundo falando bem do filme, inclusive a comunidade trekker em peso (para calar a boca de fãs mais radicais, o filme deve ser bom mesmo)

Amer H. disse...

Bom que você se interessou pelos longas mais recentes, Katchy.

Recomendo a todos que procurem o manga (este é atemporal), ou os longas lançados recentemente.

A série animada dos anos 80 envelheceu muito mal e tem muito filler, além de terem diminuido muito a violência.

Amer H. disse...

E que história é essa da Lince Negra e a hemofilia, Lance?

Vicente Cardoso disse...

Amer, perdoe-me pelo linguajar um tanto quanto grosseiro e indelicado, mas...

PUTA QUE PARIU, que tópico FODA!!! :D

Grande Hokuto no Ken! O melhor mangá de porrada de todos os tempos, sem dúvida alguma.

Agora que o blog apresentou o panorama geral da série, você pretende resenhar os longas animados? Ou o tosquíssimo live-action americano, seguindo a tradição de Riki-Oh ou Robo Vampire? Já começo a ter ataques de riso só em imaginar você descrevendo a "titânica" luta entre Kenshiro e Shin. :D

Olha, eu volto pra comentar mais, viu?

HOKUTO! HYAKURETSUKEN!
ATATATATATATATATATATATA!!!!

biatrizi disse...

lendo seu blog mais resente batel uma revouta e um odio pelas progamaçoes infanti da atualidade.
enguanto si passarepetisois na sbt de naruto e na globo yu gi oh zx ou sei la o q um desenho tao gay q faiz o bob sponja pareser macho perto dos personagens principais ,aliais o desenho etao sem nosao q parese q
seus mostro reamente sairam de bob sponja ,
enguanto a tv poderia ta passando animes legais como o propio guerrero da estrela polar , dragonball z a saga de ceu ,yu yu hakusho,samurai x i ate mesmo o velho fray.
porem nao estou revindicando em causa propia porq eu posso baixar pela net , mais i as pessoas q nao pode ?
agora essa e pra revoutar a aguns anos a globo comersou apassa dragonball a saga de ceu eu nao tinha aconpanho ela toda i queria ver a saga de friza , os meus colegas que a muito tempo nao falava de desenhos so de academia i vodik comersaro a comentar e eu voutei afalar de animes em publico, poren no cliamaxis da seri simplismente tiraro no climaxis da seri eu nau tinha net fiquei louco jurei difamar xuxa pelo resto da vida. cleio q tudos os amantes d animes pesao como eu i eu deicho meu foto de protesto.

Avalanche(Lance) disse...

Kitty em causa Nobre:

Kitty Pryde, a musa pré-adolescente dos leitores de X-Men, vai servir a uma causa nobre. Douglas E. Sherwood, editor da Oni Press, resolveu convidar todos os ilustradores e quadrinistas que conhece para levantar fundos para o Centro de Tratamento de Hemofilia da Oregon Healh & Science University, em Portland, EUA.

O resultado é uma série de desenhos inéditos com a famosa personagem, que foram a exibição semana passada em Portland na comics shops Floating World Comics. Mais de 70 artistas - incluindo nomes como Bryan Lee O'Malley, Farel Dalrymple, Corey Lewis, Vasilis Lolos e Jeffrey Brown - contribuíram com ilustrações.

Matéria completa: http://www.omelete.com.br/quad/100019703/X_Men.aspx

O dinheiro arrecadado com a venda dos desenhos, vai ser doado pelo Sherwood ao Centro de Tratamento.

Link pros desenhos: http://fullofpryde.blogspot.com/

Amer H. disse...

Vicente, pra começo de conversa, adoro essa sua imagem da Ravena que você tá usando de foto.

E sim, pretendo fazer um review do filme com Gary Daniels! Adoro aquela porcaria abominável.

Eu juro!

E se tudo correr bem, quero fazer review do filme Coreano de Hokuto no Ken também.

Só peço paciência, pois como já expliquei, fazer estes reviews demora muito e eu ando um bocado sem tempo.

Mas eles virão, não tema.

Biatrizi... hããã... obrigado pelo comentário, mas não entendi nada do que você escreveu.

Tecla mais devagar e prestando atenção pra escrever corretamente, que todos ficaremos mais felizes.

guilherme.kinni disse...

Katchiannya: Eu não concordo muito com você a respeito de Tsubasa (leio no onemanga também), apenas acho que é uma história extremamente complexa, mas essa complexidade é necessária para ligar satisfatoriamente as duas séries, incluindo por exemplo o desejo da Yuuko.
E os personagens são mesmo carismáticos.

Maxynation disse...

O mangá em português está disponível pelo Silensce, e o nime é falcilmente encontrado em português também. Incluindo o remake.

E realmente, HNK é o mangá/anime mais foda que existe. É da época que protagonista não tinha que ser magrinho e ter voz fina pra agradar o público feminino.

Ps: Queria um cartão de crédito desses.

Wild_Rikky disse...

Poutz
Até o cavalo do Kenshiro é macho pra cacete

Kenshiro deveria estar na lista dos caras com quem você não gostaria de se meter

Zé Abrão disse...

realmente, Cavaleiros do Zodíaco não só era repetitivo como era muito homossexual, principalmente se comparado a isso.

dewes disse...

Eu já ia perguntar de onde surgiu essas imagens com qualidade excelente, mas mais pro fim tu explicou que tem filmes com qualidade excelente.

Eu vi até o fim da primeira parte do anime, e li alguns dos mangas, a detalhes diferentes entre o manga e o anime. Como por exemplo onde ele conheceu as duas crianças e como. Mas enfim, é uma excelente história, e eu curto muito a musica da primeira abertura do anime.

http://www.youtube.com/watch?v=n371zCCYpts olhem ai! You wa shock!!!

joão disse...

Sempre gostei de hokuto no ken, pena que o enredo esteja "batido" e não faça muito sentido hoje.
totalmente Mad Max 2 hehe
Mesmo assim é muito superior a maioria dos desenhos nipônicos atuais.
Agora o personagem mais macho que eu achava quando era pequeno (não conhecia hokuto nessa epóca) era o gooseman dos galaxy rangers.
Ele é a cara do Clint Eastwood, principalmente de perfil na abertura.

joão disse...

EDIT: o enredo talvez não faça sentido para a molecada de hoje.
Talvez nem saibam o que é um Punk.

Rafael disse...

A primeira vez que ouvi falar desse jogo foi que eu comprei um cd de psone e dentro veio errado era "double dragon 3000" e em japonês
jogava mesmo sem nem saber onde era o save e o load mas era foda e tenho preguiça de ler HNK muito grande(mas leio one piece-560+capitulos Xp)

Katchiannya disse...

Gui (posso te chamar de Gui?), eu também acho os personagens de Tsubasa muito carismáticos, todos eles... Bem, o Fei Wong nem tanto...

O que me desanimou um pouco foi a passagem entre a saga da Toquio (com direito aos Dragões da Terra e Dragões Celestiais *___*) até o momento em que Syaoran-R volta para o reino de Clow e descobrimos a relação dele com o Watanuki.

Tem alguns momentos de empolgar, como por exemplo a cena em que o Kurogane e a Tomoyo compartilham aquele juramento.

Mas eu fico com a impressão que elas poderiam ter enxugado mais...

Ainda estou achando morno, mas aguardando para ver o que vai acontencer.

Só não fica bravo comigo. ^^

Sou uma pessoa absurdamente chata às vezes.

E, bem, eu achava que Watchmen ia ser uma merda, não levava fé em Star Trek, no caso do primeiro, quebrei bonito a cara, no caso do segundo, creio que vou pelo mesmo caminho.

Enfim, espero que com Tsubasa aconteça o mesmo. Espero quebrar a cara e poder compartilhar com vc, no fim de tudo, o comentário de que TRC é PHODA.

bjs

AntiVida disse...

Vou baixar essa merda pra ver como é.

Michel de Oliveira disse...

Eu só queria ver o Amer falando de Code Geass,a antítese desse anime aí. Nunca vi nada mais gay num anime até hoje(não, não assisto yaoi).

No começo você até acha que o troço é bom porque o protagonista tem o poder de fazer qualquer um obedecer a qualquer vontade dele. Sim, você pode fazer aquela sua prima gostosa trepar com você alegremente. Pode até mandar todo mundo dar um tiro na boca!!! Mas degringola num roteiro mal escrito de dar dó...

Seria engraçado ver a reação do Amer ao assistí-lo.

Avalanche(Lance) disse...

Code Grees é gay?

A unica coisa que conheço de la é uma mina militar de regata chamada Revy.


E porra vc tem o poder do Homem-Purpura?

Faz que nem ele e chegue numa lanchonete e diga "Parem de respirar".

guilherme.kinni disse...

Katchiannya:"Enfim, espero que com Tsubasa aconteça o mesmo. Espero quebrar a cara e poder compartilhar com vc, no fim de tudo, o comentário de que TRC é PHODA."
Amém.

E álias, você percebeu que tivemos uma discussão amigável sobre tsubasa no blog do Amer! Que incrível.
Sim, pode me chamar de Gui.

Michel de Oliveira e Lance: Esse não era o poder do cara do preacher?
(Nunca li Code Geass)

disse...

E Berserk?

Heverton disse...

ahahahaha nunca vi uma enquete da semana com 1 resultado tão esmagador!

Avalanche(Lance) disse...

Mais ou menos, o cara do Preacher tem um poder da voz divina, ele precisa falar e o alvo precisa ouvir.

o Púrpura espalha ferômonios pelo ar e o alvo precisa aspirar ele, o alvo também perde a força de vontade e quer sevir o Púrpura, por isso mesmo sem ordem nenhum ele não ia ser atacado.

o do Code Geass eu não sei.

Euclydes disse...

Amer, que saudades,
desculpe ficar longe por tanto tempo (que bichice...) não vai dar para ler os comentários, mas fica aí meu parabéns: pelo artigo do Hokuto no Ken e pelo brilhante texto sobre as mamães...
abraços
até semana que vem, espero que dê pra comentar um pouco mais. beijos para todos!!!
fui!

Isabelle de lioncourt disse...

HAHAHAHA...desenho macho no japão o.O isso é novidade pra mim KKKKK...ótimo post Amer, olha num sou muito fã desse estilo, mas até q fiquei interessada agora! KKKKKKKKKKKKKKK

(((ATHOS))) disse...

Gostei mto Amer!!!!

leio sempre seu blog so que as vezes comentar e meio dificil aki pq eu tenho serios problemas no pc hoje tou comentando e te peço pra fazer uma analize dos desenhos dos anos 80 e 90 com os lixos de hoje ... e aproveitando manda um soco na pu** da sakura pra mim e manda as bichas da capcom fazer pra mim um street fighter SEM aquela vadia que eu odeio menina idiota tenteando imitar o ryu com um hadukem que nem mexe


Abração aew !!!!!11111

Sacola disse...

melhor anime
o manga e o anime ja tem em portugues no HnK fansubs

Pedro Paulo disse...

cara....já to no ep. 95 da 1ª série...
até fui pra um evento de anime esses tempos de cosplay de Kenshiro...mas faltou algo (musculos, talvez xD)

e tá aí um anime fodão... onde o cara não começa songa monga e vai ganhando habilidades...ele já é fodão do começo ao fim \o\

Sua Baunilha disse...

MUITO BOM!!


Além de me rachar de rir com a sua matéria, eu concordo em gênero, número e grau. Hokuto No Ken é do caralho!!

Wallace disse...

isto e desenho de verdade
que ve algo mais ou menos igual
só bebop e 20th Cetury boys
o resto e coisa de maricas !!!1

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

Hokuto no Ken, ÉPICO. todo cara macho que lê mangá tem que ler essa série.

Nan Pendragon disse...

Esse é blog do TPT?

Horácio Victor disse...

Nani